Artistas iniciam pinturas de murais de grande escala no Campus da Universidade

As obras ocorrerão nas paredes do Prédio 8, da Escola de Humanidades, e do Prédio 5, ao lado palco principal da Rua da Cultura

09/11/2020 - 09h58

Foto: Divulgação

No mês de novembro, dois novos murais artísticos de grande escala começam a ser produzidos no Campus da PUCRS. No dia 9 de novembro (data que a Universidade celebra 72 anos), o artista Renan Santos inicia sua pintura, de 304 metros quadrados, nEscola de Humanidades (Prédio 8) e, no dia 16, a artista Paula Plim inicia seu projeto no Prédio 5, com 64 metros quadrados, ao lado palco principal da Rua da Cultura.

Junto ao projeto artístico desenvolvido por Kelvin Koubik, em 2019, na parte leste do Prédio 6, em frente à Rua da Cultura, inspirado na missão da universidade, os novos murais passam a compor a paisagem do Campus, ampliando a diversidade de linguagens artísticas e culturais presentes na Universidade. A evolução das obras pode ser acompanhada pelas redes sociais da PUCRS Cultura (Instagram e Facebook).

O projeto é viabilizado via Lei de Incentivo à Cultura, com o patrocínio das empresas Engenhosul e Stihl, e realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e do Governo Federal. 

Mais sobre os artistas

Paula Plim nasceu em Porto Alegre (RS), em 1983. Artista e ilustradora, é conhecida por retratar um rico universo de criaturas coloridas e vegetação vibrante em suas obras. Possui graduação em Artes Visuais pela UFRGS, Comunicação Visual pela UniRitter e Comunicação Social pela PUCRS, com especialização em Publicidade e Propaganda. Atualmente, é membra do estúdio de arte Paxart, com sede em Porto Alegre, onde trabalha com um grupo de artistas que se dedicam ao desenvolvimento de projetos relacionados com a Arte Urbana. Espalhou suas obras em países como Cuba, México, Espanha, Portugal, Hungria e diversos cantos do mundo. Seu trabalho tem referências de diferentes culturas e etnias, incluindo a linguagem gráfica dos índios Kuna, dos Wycinankis poloneses, de estamparias africanas, dos papiros mexicanos, entre outros.

Renan Santos nasceu em Canoas (RS), em 1984. Ilustrador autodidata, estudou arquitetura, mas decidiu mudar sua trajetória para fazer o que realmente gostava: desenhar. Do desenho passou para a gravura em metal e da gravura passou para a pintura. Hoje em dia, trabalha nos três segmentos, mantendo sempre a mesma identidade. Já realizou, entre outros trabalhos, publicações infantis e infanto-juvenis, murais de grandes escalas, estampas de roupas e objetos, exposições e feiras de arte. Das diversas exposições coletivas que integrou, dentro e fora do Brasil, destacam-se as realizadas na Galeria Hatos, em Tóquio, na Galeria Hellion, em Portland, e na galeria Artistik Rezo, em Paris.