Programa de Gestão Ambiental potencializa sustentabilidade na PUCRS

Comitê de Gestão Ambiental é responsável pela condução do plano que prevê monitoramento de conformidade e desempenho ambiental, redução de impactos diretos e indiretos, engajamento e formação contínua da comunidade

25/07/2023 - 16h49
comite de gestão ambiental

Com o Comitê, a PUCRS reafirma seu compromisso com preservação ambiental para além da conscientização. / Foto: Giordano Toldo

Cada vez mais comprometida com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), a PUCRS agora conta com a atuação de um Comitê de Gestão Ambiental (CGA). Responsável por deliberar e acompanhar temas relacionados ao Programa de Gestão Ambiental da Universidade, o grupo entregou à Reitoria nesta terça-feira (25) uma versão atualizada do documento que rege a macrogestão da sustentabilidade ambiental no Campus e seus impactos à sociedade.   

Com a visão estratégica de ser uma universidade referência em responsabilidade ambiental, que entende o impacto das ações de preservação ambiental para além da conscientização, a PUCRS reafirma constantemente seu compromisso com o tema. O reitor, Ir. Evilázio Teixeira, destaca que a implementação do programa é prioridade e está diretamente conectada com direcionadores do Planejamento Estratégico para os próximos cinco anos:  

“Estamos comprometidos em realizar cada vez mais melhorias não apenas em nosso Campus e nos nossos processos, mas em gerar inovação e compartilhar com a sociedade a urgência deste desafio que é proteger nossa casa comum, que é buscar um desenvolvimento sustentável e integral”.

O CGA tem como coordenador o diretor do Instituto do Meio Ambiente da PUCRS (IMA), Nelson Ferreira Fontoura, e como secretário o chefe de Gabinete da Reitoria, Alexander Bernardes Goulart. Integram o grupo as representantes da Pró-Reitoria de Graduação e Educação Continuada (Prograd), Ana Cecília Bisso Nunes; da Assessoria de Comunicação e Marketing (Ascom), Fernanda Dreier; da Pró-Reitoria de Administração e Finanças (Proaf), Izabel Cristina Lopes Brandão e da Assessoria de Planejamento e Avaliação (Asplan), Luciana Bukzstein Gomes.  

Leia também: PUCRS já neutralizou mais de 160 mil toneladas de carbono com o Pró-Mata 

Erasmus+: Universidades mobilizadas 

Desde 2020, o IMA-PUCRS integra a equipe internacional vinculada ao projeto Change the Climate: Assuring the Quality of Environmental Strategies in Latin-American Higher Education. A iniciativa tem o objetivo de desenvolver políticas administrativas com vistas à sustentabilidade ambiental, para diminuir o impacto das universidades na geração de gases-estufa e, consequentemente, contribuir para que as metas de diminuição de emissão de carbono sejam atingidas pela humanidade.  

A implementação de um Programa de Gestão Ambiental faz parte dos compromissos assumidos neste projeto composto por 14 instituições integrantes em nove países, sendo três universidades europeias e 11 latino-americanas. A iniciativa visa ampliar ações institucionais da Universidade alinhadas com a sustentabilidade ambiental e promover soluções para redução dos impactos diretos e indiretos. Financiada pela Erasmus+, a ação é liderada por Catarina Roseta Palma, do Instituto Universitário de Lisboa, com o diretor do IMA-PUCRS, como vice-coordenador.  

“A PUCRS, como universidade vice-coordenadora, executa um duplo papel. De um lado atuamos na gestão compartilhada do projeto, mas de outro temos que implementar os mesmos processos de gestão ambiental propostos para as universidades latino-americanas. Isso representa muito trabalho, mas também um grande aprendizado”, destaca Nelson Fontoura. 

A iniciativa deve medir a pegada de carbono (quantidade de emissões de CO²) da Universidade como um todo e desenvolver ações para tornar a PUCRS uma referência como universidade neutra em carbono.

“Já demos um grande passo com a implantação do Pró-Mata em 1993, uma área de conservação com aproximadamente 2.400 hectares, a maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) do Rio Grande do Sul. São áreas de matas primárias e em regeneração, que são capazes de neutralizar grande parte ou a totalidade das emissões de carbono decorrentes da operação diária da PUCRS”, reforça. 

O diretor do IMA também ressalta que além dos protocolos de operação institucional desenvolvidos dentro do projeto Change the Climate para minimizar o impacto, trabalhos de pesquisa já em andamento permitiram mensurar a quantidade de carbono acumulado anualmente na RPPN Pró-Mata:  

Leia também: Instituto do Meio Ambiente lança série de vídeos sobre a biodiversidade do Pró-Mata  

O PGA da PUCRS 

O Plano de Gestão Ambiental da PUCRS servirá de base para o monitoramento constante de conformidade ambiental (licenciamentos de operação e gerenciamento adequado de gases, efluentes e resíduos) e de desempenho ambiental (consumo de energia, combustíveis e água, assim como a produção de resíduos) em toda a Universidade. 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por PUCRS (@pucrs)

 Além disso, o documento prevê o controle de impactos diretos e indiretos, introduzindo requisitos de sustentabilidade ambiental no planejamento de edificações, reformas e manutenções, na compra de produtos e seleção de fornecedores e na renovação de contratos de locação de espaços no Campus. O engajamento e formação contínua da comunidade interna e externa também estão contemplados, assumindo o compromisso de criar uma estratégia de comunicação contínua para conscientização e responsabilização da sociedade. 

As ações também irão fomentar a educação para a sustentabilidade em todos os níveis de ensino, pesquisa e extensão, além de mapear e monitorar o desempenho institucional com relação aos ODS da ONU.  

Conheça outras ações de impacto social da Universidade em www.pucrs.br/impacto  


Leia Mais Veja todas