Aplicativo desenvolvido pela PUCRS para ajudar crianças e adolescentes é lançado pelo MPRS

App “Adote um Amanhã” tem objetivo de realizar sonhos e desejos de quem vive em casas de acolhimento de Porto Alegre

15/06/2023 - 15h37

Aplicativo “Adote um Amanhã” é fruto da parceria entre a AGES da PUCRS e o MPRS/ Foto: Tiago Coutinho – MPRS

O Ministério Público do Rio Grande do Sul lançou nesta quarta-feira (14) o aplicativo “Adote um Amanhã”, desenvolvido pela Agência Experimental de Engenharia de Software (AGES) da PUCRS. O objetivo é apoiar e atender às necessidades individuais de cerca de 800 crianças e adolescentes do acolhimento institucional de Porto Alegre e necessidades coletivas de 70 abrigos e casas lares, oportunizando que pessoas físicas e jurídicas tenham acesso aos pedidos. O aplicativo, disponível para Android e iOS, também está preparado para oferecer bens e serviços relacionados à causa. 

“O aplicativo Adote um Amanhã é fantástico. De um lado, as crianças, adolescentes, casas lares e abrigos lançam suas necessidades, individuais e coletivas. E de outro lado, a comunidade, pessoa física ou jurídica, pode contemplar o que está sendo pedido, ou ofertar o que tem à disposição. É uma forma de dar conforto, de oferecer acessos a bens e serviços que eles não teriam se não fosse a possibilidade do app”, destaca Cinara Vianna Dutra Braga, promotora da Infância e Juventude de Porto Alegre.

Leia mais: Serviço de Atendimento e Pesquisa em Psicologia da PUCRS inaugura novo espaço

O projeto é uma parceria entre a Associação dos Usuários de Informática e Telecomunicações do Rio Grande do Sul (Sucesu/RS), a GX2 Tecnologia e a Agência Experimental de Engenharia de Software da PUCRS, que contou com a participação de 15 alunos.  

“A AGES tem como objetivo ser um ambiente prático de aprendizagem, oportunizando aos alunos o desenvolvimento de projetos, como aplicativos, plataformas e sistemas. Então quando recebemos pedidos com impacto social, ficamos muito felizes, pois podemos apoiar e trabalhar em causas que fazem a diferença na sociedade. Os alunos ficam muito engajados com esse tipo de projeto e se sentem felizes em estar desenvolvendo algo que pode mudar o futuro de crianças e adolescentes, como foi o desenvolvimento do aplicativo “Adote um amanhã”, declara a professora Alessandra Dutra, coordenadora da Agência Experimental de Engenharia de Software. 

Aplicativos que contribuem para o bem-estar social de crianças e adolescentes 

A PUCRS, por meio da Agência Experimental de Engenharia de Software, também desenvolveu o aplicativo Adoção, em parceria com o Tribunal de Justiça do RS (TJRS), que ajuda crianças e adolescentes a encontrarem uma família. A plataforma, que aproxima as crianças do programa de acolhimento institucional gaúcho com possíveis adotantes, traz vídeos, fotos, desenhos, sonhos e expectativas de dezenas de crianças e adolescentes aptos a adoção no Rio Grande do Sul. 

Lançado em 2018, o aplicativo já conta com 771 manifestações de interesse. Neste período, 335 crianças e adolescentes foram inclusos na plataforma, resultando em 92 adoções. Outras 42 crianças/adolescentes estão em guarda e 1 criança/adolescente está em estágio de aproximação. 

Leia também: Ideia FabLab recebe colaboradores da Marcopolo para atividade de prototipagem


Leia Mais Veja todas