Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Curso de Ciências Econômicas: Finanças

1. Dados do Curso
Curso: Ciências Econômicas: Finanças Currículo Vigente: 2556
CARGA HORÁRIA 3000
CRÉDITOS 168
DURAÇÃO 8 semestres
TURNO
VAGAS Vagas 1° semestre
Vagas 2° semestre
DISCIPLINAS ELETIVAS: total de carga horária no curso 360
ATIVIDADES COMPLEMENTARES: total de horas no curso 120
ESTÁGIO: Carga horária total do Estágio 0
ATOS LEGAIS DO CURSO
Ato de aprovação do currículo em vigor (PUCRS) Resolução CGPC nº 082/2016 Data 03/11/2016
Ato do último reconhecimento do curso (MEC) Portaria MEC nº 271/2017 D.O.U 04/04/2017
Diretrizes Curriculares Nacionais vigentes Resolução CNE/CES nº 04/2007 D.O.U 16/07/2007
2. Perfil do Egresso

Os profissionais egressos do Curso de Ciências Econômicas da Escola de Negócios da PUCRS terão a seguinte matriz de competências, fruto da construção coletiva de seus docentes a partir das Diretrizes Curriculares Nacionais.

O perfil do egresso deverá contemplar, conforme a Resolução CNE/CES nº 04/2007 nos seus artigos 3º e 4º, também:

“Art. 3º O curso de graduação em Ciências Econômicas deve ensejar, como perfil desejado do formando, capacitação e aptidão para compreender as questões científicas, técnicas, sociais e políticas relacionadas com a economia, revelando assimilação e domínio de novas informações, flexibilidade intelectual e adaptabilidade, bem como sólida consciência social indispensável ao enfrentamento de situações e transformações político-econômicas e sociais, contextualizadas, na sociedade brasileira e no conjunto das funções econômicas mundiais.

Parágrafo único. O Bacharel em Ciências Econômicas deve apresentar um perfil centrado em sólida formação geral e com domínio técnico dos estudos relacionados com a formação teórico-quantitativa e teórico-prática, peculiares ao curso, além da visão histórica do pensamento econômico aplicado à realidade brasileira e ao contexto mundial, exigidos os seguintes pressupostos:

I – uma base cultural ampla, que possibilite o entendimento das questões econômicas no seu contexto histórico-social;
II – capacidade de tomada de decisões e de resolução de problemas numa realidade diversificada e em constante transformação;
III – capacidade analítica, visão crítica e competência para adquirir novos conhecimentos; e
IV – domínio das habilidades relativas à efetiva comunicação e expressão oral e escrita.

Art. 4º Os cursos de graduação em Ciências Econômicas devem possibilitar a formação profissional que revele, pelo menos, as seguintes competências e habilidades:

I – desenvolver raciocínios logicamente consistentes;
II – ler e compreender textos econômicos;
III – elaborar pareceres, relatórios, trabalhos e textos na área econômica;
IV- utilizar adequadamente conceitos teóricos fundamentais da ciência econômica;
V- utilizar o instrumental econômico para analisar situações históricas concretas;
VI- utilizar formulações matemáticas e estatísticas na análise dos fenômenos socioeconômicos; e
VII- diferenciar correntes teóricas a partir de distintas políticas econômicas”.

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS

NÍVEIS

DESDOBRAMENTOS

CONHECIMENTOS e TÉCNICAS

COMPORTAMENTAIS (HABILIDADES e ATITUDES)

ESSENCIAIS

Visão estratégica e sistêmica da economia Ética e responsabilidade social
Teoria macroeconômica Atitude de liderança situacional
Teoria microeconômica Comprometimento com o curso, a Escola de Negócios e a PUCRS
Econometria Proatividade
Finanças corporativas Empenho na compreensão da realidade social
Mercado financeiro e de capitais Empreendedor

FUNCIONAIS

Análise de estratégias empresariais e regionais Criatividade para solução de problemas
Análise de investimento Elevada capacidade de relacionamento político
e interpessoal
Políticas econômicas públicas Equilíbrio entre racionalidade e emoção
Consultoria econômica e financeira Postura e etiqueta para o mundo do trabalho
Estratégias de desenvolvimento Capacidade de articulação entre diferentes agentes

