Disciplinas

Confira as disciplinas


Análise Avançada de Dados Qualitativos
COD Carga Horária Descrição
313A8-02 30 Abordagens, métodos e técnicas de pesquisa qualitativa em Psicologia. Principais correntes teórico-metodológicas que fundamentam as análises qualitativas de pesquisa nas ciências humanas. Métodos de investigação e procedimentos para coleta e análise de diferentes tipos de pesquisa com métodos qualitativos.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Educação MESTRADO Não Obrigatória
Educação DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Metafísica e Epistemologia MESTRADO Não Obrigatória
Metafísica e Epistemologia DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Obrigatória
Ética e Filosofia Política MESTRADO Não Obrigatória
Ética e Filosofia Política DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Teorias e Culturas em Educação Estuda, desde uma visão analítica e crítica, entrelaçamentos da antropologia, história, filosofia, sociologia com a educação, problematizando condicionantes políticos e culturais na esfera educativa. Articula estudos e pesquisas de cunho teórico e empírico visando à reflexão sobre os fundamentos da experiência humana, da educação bem como diferentes abordagens de formação.
Pessoa e Educação Estuda a educação como um processo amplo implicado no desenvolvimento, formação e autoformação da pessoa, destacando seus entrelaçamentos com a saúde e o bem estar. Acolhe estudos e pesquisas interdisciplinares que potencializam a dimensão pedagógica da experiência humana em suas interações com os aspectos biológicos, psicossociais, biográficos, culturais dos sujeitos e das subjetividades na sociedade contemporânea.
Formação, Políticas e Práticas em Educação Investiga a educação e os processos educacionais em diferentes espaços formativos, nas perspectivas sociopolíticas, históricas e culturais, visando a uma análise crítica de políticas, práticas de formação e planejamento educacional em diferentes contextos. Estuda a prática pedagógica nos diversos graus e modalidades de ensino, proporcionando elementos para tomada de decisões relativas às transformações na sociedade e no processo educativo.
Educação em Ciências e Matemática (ECM) Estuda o ensino e a aprendizagem em Ciências e Matemática em diferentes espaços formativos, utilizando contribuições teóricas e metodológicas relacionadas à educação pela pesquisa; epistemologicamente vinculada ao domínio da linguagem, à inter e à transdisciplinaridade – à ciência e a natureza do ser e aos processos de modelagem em Ciências e Matemática, associados a formação inicial e continuada de professores, na Educação Básica e na Educação Superior. Abrange pesquisas que envolvem o desenvolvimento científico e tecnológico, a alfabetização científica e a popularização das Ciências e da Matemática em espaços formais e não formais da educação.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Fenomenologia e Hermenêutica Esta linha de pesquisa tem por objetivo analisar questões clássicas da teoria do conhecimento sob a perspectiva de filósofos do paradigma fenomenológico, que dominou o continente europeu por quase um século e tem representantes no mundo inteiro.
Filosofia na Idade Média Estudo dos filósofos da Idade Média.
Epistemologia Analítica Estudo de tópicos fundamentais da agenda contemporânea em Epistemologia: teorias do conhecimento, teorias da racionalidade epistêmica, ceticismo e paradoxos epistêmicos.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Estado e teorias da justiça São tratados aspectos teóricos e pragmáticos das teorias da justiça de autores como Immanuel Kant, John Rawls e Jürgen Habermas, assim como suas diferentes apropriações críticas e alternativas em teorias comunitaristas e utilitaristas.
Fundamentação da Ética Nesta linha de pesquisa, abordam-se os problemas centrais da Ética sob o ponto de vista histórico e sob o aspecto sistemático, destacando-se autores como Platão, Aristóteles, Kant e outros. A relação entre razão prática e teórica é um dos temas centrais.
BIOESTATÍSTICA ODONTOLÓGICA
COD Carga Horária Descrição
83293-02 30 A disciplina tem como proposta fornecer uma introdução aos aspectos essenciais da estatística e suas aplicações na pesquisa odontológica. Propiciar o conhecimento dos elementos da inferência estatística e auxiliar na identificação e escolha dos principais procedimentos estatísticos básicos que ocorrem na prática. Apresentar os fundamentos para o cálculo do tamanho da amostra nas diferentes situações da pesquisa odontológica.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Celular e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Celular e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Biologia Oral MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Oral DOUTORADO Não Obrigatória
Biologia e Reabilitação Orofacial MESTRADO Não Obrigatória
Biologia e Reabilitação Orofacial DOUTORADO Não Obrigatória
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Odontológica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Odontológica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Estrutura e Metabolismo Celular Desenvolve conhecimentos relacionados à estrutura, sinalização e funcionamento celular. O estudo de aspectos bioquímicos, morfológicos e fisiológicos permite o aprofundamento das questões relacionadas aos mecanismos celulares em diferentes situações.
Imunologia Celular e Molecular Desenvolve estudos dos mecanismos celulares e moleculares de respostas imunes em modelos experimentais e populações humanas com foco em imunologia de tumores, imunossenescência, neuroimunologia e doenças auto-imunes.
Caracterização Celular e Molecular em Microbiologia e Parasitologia Desenvolve análises fenotípicas e genotípicas de isolados bacterianos e virais e a identificação de moléculas envolvidas na interface parasita-hospedeiro. Desenvolve estudos epidemiológicos de dinâmica de transmissão e investigação da reatividade cruzada.
Genética, Genômica e Bioinformática Desenvolve estudos nas áreas de genética, genômica, biologia molecular e bioinformática, bem como a realização de diagnósticos moleculares e a análise de variantes gênicas polimórficas na saúde humana, estudos filogenéticos e anotação de genomas.
Neurobiologia Celular e Molecular Desenvolve estudos sobre a função neuronal nos níves celulares e moleculares, através de abordagens neuroquímicas, farmacológicas, neuroanatômicas e neurofisiológicas.
Biologia Molecular da Interação Droga/Alvo Desenvolvimento de clonagem, expressão e superexpressão de enzimas, bem como estudos cinéticos em estado estacionário e pré-estacionário. Informações sobre a estrutura tridimensional de enzimas alvos servem de bases para a proposição de novos fármacos.
Biomecânica, Dor e Disfunção orofacial Os objetivos desta linha de pesquisa envolvem a avaliação da patofisiologia da dor orofacial, da disfunção temporomandibular, do bruxismo e dos hábitos parafuncionais, com foco na caracterização biomecânica do sistema estomatognático e seus reflexos sobre o organismo, buscando identificar novas estratégias diagnósticas e terapêuticas para esses quadros.
Biomateriais e Engenharia Tecidual Essa linha de pesquisa visa o desenvolvimento e avaliação da efetividade e toxicidade de novos materiais odontológicos, bem como, de estratégias inovadoras de engenharia tecidual, com foco na regeneração tecidual e na redução de complicações orais infecciosas.
Microbiologia e Imunologia Oral Essa linha de pesquisa tem como objetivo o desenvolvimento de pesquisas com foco específico na microbiologia e imunologia oral, com fins diagnósticos e terapêuticos.
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Etiopatogênese e Tratamento das Doenças Endodônticas e Periodontais Esta linha de pesquisa tem como objetivo estudar os mecanismos implicados nas alterações periapicais e periodontais, com vistas a definir a sua relação com doenças sistêmicas, bem como, buscar novas estratégias de tratamento para essas condições.
Etiopatogênese e Terapêutica em Estomatologia Os objetivos desta linha de pesquisa envolvem a avaliação da patofisiologia das doenças que afetam a mucosa oral e as glândulas salivares, incluindo o câncer de boca, com foco nos aspectos clínicos, imunológicos e anatomopatológicos dessas condições, a fim de identificar novas formas de prevenção e tratamento de tais afecções.
Saúde Bucal na Infância Esta linha de pesquisa tem como objetivo avaliar novas abordagens de prevenção, diagnóstico e tratamento de afecções da cavidade oral, com foco no manejo dos pacientes pediátricos.
Odontologia Restauradora e Reabilitadora Esta linha de pesquisa está focada no desenvolvimento de novas tecnologias e abordagens voltadas para a reabilitação oral estética e funcional, utilizando metodologias laboratoriais e clínicas de avaliação. Inclui também novas abordagens para a correção ortodôntica, ortopédica e cirúrgica das deformidades orofaciais, buscando melhorar o diagnóstico e o manejo dos pacientes portadores dessas condições.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
BIOMECÂNICA AVANÇADA
COD Carga Horária Descrição
1937N-03 45 Estudo dos aspectos cinéticos, cinemáticos e eletrofisiológicos do movimento humano aplicados à pesquisa. Estudo da arquitetura muscular in vivo e das propriedades mecânicas musculares. Análise da eletromiografia de superfície. Estudo das técnicas de pesquisa em biomecânica, cinética, cinemática e eletromiografia, por meio de uma abordagem teórico-prática em laboratório.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
BIOÉTICA EM ODONTOLOGIA
COD Carga Horária Descrição
83274-02 30 Tem como objetivo o estudo sistemático dos temas ou das questões de valor, assim como dos dilemas éticos que emergem do campo teórico e prático das Ciências Biomédicas.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Oral MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Oral DOUTORADO Não Obrigatória
Biologia e Reabilitação Orofacial MESTRADO Não Obrigatória
Biologia e Reabilitação Orofacial DOUTORADO Não Obrigatória
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Odontológica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Odontológica DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Biomecânica, Dor e Disfunção orofacial Os objetivos desta linha de pesquisa envolvem a avaliação da patofisiologia da dor orofacial, da disfunção temporomandibular, do bruxismo e dos hábitos parafuncionais, com foco na caracterização biomecânica do sistema estomatognático e seus reflexos sobre o organismo, buscando identificar novas estratégias diagnósticas e terapêuticas para esses quadros.
Biomateriais e Engenharia Tecidual Essa linha de pesquisa visa o desenvolvimento e avaliação da efetividade e toxicidade de novos materiais odontológicos, bem como, de estratégias inovadoras de engenharia tecidual, com foco na regeneração tecidual e na redução de complicações orais infecciosas.
Microbiologia e Imunologia Oral Essa linha de pesquisa tem como objetivo o desenvolvimento de pesquisas com foco específico na microbiologia e imunologia oral, com fins diagnósticos e terapêuticos.
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Etiopatogênese e Tratamento das Doenças Endodônticas e Periodontais Esta linha de pesquisa tem como objetivo estudar os mecanismos implicados nas alterações periapicais e periodontais, com vistas a definir a sua relação com doenças sistêmicas, bem como, buscar novas estratégias de tratamento para essas condições.
