Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Cartilha aborda enfrentamento à violência sexual infantojuvenil

Ação vai além do Programa Nossos Valores, da Rede Marista, que também aborda a proteção e defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes

22/05/2020 - 15h37

cartilhaNa última terça-feira, dia 18 de maio, completaram-se 20 anos de mobilização contra a violência sexual infantojuvenil. Marcada pela Lei Federal nº 9.970/2000 como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a data também relembra os 30 anos de criação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e 20 anos do Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. Além deste dia, a campanha nacional Faça Bonito  – Proteja nossas Crianças e Adolescentes é permanente, e realizada durante todo o ano por meio da conscientização no enfrentamento.

Dados do Disque 100 mostram que, só em 2018, foram registradas um total de 17.093 denúncias de violência sexual contra menores de idade. Segundo matéria publicada pela Agência Brasil, a maior parte delas é de abuso sexual (13.418 casos), mas há denúncias também de exploração sexual (3.675). Os números apontam que, mais de 70% dos casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes são praticados por pais, mães, padrastos ou outros parentes das vítimas.    

Compromisso com a proteção da vida 

Atentos ao compromisso de proteção, a Rede Marista lançou neste mês a campanha Diálogo para o enfrentamento à violência sexual infantojuvenil, defendendo a promoção e o direto à vida em todas as fases. Buscando participar da construção de uma sociedade mais justa e fraterna, a Rede investiu na consolidação de políticas institucionais de promoção, proteção integral e defesa das crianças. Inspirada nos princípios de Marcelino Champagnat.  

Para a ampliação da garantia dos diretos e execução das políticas de proteção da instituição, foi criada a Assessoria de Proteção à Criança e ao Adolescente. Com objetivo promover esses direitos, por meio de ações de formação e conscientização, serão realizados debates, palestras e visitas aos órgãos públicos vinculados aos órgãos legais de enfrentamento. 

Alguns conteúdos estão sendo abordados no portal institucional da Rede Marista e, em materiais compartilhados, com colaboradores dos ColégiosUnidades Sociais, PUCRS, Hospital São Lucas e InsCer. Um deles é uma cartilha com perguntas e respostas. 

Como denunciar? 

  • Disque 100 (canal disponível para todo o Brasil);
  • Procure a Delegacia de Polícia Especializada ou Comum;
  • Procure o Conselho Tutelar ou os Centros de Referência em Atendimento Especializado (Creas) da sua região;
  • Ligue diretamente para a Brigada Militar (190) ou busque auxílio junto ao Ministério Público.