INDIVIDUAIS

Domínio em cálculo financeiro em calculadoras e planilhas eletrônicas Atenção concentrada
Análise e solução de problemas econômicos e financeiros complexos Elevada capacidade de abstração e raciocínio
logicamente consistente
Solução de necessidades de otimização dos agentes econômicos Elevada capacidade de explanação do pensamento e argumentação
Elaboração e análise de relatórios
conjunturais e empresariais
Domínio de linguagens (dominar a norma culta da língua portuguesa e da linguagem matemática). Organização, expressão e comunicação do pensamento
Elaboração de projetos de estratégias
econômicas e financeiras
Compreensão dos fenômenos econômicos e financeiros (reflexão crítica, análise e síntese)
Avaliação de ativos e passivos Capacidade De enfrentar situações-problema (selecionar, organizar, relacionar dados e informações de diferentes formas para a tomada de decisões)
Gestão de projetos Capacidade de análise de conceitos teóricos fundamentais e elaboração de propostas
Elaboração de políticas econômicas públicas Formular análises quantitativas de fenômenos
socioeconômicos

 

O perfil do egresso tem, ainda, como fundamentos de formação: a) conhecimento sobre a história e as formas de interpretação da realidade econômica por meio de modelos dos principais pensadores e analistas econômicos da atualidade; b) capacidade para implementar métodos de aprendizagem da economia; c) capacidade de transformar o conhecimento técnico em soluções concretas de problemas, que inclui reconhecimento, delimitação e encaminhamento de soluções, assim como o uso de habilidades, tais como as interpessoais, expressão e adaptação aos avanços tecnológicos; d) habilidade sob aspecto conceitual, técnico e humanístico, sendo competente para o exercício da profissão.

3. Forma de Acesso ao Curso

O acesso aos cursos de graduação da Universidade dá-se mediante processo seletivo, com fundamento no Regimento Geral da PUCRS, cabendo à Câmara de Graduação e Pós-Graduação fixar as normas do referido processo.

Os candidatos aos cursos da PUCRS podem valer-se das seguintes modalidades de acesso: Concurso Vestibular, Vestibular Complementar, transferência, ingresso mediante diploma de curso superior ou PROUNI. Existe, também, a possibilidade de ingresso como estudante-convênio, dentro do limite de vagas estabelecido no respectivo convênio. A mudança de curso por reopção do aluno pode ser concedida, na existência de vaga, pelo Diretor da Faculdade a que está vinculado o curso pretendido.

O detalhamento das normas para o Concurso Vestibular é publicado por meio de edital, do qual se destacam os seguintes tópicos:

As inscrições ao Concurso Vestibular são oferecidas a candidatos que tenham concluído o ensino médio ou equivalente, ou a portadores de diploma de conclusão de curso superior oficial ou reconhecido.

O critério que orienta a seleção dos candidatos é a verificação de capacidades e habilidades intelectuais, nos níveis de conhecimento, compreensão, aplicação e análise. A prova de Língua Portuguesa consta de questões objetivas e de uma questão de redação. As demais provas são objetivas, com questões de múltipla escolha sobre conteúdos específicos. Todas as provas visam verificar as capacidades e habilidades intelectuais do candidato, sendo que, a cada candidato, numa dada disciplina, corresponde um escore bruto e um escore padronizado.

Devido à determinação expressa na Portaria MEC nº 391, de 7 de fevereiro de 2002, candidatos que obtiverem grau zero na redação estarão automaticamente eliminados do Concurso Vestibular. Assim sendo, o mínimo que o candidato deve obter para concorrer a uma vaga na Universidade é a nota 1.

Para cada candidato é calculada a média aritmética ponderada dos seus escores padronizados, considerando-se, para isso, os pesos indicados em tabela constante no Manual do Candidato, que variam de acordo com o curso escolhido. A classificação, visando ao preenchimento das vagas de um curso, é baseada na ordem decrescente das médias obtidas pelos candidatos. Se ocorrer algum empate e não houver possibilidade de aproveitar todos os envolvidos, o desempate será efetuado mediante o emprego da média harmônica dos escores padronizados.

Encerrado o prazo estabelecido para as matrículas de 1ª chamada do Concurso Vestibular e constatado o não comparecimento de candidatos classificados, serão chamados outros candidatos relacionados em lista de espera condicionada às vagas existentes, levando-se em conta os mesmos critérios de classificação já expressos.

No caso de existência de vagas remanescentes após concluído todo o processo de matrículas relativo ao Concurso Vestibular, será realizado Vestibular Complementar, independente, constituído de prova única de redação.

O preenchimento das vagas referente ao Programa Universidade para Todos (PROUNI), instituído pela Lei nº 11.096/2005, é feito com base na classificação do ENEM, fornecida pelo Ministério da Educação.

