Informações Acadêmicas

Disciplinas da Escola de Medicina:

Nível I

Aproximação à Prática Médica  Horários e divisão dos alunos da tutoria para a APM  ATUALIZADO EM 22/03/2019

Nível III

Fundamentos em Pesquisa  ATUALIZADO EM 29/03/2019

Patologia Básica ATUALIZADO EM 22/05/2019

Trabalho Integrado em Saúde Local das aulas no Living 360

 

Nível V

Epidemiologia

Mente e Cérebro II   Divisão alunos  ATUALIZADO EM 27/02/2019

Neuropsicobiologia do Desenvolvimento e suas Patologias

Propedêutica Médica II Equipes Clínica Médica 670,680.690 Equipes Clínica Médica 346, 356, 378 Divisão Semiologia   ATUALIZADO EM 09/05/2019

Saúde Coletiva II ATUALIZADO EM 03/06/2019

Seminários em Morfologia Aplicada I  ATUALIZADO EM 26/03/2019

Nível VII

Clínica Cirúrgica  ATUALIZADO EM 16/05/2019

Clínica Médica ATUALIZADO EM 27/05/2019

Laboratório de Habilidades II  ATUALIZADO EM 01/03/2019

Saúde da Criança e do Adolescente ATUALIZADO EM 22/03/2019

Saúde da Mulher  Escala APG  Prática Alojamento Conjunto  Subdivisão das turmas  ATUALIZADO EM 22/02/2019

Seminário Integradores I ATUALIZADO EM 10/05/2019 Gabarito da Prova 

 

Regulamento de Atividades Complementares no Curso de Medicina

 

O Decano da Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais, e tendo presente a prévia aprovação pelo Colegiado em sessão 002/2019 de 11 de março de 2019, resolve consolidar as disposições sobre os procedimentos referentes às “Atividades Complementares” previstas no currículo do Curso de Medicina, como segue:
Art. 1º – Consideram-se “Atividades Complementares”, para os efeitos previstos pelas Diretrizes Curriculares do MEC e Resolução Normativa nº 01, de 18 de julho de 2002 da PUCRS, relativamente ao Curso de Medicina, currículo 3/305, aquelas que, guardando relação de conteúdo e forma com atividades de cunho acadêmico, representem instrumentos válidos para o aprimoramento da formação básica e profissional e/ou de seu aperfeiçoamento pessoal em proveito da primeira.
Art. 2º – Compete a Comissão Coordenadora de curso de Graduação a análise, julgamento, avaliação e validação das atividades complementares realizadas pelos alunos da Escola de Medicina, conforme Artigo 35 do Estatuto e Regimento Geral da PUCRS.
Art. 3º – Serão consideradas apenas as atividades que não fazem parte das disciplinas obrigatórias ou eletivas do currículo.
Art. 4º – Todas as atividades consideradas como complementares devem ser obrigatoriamente comprovadas. Os documentos que comprovam a referida atividade devem ser encaminhados através do sistema Moodle, de forma eletrônica, dentro do semestre em que o aluno realizar a atividade.
Art. 5º – O aluno deverá acumular 120 (cento e vinte) horas, ao longo do curso, em 4 ou mais diferentes modalidades de atividades complementares.
Art. 6° – As atividades complementares devem ser realizadas durante o período em que o aluno esteja regularmente matriculado no curso de graduação.
Art. 7° – As Atividades Complementares, bem como o número de horas computadas, estão listadas e enumeradas no APÊNDICE I.
Art. 8° – Este regulamento entra em vigor a partir desta data, revogando-se as disposições em contrário.

APÊNDICE I – DETALHAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Para adicionar suas atividades clique aqui. 

 

Contato:

Sec. Marcelo Pinto Feijó, fone (51) 3320-3015 (ramal 2254)

Sec. Luccas Persico, fone (51) 3320-3015 (ramal 2282)

  1. Frequência:

De acordo com a legislação em vigor, há limite de faltas aceito para cada disciplina em função de sua carga-horária, não devendo ser inferior a 75% das aulas dadas. Desta forma, solicitamos atenção quanto ao número de faltas tolerado, sob risco de não obter aprovação na disciplina.

Abono de faltas para casos especiais: na impossibilidade de atender a frequência mínima exigida em alguma das disciplinas, solicitamos ao aluno que entre em contato com a Secretaria do curso imediatamente.

– Por atestado médico: este deverá ser entregue na Secretaria para abono das faltas nos dias citados. Contudo, a apresentação de atestado médico abona somente as faltas do aluno, ficando a critério do professor a exigência de realização de prova ou elaboração de trabalho adicional e/ou qualquer outro tipo de atividade que tenha sido realizada nas aulas em que o aluno não compareceu. Ainda, provas não realizadas nas datas marcadas deverão observar o período de “prova substituição”, conforme programa de cada disciplina.

– Por participação em eventos (Congressos, Simpósios, etc.): o abono das faltas ficará a critério do professor responsável. No entanto, a apresentação do certificado de participação é condição para a análise do pedido.

– Atividades Extracurriculares: não serão abonadas faltas ou transferidas datas de provas em razão de colisões com a grade curricular da Escola de Medicina.

 

2. Justificativa de Falta:

Situações previstas em lei, que justificam ausência às aulas:

– Decreto-Lei 1.044/69 – dispõe sobre tratamento excepcional para os alunos portadores de afecções que indica.

– Lei 6.202/75 – amparo a gestação, parto ou puerpério.

– Decreto-Lei 715/69 – relativo à prestação do serviço militar.

– Lei 9.615/98 – participação do aluno em competições esportivas internacionais de cunho oficial representando o País.

– Lei 5.869/73 – convocação para audiência judicial.

