Coordenação Local de Estágios e Vivências - CLEV PUCRS

A Coordenação Local de Estágios e Vivências (CLEV) da PUCRS tem por objetivo ajudar na criação, articulação e organização de estágios de vivências, tanto para estudantes de Medicina da instituição, que desejam enriquecer sua formação profissional com experiências em hospital de outra cidade ou de outro país, quanto para alunos de outras universidades do país e do mundo, que desejam conhecer e vivenciar o trabalho do médico e do estudante dentro do Hospital São Lucas e da PUCRS.

A CLEV é uma representação local da Coordenação de Estágios e Vivências (CEV) que possibilita, através da Direção Executiva Nacional dos Estudantes de Medicina (DENEM), o intercâmbio de alunos, tanto em nível nacional quanto internacional, proporcionando ao futuro profissional expandir seus saberes técnico-científicos, vivenciar outra realidade social e educacional e conhecer o sistema de saúde de outra região, além de conhecer uma nova cultura e explorar outro idioma.

No âmbito nacional, as parcerias ocorrem através dos Diretórios Acadêmicos de diversas instituições de ensino superior e oferecem uma melhor inserção no Sistema Único de Saúde brasileiro, possibilitando a vivência de diferentes realidades do sistema em diferentes partes do país.

Já no âmbito internacional, a parceria ocorre através da Federación de Estudiantes Universitários (FEU) de Cuba e da Federação Internacional de Associações de Estudantes de Medicina (IFMSA) que congrega atualmente 98 membros de 88 países dos 5 continentes.

A IFMSA é coordenada por e para estudantes de Medicina de forma apartidária, não havendo fins lucrativos. Oficialmente, é reconhecida pelas Nações Unidas como uma Organização Não-Governamental e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um Fórum Internacional com o objetivo de discutir temas relacionados à saúde, à educação e à medicina. A cada ano, mais de 10 mil estudantes participam de intercâmbios clínicos (clerkships), de projetos de pesquisa (research exchange), de programas de saúde pública e de educação médica, além de ajuda a refugiados de guerra.

Fazer um intercâmbio é o sonho de muitos estudantes de Medicina. Seja qual for o motivo deste sonho, um intercâmbio é sempre um meio de conhecer como é a situação da saúde e da cultura de outros locais, além de fazer com que o estudante reflita a respeito da sua própria realidade. A CLEV também é a responsável por fazer a triagem, dentro da sua universidade, dos estudantes interessados em fazer um dos estágios (SCORE, SCOPE ou Estágio Nacional), conferindo os documentos necessários aos alunos para confirmação de sua pontuação, dependente dos editais lançados anualmente, e de sua inscrição, mantendo o estudante inscrito informado a respeito do andamento de todos os processos referentes ao seu interesse de intercâmbio.  A partir daí, a CLEV envia uma tabela de pontuação de seus estudantes, bem como os documentos que as comprovam, para a coordenação nacional, sendo esta quem faz a tabela final, com todos os estudantes envolvidos no processo, na qual consta a pontuação, se o estudante foi ou não classificado para o estágio e para qual das suas opções ele foi classificado.

Os interessados em realizar algum dos intercâmbios oferecidos pela CLEV devem cumprir alguns pré-requisitos (Exchange Conditions), os quais variam de acordo com o país, com a universidade, com a modalidade de intercâmbio e com a área de escolha e incluem, por exemplo, ter cursado uma determinada disciplina ou ter completado um semestre específico do curso . Alcançar a pontuação exigida também é necessário para que o estudante garanta sua vaga – esta pontuação, individual para cada estudante, depende da atuação do estudante como monitor, de sua presença em eventos, de sua participação em ligas e de outras atividades extraclasse.
Por fim, mas não menos importante, ressalta-se que os estudantes que visam a se candidatar a uma vaga de intercâmbio devem acompanhar a nossa página no Facebook, na qual serão postadas todas as informações referentes aos editais de seleção, às vagas disponíveis e às etapas do processo de seleção.