Etiopatogênese e Terapêutica em Estomatologia Os objetivos desta linha de pesquisa envolvem a avaliação da patofisiologia das doenças que afetam a mucosa oral e as glândulas salivares, incluindo o câncer de boca, com foco nos aspectos clínicos, imunológicos e anatomopatológicos dessas condições, a fim de identificar novas formas de prevenção e tratamento de tais afecções.
Saúde Bucal na Infância Esta linha de pesquisa tem como objetivo avaliar novas abordagens de prevenção, diagnóstico e tratamento de afecções da cavidade oral, com foco no manejo dos pacientes pediátricos.
Odontologia Restauradora e Reabilitadora Esta linha de pesquisa está focada no desenvolvimento de novas tecnologias e abordagens voltadas para a reabilitação oral estética e funcional, utilizando metodologias laboratoriais e clínicas de avaliação. Inclui também novas abordagens para a correção ortodôntica, ortopédica e cirúrgica das deformidades orofaciais, buscando melhorar o diagnóstico e o manejo dos pacientes portadores dessas condições.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Biologia do Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
40504-04 60 Estudo dos fenômenos biológicos envolvidos no processo de envelhecimento caracterizando as diferentes fases nos organismos vivos. Análise das diferentes teorias que procuram explicar o envelhecimento e os fatores endógenos e exógenos que interferem neste processo. Mecanismos de senescência replicativa: mecanismos estocásticos, transdução de sinais e regulação da proliferação celular, mecanismos genéticos. Modelos experimentais para o estudo do envelhecimento. Fatores genéticos envolvidos no processo de senescência. Mecanismos celulares e moleculares da imunossenescência. Perfil de risco imunológico. Envelhecimento imune prematuro. Modulação da imunossenescência.
Professor Tempo de Casa Lattes
MOISES EVANDRO BAUER 24 anos e 8 meses Link
DENISE CANTARELLI MACHADO 26 anos e 8 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Biomecânica do Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
1933K-04 60 Estudo dos aspectos cinéticos, cinemáticos e eletrofisiológicos da marcha humana aplicados à saúde do idoso. Estudo da arquitetura muscular in vivo e das propriedades mecânicas musculares durante o envelhecimento. Análise da eletromiografia de superfície em idosos. Estudo das técnicas de pesquisa em biomecânica, cinética, cinemática e eletromiografia, por meio de uma abordagem teórico-prática em laboratório, aplicadas ao envelhecimento.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Biomecânica e Controle Motor no Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
193BA-03 45 Estudo da biomecânica e da neurobiologia do controle motor durante o envelhecimento, incluindo o estudo da locomoção/marcha humana, arquitetura muscular e propriedades mecânicas musculares, bem como a análise da eletromiografia de superfície em idosos. Também são analisados os principais conceitos e teorias sobre os processos do comportamento motor durante o processo de envelhecimento, incluindo alterações que ocorrem no acidente vascular cerebral e nas doenças de Parkinson e Alzheimer. Serão utilizadas técnicas de aprendizado pela pesquisa e atividades teórico-práticas em laboratório para abordar os tópicos relacionados ao comportamento motor, desde os aspectos biomecânicos até os sistemas de controle e integração no sistema nervoso central.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Bioética em Gerontologia
COD Carga Horária Descrição
10528-02 30 Estudo das interrelações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito. Caracterização da Bioética como uma Ética Aplicada. Comparação entre os diferentes modelos explicativos utilizados na Bioética. Reflexão sobre os aspectos éticos envolvidos nas questões relativas a privacidade e confidencialidade, problemas de final de vida, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos.
Professor Tempo de Casa Lattes
JOSE ROBERTO GOLDIM 24 anos e 1 m¿s Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Cardiometabolismo e Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
193BB-02 30 Na disciplina, serão abordadas as doenças cardiometabólicas mais prevalentes associadas ao envelhecimento, com enfoque no diagnóstico e no manejo (farmacológico e não-farmacológico), com vistas a estimular medidas de promoção e prevenção, sob uma perspectiva interdisciplinar.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Cuidado no Processo Saúde-doença no Idoso
COD Carga Horária Descrição
20537-03 45 Serão desenvolvidos conteúdos referentes ao estudo do cuidado no processo de saúde-doença nos idosos, incluindo a visão holística do envelhecimento e a interdisciplinaridade. Adicionalmente, serão discutidas as políticas nacionais e internacionais relativas aos idosos, a terminalidade e o papel dos cuidadores.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Demografia e Epidemiologia Gerontológica
COD Carga Horária Descrição
10586-02 30 A disciplina desenvolve os conceitos básicos de Demografia e de Epidemiologia, abordando também a Bioestatística, através de aulas expositivas e seminários desenvolvidos pelos alunos da pós-graduação, nos quais precisão pesquisar e preparar apresentação para os colegas. Permite a discussão dos temas apresentados por cada aluno, com intermediação do professor, com complementação do conteúdo programático, quando necessário. Objetiva a reflexão crítica sobre o envelhecimento populacional e o método científico utilizado nas análises demográficas e nas pesquisas clínicas e epidemiológicas.
Professor Tempo de Casa Lattes
ANGELO JOSE GONCALVES BOS 26 anos e 7 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Desenvolvimento e Elaboração de Projetos de Pesquisas
COD Carga Horária Descrição
63341-04 60 A elaboração de um projeto com qualidade é essencial para o andamento de uma pesquisa científica. Desse modo, essa disciplina visa qualificar o aluno para a redação e apresentação de um projeto tanto na área clínica quanto na experimental mediante a discussão de conceitos básicos da anatomia e fisiologia de um projeto de pesquisa.
Professor Tempo de Casa Lattes
RENATO TETELBOM STEIN 38 anos e 1 m¿s Link
FREDERICO ORLANDO FRIEDRICH 1 ano e 7 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Obrigatória
Pediatria Doutorado Interinstitucional Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
Diagnóstico Molecular de Doenças Associadas ao Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
10590-02 30 Fundamentos sobre as alterações moleculares que ocorrem durante o envelhecimento e principais técnicas moleculares utilizada no diagnóstico de doenças infecto-contagiosas e crônicas não transmissíveis frequentes em idosos.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Dinâmicas e Politicas da Pesquisa Cientifica
COD Carga Horária Descrição
7311B-02 30 A presente disciplina tem como objetivo estimular discussões sobre as políticas de pesquisa no Brasil, incluindo os mecanismos de avaliação da CAPES e de cientometria. Também se propõe a discutir as formas de obtenção de fomentos para a ciência, com vistas a abordar diferentes modalidades dos Editais. Ademais, uma das propostas da disciplina é discutir a carreira científica no Brasil e no exterior e as possibilidades de inserção no mercado. Serão ainda contempladas discussões sobre as distinções entre áreas de concentração, bem como diferenças regionais, entre outros temas controversos em ciência. Será abordado o processo de revisão por pares, tanto de projetos, quanto de trabalhos científicos submetidos a revistas indexadas. Parte das aulas será voltada para a discussão de aspectos éticos em pesquisa, incluindo temas como plagiarismo, coautoria, publicação de resultados negativos, entre outros. Será realizada atividade de treinamento nos quesitos de avaliação de trabalhos de conclusão, incluindo dissertações e teses.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Celular e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Celular e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Ecologia e Evolução da Biodiversidade MESTRADO Não Obrigatória
Ecologia e Evolução da Biodiversidade DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Estrutura e Metabolismo Celular Desenvolve conhecimentos relacionados à estrutura, sinalização e funcionamento celular. O estudo de aspectos bioquímicos, morfológicos e fisiológicos permite o aprofundamento das questões relacionadas aos mecanismos celulares em diferentes situações.
Imunologia Celular e Molecular Desenvolve estudos dos mecanismos celulares e moleculares de respostas imunes em modelos experimentais e populações humanas com foco em imunologia de tumores, imunossenescência, neuroimunologia e doenças auto-imunes.
Caracterização Celular e Molecular em Microbiologia e Parasitologia Desenvolve análises fenotípicas e genotípicas de isolados bacterianos e virais e a identificação de moléculas envolvidas na interface parasita-hospedeiro. Desenvolve estudos epidemiológicos de dinâmica de transmissão e investigação da reatividade cruzada.
Genética, Genômica e Bioinformática Desenvolve estudos nas áreas de genética, genômica, biologia molecular e bioinformática, bem como a realização de diagnósticos moleculares e a análise de variantes gênicas polimórficas na saúde humana, estudos filogenéticos e anotação de genomas.
Neurobiologia Celular e Molecular Desenvolve estudos sobre a função neuronal nos níves celulares e moleculares, através de abordagens neuroquímicas, farmacológicas, neuroanatômicas e neurofisiológicas.
Biologia Molecular da Interação Droga/Alvo Desenvolvimento de clonagem, expressão e superexpressão de enzimas, bem como estudos cinéticos em estado estacionário e pré-estacionário. Informações sobre a estrutura tridimensional de enzimas alvos servem de bases para a proposição de novos fármacos.
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Ecologia e Conservação A linha de pesquisa congrega projetos com foco nas relações ecológicas entre organismos, bem como sua relação com seu ambiente, incluindo estudos de autoecologia, ecofisiologia, comportamento, dinâmica populacional e ecologia de comunidades, além de projetos que visam a embasar cientificamente estratégias para a conservação da biodiversidade.
Sistemática e Evolução A linha de pesquisa congrega projetos relacionados à evolução da biodiversidade, incluindo estudos de sistemática filogenética (utilizando dados morfológicos e moleculares, incluindo filogenômica), taxonomia, morfologia comparada, biogeografia, genética evolutiva e genômica comparativa..
Ciência de Dados Aplicada à Biodiversidade A linha de pesquisa congrega projetos com foco no uso de grandes quantidades de informação (‘big data’) e no desenvolvimento de metodologias inovadoras de mineração e análise de dados (p.ex. empregando aprendizado de máquina) a fim de investigar problemas relacionados à caracterização, monitoramento e conservação da biodiversidade.