– O Decreto-Lei 715/69 aplica-se somente sobre o serviço militar obrigatório, portanto não se aplica sobre profissionais de     carreira das Forças Armadas, Brigada Militar, etc.

– No Atestado Médico, além de conter o carimbo e a assinatura do médico, deve estar claro que o aluno esteve impossibilitado de comparecer à Faculdade por motivo de doença ou outra que exija afastamento superior a 15 dias ininterruptos de suas atividades. Atestado informando que o aluno somente esteve em consulta médica não justifica as faltas.

– Importante: Mesmo contemplando os itens descritos acima, não há abono de faltas. Como solicitar:

A entrega do requerimento deve ocorrer na Secretaria até cinco (5) dias úteis a contar da data final do afastamento, conforme documento comprobatório.

 

3. Ausência Autorizada:

O aluno pode afastar-se temporariamente da frequência às aulas e avaliações com base:

  • no Decreto-Lei 1.044/69 – dispõe sobre tratamento excepcional para alunos portadores de afecções que indica;
  • na Lei nº 6.202/75, que estende a realização de exercícios domiciliares às gestantes, a partir do 8º mês;
  • às mães adotivas em licença maternidade de acordo com a lei nº 10.412, de 15/04/2002, que alterou dispositivos da CLT, editando o art. 392-A, escalando períodos de licença de acordo com a idade da criança adotada;
  • e no Decreto-Lei 67.654/66, que regulamenta a Lei do Serviço Militar.

A Ausência Autorizada, uma vez concedida, aplica-se a todas as disciplinas às quais o aluno estiver vinculado. Nesses casos, a instituição deverá “atribuir a esses estudantes, como compensação da ausência às aulas, exercícios domiciliares com acompanhamento da escola, sempre que compatíveis com o seu estado de saúde e com as possibilidades do estabelecimento”. Durante o período de AA, não serão computadas faltas.

No entanto, ao final do semestre, se descontando o período de AA o aluno não foi frequente, será reprovado.

Como solicitar: 

A entrega do requerimento deve ocorrer na Secretaria até cinco (5) dias úteis a contar da data final do afastamento, conforme documento comprobatório.

No momento da solicitação o aluno receberá por e-mail o protocolo do pedido e, após, a análise do requerimento pelo Decano da Escola o aluno e os Professores relacionados no documento receberão as informações correspondentes à solicitação através do e-mail institucional (@pucrs.br).

 

4. Prova de Substituição (PS):

Entre Grau G1 e Grau G2: Será aplicada uma Prova de Substituição (PS), que inclui TODA matéria do semestre, entre o período de G1 e G2 para o aluno que não comparecer em alguma prova do G1 por algum dos seguintes motivos:

1- Atestado médico do dia da prova.

2- Falecimento de familiar de primeiro grau.

3- Certificado de apresentação de tema livre em evento (a simples participação no evento não se justifica).

 

5. Sistema de Avaliação:

– O aproveitamento escolar semestral do aluno em uma disciplina, denominado G1, é expresso por um grau de 0 (zero) a 10,0 (dez), com uma casa decimal (Art. 78 do Regimento Geral).

– Os graus são disponibilizados pelos professores no Sistema de Atas da PUCRS, podendo ser visualizados pelo aluno no endereço www.pucrs.br, em “Informações Acadêmico-administrativas do Aluno”.

 

6. Critérios de Registro do Aproveitamento

Grau G1: o aproveitamento escolar do aluno durante o semestre é registrado por um grau de (0) zero a (10) dez, com uma casa decimal, denominado G1.

Conforme regimento geral da PUCRS, o sistema de aprovação segue as seguintes normas:

Art. 79. – O aluno está aprovado na disciplina quando obtém grau G1 igual ou superior a 7,0 (sete) e frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária total da disciplina.

Parágrafo Único – O resultado do grau G1 deve ser divulgado para os alunos no prazo de até 2 (dois) dias úteis após a última aula da disciplina, prevista no calendário escolar da Universidade.

Art. 80. – O aluno que não atender ao requisito de grau, estabelecido no caput do artigo anterior, pode realizar uma prova final, em época prevista no calendário escolar, atribuindo-se lhe o grau G2, desde que o grau G1 seja igual ou superior a 4,0 (quatro). § 1º – A prova final deve abranger o programa de ensino da disciplina no semestre. § 2º – Entre a data de divulgação do grau G1 de cada disciplina e a data de realização da prova final, correspondente ao grau G2, deve decorrer um intervalo mínimo de 3 (três) dias úteis. § 3º – Após a prova final, correspondente ao grau G2, prevista no calendário escolar, não pode ser realizada nenhuma outra prova. § 4º – Durante o período entre a data de divulgação do grau G1 e a data de realização da prova final, correspondente ao grau G2, os professores, em seus horários de atividade na Universidade, devem permanecer à disposição dos alunos para orientações.

Art. 81. – O aluno está aprovado na disciplina quando obtiver média aritmética simples igual ou superior a 5,0 (cinco) entre os graus G1 e G2 e cumprir o requisito de frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária total da disciplina.

 

7. Outras informações relevantes

– É inadequado utilizar telefone celular durante as aulas. Assim, mantenha o seu aparelho desligado. Tal procedimento evita transtornos ao desenvolvimento da aula e caracteriza uma atitude de educação e respeito para com seus colegas e professores.

– Nos períodos de intervalo das aulas, pedimos que seja mantido o maior silêncio possível junto aos corredores, a fim de não prejudicar o andamento de outras aulas que estejam ocorrendo. Desta forma, serão evitados constrangimentos com professores e/ou alunos de outras turmas.

– Solicitações de recurso sobre questões de prova devem ser requeridas em até 5 (cinco) dias úteis após divulgação do gabarito.