Nova ponte sobre o Arroio Dilúvio é liberada para veículos

A partir de agora, os carros que trafegam no sentido bairro-centro poderão retornar antes da Terceira Perimetral

07/07/2023 - 15h32

A nova ponte tem como objetivo melhorar o fluxo bairro-centro na região. / Foto: Giordano Toldo

Foi liberado hoje o trânsito para veículos na nova ponte sobre o Arroio Dilúvio. A partir de um estudo do trânsito no local, o objetivo principal do projeto foi facilitar a circulação de veículos no sentido bairro-centro, resultando em uma redução expressiva das distâncias percorridas. 

A obra faz parte de um acordo firmado entre a PUCRS e a Prefeitura Municipal de Porto Alegre que tem como objeto melhorar o fluxo de veículos e pedestres no entorno do Campus na Avenida Ipiranga. A ponte é alinhada à saída do Campus Norte, junto ao Prédio 81 (Parque Esportivo), dando acesso à pista centro-bairro, no sentido Porto Alegre-Viamão. 

Em homenagem ao fundador da Universidade, a ponte leva o nome Irmão Afonso e faz parte de mais uma entrega da instituição à cidade, no ano em que completa 75 anos. A primeira ponte construída pela PUCRS sobre o Arroio Dilúvio foi inaugurada em 2019. 

“A PUCRS é uma organização humana de natureza social e comunitária. Mais do que um lugar de ensino, é um local de aprendizagem para todos: estudantes, professores, corpo administrativo, pesquisadores e todas as pessoas que de algum modo são beneficiadas por nossas ações e serviços. A obra marca os 75 anos da PUCRS em entregas e geração de impacto social para Porto Alegre e para o Rio Grande do Sul. A Universidade continua sendo um lugar privilegiado para construir uma sociedade melhor, um lugar em que tudo o que fazemos deve impactar positivamente o desenvolvimento e a transformação da sociedade para melhor, a começar pelo nosso entorno e pela nossa comunidade local”, destaca o reitor da PUCRS, Ir. Evilázio Teixeira.

Leia mais: PUCRS já neutralizou mais de 160 mil toneladas de carbono com o Pró-Mata

Com comprimento total de 30,80 metros e largura de 14,20 metros, a ponte conta com três faixas para veículos (de 3,20 metros de largura cada), uma ciclovia (de 3m de largura) e um espaço para pedestres (de 1,60 metros de largura) protegido por guarda-corpos metálicos, garantindo a segurança de quem utiliza a ponte. Todos os espaços são divididos de maneira eficiente para facilitar o acesso, incentivando a mobilidade sustentável.  

Como parte da obra, foram implantadas medidas de sinalização viária no local, incluindo sinaleiras, placas indicativas e pintura de faixas, proporcionando segurança e orientação clara para os usuários. A ponte conta ainda com iluminação por meio de postes equipados com luminárias de LED que garantem visibilidade adequada durante a noite. 

Construída com concreto armado e utilizando o sistema de pré-moldagem das peças, o que garante eficiência e durabilidade, a classe da obra possui 45 toneladas, atendendo aos padrões de segurança e capacidade exigidos. As fundações da estrutura foram feitas com estacas metálicas, garantindo uma base sólida e resistente, que está sustentada por 10 vigas de concreto, assegurando a resistência necessária. 

Leia também: PUCRS é a marca mais amada pelos gaúchos na categoria Ensino Superior Privado


Leia Mais Veja todas