BioHub: conexão de talentos e conhecimento para gerar negócios na área da saúde

Iniciativa será lançada nesta quinta-feira, 10 de outubro

07/10/2019 - 13h47
Tecnopuc USALab, Laboratório de Engenharia de Usabilidade de Produtos para a Saúde, tecnopuc

Foto: Bruno Todeschini

Criar negócios inovadores que gerem impacto na área da saúde é o propósito do BioHub PUCRS, iniciativa que a Universidade lança oficialmente na próxima quinta-feira, 10 de outubro. O hub consolida, de forma inédita no Brasil, um ecossistema que reúne toda a expertise da PUCRS nas áreas de saúde, tecnologia e inovação, envolvendo as Escolas da Universidade, Hospital São Lucas, Parque Científico e Tecnológico (Tecnopuc) e Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul (InsCer).

Porto Alegre é o segundo maior polo de saúde do Brasil, com mais de 7 mil leitos e 26 hospitais. Dentro deste contexto, a iniciativa busca impulsionar soluções e startups originadas, estimular a cultura do empreendedorismo entre profissionais da saúde e promover conexões entre diversos atores.

Segundo o Superintendente de Inovação e Desenvolvimento da PUCRS, Jorge Audy, o BioHub é a forma como a Universidade está se organizando para gerar as oportunidades da área de inovação na saúde e nas ciências da vida. “Isso se relaciona com a aplicação de novas tecnologias nos processos e nas inovações da área da saúde em diversos projetos, visando a melhoria de processos e avanços na gestão da saúde, medicina, odontologia, fisioterapia, nutrição, enfermagem, entre outros”, diz.

Para o vice-reitor da PUCRS e diretor do InsCer, Jaderson Costa da Costa, devido a sua forte vocação para a pesquisa, desenvolvimento e inovação, o Instituto do Cérebro pode conectar diferentes pesquisadores e players na busca de soluções para o diagnóstico, prevenção, tratamento e monitoramento de doenças neurológicas e de funções mentais. “O InsCer também será um laboratório para simulação do dia a dia e aplicação de novas tecnologias. Nossa expectativa é que as ações desenvolvidas determinem um profundo impacto no ecossistema de saúde, com melhora na precisão diagnóstica, na prescrição de tratamento mais efetivo e na promoção da saúde”, destaca.

Ir. Lauri Heck, superintendente executivo do Hospital São Lucas da PUCRS, lembra que, como instituição de assistência, ensino e pesquisa em saúde, faz parte do DNA do HSL a presença na vanguarda de soluções tecnológicas na área, sem perder a essência humana e os valores pautados nas relações com as pessoas. “O fato de o Hospital São Lucas estar inserido em uma Universidade com especialidades médicas de referência, nos leva a trabalhar diariamente para inovar, mesmo nas áreas já consolidadas. Essa busca por inovação em saúde é constante dos nossos profissionais em todas as áreas”, destaca o Ir. Heck.

Estrutura voltada à saúde

O BioHub já nasce com uma completa estrutura voltada à área da saúde e da vida, tecnologia e inovação:

PUCRS

+80 laboratórios

  • +10 cursos de graduação
  • +100 Grupos de Pesquisa
  • +500 pesquisadores
  • Melhor Curso Privado de Medicina no Brasil, segundo o Ranking Universitário da Folha 2018

Inscer

Referência Nacional em produção e Pesquisa em Radiofármacos de meia-vida curta, na investigação clínica por imagem molecular (PET / CT) e ressonância magnética de alto campo  e no Estudo da demência, como Alzheimer, epilepsia, doença de Parkinson, doenças vasculares, neuropsiquiátricas e neuro-oncológicas.

HSL

+650 leitos, sendo 90 UTI

  • 111 consultórios médicos, 19 salas cirúrgicas
  • 2.010 médicos no Corpo Clínico, +250 Residentes (Médicos e Multiprofissionais)
  • 30k procedimentos cirúrgicos, 24k hospitalizações, 90k chamadas de emergência e +2M Exames de Diagnóstico ano

Tecnopuc

+170 empresas, de todos os portes

  • +80 startups
  • +7.000 pessoas
  • 37 hectares em 3 sites, somando 90 mil m2 de área construída

Primeira iniciativa: Health Plus Innovation Center

A primeira ação do BioHub é o Health Plus Innovation Center, um espaço de coworking que irá conectar startups de HealthTech com hospitais, profissionais, empresas e operadoras de saúde. A iniciativa é uma parceria da Grow+ e da PUCRS. Serão 120 posições de trabalho no espaço de coworking, com 600m² de área útil, que contará com um programa de aceleração e a locação de espaços.