Ecologia Aplicada, Meio Ambiente e Sustentabilidade A linha de pesquisa congrega projetos que visam a aplicar dados ecológicos, análises de componentes da biodiversidade e/ou estudos interdisciplinares para resolver problemas com impacto socioambiental e/ou econômico mais direto. Isto inclui estudos nas áreas de ecotoxicologia e microbiologia ambiental com foco na caracterização, monitoramento e mitigação de impactos ambientais, bem como no desenvolvimento de métodos agrícolas mais sustentáveis a partir do uso de componentes da biodiversidade nativa do Brasil. Inclui também projetos que visam a desenvolver produtos inovadores a partir de fontes de biodiversidade e/ou que buscam integrar análises da biodiversidade em modelos de desenvolvimento econômico regional com foco em sustentabilidade ambiental.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
EPIDEMIOLOGIA ODONTOLÓGICA
COD Carga Horária Descrição
83292-02 30 Aborda de forma teórica os princípios básicos da epidemiologia, identificando os indicadores biossociais dos processos saúde-doença da cárie e da doença periodontal, buscando identificar as interrelações existentes no âmbito coletivo. Os objetivos específicos são: identificar a natureza do estudo epidemiológico; descrever os diferentes métodos epidemiológicos; nomear e caracterizar os índices de natureza epidemiológica relativos à cárie e doença periodontal; estabelecer as principais interrelações entre os indicadores biológicos e sociais com o desenvolvimento da cárie e doença periodontal; organizar levantamentos epidemiológicos; aplicar índices epidemiológicos de cárie e doença periodontal; analisar e interpretar os resultados de estudos de natureza epidemiológica.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Oral MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Oral DOUTORADO Não Obrigatória
Biologia e Reabilitação Orofacial MESTRADO Não Obrigatória
Biologia e Reabilitação Orofacial DOUTORADO Não Obrigatória
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Odontológica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Odontológica DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Biomecânica, Dor e Disfunção orofacial Os objetivos desta linha de pesquisa envolvem a avaliação da patofisiologia da dor orofacial, da disfunção temporomandibular, do bruxismo e dos hábitos parafuncionais, com foco na caracterização biomecânica do sistema estomatognático e seus reflexos sobre o organismo, buscando identificar novas estratégias diagnósticas e terapêuticas para esses quadros.
Biomateriais e Engenharia Tecidual Essa linha de pesquisa visa o desenvolvimento e avaliação da efetividade e toxicidade de novos materiais odontológicos, bem como, de estratégias inovadoras de engenharia tecidual, com foco na regeneração tecidual e na redução de complicações orais infecciosas.
Microbiologia e Imunologia Oral Essa linha de pesquisa tem como objetivo o desenvolvimento de pesquisas com foco específico na microbiologia e imunologia oral, com fins diagnósticos e terapêuticos.
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Etiopatogênese e Tratamento das Doenças Endodônticas e Periodontais Esta linha de pesquisa tem como objetivo estudar os mecanismos implicados nas alterações periapicais e periodontais, com vistas a definir a sua relação com doenças sistêmicas, bem como, buscar novas estratégias de tratamento para essas condições.
Etiopatogênese e Terapêutica em Estomatologia Os objetivos desta linha de pesquisa envolvem a avaliação da patofisiologia das doenças que afetam a mucosa oral e as glândulas salivares, incluindo o câncer de boca, com foco nos aspectos clínicos, imunológicos e anatomopatológicos dessas condições, a fim de identificar novas formas de prevenção e tratamento de tais afecções.
Saúde Bucal na Infância Esta linha de pesquisa tem como objetivo avaliar novas abordagens de prevenção, diagnóstico e tratamento de afecções da cavidade oral, com foco no manejo dos pacientes pediátricos.
Odontologia Restauradora e Reabilitadora Esta linha de pesquisa está focada no desenvolvimento de novas tecnologias e abordagens voltadas para a reabilitação oral estética e funcional, utilizando metodologias laboratoriais e clínicas de avaliação. Inclui também novas abordagens para a correção ortodôntica, ortopédica e cirúrgica das deformidades orofaciais, buscando melhorar o diagnóstico e o manejo dos pacientes portadores dessas condições.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Encontros com A Longevidade
COD Carga Horária Descrição
1935L-02 30 A disciplina busca oportunizar aos alunos do Programa de Gerontologia Biomédica o contato pessoal ou por videoconferência com longevos (pessoas com 80 anos ou mais de idade) participantes de pesquisas do Instituto de Geriatria e Gerontologia ou da UNATI da PUCRS, com o propósito de compreender suas trajetórias de vida em um contexto holístico. Os alunos terão a oportunidade de compreender o processo de envelhecimento que cada um dos longevos tem passado deste a sua trajetória de vida e situação atual de vida dentro do contexto do envelhecimento ativo. Através dos relatos dos longevos será possível descrever a sua história de vida que poderá gerar uma publicação de acordo com o desempenho dos alunos.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Envelhecimento Cognitivo Normal e Patológico: Implicações Clínicas
COD Carga Horária Descrição
40503-02 30 A disciplina busca abordar campos de estudo em cognição e comportamento no envelhecimento saudável e nas doenças neurodegenerativas, assim como o diagnóstico diferencial de depressão e declínio cognitivo.
Professor Tempo de Casa Lattes
IRANI IRACEMA DE LIMA ARGIMON 35 anos e 8 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Envelhecimento e Atividade Física
COD Carga Horária Descrição
20598-02 30 A disciplina abordará distintas dimensões do envelhecimento e suas imbricações com uma vida fisicamente ativa. Ao tratar de uma miríade de benefícios à saúde de idosos sadios ou acometidos por doença não transmissível, terá como foco estudos e debates sobre a melhora da qualidade de vida e a diminuição da mortalidade.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Envelhecimento e Neurobiologia do Controle Motor
COD Carga Horária Descrição
1931A-02 30 Esta disciplina tem como principal objetivo a apresentação dos principais conceitos e teorias vigentes sobre a neurobiologia do controle motor, enfatizando as alterações sensório-cognitivo-motoras que ocorrem no processo de envelhecimento, tanto o bem-sucedido quanto na presença de doenças e disfunções do sistema nervoso que são altamente prevalentes em nossa população, tais como o Acidente vascular cerebral, as doenças de Parkinson e Alzheimer, dentre outras. Para tanto, os seguintes pontos serão abordados: Teorias e modelos de controle motor; Evolução dos sistemas motores; Circuitos corticais, subcorticais e medulares do movimento; Escolha e seleção de padrões motores; Redes neurais para a geração de comportamentos motores rítmicos; Feedback sensorial no controle da postura e locomoção; Coordenação de movimentos rítmicos; Movimentos de alcance e preensão; Plasticidade e aprendizado em redes de controle motor; Integrações multimodais do sistema nervoso central e controle motor.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Celular e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Celular e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Estrutura e Metabolismo Celular Desenvolve conhecimentos relacionados à estrutura, sinalização e funcionamento celular. O estudo de aspectos bioquímicos, morfológicos e fisiológicos permite o aprofundamento das questões relacionadas aos mecanismos celulares em diferentes situações.
Imunologia Celular e Molecular Desenvolve estudos dos mecanismos celulares e moleculares de respostas imunes em modelos experimentais e populações humanas com foco em imunologia de tumores, imunossenescência, neuroimunologia e doenças auto-imunes.
Caracterização Celular e Molecular em Microbiologia e Parasitologia Desenvolve análises fenotípicas e genotípicas de isolados bacterianos e virais e a identificação de moléculas envolvidas na interface parasita-hospedeiro. Desenvolve estudos epidemiológicos de dinâmica de transmissão e investigação da reatividade cruzada.
Genética, Genômica e Bioinformática Desenvolve estudos nas áreas de genética, genômica, biologia molecular e bioinformática, bem como a realização de diagnósticos moleculares e a análise de variantes gênicas polimórficas na saúde humana, estudos filogenéticos e anotação de genomas.
Neurobiologia Celular e Molecular Desenvolve estudos sobre a função neuronal nos níves celulares e moleculares, através de abordagens neuroquímicas, farmacológicas, neuroanatômicas e neurofisiológicas.
Biologia Molecular da Interação Droga/Alvo Desenvolvimento de clonagem, expressão e superexpressão de enzimas, bem como estudos cinéticos em estado estacionário e pré-estacionário. Informações sobre a estrutura tridimensional de enzimas alvos servem de bases para a proposição de novos fármacos.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Envelhecimento e Neuropsicologia das Funções Cognitivas
COD Carga Horária Descrição
40502-02 30 A disciplina se propõe a trabalhar com conteúdos sobre a influência do envelhecimento no funcionamento cognitivo do indivíduo. Sabe-se que o envelhecimento acarreta declínios e perdas a nível cognitivo e comportamental, sabe-se também que esses declínios fazem parte do envelhecimento saudável. No entanto, algumas habilidades cognitivas, sofrem maiores prejuízos do que o esperado, podendo indicar risco para o desenvolvimento de doença neurodegenerativa.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Envelhecimento e Saúde Mental
COD Carga Horária Descrição
10557-02 30 A disciplina objetiva estudar o envelhecimento normal e patológico enfocando as principais doenças mentais nesta faixa etária. No estudo destas patologias destaca a situação epidemiológica, o quadro clínico, o diagnóstico principal e diferencial das patologias e o tratamento. Aprofunda ainda o conhecimento da relação entre profissional de saúde, o cuidador e o paciente geriátrico.
Professor Tempo de Casa Lattes
ALFREDO CATALDO NETO 33 anos Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Epidemiologia em Saúde
COD Carga Horária Descrição
63340-02 30 A epidemiologia clínica é uma ferramenta básica para a medicina clínica baseada em evidências. A disciplina epidemiologia estuda os eventos clínicos em um grupo específico de pessoas, mediante métodos científicos padronizados, com objetivo de produzir informações acuradas e válidas, para um melhor tratamento e prevenção das doenças.
Professor Tempo de Casa Lattes
FREDERICO ORLANDO FRIEDRICH 1 ano e 7 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Obrigatória
Pediatria Doutorado Interinstitucional Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Escrita de Artigos na Língua Inglesa
COD Carga Horária Descrição
1932B-02 30 O desenvolvimento científico é um processo contínuo e sistemático de ações que visam contribuir para a excelência acadêmica, tendo por base o ensino e a pesquisa. A produção do conhecimento por si só, não é suficiente para a consolidação da capacitação dos alunos de pós-graduação. É necessário a divulgação do conhecimento para a comunidade científica e para a sociedade como um todo. A divulgação dos novos conhecimentos adquiridos na nossa Universidade e o compartilhamento dos saberes de maneira global somente poderá ser intensificado quando forem divulgados em uma linguagem comum aos pares, facilitando a interação entre instituições de ensino e pesquisa de diferentes países. Hoje, a internacionalização é mandatória para a continuidade do desenvolvimento e reconhecimento científico. Para isso, nossos alunos de pós-graduação deverão receber treinamento em redação científica em língua inglesa para a divulgação das suas produções para a comunidade científica em revistas de circulação internacional, como esperado para os programas de pós-graduação de excelência.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Evidências Evolutivas e Moleculares do Envelhecimento Humano
COD Carga Horária Descrição
1933L-02 30 Investigação aprofundada dos mecanismos genéticos e moleculares do envelhecimento na espécie humana. Estudos relacionados as diferenças dos processos de sobrevivência e colapso pós período reprodutivo que ocorre entre os seres humanos e demais mamíferos. Busca de possíveis respostas a pergunta: “por que envelhecemos?”
