Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Impactos da pandemia nos cuidados com a vida dos estudantes universitários

Por Equipe Multidisciplinar do Núcleo de Apoio Psicossocial

27/08/2020 - 12h26
Alunos são aprovados para competição online de Direito Eleitoral no Brasil - Estudantes da Escola de Direito participarão da primeira edição a distância do Electoral Moot Competition

Foto: Avel Chuklanov/Unsplash

Na reorganização dos fluxos de acolhimento aos estudantes no Núcleo de Apoio Psicossocial já a partir de março deste ano, o atendimento passou a ser na modalidade online, com credibilidade e confiança. Os nossos estudantes continuaram buscando apoio e acolhimento no cuidado para com a vida em todos os sentidos. Sem dúvida, os impactos foram muitos na reconfiguração da vida acadêmica e com todas as possibilidades projetadas para continuidade da mesma. Mesmo que novas rotinas foram construídas e outras mantidas, não saímos imunes desta pandemia. Precisamos ter consciência de seus impactos para construirmos nosso posicionamento e fortalecimento humano social frente aos desafios que se colocam.

Alguns destes impactos puderem ser percebidos no acolhimento remoto aos estudantes após as medidas de isolamento social principalmente nos dois primeiros meses (abril e maio). As demandas apresentadas, num primeiro momento, se caracterizaram por estarem associadas, principalmente, a dificuldades para acompanhar as aulas e realizar as atividades online, dificuldade de organização temporal, quadros de ansiedade e de depressão; bem como, dificuldades familiares em função do convívio diário. Tudo era novo, sem precedentes e requeria habilidade na construção de hábitos, costumes e competências. Consequentemente, a exigência em novas modalidades de trabalhos, comunicação entre os integrantes das disciplinas foram se destacando no início deste novo período. O sentimento prevalente da frustração, foi evidenciado quando dos sucessivos adiamentos do término da quarentena, outros, pelo sentimento de rebaixamento de produção acadêmica e dificuldades pertinentes ao final de semestre que se assemelham quando em período presencial.

Neste período de acolhimento e apoio realizado na modalidade remota, algumas pessoas atendidas demonstraram dificuldades emocionais prévias ao período de pandemia que foram potencializadas pelo distanciamento social e pelo impedimento de seguir as rotinas previamente definidas. Para alguns, este período intensificou sofrimento o que demandou o encaminhamento a rede social de apoio. Outros ainda, de acordo com as suas necessidades buscaram ajuda com a intenção de encaminhamento para psicoterapia, a pedido de outros profissionais ou por perceber neste momento de maior reclusão a necessidade de investir no tratamento pessoal para resolver problemas antigos que foram reavivados. Realizou-se ainda orientação a familiares que buscavam suporte para ajudar seus filhos.

Já no final do semestre de 2020.1, surgiram queixas de ansiedade, estresse e irritabilidade, pela falta de perspectiva em retomar a rotina anterior, o trabalho e o ensino presencial e o contato com colegas; e por outro lado o reconhecimento da importância da continuidade do ensino remoto garantindo todos os cuidados possíveis.

O apoio e acolhimento tornou-se fundamental para que o estudante pudesse construir uma consciência desta nova realidade e de   posicionar-se frente a ela. Desta   forma, um dos principais impactos positivos foi a manutenção da continuidade da vida acadêmica e a busca constante de estratégias na superação das dificuldades.

Historicamente, a angústia provocada por doenças contagiosas, por experiências diretas e indiretas, com os riscos de contaminação, desencadeiam situações de vulnerabilidade que provocam muito medo em todos os sentidos. A angústia provocada pela pandemia do covid-19 tem suas particularidades. O inimigo invisível que antes estava longe, hoje pode estar na porta da entrada de casa; o que antes era o inimigo invisível, hoje se materializa nas pessoas mais próximas; o outro passa a ser a ameaça; a finitude da vida que era compreendida como possível e certa, relacionada ao covid, se apresenta da forma mais cruel possível.