4. Sistema de avaliação do processo de ensino e aprendizagem

De acordo com o Regimento Geral da PUCRS, o sistema de avaliação define-se conforme extrato do artigo descrito abaixo:

Art. 68.  O aproveitamento escolar do aluno em uma disciplina, no semestre, é expresso por um grau de 0 (zero) a 10,0 (dez), com uma casa decimal, denominado G1.
§ 1o  A forma de obtenção do grau G1 é definida no projeto pedagógico do curso e no plano de ensino de cada disciplina.
§ 2o  O grau G1 é expressão da aprendizagem obtida por meio de instrumentos e procedimentos como um conjunto de verificações, exercícios, trabalhos teórico-práticos, projetos e/ou atividades, relatórios, de acordo com as peculiaridades da disciplina.
§ 3o  O docente responsável pela disciplina deve apresentar aos alunos, no primeiro dia de atividades letivas de cada semestre, os critérios e as modalidades de instrumentos de avaliação e a forma de cálculo para obtenção do grau G1, juntamente com o cronograma da disciplina.
§ 4o  Os critérios de avaliação e a forma de cálculo de obtenção do grau G1 não podem ser alterados durante o semestre.

5. Estágio Curricular
6. Curriculo Completo
Nome da Disciplina
Carga Horária
Nível
Administração
60
1

Disciplina em implantação

Contabilidade
60
1

Disciplina em implantação

Economia
60
1

Disciplina em implantação

Matemática
60
1

Disciplina em implantação

Raciocínio Lógico e Analítico
60
1

Disciplina em implantação

Comunicação e Persuasão
30
2

Disciplina em implantação

Contabilidade Gerencial
60
2

Disciplina em implantação

Estatística
60
2

Disciplina em implantação

Filosofia e Ética Geral
60
2

Disciplina em implantação

Inovação e Desenvolvimento
30
2

Disciplina em implantação

Matemática Financeira
60
2

Disciplina em implantação

Direito Empresarial
60
3

Disciplina em implantação

Disciplinas Eletivas
360
3

Disciplina em implantação

Economia Quantitativa I
30
3

Disciplina em implantação

Finanças Corporativas de Curto Prazo
60
3

Disciplina em implantação

Formação Econômica do Brasil
30
3

Disciplina em implantação

Indicadores Econômicos e Contabilidade Social
60
3

Disciplina em implantação

Economia Quantitativa II
30
4

Disciplina em implantação

Humanismo e Cultura Religiosa
60
4

Disciplina em implantação

Introdução Ao Mercado Financeiro e de Capitais
30
4

Disciplina em implantação

Macroeconomia I
60
4

Disciplina em implantação

Microeconomia I
60
4

Disciplina em implantação

Econometria I
60
5

Disciplina em implantação

Instrumentos de Renda Fixa e Renda Variável
30
5

Disciplina em implantação

Macroeconomia II
60
5

Disciplina em implantação

Metodologia de Pesquisa
30
5

Disciplina em implantação

Orçamento Empresarial
30
5

Disciplina em implantação

Sustentabilidade
30
5

Disciplina em implantação

Econometria II
60
6

Disciplina em implantação

Economia Brasileira
60
6

Disciplina em implantação

Finanças Públicas
30
6

Disciplina em implantação

História do Pensamento Econômico I
30
6

Disciplina em implantação

Microeconomia II
60
6

Disciplina em implantação

Economia Monetária
60
7

Disciplina em implantação

Economia Política Contemporânea
30
7

Disciplina em implantação

Finanças Corporativas - Investimentos
30
7

Disciplina em implantação

Gestão de Portfólio
60
7

Disciplina em implantação

Gestão de Risco e Instrumentos Derivativos
60
7

Disciplina em implantação

Trabalho de Conclusão de Curso I (240 H)
240
7

Disciplina em implantação

Análise de Conjuntura Econômica
30
8

Disciplina em implantação

Atividades Complementares (120 Horas)
120
8

Disciplina em implantação

Economia Internacional
60
8

Disciplina em implantação

Finanças Comportamentais
30
8

Disciplina em implantação

Finanças Corporativas - Financiamentos, Valuation e Finanças Estruturadas
60
8

Disciplina em implantação

Previdência Complementar e Seguros
30
8

Disciplina em implantação

Regulação no Mercado Financeiro e de Capitais
30
8

Disciplina em implantação

Trabalho de Conclusão de Curso II (240h)
240
8

Disciplina em implantação

Dados atualizados até 26/11/2020