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Farmacologia da Inflamação
COD Carga Horária Descrição
23394-02 30 A presente disciplina tem por objetivo abordar vários aspectos relacionados com a farmacologia da inflamação, a saber: aspectos bioquímicos e moleculares dos eventos inflamatórios, com ênfase em modulação farmacológica. Serão contempladas as principais alterações vasculares e celulares em resposta a diferentes estímulos. Como tópicos de interesse, destacam-se: (1) o estudo de mediadores da resposta inflamatória, incluindo aqueles derivados de mastócitos (histamina e serotonina), mediadores lipídicos (prostanóides e leucotrienos), mediadores peptídicos (bradicinina e neurocininas), citocinas e fatores de crescimento, fatores quimiotáticos, mediadores do sistema complemento, óxido nítrico, entre outros; (2) componentes da fase de resolução inflamatória, envolvendo mediadores endógenos relacionados ao restabelecimento da homeostase e reparo tecidual; (3) principais grupos de células envolvidos nas várias fases da inflamação e conexão com a resposta imune; (4) principais receptores e rotas de sinalização, bem como, componentes dos sistemas de transdução intracelular; (5) inflamação associada com infecção e resposta inflamatória sistêmica; (6) correlação entre inflamação e câncer; (7) aspectos regulatórios da transcrição de moléculas implicadas na resposta inflamatória; (8) estudo dos mecanismos de ação dos principais fármacos utilizados no tratamento da inflamação; (9) Doenças inflamatórias crônicas.
Professor Tempo de Casa Lattes
MARIA MARTHA CAMPOS 18 anos e 1 m¿s Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
Fisiologia do Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
20599-02 30 A disciplina abordará o impacto que o processo de envelhecimento exerce sobre os diferentes sistemas fisiológicos humanos, enfocando aspectos sobre o declínio das suas funções.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Fundamentals Of Medical Imaging Technologies: An Interdisciplinary Approach
COD Carga Horária Descrição
1932C-03 45 The course will provide a comprehensive overview of the most relevant diagnostic imaging modalities used in radiology and nuclear medicine, covering both clinical and technical aspects, throughout an interdisciplinary approach. The course will introduce the physical principles underlying different medical imaging modalities along with examples of specific applications. The basic principles of digital image processing, including common terminology and the components that define image quality will be discussed. The ongoing research and new developments in molecular and hybrid imaging modalities will be discussed.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Geriatria Preventiva
COD Carga Horária Descrição
10512-02 30 A Geriatria Preventiva é definida como a ciência e a arte de prevenir a doença, prolongar a vida com qualidade e promover a saúde e a eficiência mental dos indivíduos em processo de envelhecimento. A disciplina se propõe a contribuir através do desenvolvimento e disseminação do conhecimento para que os indivíduos, à medida que envelheçam, melhorem a sua saúde, tenham segurança, sejam participativos, produtivos, evitem doenças e tenham uma velhice bem-sucedida com autonomia funcional ou autossuficiência e independência.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Gerontologia Social
COD Carga Horária Descrição
10518-02 30 Conhecimentos básicos que norteiam a Gerontologia Social, tais como: conceitos, a questão do envelhecimento da sociedade, as políticas sociais voltadas aos idosos, os mitos em relação à velhice, a legislação social (Política Nacional do Idoso, Estatuto do Idoso). O envelhecimento mundial e sua abordagem internacional nas Assembléias de Viena (1982) e Madrid (2002). Trabalha as questões das transições enfrentadas pelo envelhecimento, como a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, a rede de proteção social, a perspectiva do envelhecimento ativo e a interface com o Serviço Social e áreas afins.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Inovação e Empreendedorismo em Saúde e no Envelhecimento Humano
COD Carga Horária Descrição
1937M-02 30 Estudo dos ecossistemas de inovação. Análise dos componentes e da organização dos ambientes de inovação e empreendedorismo, aplicada à saúde do idoso. Estudo sobre a cooperação universidade, empresa e governo. Reflexões sobre a relação entre inovação, ciência e tecnologia, sobretudo no que tange ao envelhecimento saudável. Estudo sobre os Centros de competência e excelência em saúde. Análise das Incubadoras e o fomento ao empreendedorismo em saúde do idoso. Discussões sobre Parques tecnológicos e núcleos de inovação tecnológica.
Professor Tempo de Casa Lattes
RAFAEL REIMANN BAPTISTA 16 anos e 1 m¿s Link
DANIEL RODRIGO MARINOWIC 5 anos e 1 m¿s Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Introdução a Geriatria e Gerontologia
COD Carga Horária Descrição
20532-03 45 Com o envelhecimento da população mundial, aumentam também as morbidades dos idosos. Desta forma, o estudo dos aspectos clínicos das doenças que se manifestam com o processo de envelhecimento e a sua repercussão na qualidade de vida dos indivíduos idosos, bem como os aspectos biológicos, social, político e jurídico envolvidos é de suma importância. A alta taxa de morbidade, padrões atípicos de apresentação das doenças, resposta mais lenta e, muitas vezes, imprevisíveis ao tratamento instituído e a necessidade maior de suporte social aos doentes idosos exigem habilidades dos profissionais da saúde que atuam ou pretendem atuar no atendimento aos indivíduos idosos. Neste contexto, os geriatras e gerontólogos necessitam aprofundar seus conhecimentos, focando os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das patologias que surgem com o processo de envelhecimento, bem como adquirir/aprimorar a habilidade de atuar em uma equipe interdisciplinar.
Professor Tempo de Casa Lattes
CARLA HELENA AUGUSTIN SCHWANKE 22 anos e 1 m¿s Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Memória e Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
10538-02 30 Esta disciplina tem por função analisar as estruturas e os mecanismos envolvidos no processamento da memória, procurando relacioná-los com as alterações bioquímicas e fisiológicas do sistema nervoso resultantes do envelhecimento normal ou de patologias neurodegenerativas.
Professor Tempo de Casa Lattes
ELKE BROMBERG 31 anos e 1 m¿s Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Metodologia da Pesquisa Biomédica: Métodos Quantitativos
COD Carga Horária Descrição
20533-03 45 A disciplina procura ambientar o aluno do programa nos diferentes instrumentos que lhe é acessível e que pode utilizar na durante uma investigação epidemiológica no qual se dispõe a utilizar uma abordagem quantitativa de pesquisa. Entende-se por análise quantitativa a análise de dados elaborados através de um instrumento de pesquisa no qual foram coletados dados com valores numéricos ou categóricos pré-definidos. O aluno utilizará como exemplo de instrumento de trabalho os programas EpiInfo, SPSS e EXCEL. O EpiInfo é um programa livre desenvolvido para acompanhar o pesquisador desde a tabulação dos dados até a elaboração e análise dos dados gerando, inclusive, gráficos dos mais diversos tipos.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Celular e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Celular e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Estrutura e Metabolismo Celular Desenvolve conhecimentos relacionados à estrutura, sinalização e funcionamento celular. O estudo de aspectos bioquímicos, morfológicos e fisiológicos permite o aprofundamento das questões relacionadas aos mecanismos celulares em diferentes situações.
Imunologia Celular e Molecular Desenvolve estudos dos mecanismos celulares e moleculares de respostas imunes em modelos experimentais e populações humanas com foco em imunologia de tumores, imunossenescência, neuroimunologia e doenças auto-imunes.
Caracterização Celular e Molecular em Microbiologia e Parasitologia Desenvolve análises fenotípicas e genotípicas de isolados bacterianos e virais e a identificação de moléculas envolvidas na interface parasita-hospedeiro. Desenvolve estudos epidemiológicos de dinâmica de transmissão e investigação da reatividade cruzada.
Genética, Genômica e Bioinformática Desenvolve estudos nas áreas de genética, genômica, biologia molecular e bioinformática, bem como a realização de diagnósticos moleculares e a análise de variantes gênicas polimórficas na saúde humana, estudos filogenéticos e anotação de genomas.
Neurobiologia Celular e Molecular Desenvolve estudos sobre a função neuronal nos níves celulares e moleculares, através de abordagens neuroquímicas, farmacológicas, neuroanatômicas e neurofisiológicas.
Biologia Molecular da Interação Droga/Alvo Desenvolvimento de clonagem, expressão e superexpressão de enzimas, bem como estudos cinéticos em estado estacionário e pré-estacionário. Informações sobre a estrutura tridimensional de enzimas alvos servem de bases para a proposição de novos fármacos.
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
Metodologia de Avaliação em Pesquisa
COD Carga Horária Descrição
63339-02 30 O entendimento dos conceitos básicos de bioestatística é fundamental para o planejamento, coleta, avaliação e interpretação dos dados obtidos em pesquisas na área da saúde. Desse modo, essa disciplina visa qualificar o aluno para a descrição, análise básica e apresentação de dados de pesquisa.
Professor Tempo de Casa Lattes
THIAGO WENDT VIOLA 4 anos e 1 m¿s Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Obrigatória
Pediatria Doutorado Interinstitucional Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Métodos Qualitativos na Investigação do Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
10539-02 30 A disciplina trata sobre abordagens de pesquisa de cunho qualitativo e da sua complementaridade com dados de natureza quantitativa, visando sensibilizar profissionais/pesquisadores para a análise das orientações paradigmáticas que sustentam resultados de pesquisa e para a atenção aos critérios de cientificidade.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Métodos Qualitativos no Estudo do Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
1933M-02 30 Estudo sobre teoria e metodologia da pesquisa social e sua relevância para a produção de conhecimentos na área do envelhecimento. Análise sobre critérios de cientificidade e particularidades das investigações qualitativas nas áreas das ciências da saúde. Apreensão do ciclo investigativo, com ênfase nos procedimentos metodológicos, incluindo a elaboração do projeto de pesquisa, técnicas, instrumentos e procedimentos investigativos para coleta e análise de dados qualitativos. O enfoque misto na investigação. A Complementaridade de dados quantitativos e qualitativos. Teoria fundamentada dos dados. Elaboração de perguntas de cunho etnográfico. Grupos focais. Análise de conteúdo, análise de discurso e análise textual discursiva. Aspectos éticos da pesquisa.
Professor Tempo de Casa Lattes
PATRICIA KRIEGER GROSSI 24 anos e 1 m¿s Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Serviço Social, Políticas e Processos Sociais MESTRADO Não Obrigatória
Serviço Social, Políticas e Processos Sociais DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Serviço Social, Seguridade Social e Políticas Sociais Abarca estudos e pesquisas sobre os sistemas de proteção social, a seguridade social e sua relação com o Estado e a sociedade civil. Debate políticas de saúde, previdência social e assistência social, políticas de transferência de renda, de segurança alimentar e seguro desemprego. Abarca estudos sobre territorialidade e habitação, políticas de educação, políticas para o idoso, para mulheres, para crianças e adolescentes, para juventudes, para populações em situação de rua, para pessoas com deficiência, entre outros segmentos e setores. Inclui debates sobre a produção do conhecimento e o trabalho interdisciplinar e do assistente social nessas áreas, bem como a avaliação de políticas públicas e estudos acerca do financiamento público e da relação público privado.
