Seminário Mulheres Quilombolas, Interseccionalidades e Políticas Públicas

O objetivo deste evento é divulgar os dados da pesquisa Mulheres Quilombolas e Acesso aos Direitos de Cidadania: desafios para as políticas públicas, que teve o apoio financeiro da FAPERGS, através do edital PQG 2017 e Edital Universal do CNPq 2018. Essa pesquisa iniciou em 2015, em parceria com a professora Dra. Simone Bohn, do Departamento de Ciência Política da York University do Canadá, através do Laps Internationalization Program. Teve por objetivo compreender as experiências sociais de mulheres quilombolas no âmbito de acesso a políticas públicas e as interseccionalidades de gênero, raça, etnia e geração no Estado do Rio Grande do Sul. Conta com a participação de lideranças quilombolas, representantes de organizações quilombolas de âmbito local, regional e nacional. Nesse evento, será lançado o e-book da pesquisa intitulado “Mulheres Quilombolas, Interseccionalidades e Políticas Públicas” (Editora Faith, 2021), organizado pelas professoras Patricia K. Grossi, Simone Bohn, Simone Barros de Oliveira e Joana das Flores Duarte e também uma cartilha informativa sobre mulheres quilombolas e políticas públicas, contendo informações sobre acesso a direitos, rede de proteção, prevenção à violência, lives e documentários sobre quilombos e a questão étnico-racial, entre outros conteúdos.

Inscreva-se

Patricia Krieger Grossi (Coordenadora e organizadora do evento) – Possui graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1987), mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1994) e doutorado em Serviço Social – University of Toronto (1999). Especialista em Gerontologia Social pela PUCRS (2003). Pós-doutorado na Universidade de Toronto, Canadá (2010), com auxílio do Faculty Research Program da Embaixada Canadense. Atualmente é professora adjunta do curso de Serviço Social da Escola de Humanidades da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e professora do corpo docente permanente do programa de pós- graduação em Serviço Social da PUCRS e do programa de pós-graduação em gerontologia biomédica da Escola de Medicina da PUCRS.Tem experiência na área de Serviço Social, com ênfase em Serviço Social da Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: violência de gênero e políticas públicas, as interseccionalidades de gênero, raça/etnia, classe social e geração; violência contra idosos, violência nas escolas, bullying, práticas restaurativas e cultura de paz. Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisa em Violência (NEPEVI) e o Grupo de Estudos da Paz (GEPAZ). Pesquisador Destaque Gaúcho na área de Ciências Humanas e Sociais pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS) em 2013. Membro fundador da Red de Trabajo Social/Servicio Social Iberoamericana (RTSSSI). Membro integrante da Latin American Studies Association (LASA). Membro da Canadian Association of Latin American and Caribbean Studies (CALACS).Pesquisadora Produtividade 1B do CNPq

Simone Barros de Oliveira (Organizadora) – Possui Graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2004), Mestrado (2007) e Doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2009). Pós-Doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2018) com ênfase em Políticas Públicas para Mulheres Quilombolas. colaboradora – MECSISu, Mediadora e Conciliadora Judicial pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul. Lider do Grupo de Pesquisa Educação Direitos Humanos e Fronteira. Professora Associada da Universidade Federal do Pampa/UNIPAMPA. Presidente da Comissão Local de Pesquisa Campus São Borja (2019-2020). Tem experiência em Gestão Social e em políticas públicas para a Educação, com ênfase em Educação para a Paz, atuando nos seguintes temas: cultura de paz, violência, Comunicação Não-Violenta, Círculos de Construção de Paz, Justiça Restaurativa, Mediação e Conciliação Judicial. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Violência – NEPEVI –PUCRS.

