Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Curso de Matemática: Empresarial

1. Dados do Curso
Curso: Matemática: Empresarial Currículo Vigente: 4112
CARGA HORÁRIA 2400
CRÉDITOS 152
DURAÇÃO 8 semestres
TURNO
VAGAS Vagas 1° semestre
Vagas 2° semestre
DISCIPLINAS ELETIVAS: total de créditos no curso 180
ATIVIDADES COMPLEMENTARES: total de horas no curso 120
ESTÁGIO: Carga horária total do Estágio 0
ATOS LEGAIS DO CURSO
Ato de aprovação do currículo em vigor (PUCRS) Resolução CGPG nº 5 Data 11/10/2009
Ato do último reconhecimento do curso (MEC) Portaria nº 217 D.O.U 06/11/2012
Diretrizes Curriculares Nacionais vigentes Resolução CNE/CES nº 3 D.O.U 18/02/2003
2. Perfil do Egresso

O egresso do Bacharelado em Matemática deve ser um profissional que demonstre compreender e utilizar os conhecimentos matemáticos na modelagem de situações reais, no desenvolvimento de pesquisas, na interpretação de dados e resolução de problemas, interligando os vários campos dessa ciência com outras áreas do conhecimento, destacando sua competência para trabalhar conceitos abstratos.

O graduado pelo curso de Matemática da PUCRS deve ter características essenciais, como a de ser um profissional dinâmico e criativo, que tenha capacidade de expressar-se, por escrito e oralmente, com clareza, precisão e objetividade, e que seja capaz de trabalhar em equipes multidisciplinares e exercer liderança. Para atender às necessidades da sociedade em que está inserido, deve ser competente para desenvolver suas ações, com elevado senso ético e visualizar de forma abrangente o papel social da matemática, valorizando o grupo onde vai atuar e também sua profissão. Além disso, o egresso deve ser capaz de refletir e teorizar sobre sua prática, buscando um aperfeiçoamento constante e comprometendo-se com a sua formação permanente.

O Bacharel em Matemática, com linha de formação em Matemática Empresarial, deve estar habilitado para a atividade acadêmica e de pesquisa, bem como para trabalhar em empresas e instituições, com a análise de riscos, pesquisa de ambientes (desafios/oportunidades), análise orçamentária, cálculos financeiros, atuariais e estatísticos, etc., apoiando os profissionais de estatística, economia, contabilidade, ciências atuariais, administração, dentre outros.

Para desempenhar seu papel nos processos de gestão, produção e pesquisa, o egresso deve apresentar competências e habilidades que envolvam o domínio das técnicas matemáticas, desde a parte formal abstrata até a parte prática, incluindo conhecimentos de estatística e computação, a aquisição de uma forte base conceitual e de familiaridade com os procedimentos das áreas de aplicação, podendo assim comunicar-se facilmente com outros profissionais e com eles interagir, formulando em conjunto as questões levantadas e propondo soluções técnicas com o devido grau de sofisticação.

Acredita-se que o convívio com alunos de outros cursos da Universidade (Ciência da Computação, Física, Engenharias, Ciências Econômicas, Administração e outros) permite uma formação humana mais ampla, que aceite as diferenças, com uma visão mais aberta para enfrentar os problemas propostos e as dificuldades do dia a dia da vida profissional. O egresso, ainda, deve ter formação suficiente para continuar os estudos em cursos de Pós-Graduação em Matemática e em diversas outras áreas, tais como, Engenharias, Estatística, Administração, Ciências Econômicas e Ciências Contábeis.

3. Forma de Acesso ao Curso

FORMA DE ACESSO AO CURSO

O acesso aos cursos de graduação da Universidade dá-se mediante processo seletivo, com fundamento no Regimento Geral da PUCRS, cabendo à Câmara de Graduação e Pós-Graduação fixar as normas do referido processo.

Os candidatos aos cursos da PUCRS podem valer-se das seguintes modalidades de acesso: Concurso Vestibular, Vestibular Complementar, transferência, ingresso mediante diploma de curso superior ou PROUNI. Existe, também, a possibilidade de ingresso como estudante-convênio, dentro do limite de vagas estabelecido no respectivo convênio. A mudança de curso por reopção do aluno pode ser concedida, na existência de vaga, pelo Diretor da Faculdade a que está vinculado o curso pretendido.

O detalhamento das normas para o Concurso Vestibular é publicado por meio de edital, do qual se destacam os seguintes tópicos:

As inscrições ao Concurso Vestibular são oferecidas a candidatos que tenham concluído o ensino médio ou equivalente, ou a portadores de diploma de conclusão de curso superior oficial ou reconhecido.

O critério que orienta a seleção dos candidatos é a verificação de capacidades e habilidades intelectuais, nos níveis de conhecimento, compreensão, aplicação e análise. A prova de Língua Portuguesa consta de questões objetivas e de uma questão de redação. As demais provas são objetivas, com questões de múltipla escolha sobre conteúdos específicos. Todas as provas visam verificar as capacidades e habilidades intelectuais do candidato, sendo que, a cada candidato, numa dada disciplina, corresponde um escore bruto e um escore padronizado.

Devido à determinação expressa na Portaria MEC nº 391, de 7 de fevereiro de 2002, candidatos que obtiverem grau zero na redação estarão automaticamente eliminados do Concurso Vestibular. Assim sendo, o mínimo que o candidato deve obter para concorrer a uma vaga na Universidade é a nota 1.

Para cada candidato é calculada a média aritmética ponderada dos seus escores padronizados, considerando-se, para isso, os pesos indicados em tabela constante no Manual do Candidato, que variam de acordo com o curso escolhido. A classificação, visando ao preenchimento das vagas de um curso, é baseada na ordem decrescente das médias obtidas pelos candidatos. Se ocorrer algum empate e não houver possibilidade de aproveitar todos os envolvidos, o desempate será efetuado mediante o emprego da média harmônica dos escores padronizados.