Serviço Social, Direitos Humanos, Desigualdades e Resistências Estudos e pesquisas sobre os direitos humanos e seu caráter histórico. Os sistemas de proteção dos direitos humanos e suas relações com o Estado e sociedade civil, as violações de direitos, os avanços e retrocessos societários na afirmação de direitos. Estudos sobre políticas sociais voltadas a populações historicamente vulneráveis em termos de direitos humanos: povos negros, indígenas e quilombolas, lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, pessoas idosas, jovens, crianças e adolescentes, pessoas com deficiência, populações em situação de rua, mulheres, trabalhadores do campo e da cidade, povos refugiados e imigrantes, etc. Investigações sobre os processos de desigualdade e resistência e suas repercussões no modo e condições de vida dos sujeitos sociais, considerando os diversos marcadores sociais. Estudos relacionados ao poder punitivo do Estado no sistema prisional, de justiça e de segurança pública e a justiça restaurativa. Estudos das múltiplas expressões de violência e estratégias para o seu enfrentamento. A linha contempla ainda estudos sobre o trabalho profissional (do assistente social e em uma perspectiva interdisciplinar) nessas áreas e suas contribuições para a área científica do Serviço Social e das áreas afins, nos termos da produção de conhecimento acerca dessas temáticas.
Serviço Social, Ensino e Formação Abarca estudos e pesquisas sobre os fundamentos do Serviço Social, sobre a questão social e sobre questões de método. Contempla estudos sobre os eixos ético-políticos, teórico-metodológicos e técnico-operativos da profissão e sobre a formação em Serviço Social e sua relação com o trabalho do assistente social, suas atribuições e competências. Inclui estudos sobre as diretrizes curriculares da ABEPSS e os núcleos de formação para a graduação em Serviço Social e as orientações para a Pós-Graduação. Abarca estudos sobre modalidades de ensino, sobre ensino e formação na graduação e pós-graduação, sobre estratégias pedagógicas, sobre teoria e metodologia de pesquisa, sobre ética e projeto ético-político, sobre formação continuada, sobre supervisão e estagio, sobre orientação e avaliação na graduação e pós-graduação, sobre gestão em escolas e na universidade e sobre trabalho e produção do conhecimento nessas áreas.
Serviço Social, Trabalho e Processos Sociais Estudos e pesquisas sobre trabalho como categoria ontológica, os processos de trabalho, relações e condições de trabalho no modo de produção capitalista, estado, economia política reestruturação produtiva e as metamorfoses no mundo do trabalho, emprego e desemprego, espaços sociocupacionais e a inserção do assistente social, o trabalho na escola, o trabalho na saúde, o trabalho na assistência social, trabalho e poder local, trabalho no setor público, trabalho no terceiro setor e na iniciativa privada, trabalho interdisciplinar, saúde do trabalhador, trabalho concreto e abstrato e os processos de alienação, políticas de trabalho e renda, trabalho cooperativo e economia popular solidária, entre outras estratégias de produção, relações e modos de produção. Essa linha abarca também o estudo de processos sociais tais como a participação, os processos de gestão social e planejamento, o trabalho em rede, as práticas conselhistas, os movimentos sociais, as organizações populares, os movimentos sindicais e como contraponto, processos como a pobreza, a discriminação, o racismo, a violência, entre outros. Contempla ainda os estudos que versam sobre o trabalho interdisciplinar e do assistente social para o fortalecimento e ou enfrentamento desses processos e as contribuições do Serviço Social em termos de produção do conhecimento sobre essas temáticas.
NEUROCIÊNCIA E ENVELHECIMENTO
COD Carga Horária Descrição
193BG-02 30 A disciplina tem como objetivo proporcionar aos estudantes de pós-graduação um conhecimento aprofundado sobre as alterações neurobiológicas associadas ao envelhecimento. Assim como, o estudo das principais características neuropatológicas do envelhecimento associadas a doenças neurodegenerativas, em especial investigação clínica e de neuroimagem, na Doença de Alzheimer, Demência Vascular, Demência Fronto-temporal e Demência com Corpos de Lewy. Temas: 1. Introdução à neurociência do envelhecimento:  Definição de envelhecimento e suas características neurobiológicas.  Abordagens teóricas e casos práticos de envelhecimento cerebral.  Princípios e técnicas de neurociência aplicados ao estudo do envelhecimento. 2. Bases neurais do envelhecimento:  Alterações estruturais e funcionais no sistema nervoso durante o processo de envelhecimento.  Plasticidade sináptica e neurogênese no cérebro envelhecido.  Mecanismos moleculares e celulares envolvidos no envelhecimento cerebral. 3. Cognição e envelhecimento:  Declínio cognitivo associado ao envelhecimento normal e patológico.  Avaliação neuropsicológica do envelhecimento cognitivo.  Relação entre envelhecimento cerebral e transtornos neurodegenerativos, como a doença de Alzheimer e o declínio cognitivo vascular. 4. Plasticidade cerebral e envelhecimento:  Capacidade de adaptação e plasticidade do cérebro durante o envelhecimento.  Intervenções para promover a plasticidade cerebral e preservar a função cognitiva em idosos.  Neuroplasticidade induzida por estimulação cognitiva, exercício físico, terapias comportamentais e farmacológicas. 5. Perspectivas futuras em neurociência do envelhecimento:  Avanços recentes na pesquisa sobre envelhecimento cerebral.  Terapias emergentes e estratégias de prevenção para doenças relacionadas à idade.  Desafios e oportunidades na área da neurociência do envelhecimento.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurobiologia do Estresse
COD Carga Horária Descrição
19347-02 30 Explorar os conceitos de estresse, saúde e doença, com um foco particular na literatura histórica e atual. Abordará múltiplas dimensões no estudo do estresse: genéticas, epigenéticas, moleculares, celulares, fisiológicas e cognitivas, especialmente no contexto da pesquisa imunoendócrina e neurocientífica. Estudo da resposta individual ao estresse, como fatores genéticos e ambientais desempenham um papel, como se traduz em condições fisiológicas e mentais e condições patológicas ou de sáude.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
Neuropsicologia da Memoria
COD Carga Horária Descrição
30500-02 30 O cérebro humano é um computador orgânico notadamente complexo, que além de captar uma grande variedade de experiências sensoriais, processa e armazena essas informações, integrando fragmentos selecionados no momento certo. A memória serve para armazenar e reter experiências passadas e utilizá-las quando convenha no momento presente. A memória pode ser classificada, baseada em sua duração e tipo de recordação.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Pharmacotherapy Of Neurological And Psychiatric Disorders
COD Carga Horária Descrição
1932A-01 15 A neurofarmacologia é o estudo do efeito das drogas no cérebro. Os seminários exploram os conceitos e as pesquisas atuais em neurociência cognitiva, incluindo percepção, estrutura e organização cerebral, cognição, memória e a base funcional de certas doenças neurológicas e psiquiátricas humanas. (por exemplo, esquizofrenia, depressão e narcolepsia). O objetivo deste curso é proporcionar aos alunos a oportunidade de adquirir o conhecimento teórico e aplicado da neurofarmacologia que lhes permitirá avançar no desenvolvimento de uma carreira em neurofarmacologia, seja em uma instituição acadêmica, em um instituto de pesquisa ou no setor industrial / de negócios.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Celular e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Celular e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Biotecnologia Farmacêutica MESTRADO PROFISSIONAL Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Estrutura e Metabolismo Celular Desenvolve conhecimentos relacionados à estrutura, sinalização e funcionamento celular. O estudo de aspectos bioquímicos, morfológicos e fisiológicos permite o aprofundamento das questões relacionadas aos mecanismos celulares em diferentes situações.
Imunologia Celular e Molecular Desenvolve estudos dos mecanismos celulares e moleculares de respostas imunes em modelos experimentais e populações humanas com foco em imunologia de tumores, imunossenescência, neuroimunologia e doenças auto-imunes.
Caracterização Celular e Molecular em Microbiologia e Parasitologia Desenvolve análises fenotípicas e genotípicas de isolados bacterianos e virais e a identificação de moléculas envolvidas na interface parasita-hospedeiro. Desenvolve estudos epidemiológicos de dinâmica de transmissão e investigação da reatividade cruzada.
Genética, Genômica e Bioinformática Desenvolve estudos nas áreas de genética, genômica, biologia molecular e bioinformática, bem como a realização de diagnósticos moleculares e a análise de variantes gênicas polimórficas na saúde humana, estudos filogenéticos e anotação de genomas.
Neurobiologia Celular e Molecular Desenvolve estudos sobre a função neuronal nos níves celulares e moleculares, através de abordagens neuroquímicas, farmacológicas, neuroanatômicas e neurofisiológicas.
Biologia Molecular da Interação Droga/Alvo Desenvolvimento de clonagem, expressão e superexpressão de enzimas, bem como estudos cinéticos em estado estacionário e pré-estacionário. Informações sobre a estrutura tridimensional de enzimas alvos servem de bases para a proposição de novos fármacos.
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Pratica de Pesquisa
COD Carga Horária Descrição
20534-03 45 A disciplina visa a reflexão crítica sobre o processo de elaboração de um artigo original, assim como sobre a leitura crítica de artigos. Através de uma abordagem teórica-prática serão discutidas estratégias de elaboração de cada um dos tópicos que compõem um artigo original (título, resumo, introdução, métodos, resultados, discussão e conclusão). Adicionalmente, serão discutidas estratégias de busca, arquivamento e gerenciamento de referências.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Celular e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Celular e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Estrutura e Metabolismo Celular Desenvolve conhecimentos relacionados à estrutura, sinalização e funcionamento celular. O estudo de aspectos bioquímicos, morfológicos e fisiológicos permite o aprofundamento das questões relacionadas aos mecanismos celulares em diferentes situações.
Imunologia Celular e Molecular Desenvolve estudos dos mecanismos celulares e moleculares de respostas imunes em modelos experimentais e populações humanas com foco em imunologia de tumores, imunossenescência, neuroimunologia e doenças auto-imunes.
Caracterização Celular e Molecular em Microbiologia e Parasitologia Desenvolve análises fenotípicas e genotípicas de isolados bacterianos e virais e a identificação de moléculas envolvidas na interface parasita-hospedeiro. Desenvolve estudos epidemiológicos de dinâmica de transmissão e investigação da reatividade cruzada.
