Como contribuir para a proteção e promoção dos Direitos Humanos

Tema reforça a importância do direito à vida, à liberdade, à educação e de existir plenamente

10/12/2020 - 10h14
Como contribuir para a proteção e promoção dos Direitos Humanos

Foto: Pexels

O dia 10 de dezembro é marcado como o Dia Internacional dos Direitos Humanos. Segundo a Organização Nacional das Nações Unidas (ONU), eles são “garantias jurídicas universais que protegem indivíduos e grupos contra ações ou omissões dos governos que atentem contra a dignidade humana”.  

São exemplos de Direitos Humanos: o direito à vida e à liberdade, à integridade física, à dignidade, à liberdade de opinião e de expressão, ao trabalho e à educação, à segurança pessoal, entre outros. Estes também permeiam a missão da Rede Marista, que trabalha em prol da valorização da vida em sua integralidade. 

Ações de cuidado e proteção 

Desde a educação básica até a educação superior, passando pela área da saúde e pelos diferentes espaços de missão da Rede Marista, o tema está sempre presente. Nesta matéria, foram compilados alguns exemplos de práticas adotadas institucionalmente que refletem essa preocupação, em especial com crianças, adolescentes e jovens. 

Na Universidade, entre os serviços relacionados está a Assessoria em Direitos Humanos para Imigrantes e Refugiados (Sadhir). Composto por estudante e profissionais da PUCRS familiarizados com as dificuldades e inseguranças enfrentadas por indivíduos em situação de vulnerabilidade no Brasil, o Sadhir atua na solução de diversas demandas relacionadas ao cenário migracional brasileiro. A iniciativa auxilia os imigrantes a se estabelecerem no Brasil e a solucionarem eventuais demandas judiciais e dúvidas relativas a assuntos como documentação, moradia e saúde. 

Saiba mais: Universidade promove acolhimento e apoio a imigrantes e refugiados

curso, aula, aulas, português, imigrantes, estrangeiros, haitianos, Haiti, Letras, Escola de Humanidades

Aulas de português com pessoas imigrantes / Foto: Nathana Fouchy

No início deste ano, a Escola de Humanidades da PUCRS também ofereceu um curso de especialização de Formação de professores de Português como língua adicional. A capacitação teve como objetivo qualificar profissionais para ensino a língua portuguesa em contexto nos quais essa não é a língua materna dos estudantes. Confira mais detalhes sobre essa iniciativa. 

Entre outras práticas, destaca-se o projeto Coração Solidário Marista. Criado pelas Unidades Sociais em 2014, tem como finalidade proporcionar o resgate da cidadania, o fortalecimento do protagonismo e a inserção do trabalho social por meio de ações socioeducativas, seguindo uma proposta baseada na educação popular. Atualmente, o projeto se desdobra em 13 espaços socioeducativos. 

Essas ações são alguns exemplos que refletem o compromisso marista de atuar em prol da promoção, proteção e defesa dos Direitos Humanos, tendo como missão a formação de cidadãos/ãs comprometidos/as com o bem comum e a construção de uma sociedade mais justa e fraterna. 

Sobre a data 

Em 10 de dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em Paris, estabelecendo a proteção universal dos direitos humanos. A Declaração se tornou a pedra fundamental de garantia da dignidade da pessoa humana e do nosso direito de viver em paz e segurança.