 

SCOPE – Standing Committee on Professional Exchange

É um programa de intercâmbio em estágios clínicos e cirúrgicos, no qual o estudante aprofunda seus conhecimentos na prática médica e participa do dia-a-dia no Sistema de Saúde de outros países. Através do SCOPE você vive uma experiência única em uma universidade estrangeira no país e na área que você escolher! O estágio em um hospital/unidade de saúde no exterior tem duração de quatro semanas, com um mínimo de 30 horas semanais de atividades. Você será acompanhado por um tutor (profissional de saúde da instituição), terá moradia e uma refeição diária na casa de um estudante (anfitrião) e será apresentado à vida extra-universitária do país por um anfitrião. Para mais informação, clique aqui.

 

SCORE – Standing Committee on Research Exchange

É um programa de intercâmbios internacionais que proporciona ao estudante participação em atividades de pesquisa clínica ou pré-clínica em um país estrangeiro. O aluno entra em contato com princípios básicos da pesquisa, tais como: estudo de literatura, coleta de informações, elaboração de artigo científico, trabalho laboratorial, aspectos estatísticos e éticos. Através deste programa esperamos contribuir para a cooperação internacional e entendimento global de que a pesquisa vai além dos laboratórios, tendo grande importância no desenvolvimento profissional e pessoal do estudante de medicina. Apresenta duração de quatro semanas, durante as quais o aluno será acompanhado, na universidade, por um tutor (pesquisador da instituição), ganhando estadia e uma refeição diária de um anfitrião. O intercambista terá, na maioria das vezes, os finais de semana livres, sendo esta uma ótima oportunidade para que ele e seu “padrinho”, responsável por introduzi-lo à realidade fora da universidade naquele país, organizem atividades e passeios turísticos. Para mais informação, clique aqui.

 

ESTÁGIO NACIONAL

O programa de Estágio Nacional da Direção Executiva Nacional dos Estudantes de Medicina (DENEM) foi restabelecido em 2014, proporcionando, desde então, ao estudante de medicina brasileiro uma experiência única – a de conhecer outros mundos dentro de seu próprio país. Este programa, além de permitir ao estudante escolher entre uma das universidades brasileiras que disponham de uma Coordenação Local de Estágios e Vivências para, nela, participar de estágios no âmbito clínico, cirúrgico ou de pesquisa, introduz o aluno de medicina à outra das muitas realidades brasileiras, sem deixar de lado o foco na formação do futuro médico.

 

ANFITRIÃO

É o estudante de Medicina da PUCRS que acomoda o estudante em sua casa durante as quatro semanas do estágio, através de host family.

A ordem de seleção considera os seguintes critérios pré-estabelecidos: ter participado da oficina de capacitação de anfitriões e padrinhos, não ter sido anfitrião anteriormente, saber falar ao menos um idioma em comum com o intercambista, sexo (exceto para pessoas que moram com a família), disponibilidade de quarto para o intercambista, maior período cursado em Medicina pela PUCRS e viabilidade de deslocamento para o hospital.

 

PADRINHO

É o estudante de Medicina da PUCRS que ambienta o intercambista e mostra a realidade da saúde pública no novo país. Cabe ao padrinho apresentar a cidade ao intercambista.

A ordem de seleção considera os seguintes critérios pré-estabelecidos como ter participado da oficina de capacitação para padrinhos e anfitriões, não ter sido padrinho anteriormente, saber falar ao menos um idioma em comum com o intercambista e maior período cursado em Medicina pela PUCRS.

 

Contato direto através do e-mail clev.pucrs@gmail.com.

A CLEV-PUCRS é composta pelos seguintes membros:

  • Scope: Gabriela Wachholz (ATM 2020), Guilherme Bacchi (ATM 2018), Henrique Gus (ATM 2020) e Letícia Paludo (ATM 2021);
  • Score: Emerson Hoffmann (ATM 2020), Lígia Magalhães (ATM 2020) e Nicole Tonolli (ATM 2020);
  • Padrinhos/Anfitriões: Cláudio R. dos S. Jr. (ATM 2020);
  • Tesouraria/Secretaria: Emerson Hoffmann (ATM 2020).

Você ainda pode acompanhar os editais e informações importantes em nossa página no Facebook.