Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

5 dicas: como organizar os estudos online

Especialista recomenda melhor gestão do tempo e pausas durante a realização das atividades

26/03/2020 - 18h14
estudos online,aula online,gestão do tempo,rotina,coronavírus,quarentena,isolamento

Rotina atípica causada pelo isolamento necessita de novos hábitos / Foto: Pexels

Um dos métodos adotados pela PUCRS como medida de proteção contra o coronavírus foi o de suspensão das aulas presenciaisTodos os cursos de graduação e pós tiveram suas atividades adaptadas para a modalidade online, através da plataforma Moodle, com ferramentas exclusivas para esse tipo de metodologia.

Apesar das aulas preparadas pelos professores serem pensadas para esse cenário, rotina atípica causada pelo isolamento necessita de cuidados diferenciados e novos hábitos“É natural que demore um tempo até conseguirmos nos organizamos melhor no tempo, entendermos em que períodos do dia rendemos mais e se adaptar aos novos horários, destaca Manoela de Oliveira, professora da Escola de Ciências da Saúde e da Vida, psicóloga, especialista em Processos Psicossociais. 

Confira cinco dicas profissionais de como organizar os estudos nesse período:

1. Evite procrastinar: durante as semanas, a dica é observar como você está gerenciando o tempo e se, de fato, está procrastinando. Depois de entender em que momento do dia você está mais disposto, com menos demandas externas (do trabalho, da família, dos pets, entre outros) e qual ambiente é mais favorável, aí sim, você pode começar a repensar a sua rotina e buscar ter mais produtividade. Vale lembrar que adiar as atividades que devem ser feitas não faz com que elas sumam. Uma opção é fazer as coisas aos poucos, em vez de deixar que elas acumulem. 

2. Tenha uma rotina tente manter uma rotina parecida com a que você tinha antes da quarentena. É importante dar continuidade aos seus hábitos, adaptando alguns conforme a necessidade e as ferramentas disponíveis, para que voltar ao cotidiano depois não seja tão difícil. Ninguém precisar sair do ritmo.

3. Teste diferentes estratégias: é possível que, para algumas pessoasuma lista em papel e o cronômetro no celular também ajudem bastante. Outros preferem ter uma rotina mais flexível e conseguem fazer todas as suas atividades com sucesso. Existe um fator de autoconhecimento envolvido. É um bom momento para experimentar outras possibilidades.

4. Aplicativos e plataformas para organização: existem várias plataformas e aplicativos de produtividade e gestão do tempo online, como Asana e o TrelloEles auxiliam em: 1) listar lembretes do que é preciso fazer; 2) elencar prioridades; 3) visualizar as atividades que precisam ser feitas, em andamento e concluídas. Outra sugestão é usar a técnica pomodoro, que consiste em intervalos de trabalho e de descanso

5. Prepare sua mente para o novo formato: fique calmo e experimente as aulas devagar. Para começar, encontre um espaço tranquilo, confortável e com boa internetMonte sua estrutura para a aula online e faça o teste. Nesta modalidade, você pode ter alguns ganhos, como poder rever uma parte da aula que não entendeu e consultar algum conteúdo de outra aula sem perder a matéria (fazer as pausas é bem importante). 

Saiba mais: Rotina em casa: gerenciar o tempo auxilia a manter a produtividade

Autoconhecimento e protagonismo

Manoela ainda destaca que a modalidade online proporciona maior autonomia. “Os alunos podem estudar da forma como se sentem melhor com todas as aulas em um só dia, de pijama, fazendo pausa no meio do dia para descansar, entre outros benefíciosExercitar a autonomia e a responsabilidade que vem com ela é super importante para desenvolver algumas competências que o mercado de trabalho vem buscando nas mais diferentes áreas, que são o autoconhecimento e o protagonismo, destaca.

Sobre a docente

A principal área de estudo de Manoela de Oliveira é o desenvolvimento de carreira em diferentes etapas da vida e em contextos culturais. Atualmente, é responsável pelo Grupo de Estudos em Desenvolvimento de Carreira da PUCRS.