Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Estudo confirma que escultura de São José é de período das reduções jesuíticas

Objeto está em Museu em Santo Cristo, interior do RS

18/03/2019 - 11h00
Escultura de São José

Escultura de São José
Foto: Bruno Machado

Um estudo realizado pelo Grupo de Arte Sacra Jesuítico-Guarani e Luso-Brasileira, vinculado à Escola de Humanidades da PUCRS, confirmou que uma escultura de São José, que está em Santo Cristo (RS), foi produzida no período das reduções jesuíticas no século XVIII. Atualmente a escultura está exposta no Museu Alcir Philippsen. Desconfiados de que se tratava de um objeto missioneiro, integrantes da coordenadoria de Arte e Cultura do município entraram em contato com o professor Edison Huttner, coordenador do grupo de pesquisas. A partir de fotos, a identidade da escultura foi confirmada. Nesta terça-feira, 19 de março, é comemorado o dia de São José.

Huttner diz que uma série de características atestam a procedência do objeto, como o trabalho de policromia jesuíta realizado sobre a madeira, a presença de peças de encaixe que montam a estrutura, a base arredondada e o trabalho na túnica dos santos missioneiros, que apresenta os mesmos detalhes e padrão de artesiana. Ele lembra que a escultura pode ter origem em acampamentos de índios guaranis, já que na região onde hoje se encontra Santo Cristo havia os Ervais, onde os índios iam colher erva-mate: “Outra opção é que a peça tenha vindo de redução próximas, ou ainda, que tenha sido achada ou comprada pela família Philippsen”, aponta.

Escultura de São José

Escultura de São José
Foto: Bruno Machado

Segundo Bruno Rafael Machado, artista plástico e coordenador de Arte e Cultura de Santo Cristo, a identificação da escultura será um marco na história da cidade. “Ao entrar a primeira vez no museu a primeira peça que eu vi foi a escultura, logo imaginei ser uma peça jesuítica-guarani. Um tempo após a conclusão da primeira etapa de organização, conservação e restauro do museu, surgiu a ideia do Prefeito Adair de mandar a peça para estudo. Vejo a importância de enaltecer essa peça, pois isso é história, pois isso é cultura”, ressalta.

Características da escultura

A escultura é pertence ao conjunto da arte sacra barroca missioneira jesuítico-guarani e foi confeccionada nas reduções da Província Jesuítica do Paraguai (séc. XVIII). É feita de madeira (cedro), com 54 cm de altura por 32cm de largura. Possui três quilos e setecentas gramas e tem elementos da arte da escola do jesuíta José Brasanelli, que atuou na Redução de São Borja nos anos de 1696-1706. Segundo a pesquisa, o objeto pode ser sido esculpido por Brasanelli ou seus discípulos, nesta redução.