Encerrado o prazo estabelecido para as matrículas de 1ª chamada do Concurso Vestibular e constatado o não comparecimento de candidatos classificados, serão chamados outros candidatos relacionados em lista de espera condicionada às vagas existentes, levando-se em conta os mesmos critérios de classificação já expressos.

No caso de existência de vagas remanescentes após concluído todo o processo de matrículas relativo ao Concurso Vestibular, será realizado Vestibular Complementar, independente, constituído de prova única de redação.

O preenchimento das vagas referente ao Programa Universidade para Todos (PROUNI), instituído pela Lei nº 11.096/2005, é feito com base na classificação do ENEM, fornecida pelo Ministério da Educação.

4. Sistema de avaliação do processo de ensino e aprendizagem

 De acordo com o Regimento Geral da PUCRS, o sistema de avaliação define-se conforme extrato do artigo descrito abaixo:

Art. 68.  O aproveitamento escolar do aluno em uma disciplina, no semestre, é expresso por um grau de 0 (zero) a 10,0 (dez), com uma casa decimal, denominado G1.
§ 1o  A forma de obtenção do grau G1 é definida no projeto pedagógico do curso e no plano de ensino de cada disciplina.
§ 2o  O grau G1 é expressão da aprendizagem obtida por meio de instrumentos e procedimentos como um conjunto de verificações, exercícios, trabalhos teórico-práticos, projetos e/ou atividades, relatórios, de acordo com as peculiaridades da disciplina.
§ 3o  O docente responsável pela disciplina deve apresentar aos alunos, no primeiro dia de atividades letivas de cada semestre, os critérios e as modalidades de instrumentos de avaliação e a forma de cálculo para obtenção do grau G1, juntamente com o cronograma da disciplina.
§ 4o  Os critérios de avaliação e a forma de cálculo de obtenção do grau G1 não podem ser alterados durante o semestre.

5. Estágio Curricular

Estágios Obrigatórios

O currículo do Bacharelado em Matemática não prevê Estágio Obrigatório, em conformidade com as Diretrizes Curriculares para os cursos de Matemática.

Estágios Não Obrigatórios

Levando em conta que a matemática está inserida na maioria das situações na vida diária e que nos objetivos do curso consta que os egressos devem ter, além de sólidos conhecimentos de sua área, compreensão da realidade em que vão atuar, em seus aspectos culturais, políticos, religiosos, profissionais e sociais, entende-se que os estágios não obrigatórios podem ocorrer em instituições que se proponham a promover o crescimento pessoal nessas áreas. Assim, os estudantes terão conhecimento da realidade e, portanto, maior facilidade na contextualização no desenvolvimento de capacidades necessárias para trabalhar no seu campo profissional. Os estágios não obrigatórios são aproveitados como Atividades Complementares, de acordo com as Normas Reguladoras para as Atividades Complementares do Curso de Matemática. (Vide 3.14)

6. Curriculo Completo
Nome da Disciplina
Carga Horária
Nível
Fundamentos de Matemática Elementar
90
1

Disciplina em implantação

Geometria Plana
60
1

Disciplina em implantação

Iniciação A Pesquisa em Matemática
60
1

Disciplina em implantação

Matemática Discreta (Si)
30
1

Disciplina em implantação

Matemática Financeira
60
1

Disciplina em implantação

Atividades Complementares (120 Horas)
120
2

Disciplina em implantação

Cálculo I
60
2

Disciplina em implantação

Desenho Geométrico
30
2

Disciplina em implantação

Disciplinas Eletivas
180
2

Disciplina em implantação

Fundamentos de Programação
90
2

Disciplina em implantação

Geometria II
60
2

Disciplina em implantação

Lógica Matemática
60
2

Disciplina em implantação

Algoritmos e Estruturas de Dados I
60
3

Disciplina em implantação

Cálculo II
60
3

Disciplina em implantação

Fundamentos da Computação
30
3

Disciplina em implantação

Geometria Analítica
30
3

Disciplina em implantação

Álgebra A
60
3

Disciplina em implantação

Cálculo Diferencial e Integral III
30
4

Disciplina em implantação

Economia
60
4

Disciplina em implantação

Orçamento Empresarial
30
4

Disciplina em implantação

Probabilidade e Estatística
60
4

Disciplina em implantação

Tópicos de Física Clássica
60
4

Disciplina em implantação

Álgebra B
60
4

Disciplina em implantação

Cálculo Diferencial e Integral IV
60
5

Disciplina em implantação

Humanismo e Cultura Religiosa
60
5

Disciplina em implantação

Introdução a Ciência Atuarial
30
5

Disciplina em implantação

Pesquisa Operacional I
60
5

Disciplina em implantação

Tópicos de Física Moderna
30
5

Disciplina em implantação

Álgebra Linear
60
5

Disciplina em implantação

Estatística Avançada
60
6

Disciplina em implantação

Introdução A Análise Matemática
60
6

Disciplina em implantação

Matemática Aplicada
60
6

Disciplina em implantação

Planejamento de Negócios
60
6

Disciplina em implantação

Variáveis Complexas
30
6

Disciplina em implantação

Análise Matemática
60
7

Disciplina em implantação

Cálculo Numérico A
60
7

Disciplina em implantação

Mercado Financeiro
60
7

Disciplina em implantação

Pesquisa Operacional II
60
7

Disciplina em implantação

Introdução à Geometria Diferencial
30
8

Disciplina em implantação

Modelagem Matematica
60
8

Disciplina em implantação

Ética e Filosofia da Ciência
60
8

Disciplina em implantação

Dados atualizados até 27/09/2020