Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

O que a pandemia nos ensinou para o futuro das profissões

Diferentes áreas, o mesmo desafio: se reinventar em tempos de crise

30/07/2020 - 14h48

O que a pandemia nos ensinou para o futuro das profissões - Diferentes áreas, o mesmo desafio: se reinventar em tempos de criseNovas relações de trabalho e formas de gerir, humanização de marcas, tecnologias e inovações para o cotidiano, um futuro em constante transformação. Não, nós não estamos falando do “futuro pós-pandemia”, mas sim da realidade causada pela aceleração digital provocada pela Covid-19: o novo normal acontece hoje. 

Separamos para você as melhores dicas e os destaques das aulas abertas realizadas pelas nossas professoras e professores de todas as Escolas sobre como se preparar para as novas demandas do mercado e acompanhar as reivindicações da sociedade de forma consciente. Mas, principalmente, sobre a importância de sermos parte da mudança.

Trabalhar de casa ou como freelancer também conta?

Com André Jobim, Denise Fincato, Eugênio Hainzenreder, Gilberto Stürmer, Henrique Rocha, João Vicente Rothfuchs, Luiz Antônio Azevedo, Martha Sittoni e Maurício Góes.

 

Com o atual cenário não se fala mais em empregabilidade, mas sim, em trabalhabilidade, que vai além do exercício de funções consideradas padrões e estáveis, ou do regime autônomo, “não protegido”. Como lidaremos com as novas situações do mundo do trabalho, com as plataformas digitais, com os serviços informais e com o teletrabalho?

 

“O mundo do trabalho já estava mudando antes do novo coronavírus mudar planos em escala global, ele apenas acelerou esta mudança. E elas já são perceptíveis.” GILBERTO STÜRMER.

Sem dúvidas, os conflitos decorrentes das relações de trabalho estarão presentes, como sempre estiveram. Porém, a grande aposta está na capacidade de mediação como instrumento de alcance de soluções coletivas. 

 

Assista à aula gratuitamente: Qual o futuro do Direito do Trabalho? 

 

Será que as marcas e empresas estão preparadas para um futuro mais consciente e responsável?

Com Claudia Trindade, Denise Pagnussatt e Fabian Chelkanoff Thier. 

 

A responsabilidade social compreende questões que já são debatidas  mais tempo: empresas e sociedade precisam agir de forma ética, responsável e comprometida. Hoje esse conceito se amplia e propõe novas formas de se pensar a Publicidade, o Jornalismo, as Relações Públicas e a Comunicação de forma geral. Não basta falar sobre propósito, valores e missão, sem rever a estrutura das organizações para entender o seu impacto e papel na transformação social.

 

“Humanização, engajamento, propósito e responsabilidade social. Afinal de contas, para quem a gente se comunica e o que comunicamos?” FÁBIAN CHELKANOFF.

O diálogo entre as instituições e a sociedade não pode ser de mão única: é necessário que haja troca. Nessa dinâmica, a transparência e a honestidade são pontos chave. Trabalhar o social é essencial e precisa ser algo consistente, não pontual.

 

Assista à aula gratuitamente: Comunicação com propósito e a responsabilidade social das marcas.

 

Como as diferentes doenças provocadas pelo coronavírus afetam a subjetividade humana?

Com Inês da Silva, Andreia dos Santos, Teresa Marques, Rosane Zimmer, Maria Amodeo e Marcia da Silva. 

 

Somos seres relacionais. E se alteramos a forma como estabelecemos nossas relações, também modificamos as próprias relações. O medo é uma reação, e, durante a pandemia, temos experienciado a ausência do convívio. Porém, o medo pode ser um impulsionador, com a capacidade de nos paralisar, mas também de nos mobilizar. 

 

“Caberá ao futuro reinventar a confiança, o respeito, a empatia, a solidariedade, recuperando todas essas perdas que vivenciamos durante o período de pandemia.” ANDREIA DOS SANTOS. 

 

O nosso papel é o trabalho junto à humanidade. A pandemia deixa muito mais evidentes algumas mazelas históricas, mas também nos leva a pensar sobre coisas mais profundas, como as filosóficas, que dizem respeito à nossa natureza humana. 

 

Assista à aula gratuitamente: A humanização das profissões e das relações sociais após a pandemia e O impacto da pandemia na educação. 

 

A curiosidade é algo fundamental para profissionais de qualquer área

Com Augusto Aiquel, Ely Mattos, Jorge Elias e Lélis Espartel. 

