Em um mês, Campanha Solidária de Natal arrecadou 880 kg de alimentos

Mais de 300 itens de higiene e doações em dinheiro também foram arrecadados pelo Centro de Pastoral e Solidariedade. Ainda é possível contribuir com as instituições beneficiadas

24/12/2020 - 11h00
Em um mês, Campanha Solidária de Natal arrecadou 880 kg de alimentos

Foto: Divulgação

2020 foi um ano em que ainda mais pessoas passaram a depender da solidariedade para subsistência. Neste sentido, o Centro de Pastoral e Solidariedade da PUCRS mobilizou a comunidade em mais uma Campanha Solidária de Natal. No período de 16 de novembro a 16 de dezembroem sintonia com as Dioceses do Rio Grande do Sul motivadas pelo tema reconstruir a esperança, a instituição arrecadou 880kg de alimentos, 330 itens de higiene pessoal e R$ 2.260,00 por meio de uma conta aberta para essa finalidade. 

Durante o ano, entidades sociais contaram mais do que nunca com a solidariedade para driblar os problemas financeiros e continuar ajudando quem necessita. Além disso, na maioria das organizações sem fins lucrativos, a demanda costuma aumentar consideravelmente durante o fim de ano, exigindo reforços para a arrecadação de doações. Neste ano, de uma maneira ou outra, toda a comunidade universitária, por meio das unidades, contribuiu com as doações.  

A Campanha também inspirou outras iniciativas. Os colaboradores do Parque Esportivo arrecadaram brinquedos que foram doados a 30 crianças no Campo da Tuca (Casa Madre Giovanna) e professores e colaboradores da Escola de Comunicação, Artes e Design (Famecos) doaram seus presentes de amigo secreto. 

Ainda é possível contribuir 

Em um mês, Campanha Solidária de Natal arrecadou 880 kg de alimentos

Foto: Divulgação

Mesmo que uma onda de solidariedade tenha tido efeito no início da pandemia, após seis meses as doações despencaram na mesma velocidade que haviam crescido. Segundo a Associação Brasileira de Captadores de Recursos – que monitora arrecadações em todo o País –, entre maio e agosto o número de doações caiu 91%. É por isso que entidades e projetos sociais seguem precisando de colaborações para ajudar aos mais atingidos pela crise sanitária. 

A conta para arrecadação permanecerá aberta, à disposição da comunidade para doações de qualquer valor: 

Banco Banrisul | Ag. 0257 | Cc. 06.211158.0-6 | CNPJ 88.630.413/0002-81 | PUCRS 

Também é possível doar diretamente às instituições, localizadas nos arredores da Universidade, que foram beneficiadas pela Campanha Solidária de Natal: 

Associação Comunitária Campo da Tuca 

  • Endereço: Rua Lago das Paineiras, 35 – Vila João Pessoa, Porto Alegre – RS 
  • CEP: 91510-480. 
  • CNPJ: 871328250001-48 
  • Telefone: (51) 33846118 
  • Pessoa de referência: Sra. Leci Soares Matos – Coordenadora  
  • Associação Comunitária do Campo da Tuca | Facebook 
Em um mês, Campanha Solidária de Natal arrecadou 880 kg de alimentos

Foto: Divulgação

Casa Madre Giovana 

  • Endereço: Rua F, 105, Campo da Tuca – Bairro Partenon – Porto Alegre – RS 
  • CEP: 90520-003 
  • CNPJ: 02.114.022/002-99 
  • Telefone: (51) 33521186 
  • Pessoa de referência: Ir. Marivone Bellini – Coordenadora Pedagógica 

Associação Famílias em Solidariedade (AFASO) 

  • Endereço: Rua A, 377, Vila Nossa Senhora de Fátima – Bom Jesus, Porto Alegre – RS 
  • CEP: 91420-570 
  • CNPJ: 747331250001-14 
  • Telefone: (51) 33813258 / (51) 991859144 
  • Pessoa de referência: Raquel Nunes Machado e Priscila Viana (coordenação)  
  • Associação Famílias em Solidariedade – AFASO | Facebook 

A esperança precisa olhar para além das comodidades pessoais 

Em um mês, Campanha Solidária de Natal arrecadou 880 kg de alimentos

Foto: Divulgação

Até o início de dezembro, a Associação Brasileira de Captadores de Recursos apurou que foram doados mais de R$ 6,4 bilhões no País como resposta ao impacto do coronavírus. Dadas as atuais condições de crise sanitária, é imprescindível que a onda de solidariedade persista. Na sua comunidade, na família, nas relações pessoais e profissionais, sempre que possível, ajude alguém.  

“A esperança é ousada, sabe olhar para além das comodidades pessoais, das pequenas seguranças e compensações que reduzem o horizonte, para se abrir aos grandes ideais que tornam a vida mais bela e digna. Caminhemos na esperança!” 

(Papa Francisco, Encíclica Fratelli Tutti)