Biblioteca Central Ir. José Otão: uma história de ensino, cultura e tecnologia

Em homenagem ao Dia Nacional da Biblioteca, comemorado em 9 de abril, conheça mais sobre o espaço e o acervo localizados no campus da PUCRS

09/04/2020 - 08h15
construção da Biblioteca

Início da construção da Biblioteca em 1973 / Foto: Ana Toledo

Desde as estantes em casa até os edifícios inteiros repletos de acervos, mais do que um espaço físico onde guardam-se os livros, as bibliotecas são símbolos históricos do saber. Há 40 anos, em 1980, por meio de um decreto publicado pela Presidência da República em 9 de abril, instituía-se a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, o Dia Nacional do Livro e o Dia do Bibliotecário. Pela importância e representatividade da data para a cultura, o dia 9 de abril também passou a ser conhecido como o Dia Nacional da Biblioteca.

Para comemorar a data e homenagear um dos espaços mais queridos da Universidade, conheça mais sobre a história da Biblioteca Ir. José Otão.

Um acervo há 42 anos no coração do Campus

Originada a partir do acervo localizado junto ao Colégio Rosário em 1940, a Biblioteca mudou-se para o Campus Universitário em 1967. Pouco mais de uma década depois, em 1978, ela passou a ocupar uma área de 10 mil metros quadrados no centro do Campus, no atual prédio 16 da Universidade. Em novembro deste ano as instalações completarão 42 anos de existência no coração da PUCRS.

biblioteca

Inauguração, em 1978, das instalações no prédio 16 / Foto: Ana Toledo

Em 2008, com a reinauguração das instalações, foi ampliado o espaço físico para 21 mil metros quadrados através da integração de uma torre de 14 pavimentos à estrutura antiga. Entre as inovações apresentadas durante essa reestruturação, destaca-se o Espaço Cultural. Com 360 metros quadrados, o ambiente expandiu e diversificou a atuação da biblioteca, possibilitando a contemplação e o contato, pela comunidade, com as mais variadas expressões de cultura.

Somente nos últimos cinco anos, mais de 40 exposições foram realizadas de forma gratuita e aberta ao público. Dentre elasa mostra Leonardo da Vinci: Gênio Universalcom réplicas de pinturas e desenhos certificadas pelo Museu Leonardiano di Vinci e reproduções de algumas máquinas projetadas por ele mesmo. Destaca-se também a exposição Iret-Neferet, a Múmia Egípcia de Cerro Largo-Símbolos e Rituais de Mumificaçãoque apresentou ao público a cabeça de uma múmia egípcia que chegou ao Brasil na década de 50 teve a confirmação de idade, sexo e origem em pesquisa realizada na PUCRS.

Campus Living Lab: exposição portátil leva público ao acervo cultural da PUCRS

Tecnologia e pioneirismo se tornaram marcas

biblioteca

Espaço no térreo reúne dicas de leitura e o serviço de auto-empréstimo / Foto: Camila Cunha

A Biblioteca Ir. José Otão é considerada a mais avançada em termos tecnológicos da América do SulO reconhecimento ressalta o pioneirismo na adoção de softwares e tecnologias de rastreamento e identificação de documentos por radiofrequência, além do uso de equipamentos de autodevolução e autoempréstimo de materiais.

Todo o sistema permite que o público acadêmico possa usufruir de empréstimos e acessar, de forma gratuita, mais de um milhão e seiscentos mil itens de informação, abrangendo livros impressos e eletrônicos, teses e dissertações, folhetos, obras raras, materiais multimídia, bases de dados e periódicos impressos e eletrônicos. A consulta ao acervo está disponível vinte quatro horas por dia no Omnis – ferramenta de busca, através da internet.

Entre outras inovações realizadas pela Biblioteca ao longo dos anos, destacam-se a disponibilização de vídeos tutoriais curtos para uso de recursos tecnológicos, gerenciadores de referências (que permitem reunir, organizar e formatar as referências dos documentos pesquisados) e ferramentas de apoio à pesquisa (como orientações para pesquisa bibliográfica e modelos de normas técnicas de documentação).

5 dicas: como aproveitar os serviços da Biblioteca

2020_04_09-biblioteca2(bruno_todescinhi)

Diversos espaços estão disponíveis para pesquisa e estudo na Biblioteca / Foto: Bruno Todeschini

A estrutura da Biblioteca Central ainda conta com acessibilidade às pessoas com necessidades especiais, incluindo equipamentos e softwares para pessoas com deficiência visual ou auditiva. Está à disposição da comunidade acadêmica e externa uma sala exclusiva para atendimento de pessoas com deficiência visual, localizada no 2º pavimento. No local, existem diversos recursos de tecnologia assistiva como equipamentos, softwares de leitura de tela e conversão de texto para áudio falado, além do acervo de livros falados. Também há tradução de vídeos para a Língua Brasileira de Sinais.

Comprometida com o atendimento de qualidade, a Biblioteca Central Ir. José Otão vem promovendo e estimulando a autonomia dos seus usuários, atendendo as demandas da comunidade acadêmica e sendo um polo de pesquisa e cultura com estruturas abertas ao público em geral, destacando-se como referência nacional no âmbito das bibliotecas universitárias.

Saiba mais sobre todos os serviços e recursos da Biblioteca clicando aqui.