Joana das Flores Duarte (Organizadora) – Professora da Universidade Federal de São Paulo do Curso de Serviço Social. Possui graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2013). É Mestra em Serviço Social ( 2014-2016) e Doutora (2016-2019) pelo Programa de Pós-graduação em Serviço Social da PUC/RS. No mestrado pesquisou sobre adolescentes do sexo feminino em medida privativa de liberdade no Rio Grande do Sul e a interface com a seletividade penal de gênero no Sistema Socioeducativo. No Doutorado sobre mulheres no mercado informal e ilícito de drogas na última década (2006-2016) no Brasil. Tem experiência na área da infância e juventude, com ênfase na Execução da Medida Privativa de Liberdade para jovens autores e autoras de ato infracional e Mulheres no mercado varejista de drogas. Integra o Grupo de Estudos e Pesquisas em Violência – NEPEVI na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Neste grupo atua em pesquisas sobre violência contra a mulher numa perspectiva feminista e consubstancial (Gênero, Raça e Classe Social) na contemporaneidade e suas múltiplas expressões no meio rural, urbano e comunidades quilombolas. Integra também o Laboratório de Estudos sobre Hegemonia e Contra-Hegemonia (LEHC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Integra o Grupo de Trabajo: Feminismos, Resistencias y Emancipacíon (2019-2022) do Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO).

PALESTRANTES

Patricia Krieger Grossi

Simone Barros de Oliveira

Maria Rosalina dos Santos – Quilombola do Quilombo Tapuio município de Queimada Nova -PI, Agricultora, Defensora das causas sociais, Membro da Coordenação Estadual das Comunidades Quilombolas do Piauí, Membro da Executiva da CONAQ – Coordenação Nacional de Articulação dos Quilombos

Ivonete Carvalho – Liderança quilombola, Comissária  de Polícia da DECA – Divisão Especial da Criança e do Adolescente do DPGV- Departamento de Proteção a Grupos Vulneráveis da Polícia Civil do RS;Ex. vice Presidente do CEDICA/RS – Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente; Ex Presidenta do CODENE – Conselho Estadual  de Participação e Desenvolvimento da Comunidade negra do RS; Ex Secretária  Nacional de Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais da da SEPPIR/PR – Ministério da Igualdade Racial da Presidência da República; Delegada brasileira na III  Conferência Mundial Contra o Racismo, Hofobia, Xenofobia e outras Formas Correlatas de Discriminações, ocorrida em 2001, Durban África do Sul; Ex Secretária Executiva da Frente Parlamentar de Combate ao Racismo, Homofobia e Outras Formas de Discriminações da ALERGS.

Vera Lúcia de Souza – Liderança feminina quilombola do Quilombo do Boqueirão, São Lourenço do Sul, RS

Jorge Amaro de Souza Borges – Quilombola do Quilombo dos Teixeiras, de Mostardas, RS, Doutor em Políticas Públicas (UFRGS), Mestre em Educação (PUCRS), Biólogo (IPA), Especialista em Educação Ambiental (SENAC/RS), Especialista em Audiodescrição (UFJF), Especialista em Gestão Estratégica em Políticas Públicas (UNICAMP) e Técnico Agrícola (ETA). Quilombola de Mostardas (RS) e com título de cidadão Viamonense, tem experiência na área de Meio Ambiente, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação ambiental, sustentabilidade, cidadania, inclusão social, educação inclusiva, acessibilidade e direitos das pessoas com deficiência. Primeiro vereador quilombola eleito no RS.

Lúcia Regina Brito Pereira – Licenciada, Bacharel,  Mestra e Doutora em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2008). Ex-Bolsista do Programa Internacional de Bolsas de Pós-Graduação da Fundação Ford. Professora aposentada da Secretaria Municipal de Educação/Porto Alegre e da Rede Estadual. Atua nas áreas: história, ações afirmativas e políticas públicas para a inclusão das relações étnico-raciais na Educação. Autora e organizadora de textos e livros sobre Educação Étnico-Racial. Vice-presidenta do CODENE/RS.

