Healthplus abre chamada para receber startups de saúde

Inscreva-se até 31 de março e saiba como integrar o BioHub

26/01/2021 - 10h22

Healthplus abre chamada para receber startups de saúdeEstão abertas as inscrições para que healthtechs possam integrar o HealthPlus Innovation Center, uma iniciativa que faz parte do BioHub PUCRS, ação que conecta o Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), Instituto do Cérebro (InsCer), Hospital São Lucas (HSL) e Escolas da Universidade. As empresas têm até o dia 31 de março de 2021 para submeter as suas ideias no site, junto com pitch deck e vídeo pitch.

As etapas seguintes envolvem a avaliação e seleção das startups que serão convidadas a participar do Demoday. As finalistas apresentarão seu pitch para uma banca composta por executivos da GROW+ e do Tecnopuc, em um evento online.

O Health Plus Innovation Center é uma parceria com a GROW+, criada para fomentar o empreendedorismo, a inovação e a cultura digital nas organizações de saúde através da colaboração e da cocriação entre startups e grandes organizações. É uma oportunidade para empreendedores se conectarem em um cluster exclusivo de inovação em saúde.

Head do Healthplus, Cristiano Englert comenta que a ideia é atrair mais empreendedores à participar de um intenso e rico networtking presencial e digital, sempre com o empreendedorismo no centro e a saúde como elemento principal de todas as ideias e inovações que estão sendo criadas. “O HealthPlus Innovation Center é um espaço com uma energia pulsante, no qual startups trazem soluções inovadoras para ajudar nessa jornada de transformação de hospitais, operadoras de planos de saúde e a indústria”, relata.

Como participar

Podem participar startups de saúde que estejam a partir da fase de prototipagem, em validação, tração ou escala e tenham CNPJ ativo e regularizado, sem qualquer tipo de pendência.

Alunos são aprovados para competição online de Direito Eleitoral no Brasil - Estudantes da Escola de Direito participarão da primeira edição a distância do Electoral Moot Competition

Foto: Avel Chuklanov/Unsplash

Entre as áreas prioritárias estão players com soluções em medicina de precisão, gerenciamento de doenças crônicas, saúde preventiva, acesso à saúde, bem-estar e saúde mental, eficiência operacional, analise preditiva para gestão da saúde, ferramentas de comunicação e soluções de varejo para a saúde.

“Estar no ambiente do HealthPlus Innovation Center é a oportunidade de empreender em um ecossistema de inovação de alta qualidade, com mentorias e parceiros prontos para impulsionar negócios voltados para a área da saúde. Em um contexto como o que vivemos em 2020 e seguimos neste início de 2021, nosso propósito é ser um vetor de transformação social a partir da inovação em uma área tão importante quanto a da saúde”, destaca Cíntia Becker, coordenadora do BioHub PUCRS.

Leia também: BioHub conecta talentos e conhecimento para gerar negócios na área da saúde

Os benefícios

As startups residentes do HealthPlus Innovation Center terão um espaço exclusivo em um ecossistema que é referência em saúde, e poderão participar de eventos promovidos no local. Entre os benefícios exclusivos estão mentorias com nomes de referência do mercado, uma plataforma exclusiva para acompanhamento e evolução da maturidade do negócio e acompanhamento de provas de conceito.

“A estrutura é sensacional e a credibilidade da GROW+ e do Tecnopuc é muito importante para a evolução de empreendedores. O grande diferencial é a troca que acontece ali, que é muito rica justamente por estarmos em um espaço com outros empreendedores da saúde, com as mesmas dores, e abertos à colaborar. Criamos uma verdadeira comunidade”, comenta Luciano Lorenz, CEO da WebMed, uma das healthtechs atualmente residentes do ambiente.

O Brasil conta atualmente com 671 startups voltadas para a área da saúde. Em 2020, elas foram uma das campeãs na atração de recursos do mercado de capital de risco – foi o segundo setor a receber mais aportes. No total, foram 53 rodadas de investimentos, que juntas, somaram US$ 106,1 milhões de acordo com o Inside Healthtech Report, levantamento mensal realizado pelo Distrito Dataminer, braço de inteligência de mercado da empresa de inovação aberta Distrito. O montante é 70% superior aos US$ 62 milhões captados em 2019.