Escolha mudar o mundo com sua trajetória acadêmica, profissional e pessoal

Abertura do Open Campus 2020 contou com a participação especial de Marlova Noleto, diretora e representante da Unesco no Brasil.

23/10/2020 - 16h33

Professora Rita Petrarca e Marlova Noleto / Foto: Reprodução

Ser feliz ou ter uma carreira consolidada? Precisa escolher? Talvez você já tenha se perguntado isso ao pensar sobre seu futuro e qual profissão seguir. E esse também foi um dos aspectos abordados na abertura do Open Campus 2020, com a convidada Marlova Noleto, diretora e representante da Unesco no Brasil. Ao relembrar o começo da sua trajetória, ela comenta que “não basta ter uma carreira. Ela precisa ser fonte de prazer, além de um modo de ganhar a vida”. 

O evento faz parte da programação da primeira edição online do Open Campus, que conta com mais de 200 atividades gratuitas, de 22 a 24 de outubro. A mediação do encontro ficou por conta da professora Rita Petrarca, do curso de Psicologia da Escola de Ciências da Saúde e da Vida. Assista a live completa neste link. 

Eu sou paga para fazer o que eu adoro 

Eu sempre digo que a escolha de uma carreira profissional é um momento decisivo na vida que geralmente acontece quando somos muito jovens. Quanto mais prazerosa, melhor será a trajetória profissional”, destaca Marlova. 

Ela conta que em nenhum momento se sentiu arrependida de suas escolhas profissionais. Eu adoro ser assistente social e acho que é um curso que abre uma janela para o mundo, que dá muita perspectiva e possibilidades de intervir para a transformação social. 

O mundo mudou muito e a maior parte das profissões da forma que as pessoas conhecem hoje provavelmente vai deixar de existir nos próximos 20 anos, comenta Marlova. Segundo ela, é muito importante escolher o que se gosta de fazer, porque é necessário estar sempre estudando e se atualizando. 

Uma carreira dedicada ao bem-estar coletivo 

Nascida no interior do Rio Grande do Sul, Marlova Jovchelovitch Noleto é a primeira mulher a ser diretora da Unesco no Brasil, agência das Organização das Nações Unidas (ONU) voltada a contribuir para a paz e a segurança no mundo mediante a educação, a ciência e a cultura. 

“Fui inspirada pela trajetória profissional dos meus pais, que eram pessoas muito comprometidas, não só profissionalmente, mas também com o trabalho voluntário”, conta. 

“Como será o dia de amanhã?” 

Escolher mudar o mundo passa pela trajetória acadêmica e profissional

Irmão Marcelo Bonhemberger / Foto: Reprodução

Relembrando uma reflexão feita pelo reitor da Universidade, Irmão Evilázio Teixeira, o Irmão Marcelo Bonhemberger abriu o evento convidando a audiência a pensar sobre os tempos atuais.Como será o dia de amanhã? Quando tudo voltará ao normal? Aliás, será possível voltar ao normal? Estamos fazendo uma travessia inédita e é tempo de espera e esperança. Confiamos que algo muito bom está por vir depois das dificuldades. Quem sabe uma nova civilização mais humana e mais feliz?”. 

Marlova também destacou que a instituição de ensino fez toda a diferença na sua trajetória. “Eu olho com muito carinho para a PUCRS, porque foi a universidade onde eu estudei e ela evoluiu com o tempo, não parou e soube acompanhar as mudanças do mundo”. 

Open Campus: interativo e totalmente online 

Oficinas, tours, bate-papos, possibilidades acadêmicas e de carreiras, atrações culturais. Essas são apenas algumas das atividades do Open Campus. O tradicional evento em que a PUCRS abre as portas para quem tem interesse em ingressar no ensino superior, oportunizando experiências em suas áreas profissionais de interesse, está com inscrições abertas. 

Confira neste link as próximas atrações, como a palestra com a youtuber Débora Aladim – conhecida por produzir videoaulas sobre história, redação e dicas de estudos nas redes sociais –, no dia 24 de outubro, sábado, às 18h. 

Compartilhe

Outras notícias Veja todas as notícias

  • Últimas publicadas
  • Mais lidas