Genética, Genômica e Bioinformática Desenvolve estudos nas áreas de genética, genômica, biologia molecular e bioinformática, bem como a realização de diagnósticos moleculares e a análise de variantes gênicas polimórficas na saúde humana, estudos filogenéticos e anotação de genomas.
Neurobiologia Celular e Molecular Desenvolve estudos sobre a função neuronal nos níves celulares e moleculares, através de abordagens neuroquímicas, farmacológicas, neuroanatômicas e neurofisiológicas.
Biologia Molecular da Interação Droga/Alvo Desenvolvimento de clonagem, expressão e superexpressão de enzimas, bem como estudos cinéticos em estado estacionário e pré-estacionário. Informações sobre a estrutura tridimensional de enzimas alvos servem de bases para a proposição de novos fármacos.
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
Princípios de Biologia Molecular
COD Carga Horária Descrição
63416-02 30 Conhecer os principais conceitos teóricos e práticos da área de biologia molecular, aplicada a área da saúde, focando nos principais temas científicos atuais de terapias utilizando biologia molecular.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Celular e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Estrutura e Metabolismo Celular Desenvolve conhecimentos relacionados à estrutura, sinalização e funcionamento celular. O estudo de aspectos bioquímicos, morfológicos e fisiológicos permite o aprofundamento das questões relacionadas aos mecanismos celulares em diferentes situações.
Imunologia Celular e Molecular Desenvolve estudos dos mecanismos celulares e moleculares de respostas imunes em modelos experimentais e populações humanas com foco em imunologia de tumores, imunossenescência, neuroimunologia e doenças auto-imunes.
Caracterização Celular e Molecular em Microbiologia e Parasitologia Desenvolve análises fenotípicas e genotípicas de isolados bacterianos e virais e a identificação de moléculas envolvidas na interface parasita-hospedeiro. Desenvolve estudos epidemiológicos de dinâmica de transmissão e investigação da reatividade cruzada.
Genética, Genômica e Bioinformática Desenvolve estudos nas áreas de genética, genômica, biologia molecular e bioinformática, bem como a realização de diagnósticos moleculares e a análise de variantes gênicas polimórficas na saúde humana, estudos filogenéticos e anotação de genomas.
Neurobiologia Celular e Molecular Desenvolve estudos sobre a função neuronal nos níves celulares e moleculares, através de abordagens neuroquímicas, farmacológicas, neuroanatômicas e neurofisiológicas.
Biologia Molecular da Interação Droga/Alvo Desenvolvimento de clonagem, expressão e superexpressão de enzimas, bem como estudos cinéticos em estado estacionário e pré-estacionário. Informações sobre a estrutura tridimensional de enzimas alvos servem de bases para a proposição de novos fármacos.
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
Processamento e Análise de Imagens Biomédicas
COD Carga Horária Descrição
1935M-03 45 Fundamentos dos processos de aquisição e armazenamento de imagens biomédicas digitais. Apresentação de métodos de pré-processamento para realce, redução de ruído e correções. Estudo dos fundamentos da filtragem no domínio espacial e de frequência e suas aplicações. Desenvolvimento de de técnicas de segmentação em imagens biomédicas em nível de cinza e multiespectrais. Análise quantitativa de imagens biomédicas e métodos de reconhecimento de padrões. Discussão de pesquisas biomédicas utilizando processamento e análise de imagens digitais.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Prática de Metodologia Epidemiológica
COD Carga Horária Descrição
20500-02 30 A disciplina objetiva a reflexão crítica sobre o método científico e sua utilização prática no desenvolvimento da pesquisa. Desenvolve, de forma prática, os conceitos de epidemiologia clínica e bioestatística, através da sua utilização nos projetos de pesquisa desenvolvidos pelos alunos da pós-graduação. Permite a discussão de todos os elementos de um projeto de pesquisa, com ênfase nos métodos utilizados por cada aluno no seu projeto de pesquisa.
Professor Tempo de Casa Lattes
CARLA HELENA AUGUSTIN SCHWANKE 22 anos e 1 m¿s Link
REGIS GEMERASCA MESTRINER 13 anos e 1 m¿s Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Prática em Software de Pesquisa Médica
COD Carga Horária Descrição
63348-04 60 O domínio de ferramentas de informática é fundamental para realização de pesquisa na área da saúde. O objetivo desta disciplina é explorar, de maneira prática, softwares importantes na área de pesquisa médica. O foco será em recursos online, planilhas, programas gráficos, programas de estatística, processadores de texto, e de manejo de referências bibliográficas.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Celular e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Celular e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria Doutorado Interinstitucional Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Estrutura e Metabolismo Celular Desenvolve conhecimentos relacionados à estrutura, sinalização e funcionamento celular. O estudo de aspectos bioquímicos, morfológicos e fisiológicos permite o aprofundamento das questões relacionadas aos mecanismos celulares em diferentes situações.
Imunologia Celular e Molecular Desenvolve estudos dos mecanismos celulares e moleculares de respostas imunes em modelos experimentais e populações humanas com foco em imunologia de tumores, imunossenescência, neuroimunologia e doenças auto-imunes.
Caracterização Celular e Molecular em Microbiologia e Parasitologia Desenvolve análises fenotípicas e genotípicas de isolados bacterianos e virais e a identificação de moléculas envolvidas na interface parasita-hospedeiro. Desenvolve estudos epidemiológicos de dinâmica de transmissão e investigação da reatividade cruzada.
Genética, Genômica e Bioinformática Desenvolve estudos nas áreas de genética, genômica, biologia molecular e bioinformática, bem como a realização de diagnósticos moleculares e a análise de variantes gênicas polimórficas na saúde humana, estudos filogenéticos e anotação de genomas.
Neurobiologia Celular e Molecular Desenvolve estudos sobre a função neuronal nos níves celulares e moleculares, através de abordagens neuroquímicas, farmacológicas, neuroanatômicas e neurofisiológicas.
Biologia Molecular da Interação Droga/Alvo Desenvolvimento de clonagem, expressão e superexpressão de enzimas, bem como estudos cinéticos em estado estacionário e pré-estacionário. Informações sobre a estrutura tridimensional de enzimas alvos servem de bases para a proposição de novos fármacos.
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
Research Methodology: Methods And Techniques
COD Carga Horária Descrição
7334J-01 15 Designing and adhering to the appropriate methodology is fundamental for improving the quality of research. The methodology may differ from problem to problem, yet the basic approach towards research remains the same.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Não Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Não Obrigatória
Neurociências MESTRADO Não Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
SAÚDE, DOENÇA E PREVENÇÃO NA TERCEIRA IDADE
COD Carga Horária Descrição
193BL-03 45 A disciplina foca no estudo do cuidado no processo de saúde-doença nas pessoas idosas, incluindo a visão holística do envelhecimento e a interdisciplinaridade, incluindo as políticas nacionais e internacionais relativas as pessoas idosas, a terminalidade e o papel dos cuidadores. Adicionalmente, aborda a Prevenção Geriátrica, seus princípios, objetivos, técnicas e métodos. Fatores determinantes de longevidade e sua relação com o envelhecimento biológico e as doenças prevalentes. Importância da reabilitação social do idoso e sua qualidade de vida.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Saúde Pública e Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
30501-02 30 A disciplina busca oportunizar o debate na área de Saúde Pública e Envelhecimento, relacionando com as Políticas Públicas Nacionais e Internacionais, que visam melhorar o acesso dos idosos às ações e serviços de saúde. Busca também fornecer elementos para a avaliação crítica de programas e serviços de saúde, oferecendo subsídios para a construção de políticas mais efetivas na área de Saúde Pública e Envelhecimento.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Segurança do Paciente Idoso
COD Carga Horária Descrição
1932D-02 30 A disciplina aborda os temas envelhecimento e Segurança do Paciente idoso com base nas recomendações da Organização Mundial de Saúde, da Aliança Mundial para a Segurança dos Pacientes e do Programa Nacional de Segurança do Paciente, na perspectiva de um olhar e instrumentalização para as práticas seguras e para o envolvimento do idoso e sua família.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Segurança do Paciente no Processo de Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
193BD-02 30 A disciplina aborda os temas envelhecimento e Segurança do Paciente com base nas recomendações da Organização Mundial de Saúde, da Aliança Mundial para a Segurança dos Pacientes e do Programa Nacional de Segurança do Paciente, na perspectiva de um olhar e instrumentalização para as práticas seguras e para o envolvimento da pessoa idosa e sua família.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Seminários Interdisciplinares em Gerontologia I
COD Carga Horária Descrição
20535-02 30 Os Seminários Interdisciplinares em Gerontologia I busca oferecer uma seqüência consistente de conteúdos que abranjam a discussão de temas sobre o envelhecimento sob a égide da interdisciplinaridade, proporcionando reflexão crítica sobre o significado do envelhecimento e suas repercussões biológicas, psicológicas, sociais, econômicas, culturais. Também visa apresentar cenários relacionados à vivência da pesquisa e da publicação.
Professor Tempo de Casa Lattes
CRISTINA MARIA MORIGUCHI JECKEL 22 anos Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Seminários Interdisciplinares em Gerontologia II
COD Carga Horária Descrição
20536-02 30 Humanismo e/ou tecnologia no ensino. Responsabilidade do orientador, do professor e sua relação com o aluno, formando a matriz básica de ensino/aprendizagem/pesquisa/publicação. Características, potencialidades e habilidades fundamentais para professores e alunos. Ensino, aprendizagem, dinâmica de sala de aula. O professor/orientador como um exemplo a ser seguido.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Sistema Nervoso e Envelhecimento
COD Carga Horária Descrição
10546-02 30 Esta disciplina tem por função analisar as características funcionais do sistema nervoso, procurando relacioná-las com as alterações resultantes do envelhecimento normal ou de patologias neurodegenerativas.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Violência Contra A Pessoa Idosa e Estratégias de Enfrentamento
COD Carga Horária Descrição
193BC-03 45 Estudo das múltiplas expressões de violência (violência estrutural, violência institucional, violência simbólica, violência doméstica e intrafamiliar, idadismo, capacitismo) vivenciadas pelas pessoas idosas na sociedade e as interfaces com as relações de exploração e opressão mediatizadas pela condição de gênero, sexualidade, raça, deficiência, idade, entre outros marcadores sociais. Identificação dos fatores de risco e fatores de proteção. Análise dos determinantes sociais, econômicos, culturais, étnico-raciais e de gênero que incidem nos processos de violência e o papel da rede de proteção social no enfrentamento da violência contra a pessoa idosa. Agravos da violência na saúde física e mental das pessoas idosas. Políticas públicas de enfrentamento à violência. Esta disciplina possui um enfoque interdisciplinar e é destinada a profissionais de diferentes áreas do conhecimento como Enfermagem, Serviço Social, Nutrição, Fisioterapia, Medicina, Psicologia, entre outras, que atuam com pessoas idosas ou possuem interesse na área do estudo da violência e envelhecimento.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Ética e Integridade na Pesquisa
COD Carga Horária Descrição
19302-02 30 Atualmente, com a grande facilidade de obtenção de conhecimento e de dados por meio das redes sociais e internet, é crescente o número de casos de má-conduta na execução e publicação das pesquisas em todo o mundo, levando a perda da credibilidade das publicações científicas. Esta disciplina tem por objetivo orientar os alunos a respeito das boas práticas em pesquisa, desde a execução de seus projetos até a publicação dos resultados, salientando a importância do registro adequado dos dados das pesquisas.
