Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Tecnopuc mobiliza ecossistema de inovação para demandas contra a Covid-19

O Parque abriu as portas de seus laboratórios e do IDEIA e articulou parceiros de diversas especialidades e distribuídos em diferentes locais

15/04/2020 - 15h09
tecnopuc

Foto: Divulgação

Integrando uma das cinco frentes de atuação da força tarefa que a PUCRS vem desenvolvendo relacionadas à pandemia da Covid-19, o Parque Científico e Tecnológico da Universidade (Tecnopuc) organizou uma operação que possibilitou mobilizar o ecossistema de inovação da Universidade, além de parceiros externos, atuando em rede e ativando novas conexões para soluções frente ao Coronavírus. Por meio da disponibilização dos seus laboratórios e do IDEIA, a sociedade gerou demandas e o Tecnopuc articulou a viabilização dos atendimentos. Até o momento, mais de 70 demandas foram inscritas, cerca de 20 instituições já foram atendidas e 13 estão em atendimento, somando solicitações de mais de 4 mil máscaras faciais, além de 14 solicitações de apoio ao desenvolvimento de produtos.

Esse movimento envolve atualmente uma equipe multidisciplinar formada por professores, técnicos, pesquisadores e empresas. A operação é coordenada por Jorge Audy, Superintendente de Inovação e Desenvolvimento da PUCRS, Eduardo Giugliani, gestor do Centro de Apoio do Desenvolvimento Científico e Tecnológico da PUCRS (Ideia) ligado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESQ), e Saulo Bornhorst, Diretor Técnico do Hospital São Lucas da PUCRS (HSL). A coordenação das demandas dos laboratórios é realizada pela executiva do Tecnopuc, Flávia Fiorin.

Bornhorst destaca a importância da união de todas as frentes. “Essa aproximação do Tecnopuc, do Hospital, das Escolas e dos Institutos tem auxiliado na proteção das equipes de saúde, como por exemplo com a produção de máscaras proteção”, salienta. O diretor do Ideia, Eduardo Giugliani, enfatiza a importância de um centro de apoio científico e tecnológico dentro da Universidade: “Neste momento grave, o Ideia é uma grande possibilidade de fornecer respostas rápidas frente às principais demandas de escassez que estamos enfrentando hoje, principalmente na área da saúde, possibilitando a prototipação e testagem rápida de novos produtos ou processos”.

A Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da PUCRS, Carla Bonan, ressalta que “a partir da interação entre os pesquisadores e suas equipes, nos laboratórios e centros de pesquisa, novas iniciativas estão surgindo envolvendo todas as áreas do conhecimento para trazer soluções e minimizar os impactos da pandemia nos diversos segmentos da sociedade”.

As iniciativas realizadas até o momento incluem a produção de máscaras de proteção e de componentes em 3D, testagem de cápsula de proteção para procedimentos médicos e de respiradores para o HSL e para o Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, além de projetos de comunicação visual, como o Paredes Afetivas, instalado no Hospital de Clinicas de Porto Alegre, ligado à UFRGS; e apoio a metodologias de formação de equipes e mentoria a startups no Hackathon Start.Health, do Pacto Alegre, projeto de transformação da cidade de Porto Alegre, da Aliança para Inovação, que reúne a PUCRS, a UFRGS e a Unisinos.

Juntamente com o Tecnopuc e o Ideia, as empresas Grendene, Braskem (confira mais clicando aqui), IBASE – Indústria de Base e Engenharia e Laerdal Medical são os apoiadores do projeto, atuando na construção das soluções, cocriando e encaminhando demandas. Além disso, organizações instaladas no Tecnopuc, universidades parceiras estaduais, nacionais e internacionais, como Rice University, MIT e Imperial College, e uma robusta rede de voluntários incorporaram ao projeto e apoiaram a viabilização de diversas demandas.

Conheça quem realiza as ações em cada um dos laboratórios do Tecnopuc:
.

Tecnopuc Fablab
covid-19, protetor, máscara, tecnopuc

Laboratório produziu protetores faciais para doação / Foto: Divulgação

Uma grande equipe multidisciplinar está atuando no laboratório de prototipagem do Parque, coordenada por Filipi Viana, que é técnico administrativo do Ideia e professor da Escola Politécnica da PUCRS. “Os usuários e os técnicos do laboratório têm um perfil multidisciplinar, e são estas pessoas, alunos, fornecedores, técnicos e professores que estão por trás do esforço de confecção de máscaras de proteção facial”, comenta Filipi.

 

A decana da Escola Politécnica, Sandra Einloft, ainda destaca que a Escola participa com a disponibilização de equipamentos e atuação de pesquisadores. “Nossas impressoras 3D se somam a outras na fabricação de máscaras e os pesquisadores trabalham na automatização de um reanimador que objetiva promover a ventilação artificial, enviando ar comprimido ou enriquecido com oxigênio para o pulmão”, sintetiza Sandra.

 

Filipi revela que os participantes da operação não poupam esforços, seja operando as impressoras, montando os protetores ou coordenando uma rede de voluntários que imprimem peças em suas casas em impressoras 3D particulares e as enviam ao laboratório. “Nesse momento tão particular na história, é tocante ver o engajamento de tanta gente, em tantas frentes. Como técnico administrativo do Ideia e professor da Escola Politécnica, devo agradecer a todos os colegas que dedicam seu tempo e suas competências com muita responsabilidade e seriedade neste esforço conjunto em prol de um bem maior”.

 

Saiba quem integra a equipe do Tecnopuc Fablab:

 

Ideia: Eduardo Grigolo, Henique Bosenbecker, Arno Steiger, Eduardo Pereira, Luis Fernando Nunes e Glademir da Silva Pinto

 

Escola Politécnica: Anderson Terroso, Julio Cesar Marques de Lima e Edir dos Santos Alves
.

