Física: Física Médica

Classificação no Guia da Faculdade      
Tipo de curso bacharelado
Modalidade presencial
Tempo de curso 8 semestres
Vestibular verão
Turno Noite
Vagas Anuais 60

Mais informações

Apresentação

O Curso tem como objetivo geral formar profissionais que, apoiados em uma base sólida e atualizada de conhecimentos em física e em matemática, sejam capazes de abordar e tratar problemas na busca de novas formas de conhecimento científico ou tecnológico, com uma atitude investigativa, interdisciplinar, empreendedora e de respeito aos valores éticos e ao meio ambiente.

Do ponto de vista estrutural, o projeto pedagógico do curso propõe uma formação ao mesmo tempo ampla e flexível, que busca desenvolver habilidades e conhecimentos necessários às expectativas atuais do mercado de trabalho, com capacidade de adequação a diferentes perspectivas de atuação futura O curso aborda temas relativos à Física Clássica, Moderna e Contemporânea, em um enfoque teórico-experimental, dedicando-se à conexão entre a Física e a Medicina.

O curso possui disciplinas que desenvolvem competências para a formação de um profissional com perfil pesquisador e interdisciplinar.

As principais disciplinas abrangem os conteúdos relativos à Física das Radiações Ionizantes e Não-Ionizantes, Radiologia, Medicina Nuclear, Radioterapia, Proteção Radiológica, Ressonância Magnética, Ultrassom, Processamento de Imagens Médicas, Anatomia, Fisiologia e Biofísica. São realizados estágios em instituições de saúde e de vigilância sanitária.

O profissional formado tem sua atuação principal em instituições de ensino e pesquisa, instituições de saúde e de vigilância sanitária, empresas de informática, equipamentos eletromédicos e de medição.

Atua na formação de pessoas, no desenvolvimento de pesquisas, em programas de garantia da qualidade, na dosimetria das radiações e na proteção radiológica. Concursos públicos contratam bacharéis em física em empresas estatais.

Os estudos podem ser continuados em nível de pós-graduação nas áreas da própria Física, da Engenharia e da Medicina, entre outras.

O bacharel em Física pode pesquisar em física médica, nanociências, novos materiais, instrumentação, energias renováveis e geofísica.

O mercado de trabalho proporciona que os físicos médicos atuem no planejamento radioterápico; no monitoramento da radiação; na garantia da qualidade de equipamentos; na proteção radiológica de pacientes e trabalhadores em saúde.

Os físicos médicos atuam como consultores na compra e venda de equipamentos eletromédicos e na capacitação de trabalhadores em saúde. É crescente a demanda de físicos nas indústrias, principalmente na área de Metrologia.

 

Coordenação do curso

Prof. Dr. Adriano Moehlecke

Comissão Coordenadora

  • Prof. Dr. Adriano Moehlecke (Coordenador)
  • Prof. Dr. João Batista Siqueira Harres
  • Profa. Me. Maria do Carmo Baptista Lagreca

Núcleo Docente Estruturante

  • Prof. Dr. Adriano Moehlecke (Coordenador de Curso)
  • Profa. Dra. Izete Zanesco
  • Prof. Dr. João Bernardes da Rocha Filho
  • Profa. Dra. Maria Eulália Pinto Tarragó
  • Prof. Dr. Roberto Hübler

Curso de Física

Currículo

Decreto de Reconhecimento: Portaria nº 511 (D.O.U. 13/05/2010)
Currículo Mínimo: 2940h
Duração Mínima: 4 anos (8 semestres)

SEM COD Disciplina CH
Não existe conteúdo cadastrado

Como ingressar

Todos os processos de ingresso para esse curso estão fechados no momento.

Perguntas frequentes sobre o curso

O que é a Física Médica?
A Física Médica utiliza princípios, metodologias e equipamentos desenvolvidos pelas áreas da Física para a solução de problemas na área de saúde. As duas principais áreas de atuação da Física Médica são o diagnóstico e a terapia. Os físicos médicos atuam em radiologia diagnóstica e intervencionista, medicina nuclear, radioterapia, proteção radiológica, metrologia das radiações e biomagnetismo, dentre outras.

O que faz um físico médico?
Os físicos médicos desenvolvem diversas atividades, dentre as quais o apoio a serviços clínicos, consultorias, pesquisa e ensino. Na clínica, os físicos médicos planejam tratamentos radioterápicos para pacientes com câncer, realizam medidas de radiação e da qualidade das imagens médicas, manipulam radionuclídeos para uso diagnóstico ou terapêutico, garantem a qualidade de aceleradores de partículas, atuam na proteção radiológica de pacientes e trabalhadores em hospitais. Os físicos médicos também atuam como consultores na compra e venda de equipamentos eletromédicos e na capacitação de equipes de saúde.

Onde o físico médico trabalha?
O físico médico atua em hospitais, clínicas, serviços de vigilância sanitária, secretarias de saúde ou meio ambiente, laboratórios de metrologia, empresas de equipamentos eletromédicos, instituições de ensino e pesquisa ou empresas de consultoria.

Em que áreas de pesquisa um físico médico pode atuar?
O físico médico pode desenvolver pesquisas sobre mecanismos de ação da radiação em sistemas biológicos, desenvolvimento de materiais biocompatíveis, instrumentação biomédica, dosimetria das radiações, desenvolvimento de aplicações computacionais para melhoria da qualidade das imagens médicas e modelagem de sinais e sistemas biomédicos.

Qual o salário de um físico médico?
A faixa salarial depende da experiência e área de atuação, além da experiência prévia em estágios. Em hospitais de Porto Alegre, um físico recebe entre R$15,00 e R$40,00 por hora, conforme o porte do serviço e suas responsabilidades. Os físicos médicos que possuem título de especialista ou de supervisão em áreas específicas, como Radioterapia, Medicina Nuclear e Radiodiagnóstico, são mais valorizados no mercado de trabalho. A profissão de físico está em fase final de regulamentação, o que ampliará consideravelmente o reconhecimento deste profissional no mercado. Para maiores informações, visite a Associação Brasileira de Física Médica (ABFM)

Informações acadêmicas

Informações para os alunos do curso de graduação em Física: Física Médica sobre:

  •  Requisitos das disciplinas
  •  Trabalho de conclusão

Clique aqui para saber mais.