Professor Tempo de Casa Lattes
DENISE CANTARELLI MACHADO 26 anos e 8 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Cirúrgica MESTRADO Obrigatória
Clínica Cirúrgica DOUTORADO Obrigatória
Clínica Médica MESTRADO Obrigatória
Clínica Médica DOUTORADO Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular MESTRADO Obrigatória
Farmacologia Bioquímica e Molecular DOUTORADO Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Nefrologia MESTRADO Obrigatória
Nefrologia DOUTORADO Obrigatória
Neurociências MESTRADO Obrigatória
Neurociências DOUTORADO Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Obesidade e Síndrome Metabólica Pesquisa na área de obesidade e síndrome metabólica com desdobramento nas co-morbidezes envolvidas ou relacionadas com as patologias citadas.
Aspectos Epidemiológicos, Clínico-patológicos, Radiológicos e Moleculares de Neoplasias Malignas Nas últimas décadas, esforços tem sido feitos para elucidar a biologia do câncer. Neoplasias malignas se caracterizam por uma ampla heterogênea do ponto de vista clínico, patológico e molecular determinando diferentes desfechos clínicos e respostas às terapias oncológicas. Pouco se conhece sobre a epidemiologia e biologia de neoplasias malignas na população brasileira. Além disto, condutas, muitas vezes ainda não acessíveis no amplo cenário nacional, são baseadas em grandes estudos internacionais que pouco representam nossa população. A presente linha de pesquisa visa caracterizar os pacientes com neoplasias malignas nos seus diferentes estágios clínicos e avaliar o desfecho clínico dos mesmos avaliando variáveis clínicas, histopatológicas, radiológicas e moleculares. Estudos nesta área poderão responder importantes questões ainda controversas junto a comunidade científica. Da mesma forma, a identificação de tais fatores clínicos que possam definir prognóstico ou servirem de biomarcadores de resposta aos tratamentos de alto custo atualmente disponíveis, poderão ter impacto na instituição de protocolos assistenciais visando medicina personalizada, reduzindo custo do tratamento e melhorando desfechos clínicos na população brasileira. Para o desenvolvimento das pesquisas em oncologia, contamos com a utilização do BIOBANCO – PUCRS que permite o armazenamento de matérias biológicos e das respectivas características clínico-patológicas de pacientes com câncer. A construção de um grande banco de dados, que conta com a integração multidisciplinar e atualização prospectiva, nas diferentes neoplasias malignas permitirá o desenvolvimento de projetos de pesquisa abordando os diferentes aspectos da doença neoplásica: epidemiologia, biomarcadores clínico-patológicos, radiológicos ou moleculares como fatores prognósticos ou preditivos de resposta às diferentes terapias oncológicas utilizadas na prática clínica.
Cirurgia Videolaparoscópica Avaliar as vantagens dos procedimentos realizados por técnicas menos evasivas.
Diálise extra-renal e transplante Esta linha visa o estudo das diferentes modalidades de substituição da função renal, com ênfase no transplante de órgãos especialmente no que se refere à imunologia dos transplantes.
Nefrologia Clínica e Hipertensão Arterial Estudos relacionados a diversos aspectos da clínica nefrológica, função renal, hipertensão arterial, doenças renais e metabólicas.
Biologia molecular, imunologia e células tronco Estudo das alterações moleculares dos tumores, principalmente do aparelho digestivo e respiratório através de técnicas de PCR em tempo real, imunohistoquímica, citometria de fluxo e cultura de células. Estudo de Terapia Celular e Engenharia de Tecidos.
Cardiologia/Fatores de risco e fatores genéticos nas doenças cardiovasculares Avalia fatores de risco para cirurgia cardiovascular através de marcadores; fatores de risco tradicionais (dislipidemias,hipertensão arterial,diabete,tabagismo) e potenciais emergentes (aplipoproteína B,LDL pequenas e densas) na doença arterial coronariana.
Cardiologia/Terapia Celular Tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do implante autólogo de células-tronco da medula óssea em pacientes portadores de miocardiopatia dilatada e em pacientes com infarto agudo do miocárdio
Metabolismo Celular e Transporte de Membrana em doenças renais e metabólicas Estudo dos mecanismos fisiopatogênicos moleculares de diversas doenças renais e metabólicas.
Formação e Desenvolvimento Docente na Saúde Esta linha possibilitará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas e a formação de mestres, doutores e estágio pós-doutoral na área do Ensino na Saúde.
O estudo do abdômen do adulto e idoso sadio e doente com novas tecnologias em diagnóstico por imagem Primeiramente, o objetivo deste campo de pesquisa é determinar a apresentação dos diferentes órgãos abdominais em modalidades de imagem avançadas, tais como ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons. Objetiva-se determinar a apresentaçaõ anatômica normal destes órgãos e tecidos e suas variações anatômicas, possibilitando diferenciar os indivíduos normais dos indivíduos doentes. Com isto, pretende-se aumentar o conhecimento sobre a anatomia normal do abdômen e sua variação anatômica demonstrada através de novas tecnologias por imagem. Através desta linha de pesquisa pretende-se, também, determinar a acurácia diagnóstica por imagem das doenças do trato gastrintestinal e do aparelho urinário. Objetiva-se permitir um diagnóstico mais precoce e preciso das doenças do paciente adulto e idoso, aumentando a sobrevida destes indivíduos. Pretende-se formar pesquisadores e professores que queiram trabalhar nesta linha de pesquisa que trata de doenças cada vez mais prevalentes na nossa população.
Epidemiologia Clínica Desenvolver pesquisas no contexto da epidemiologia clínica que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisas que contribuam para o avanço na identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Imagem funcional e molecular do corpo A imagem funcional é o estado-da-arte na medicina diagnóstica por imagem. A Ressonância Magnética deu seu grande salto nessa direção através das técnicas de aquisição ultra-rápidas, que permitiram medir as variações no nível de consumo de oxigênio decorrentes do efeito BOLD e estimativa da celularidade dos tecidos pela técnica de difusão. O PET possibilitou à Medicina Nuclear medir o nível de consumo de glicose no tecido, utilizando a radiação ionizante. Sua principal aplicação consiste na investigação de tumores e metástases, que naturalmente têm aumentado o consumo de glicose devido ao maior nível metabólico. Mais recentemente, o PET Dinâmico tem permitido avaliar o consumo de glicose em função do tempo e medir de forma mais precisa as regiões mais ativas.
Epidemiologia e Saúde Ambiental Desenvolver pesquisa no contexto da epidemiologia e saúde ambiental que enfoquem aspectos metodológicos e clínicos. Esta linha de pesquisa busca estimular o desenvolvimento de projetos de pesquisa que contribuam para o avanço da identificação, na intervenção e na promoção dos determinantes do processo saúde-doença na população humana.
Endocrinologia e Diabetes/Prevenção, Ident. e Otimiz. do Manejo de Diabetes Melito e Endocrinopatias Linha de pesquisa clínica que estuda estratégias interdisciplinares de prevenção, identificação e otimização do manejo de diabetes melito, síndrome metabólica, doenças tireoideanas e outras endocrinopatias. Objetiva, ainda, avaliar temas controversos em endocrinologia cujas evidências disponíveis sejam insuficientes para decisões ou posicionamentos sobre diagnóstico e terapêutica.
Inovações Tecnológicas na Área da Saúde Atualmente, observamos em todo o mundo o rápido desenvolvimento de tecnologias, procedimentos e medicamentos voltados para o tratamento mais eficaz de doenças e restabelecimento da saúde. Este passo acelerado com que o conhecimento médico progride faz com que seja necessária a criação de uma nova mentalidade na formação médica, estimulando a curiosidade, a busca ativa pelo conhecimento e a atualização constante. O número e a complexidade dos processos científicos que levam a esta evolução também são merecedores de atenção, tanto pela necessidade de formação para a compreensão dos mesmos, quanto pela oportunidade de trabalho que eles representam para os médicos em geral.
Avaliação dos Mecanismos Envolvidos em Alterações Inflamatórias e Nociceptivas Estudo dos mecanismos envolvidos em alterações inflamatórias e nociceptivas.
Desenvolvimento de Drogas Esta linha visa o desenvolvimento de drogas anti-negligenciadas (para terapia de tuberculose e malária) e o desenvolvimento de drogas anti-doenças crônico degenerativas.
Avaliação de alvos farmacológicos no tratamento do câncer e inflamação Avaliação de Alvos Farmacológicos no Tratamento de câncer e inflamação
Avaliação de mecanismos neuroquímicos e farmacológicos em doenças neurológicas Estudo das vias neuroquímicas e de alvos farmacológicos em doenças neurológicas.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurologia/Células tronco Avaliar a possibilidade de recuperação de lesões neurológicas centrais e periféricas, resultantes de doenças neurodegenerativas, com células tronco somáticas, bem como estudar os mecanismos de recuperação estrutural e funcional de lesões.
Neurologia do Comportamento Neuropsiquiatria Neurobiologia das doenças psiquiátricas e das alterações comportamentais nas principais doenças neurológicas.
Neuroimagem da Cognição Humana Desenvolvimento de novas técnicas de análise de neuroimagens e estudos das bases neurais de processos cognitivos superiores (por exemplo, compreensão e aquisição da linguagem, funções executivas, raciocínio espacial).
Atividade Neurotóxica de Ureases e Peptídeos Derivados Estudo da atividade neurotóxica e pró-inflamatória de ureases de diferentes organismos; 2)Metodologias de estudos de neurotoxicidade com utilização de insetos-modelos; 3)Ureases como fatores de virulência de microrganismos patogênicos, em especial as bactérias Helicobacter pylori e Proteus mirabilis, e leveduras do complexo Cryptococcus.
