Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Live Serviço Social e Arte: possibilidades e mediações

Evento promovido pela Escola de Humanidades contará com a presença do professor Giovane Antonio Scherer, da UFRGS

18/11/2020 - 09h48

Live: O Serviço Social no Poder Judiciário e os desafios na afirmação do projeto profissionalPromovida pela Escola de Humanidades da PUCRS, a série de lives sobre Serviço Social em tempos de pandemia recebe semanalmente profissionais de diferentes áreas para debater os desafios do cotidiano. O convidado para a próxima edição é o professor Giovane Antonio Scherer, que falará sobre Serviço Social e Arte: possibilidades e mediações.

O encontro será transmitido pelo Zoom, no dia 25 de novembro, das 19h30min às 21h. Para acessar clique aqui ou utilize a senha 750514 e o ID 960 7334 0548.

Sobre o convidado

Realizou seus estudos de doutoramento com período de estágio junto ao Centro de Estudos Sociais – CES da Universidade de Coimbra em Portugal. Atualmente é professor no Instituto de Psicologia da UFRGS e coordenador do Grupo de Estudos em Juventudes e Políticas Públicas (GEJUP).

É pesquisador associado ao Instituto de Sociologia da Universidade do Porto, em Portugal, e integra a gestão da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS). Também é bolsista de produtividade do CNPq e faz parte da Frente de Enfrentamento à Mortalidade Juvenil em Porto Alegre. Autor, dentre outras produções, do livro Serviço Social e Arte: Juventudes e Direitos Humanos em Cena.

Sobre o evento

O encontro abordará as possibilidades da arte, na perspectiva da tradição marxista, para o enfrentamento a um contexto onde aceleram-se processos convergentes à racionalidade neoliberal e neoconservadora na realidade brasileira. Analisa o contexto contemporâneo, onde a tríade neoliberalismo, neoconservadorismo e neofascismo acarreta na ampliação dos processos de fetichização do real, ampliando a necessidade de elementos que possam potencializar a reflexão crítica.

A partir disso, demonstra as possibilidades e limites contidos na arte, no âmbito da sociedade do capital, na perspectiva do desocultamento do real e potencialização de processos sociais emancipatórios. Analisa as mediações possível da arte no trabalho de assistentes sociais, na perspectiva do projeto ético-político profissional.

As atividades são organizadas por estudantes da disciplina de Serviço Social e Mundo do Trabalho e pela professora Gleny Guimarães, no formato de aula aberta. O objetivo é de socializar práticas profissionais diferenciadas.

Compartilhe