 

Comportamento do consumidor, logística, gestão de pessoas, economia… Todos esses são temas importantes para profissionais da área de Negócios. Mas, independentemente do ramo de atuação, quem quer se destacar no mercado de trabalho precisa desenvolver a curiosidade e saber questionar.

 

“Uma das questões que fica será a profissionalização. Precisamos de pessoas com competência para saber o que fazer e tomar decisões. Muitas não eram usuárias do meio digital, e agora são. O desafio é fazer isso funcionar.” AUGUSTO AIQUEL. 

 

As restrições mudam os comportamentos. Muitas pessoas tiveram que procurar alternativas durante a quarentena, e isso vai impactar no consumo, no varejo, e em diversas outras áreas. Por isso é importante pensar em um trabalho multidisciplinar para construir soluções coletivas.

 

Assista à aula gratuitamente: Os desafios da gestão na Nova Economia.

 

A tecnologia em favor do combate à pandemia

Com Anderson Terroso, Fabiano Hessel, Rodrigo Barros, Karina Ruschel, Marlon Moraes, Odilon Duarte e Sérgio Boscato. 

 

Todas as empresas de médio e grande porte estão buscando formas de utilizar Inteligência Artificial para ter vantagem competitiva nos seus negócios ou para automatizar os seus processos e ganhar em agilidade. Elas descobriram que, aquelas que não evoluírem, vão perder mercado. Durante a pandemia, a importância dos avanços tecnológicos ficou ainda mais evidente.

 

“E se esse contexto tivesse acontecido há 20 anos? Será que nós, enquanto sociedade, conseguiríamos ter os mesmos resultados? É bem provável que não, porque os avanços tecnológicos das últimas décadas foram decisivos pra que hoje tenhamos conforto e condições de fazer com que as atividades fossem mantidas, pelo menos minimamente.” MARLON MORAES.

 

Essas novas ferramentas são importantes para que possamos prevenir que situações parecidas com a atual se repitam. A capacidade de monitorar e agir é decisiva para a segurança e a saúde da população.

 

Assista às aulas gratuitamente: A importância da Internet das Coisas e da Inteligência Artificial no mundo pós-Covid-19 e A importância do desenvolvimento tecnológico neste momento de pandemia.

 

Como ficarão a nossa mente e o nosso corpo quando a “vida presencial” voltar?

Com Ana Feoli, Rodrigo Sartori, Rochele Fonseca, Cristina Pio, Eduardo de Lima, Giuseppe Potrick, Rafael Baptista e Thais Resende. 

 

É um momento de instabilidade em diferentes âmbitos, mas principalmente no emocional. Não é difícil de se deparar com relatos de pessoas que estão enfrentando uma montanha-russa de sentimentos, hora se sentem bem, hora não. Entender que está tudo bem não estar sempre bem é importante, assim como saber respeitar o seu tempo e espaço para se adaptar às mudanças. O trabalho de profissões da área da saúde, como Psicologia, Medicina e a Nutrição, por exemplo, se mostra cada vez mais essencial no cotidiano da população.

 

“Todos nós tivemos que aprender a nos virar nessa pandemia. Isso cria trilhas mentais totalmente novas. A gente teve que se virar para cozinhar, para fazer exercícios, para se concentrar para ler.” ROCHELE FONSECA.

 

Outra discussão muito presente durante a quarentena é sobre o slowfood, a alimentação mais lenta, onde cada um produz a sua própria comida. Onde a batata pré-frita é substituída pela batata comprada em uma feira e preparada com um tempero especial. Isso tudo muda as abordagens tradicionais, e acaba incentivando o interesse em cuidar da alimentação.

 

Assista às aulas gratuitamente: Como ficará nossa mente quando a vida voltar? Dicas práticas da neuropsicologia, educação física e nutrição e Os aprendizados trazidos pela Covid-19 para a área da saúde.

 

Esteja preparado para o futuro das profissões

Você sabia que quem estuda ganha mais? Pessoas formadas no ensino superior costumam ganhar mais que o dobro (140%) do que quem possuiu apenas o ensino fundamental. É o que mostra o relatório Education at a Glance, da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reúne as nações consideradas mais ricas. 

Estude na PUCRS, a melhor universidade privada do País, e conte com uma estrutura completa, ao mesmo tempo em que prioriza a segurança, com a adaptação das aulas e de protocolosConheça todos os nossos benefícios aqui!