Estudantes da Famecos vencem Prêmio Universitário Aberje 2020

Em edição com número recorde de concorrentes, Eduardo Dalbem e Natália Paszinski desenvolveram proposta para a Gerdau

17/09/2020 - 17h43
Estudantes da Famecos vencem Prêmio Universitário Aberje 2020

Natália Paszinsk, Natália Appel e Eduardo Dalbem / Foto: Arquivo pessoal

A 13ª edição do Prêmio Universitário Aberje (PUA) teve uma nova dinâmica: a competição foi totalmente online, possibilitando que pessoas de todo o Brasil participassem. Além disso, a premiação recebeu o maior número de inscrições da sua história: foram mais de 550 universitários e universitárias de diferentes regiões. Dentre elas, destacaram-se Eduardo Avila Dalbem e Natália Paszinski de Almeida, do curso de Relações Públicas da Escola de Comunicação, Artes e Design da PUCRS – Famecos; e Natália Pagliarin Appel, da UFRGS, que ficaram em 3º lugar. 

A Gerdau é a maior recicladora de aço da América Latina. Como comunicar a importância dessa informação para a população?  

A partir dessa provocação, a equipe gaúcha construiu um plano de comunicação integrada, com a orientação do professor Diego Wander. A proposta incluiu o mapeamento de interlocutores estratégicos em iniciativas discursivas, mas principalmente práticas.  

Segundo Wander, o prêmio se consolidou como o principal reconhecimento em comunicação empresarial a estudantes de graduação, em nível nacional, sob a perspectiva do mercado. O trabalho desenvolvido por essa equipe foi muito consistente. A colocação evidencia o quanto esses estudantes de Relações Públicas estão preparados para os desafios da profissão. Fico feliz por viver essa experiência com eles”, destaca. 

O frio na barriga de quem venceu 

Não esperávamos vencer, entramos no projeto pela curiosidade. Com certeza é um fechamento de um ciclo lindo, como me formo neste ano. É muito gratificante reconhecer e acreditar no nosso potencial em meio a tantos outros estudantes e universidades do Brasil”, conta Natália Paszinski. 

Para o seu colega Eduardo, a experiência foi igualmente emocionante: “Confesso que não esperava chegar tão longe logo na primeira vez participando da premiação, mas sempre acreditei no nosso potencial. É muito intenso enquanto estudante poder aplicar todo conhecimento desenvolvido na Universidade em um case prático de mercado para uma empresa como a Gerdau”, comenta.  

Aço Reciclado que Molda o Futuro 

Estudantes da Famecos vencem Prêmio Universitário Aberje 2020 Esse foi o nome do projeto que garantiu o prêmio para o grupo. A equipe elaborou um plano de comunicação integrada multiplataforma para diferentes públicos, com quatro eixos: educar, edificar, fortalecer e difundir. Confira: 

  • Educar: fomentar a reciclagem e a consciência ambiental como elementos fundamentais para o desenvolvimento sustentável. 
  • Edificar: evidenciar os benefícios da reciclagem do aço a partir de entregas consistentes à sociedade. 
  • Fortalecer: potencializar a atuação da Gerdau junto aos agentes de reciclagem. 
  • Difundir: dar visibilidade à Gerdau enquanto maior recicladora de aço da América Latina, de modo a fortalecer a responsabilidade ambiental como atributo de marca. 

Após definir os públicos prioritários, foram pensadas quais mensagens e sentimentos gostariam de passar. A proposta envolve jornadas educacionais; gamificação; consciência ambiental e reciclagem; distribuição de kits de robótica com materiais reciclados; parcerias público-privadas; casa sustentável itinerante; e muito mais. 

Prêmio Universitário Aberje: reconhecendo talentos 

O PUA é a chance de estudantes de universidades de todo o País mostrarem seu talento. A proposta é aplicar conhecimentos acadêmicos na resolução de um case de comunicação de uma grande marca, buscando soluções para questões estratégicas e tornando o desafio plural e real. 

Cada grupo vencedor recebe R$ 10 mil, para o primeiro lugar; R$ 5 mil, para o segundo lugar; e R$ 3 mil, para o terceiro lugar. Os projetos estarão disponibilizados no site do PUA e nas redes sociais da Aberje.