Simuladores auxiliam a entender o impacto do contágio da Covid-19 na população

Primeiro estudo de caso da pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação é modelado em Porto Alegre

05/06/2020 - 19h07
ciencia da computação,ppg em ciência da computação,covid,coronavírus,novo coronavírus

Projeto é um dos estudos focados em encontrar soluções para a pandemia financiado pela Fapergs / Foto: Unsplash

Um projeto realizado dentro do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação (PPGCC), da Escola Politécnica, está trabalhando para compreender o impacto do contágio do coronavírus durante a movimentação de grandes populações. Para isso, a equipe envolvida na pesquisa desenvolve simuladores de dinâmicas populacionais. O primeiro estudo de caso, modelado em Porto Alegre, está em fase de experimentação com dados de teste e os primeiros resultados devem ser apresentados em breve. 

Coordenado pela professora do PPGCC Soraia Musse, o projeto Dinâmica populacional e o impacto do contágio é um dos estudos focados em encontrar soluções para a pandemia financiado pelFundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs). Além de Soraia, a equipe conta com um aluno de Iniciação Científica, dois alunos de mestrado e dois pós-doutores. 

A professora conta que, desde sua tese de doutorado, defendida em 2000, trabalha com simulação de comportamento de pessoas (crowd simulation). Também já havia orientado um aluno de doutorado que trabalhou com simulação de contágio há alguns anos. Quando começou a pandemia, focamos em simular comportamentos de grandes massas e populações de pessoas e integrar um modelo e contágio”, relata. 

Pesquisa está na etapa de organização de dados 

Para o desenvolvimento do primeiro estudo de caso do projeto, a equipe conta com dados públicos disponíveis em portais da prefeitura de Porto Alegre. Nesta fase, o objetivo é reunir e organizar essas informações, para que possam ser utilizadas nas simulações. 

Segundo Soraia, os mestrandos envolvidos estão conseguindo relacionar o projeto as suas dissertações. André Antonitsch, por exemplo, desenvolveu um simulador de dinâmica populacional parametrizado, no qual as populações são criadas – bem como suas origens, destinos, características e localizações no espaço. 

O aluno conta que trabalha com a professora Soraia Laboratório de Simulação de Humanos Virtuais (VHLab) desde 2017 pesquisando simulação de multidões. Meu TCC foi nesta áream mas desejávamos explorar métodos de simulação de mais alto nível, como a simulação de grandes grupos de pessoas, por exemplo. Vimos no projeto relacionado à Covid-19 a oportunidade de explorar métodos de nível ainda maior”, relata. A partir disso, Antonitsch e a professora alteraram a dissertação do mestrando para a construção de um simulador apropriado para as dinâmicas populacionais de Porto Alegre dentro de um contexto de infecção e quarentena.  

Primeiros resultados devem ser conhecidos em breve 

Soraia conta que a primeira versão do simulador está em finalização. Atualmente, ele está sendo testado, e a próxima fase será a de definir parâmetros para representar a cidade de Porto Alegre, a partir dos dados de seus bairros. 

Segundo Antonitsch, essas técnicas de simulação permitem testar hipóteses de relaxamento ou acirramento na quarentena e analisar o impacto dessas medidas nas taxas de transmissão de doenças e do fluxo populacional. O simulador servirá, por exemplo, como uma ferramenta de planejamento. No caso específico que estamos vivendo, nossa ideia é poder simular a cidade com regiões fechadas ou abertas, com diferentes níveis de distanciamento”, conclui Soraia. 

Pesquisa de doutorando dá origem a startup de IA 

Outro projeto desenvolvido por um aluno do PPGCC também está contribuindo para o enfrentamento da pandemia da Covid-19. A Noharm.ai, startup de Inteligência Artificial capaz de ler 800 medicamentos e analisar 500 mil prescrições em segundos, nasceu da pesquisa do doutorando Henrique Dias 

Parceira da Navi, hub de inteligência artificial localizado no Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), a startup fechou uma parceria com o Centro de Inovação da Santa Casa e com o Hospital Mãe de Deus. Segundo a professora Renata Vieira, orientadora de Dias, o aluno sempre procurou associar sua pesquisa aos problemas reais enfrentados nos hospitais, procurando soluções que pudessem trazer diferenças positivas na área da gestão de eventos adversos. Saiba mais sobre essa iniciativa. 

PPG em Ciência da Computação recebe inscrições 

Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação está com inscrições abertas para mestrado e doutorado. O PPG abrange seis linhas de pesquisa e prepara os estudantes para atuar tanto na academia, quanto no desenvolvimento de aplicações de alta complexidade e de conteúdo tecnológico relevante para grandes organizações. Interessados em ingressar ainda neste ano podem se inscrever até o dia 19 de junho. Neste edital, a entrega da documentação será feita online.

Clique aqui para saber mais


Leia Mais Veja todas