Quando iniciávamos o semestre letivo em março, não imaginávamos que seriamos condicionados a situação de isolamento social para preservarmos a nossa saúde, bem como, a de outras pessoas que convivem conosco. Dar continuidade ao ano letivo em 2020.2, no contexto da pandemia na modalidade on line, é uma decisão responsável e contextualizada da Universidade com base nas orientações das autoridades da saúde.

Iniciamos o segundo semestre de 2020 ainda sob os impactos de uma pandemia, que sem precedentes, literalmente nos obrigou a retornarmos para nossos habitats no primeiro semestre. O vírus chamado de Covid-19, apresentou-se como um poderoso inimigo invisível que aos poucos foi se aproximando e de certa forma, tomando conta de nossas vidas, ditando regramentos, protocolos e novos comportamentos.

Ter tranquilidade e se organizar nos estudos

Um dos maiores aprendizados que podemos construir neste período, é o reconhecimento de que somos capazes de nos reinventarmos ou nos recriarmos frente aos desafios pedagógicos que são colocados. A descoberta de novas formas e modalidades de aprendizado nos coloca em condições de que se faz necessária uma organização diária para que os aprendizados obtenham seus impactos necessários na vida de estudantes e professores. Neste sentido, propusemos aqui algumas contribuições para que os estudantes possam se organizar com maior tranquilidade em relação aos seus estudos no período em que estiver em casa:

  • Planejamento de rotina e dedicação aos estudos;
  • Construção de uma agenda de atividades semanais com tarefas a serem cumpridas;
  • Busca por novos recursos que possam lhe ajudar no acompanhamento das aulas;
  • Fortalecimento da relação com seus professores, coordenação de curso, secretaria e colegas;
  • Importância de testar sempre os equipamentos como computador ou celular antes das aulas iniciarem;
  • Cultivo do hábito de acompanhar as suas disciplinas através das plataformas disponibilizadas, como por exemplo, Moodle entre outros.

Os cuidados com a vida são necessários e isso precisa ser repetido sempre. Os impactos da pandemia em nossas relações são inevitáveis e cabe a nós o posicionamento de como possamos nos reconstruir frente a tudo isto. Por mais que a pandemia nos convocou para voltarmos para casa, é também a oportunidade de construirmos um aconchego conosco mesmo, com os nossos familiares, repensarmos as nossas atitudes e nossos projetos daqui em diante. A que nos projetamos? Quais são os nossos projetos de vida pessoal e profissional? Os nossos projetos continuam inspirando histórias de vida? As nossas histórias de vida continuam inspirando novas atitudes e novos projetos?

A atitude de nos reconstruirmos no contexto da pandemia pode ser decisiva na construção do amanhã e de todos os cuidados necessários com a vida. O agora é simplesmente o momento mais importante que está previsto e nele somos capazes de construir os melhores projetos de vida que podem mudar a nossa história. A concretude da vida acadêmica pode se constituir no mais importante projeto da nossa vida, porque nele nos enxergamos, atuamos, nos projetamos e nos tornamos sujeitos de uma construção impregnada de sentidos e significados.

Como procurar o acolhimento?

Neste período de isolamento social e de ensino remoto, o Núcleo de Apoio Psicossocial está apoiando estudantes e professores com orientações sobre os cuidados com a saúde mental e seus impactos nos processos de ensino e aprendizagem. O acolhimento está sendo feito por profissionais da Psicologia com apoio da equipe multidisciplinar.

Os contatos podem ser feitos pelo e-mail [email protected]  ou pelos telefones (51) 98300-3778 e (51) 98334-6418 .Você pode enviar o seu nome e sobrenome, matrícula e telefone pelo e-mail ou WhatsApp, ou se preferir, pode ligar diretamente para os números de telefones informados. O atendimento é das 9h às 12h e das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira.

Ler também: Centro de apoio discente da PUCRS segue com atendimentos online