Neuroinflamação/Esclerose Múltipla/Neuromielite Óptica A inflamação em doenças neurológicas pode ter um envolvimento primário na fisiopatologia de doenças imunomediadas do sistema nervoso tais como a esclerose múltipla, neuromielite óptica, encefalite disseminada aguda (ADEM – acute demyelinating encephalomyelitis), síndrome de Guillain-Barré, encefalites autoimunes e algumas complicações neurológicas decorrentes diretamente ou indiretamente de infecções virais e bacterianas (p.ex. meningoencefalites). Em outras, a inflamação desempenha um papel importante, mas menos claro como no acidente vascular cerebral e em doenças degenerativas do sistema nervoso central. A desregulação do sistema imune, seja ela transitória ou duradoura, pode induzir lesões no cérebro, medula espinhal e nervos periféricos que causam dano neuronal permanente com risco de sequelas e incapacidade permanente. Através de métodos avançados de biologia molecular associada à avaliação clínica e de imagem (ressonância magnética, medicina nuclear), realizamos pesquisas que buscam entender os mecanismos intrínsecos e extrínsecos que causam um aumento de substâncias pró-inflamatórias como citoquinas, quimiocinas, produção de autoanticorpos, ativação de complemento, proliferação / maturação de linfócitos T e B autorreativos, ativação da microglia e alteração da barreira hematoencefálica. Além disso, desenvolvemos pesquisas para a identificação de biomarcadores específicos para cada doença que podem ajudar na melhor definição do diagnóstico / prognóstico e de modelos animais experimentais para o estudo da fisiopatologia e intervenções terapêuticas inovadoras.
Epilepsia Estudos clínico-eletrencefalográficos, farmacológicos, de neuroimagem e cirúrgicos no universo da epilepsia são contemplados nesta linha de pesquisa. O intenso envolvimento do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) com o diagnóstico, tratamento clínico e cirurgia de epilepsia abre interessantes perspectivas de investigação, buscando refinamento diagnóstico, novas opções de tratamento e correlação de síndromes epilépticas com alterações estruturais cerebrais.
Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário As etapas da formação do sistema nervoso central (SNC) podem ser consideradas um grande concerto com a regência de diferentes moléculas sinalizadoras que desencadeiam uma cascata de processos dependentes e complementares até formação de todas as estruturas do SNC bem como suas distintas funcionalidades. O cérebro humano é um quebra cabeça de mais de 100 bilhões de peças que devem ser acuradamente direcionadas para seu único e específico local. Os estudos das Bases Moleculares do Neurodesenvolvimento Embrionário apresentam uma visão abrangente de entendimento do SNC, desde sua formação embrionária até a neurogênese no cérebro adulto, norteando situação clínicas e patológicas relacionadas às malformações cerebrais e as novas alternativas de terapia para recuperação tecidual do SNC. O uso de ferramentas moleculares como sequenciamento de nova geração (NGS), super arrays, expressão relativa, genotipagem, etc., são utilizadas para descrever vias de sinalização, gênese das patologias, e aplicação de medicina de precisão para o tratamento de diversas doenças. Ainda, a reprogramação celular em nível embrionário através da geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSC) auxiliam no entendimento da neurogênese embrionária e no screening de novos fármacos para o tratamento das alterações durante a formação do sistema nervoso central e suas patologias associadas
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.
Ética em Odontologia
COD Carga Horária Descrição
83278-02 30 A disciplina propõe o conhecimento dos conceitos fundamentais da Ética com o objetivo de atingir as seguintes metas: a formulação de juízos éticos corretos; o uso adequado de princípios éticos no exercício diário da vida individual, familiar, profissional, social e política; o desenvolvimento da compreensão e da capacidade de crítica, aceitação ou recusa dos princípios referentes à ação nos diversos aspectos da vida diária; a compreensão e a busca de soluções para alguns dos graves problemas que desafiam a humanidade por meio da Ética aplicada.
Professor Tempo de Casa Lattes
JOAO BATISTA BLESSMANN WEBER 30 anos e 8 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Biologia Oral MESTRADO Não Obrigatória
Biologia Oral DOUTORADO Não Obrigatória
Biologia e Reabilitação Orofacial MESTRADO Não Obrigatória
Biologia e Reabilitação Orofacial DOUTORADO Não Obrigatória
CTBMF MESTRADO Não Obrigatória
CTBMF DOUTORADO Não Obrigatória
Clínica Odontológica MESTRADO Não Obrigatória
Clínica Odontológica DOUTORADO Não Obrigatória
Cognição Humana MESTRADO Não Obrigatória
Cognição Humana DOUTORADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora MESTRADO Não Obrigatória
Dentística Restauradora DOUTORADO Não Obrigatória
Endodontia MESTRADO Não Obrigatória
Endodontia DOUTORADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Estomatologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica MESTRADO Não Obrigatória
Gerontologia Biomédica DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção MESTRADO Não Obrigatória
Materiais Dentários - em extinção DOUTORADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial MESTRADO Não Obrigatória
Ortodontia e Ortopedia Facial DOUTORADO Não Obrigatória
Pediatria MESTRADO Não Obrigatória
Pediatria DOUTORADO Não Obrigatória
Prótese Dentária MESTRADO Não Obrigatória
Prótese Dentária DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Clínica DOUTORADO Não Obrigatória
Psicologia Social MESTRADO Não Obrigatória
Psicologia Social DOUTORADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Biomecânica, Dor e Disfunção orofacial Os objetivos desta linha de pesquisa envolvem a avaliação da patofisiologia da dor orofacial, da disfunção temporomandibular, do bruxismo e dos hábitos parafuncionais, com foco na caracterização biomecânica do sistema estomatognático e seus reflexos sobre o organismo, buscando identificar novas estratégias diagnósticas e terapêuticas para esses quadros.
Biomateriais e Engenharia Tecidual Essa linha de pesquisa visa o desenvolvimento e avaliação da efetividade e toxicidade de novos materiais odontológicos, bem como, de estratégias inovadoras de engenharia tecidual, com foco na regeneração tecidual e na redução de complicações orais infecciosas.
Microbiologia e Imunologia Oral Essa linha de pesquisa tem como objetivo o desenvolvimento de pesquisas com foco específico na microbiologia e imunologia oral, com fins diagnósticos e terapêuticos.
Etiopatogênese e Tratamento das Doenças Endodônticas e Periodontais Esta linha de pesquisa tem como objetivo estudar os mecanismos implicados nas alterações periapicais e periodontais, com vistas a definir a sua relação com doenças sistêmicas, bem como, buscar novas estratégias de tratamento para essas condições.
Etiopatogênese e Terapêutica em Estomatologia Os objetivos desta linha de pesquisa envolvem a avaliação da patofisiologia das doenças que afetam a mucosa oral e as glândulas salivares, incluindo o câncer de boca, com foco nos aspectos clínicos, imunológicos e anatomopatológicos dessas condições, a fim de identificar novas formas de prevenção e tratamento de tais afecções.
Saúde Bucal na Infância Esta linha de pesquisa tem como objetivo avaliar novas abordagens de prevenção, diagnóstico e tratamento de afecções da cavidade oral, com foco no manejo dos pacientes pediátricos.
Odontologia Restauradora e Reabilitadora Esta linha de pesquisa está focada no desenvolvimento de novas tecnologias e abordagens voltadas para a reabilitação oral estética e funcional, utilizando metodologias laboratoriais e clínicas de avaliação. Inclui também novas abordagens para a correção ortodôntica, ortopédica e cirúrgica das deformidades orofaciais, buscando melhorar o diagnóstico e o manejo dos pacientes portadores dessas condições.
Aspectos biológicos no envelhecimento Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.
Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.
Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).
Envelhecimento e Saúde Pública Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.
Neurociências Células tronco e doenças neurodegenerativas Epigenética e Mecanismos Moleculares do Estresse no Desenvolvimento Epilepsia Clínica e Experimental: impacto das epilepsias no SNC em desenvolvimento Neuroinflamação e neuroimunologia Neuropsicobiologia do Desenvolvimento Sono na infância e adolescência.
Respirologia Asma: epidemiologia, genética e estudo de mecanismos básicos Avaliação funcional e reabilitação em doenças respiratórias crônicas Estresse e desenvolvimento Fibrose Cística e doenças crônicas pulmonares Prematuridade: impacto no desenvolvimento pulmonar e resposta imune Biomarcadores em Doenças respiratórias
Infectologia Avaliação do impacto das imunizações em saúde pública Epidemiologia das infecções virais respiratórias Epidemiologia da tuberculose em pediatria Avaliação das estratégias de diagnóstico e tratamento da tuberculose em pediatria
Epidemiologia Epidemiologia clínica aplicada à saúde da criança Ciências de Dados em Saúde
Nutrição Aleitamento materno Comportamento alimentar infantil Saúde mental da criança e do adolescente Dificuldades alimentares Educação alimentar e nutricional Nutrição nas enfermidades da criança e do adolescente
Imunologia Resposta imune frente a infecções respiratórias Resposta imune a vacinas Resposta imune a tumores pediátricos
Avaliação e intervenções psicológicas em saúde mental Esta linha de pesquisa concentra estudos relacionados a desfechos em saúde mental a partir de diferentes teorias e métodos em Psicologia Clínica. Tem como objetivo a compreensão de processos psicológicos e construção e adaptação de instrumentos e intervenções com enfoque psicoterapêutico e psicoeducativo.
Processos Psicossociais: Práticas e contextos Esta linha de pesquisa concentra os estudos sobre fenômenos psicossociais e processos de vulnerabilização em diferentes contextos, tais como educação, saúde pública, trabalho, política e justiça. Objetiva desenvolver estratégias para a avaliação e intervenção com indivíduos, grupos e organizações a partir de abordagens teórico-metodológicas que articulam diferentes perspectivas da Psicologia Social e outros campos de conhecimento.
Cognição, Cérebro e Comportamento Esta linha de pesquisa concentra os estudos básicos e aplicados da cognição e suas implicações comportamentais e neurobiológicas. Busca-se investigar processos neurocognitivos e psicobiologicos e a relação destes com comportamento, desenvolvimento, aprendizagem e saúde mental. As abordagens de investigação envolvem modelos teóricos, experimentais e instrumentos da neuropsicologia, da neurobiologia e da neurociência.
Bem-estar, saúde e qualidade de vida Esta linha de pesquisa concentra os estudos que utilizam uma abordagem interdisciplinar sobre a relação entre a saúde mental e o estilo de vida, entendido como o conjunto de comportamentos relacionados à alimentação, atividade física, sono, espiritualidade, bem-estar financeiro, bem-estar ocupacional e relações sociais. A linha visa a construção de conhecimento básico e aplicado para avaliação e intervenção na prevenção e promoção da qualidade de vida e seus diferentes domínios.