Regina da Silva Miranda – Extensionista rural social de nível superior, graduada em Nutrição pelo Centro Universitário Metodista Especialista em Saúde Comunitária pela Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul e especialista em Saúde Coletiva pela Escola Saúde Pública do Rio Grande do Sul. Atualmente é coordenadora estadual de Aters com famílias e comunidades de remanescentes de quilombos. Escritório central da Emater, gerência técnica

Gilberto Manoel Soares – Bacharel em História, Escultor, Escritor, roteirista filmes Curtas e RPG, Produtor Cultural, Articulador de Cidadania Negra, Fundador do Grupo de Ação Afirmativa Afrodescendente (GAAA) e da Associação Cultura Sawabona Shikoba.

Maria Amoras – Professora efetiva do Curso de Serviço Social da Universidade Federal do Pará (UFPA). Doutorado em Antropologia pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Pará (IFCH/UFPA), Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas- Serviço Social e Políticas Públicas (ICSA-UFPA); Licenciatura e Bacharelado em Ciências Sociais pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Pará (IFCH/UFPA). Líder do grupo de estudos e pesquisas INTERFACES que discute a temática “gênero, geração, raca/etnia em contextos amazônicos”, objetiva investigar a agência de mulheres indígenas, negras e de quilombolas, mirando suas territorialidades, na multiplicidade de territórios da Amazônia, como resistência socioterritorial e enfrentamento ao Estado e aos sistemas de dominação. Coordena o projeto de apoio acadêmico IQ- Conhecimento e Resistência, destinado aos discentes indígenas e quilombolas da UFPA; membro do Grupo de Estudos e Pesquisas “Mulher e relações de Gênero” (GEPEM/IFCH).

PROGRAMAÇÃO

14h – Abertura – Apresentação do livro “Mulheres Quilombolas, Interseccionalidades e Politicas Públicas” e da Cartilha “Mulheres Quilombolas e o Acesso às Politicas Públicas”– Patricia Krieger Grossi – Doutora em Serviço Social, PhD, Professora Adjunta da Escola de Humanidades – PUCRS

14h15 Painel I: Nada de Nós sem Nós: Vozes quilombolas

Maria Rosalina dos Santos – Liderança quilombola do Quilombo Tapuio, município de Queimada Nova, Piaui, Membro da Coordenação Nacional das Comunidades Quilombolas do Piaui, Integrante da Executiva Nacional da CONAQ

Ivonete Carvalho – Liderança Quilombola do Quilombo Vó Fermina e Vó Maria Eulina, município de Restinga Seca, RS, Ex-Secretária Nacional de Politicas para Povos e Comunidades Tradicionais da SEPPIR/PR

Vera Lúcia de Souza – Liderança feminina quilombola do Quilombo do Boqueirão, São Lourenço do Sul, RS

Jorge Amaro de Souza Borges – Quilombola do Quilombo dos Teixeiras, de Mostardas, RS, Doutor em Políticas Públicas (UFRGS)

15h15Painel II: Tornando o Aprendizado Possivel: compartilhando saberes e experiências

Lúcia Regina Brito Pereira – Doutora em História pela PUCRS. Vice-presidenta do CODENE/RS.

Regina da Silva Miranda – Extensionista rural social de nível superior, nutricionista, coordenadora estadual de Aters com famílias e comunidades de remanescentes de quilombos

Gilberto Manoel Soares – Bacharel em História, Produtor Cultural, Articulador de Cidadania Negra, Fundador do Grupo de Ação Afirmativa Afrodescendente (GAAA) e da Associação Cultura Sawabona Shikoba

16h – Painel III: Ampliando as Parcerias de Pesquisa

O Protagonismo Feminino Quilombola e a Luta Social pelo Território: a realidade do norte e do sul do pais

Maria Amoras – Doutora em Antropologia Social, Professora do curso de Serviço Social da UFPA

Simone Barros de Oliveira – Doutora em Serviço Social pela PUCRS, Professora do curso de Serviço Social da Unipampa

16h30 – Debate

17h – Encerramento

 

Acesso a sala virtual

Compartilhe