Tecnopuc Crialab

O Tecnopuc Crialab é o laboratório de criatividade do Parque, coordenado por Ana Berger. O laboratório está envolvido intensamente em diversas iniciativas, entre elas o StartHealth, a Revisão do Pacto Alegre e o Paredes Afetivas.

 

StartHealth

A iniciativa Start.Health: Startup Vs Covid é uma ação da Prefeitura de Porto Alegre e tem como objetivo selecionar soluções de startups para o enfrentamento imediato da Covid-19. O Tecnopuc Crialab apoiou a Diretoria de Inovação da Prefeitura em todas as etapas: preparação e divulgação, seleção e avaliação. “Na etapa de seleção, criamos uma metodologia com base nos critérios previstos no edital, mantivemos contato com os avaliadores, e consolidamos as avaliações para chegarmos às 16 startups selecionadas”, explica Ana.

 

Na etapa de pré-teste e mentoria, o laboratório desenvolveu instrumentos para planejamento de provas de conceito das  soluções, criou a dinâmica de encontros entre mentores e startups, e a equipe entrou em peso como facilitadora das células de trabalho compostas por mentores e startups. As soluções selecionadas são acompanhadas por mentores das áreas de saúde, tecnologia, design e negócios. Todo o processo está acontecendo online. A líder do Tecnopuc Crialab ainda destaca que foi desenvolvido um “mapa de rotas” para guiar esse processo de mentoria, que vai provocar os empreendedores a refletirem sobre questões como sua capacidade de entrega e potencial volume de atendimento para que se organizem para realizarem a prova de conceito de sua solução.

 

Na etapa de teste e monitoramento, está previsto o acompanhamento e monitoramento das provas de conceito das soluções em campo das soluções, observando e analisando seus resultados. Um grupo grande de profissionais e instituições estão dando suporte a esta iniciativa de diferentes formas, além do Tecnopuc: Sebrae, COMCET, Founders, Gartner, NoOne, entre outros.

 

Saiba quem integra a equipe desta iniciativa:

 

Tecnopuc Crialab: Carol Eichenberg, Ana Luísa Schneider, Juliana Bittencourt, Andrea Capra, Rafael Mello, Helena Angra, Manuela Oliveira, Aline Tusset de Rocco, Nanda Serrate, Pedro Mendes

 

HSL: Carlos Klein, coordenador do Biohub PUCRS

 

Tecnopuc Startups: Leandro Pompermaier, Jéssica Rodrigues, Rafael Chanin, Eduardo Nunes, Guilherme Lehmen

 

Paredes Afetivas

WhatsApp Image 2020-04-08 at 10.28.18 (1)

Participantes da ação Paredes Afetivas / Foto: Divulgação

O laboratório desenvolveu a ação Paredes Afetivas para o Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). “Optamos por levar arte para uma das principais paredes do ambiente do Serviço de Radioterapia, um local por onde passam diariamente centenas de pessoas, entre profissionais da saúde e pacientes”, destaca Ana. Marta Nassif, chefe da Unidade de Radioterapia do HCPA, afirma que “o time criou algo de impacto, que transformou todo o ambiente para melhor. Estamos passando por tempos difíceis, precisando de um pouco mais de cada um para não deixar a peteca cair. Com certeza, o que a equipe do Tecnopuc Crialab fez servirá de combustível”, comenta. Saiba mais sobre a iniciativa clicando aqui.

 

Saiba quem integra a equipe desta iniciativa:

 

Tecnopuc Crialab: Ana Berger, Andrea Capra, Ana Luísa Schneider

Tecnopuc Usalab
Usalab tecnopuc, covid-19, novo coronavirus

UsaLab: Laboratório de Engenharia de Usabilidade de Produtos para a Saúde / Foto: Bruno Todeschini

O laboratório é coordenado pela professora do Curso de Enfermagem da Escola de Ciências da Saúde e da Vida, Janete de Souza Urbanetto. “O trabalho colaborativo, interprofissional e complementar que temos no Ideia e que congrega professores, técnico-administrativos e estudantes de várias Escolas da PUCRS, de outras universidades e empresas, engloba conhecimentos e habilidades de várias ordens. Este é um dos pontos de maior destaque e que tem oportunizado a identificação de possíveis contribuições para o cenário que se apresenta, na busca de resultados positivos ou minimização de danos mais à frente”, comenta Janete.

 

O Decano da Escola de Ciências da Saúde da Vida, Luciano Castro, complementa: “Em estreita parceria com Escola Politécnica, Escola de Medicina, Escola de Humanidades, Inscer, Tecnopuc e HSL, estamos mobilizando professores, pesquisadores e técnicos na busca de soluções que envolvem a pandemia”, diz o Decano. Castro explica que, nesse primeiro momento, profissionais de linha de frente como enfermeiros, farmacêuticos, biomédicos, fisioterapeutas e biólogos, entre outros, foram e estão sendo necessários, mas enfatiza a importância de pensar daqui para frente. “Temos que entender como o isolamento social irá afetar a população e com isso outros profissionais da nossa Escola passam a ter maior inserção. Educadores Físicos, Psicólogos e Nutricionistas, por exemplo, terão papel fundamental no resgate à saúde física e mental de toda a população, que vem sendo colocada à prova”, complementa.

 

Saiba quem integra a equipe:

 

Coordenação: Janete de Souza Urbanetto (Escola de Ciências da Vida e Saúde)

 

Equipe: Fernanda Meira (Escola de Ciências da Vida e Saúde), Denis Barbieri (médico do HSL), Carlos Klein (coordenador do Biohub) Fernando Fernandez Moraes (médico do HSL)