Apresentação

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) iniciou suas atividades no segundo semestre de 1993, sendo que a primeira dissertação foi defendida em dezembro de 1995. Atualmente, o número de dissertações defendidas no Programa é de 334 e o Programa conta com três avaliações CAPES consecutivas com Nota 4, demonstrando solidificada posição entre os Mestrados Acadêmicos na área.

A iniciativa de criação do PPGEE foi decorrente do retorno de um grupo de professores da Faculdade de Engenharia, licenciados para cursar o Doutorado em Universidades nos Estados Unidos, Espanha e França, no âmbito do programa de qualificação do corpo docente promovido pela Universidade, à época, denominado “Mil doutores e mestres para o ano 2000”. Desde então, reajustes ao corpo docente vem sendo feitos continuamente, de tal forma que, em 2017, a qualidade do Programa foi confirmada a partir da última avaliação da CAPES, referente ao quadriênio de 2013-2016, mantendo a Nota 4 do Programa. Uma análise comparativa dos resultados quantitativos em relação a outros programas de pós-graduação mostra que o Programa se mantém saudável quanto ao número de alunos e o número de mestres titulados. Nos anos de 2017 e 2018, manteve-se constante o número de alunos titulados: 11, enquanto que o número de alunos matriculados no Programa caiu ligeiramente: de 53 para 44. Apesar disso, o número de publicações relevantes nos anos de 2017 e 2018 apresentou uma ligeira queda quando comparado à média do quadriênio passado. Ainda que uma queda nos dois primeiros anos de uma nova avaliação possa ser considerada normal, é motivo de acompanhamento e atenção para a segunda metade do quadriênio. De qualquer forma, as publicações qualificadas do Programa por docente permanente quando avaliadas em uma janela de quatro anos se mantém em nível bom. Além disso, o programa já conta com uma série de artigos de extrato qualificado (A1 a B1) com submissão prevista para 2019.

A pesquisa realizada no PPGEE está alicerçada em três grandes pilares que são:

a) formação de recursos humanos de alta qualificação, através da titulação de novos mestres e especialistas em Engenharia Elétrica, e da interação de alunos de mestrado com bolsistas de iniciação científica e alunos em trabalho de conclusão de curso de graduação. Cabe salientar que o programa realiza um grande esforço em ações de internacionalização como a participação de docentes em projetos científicos de cooperação internacional, organização/participação de seus docentes em eventos científicos de relevância, engajados com a comunidade internacional, e o intercâmbio de docentes e discentes com instituições europeias e americanas.

b) produção intelectual, através da divulgação de seus trabalhos em artigos científicos de extrato qualificado (A1 a B1), obtenção de patentes de propriedade intelectual e registros de software, e

c) captação de recursos financeiros através de projetos com a indústria local e órgãos de fomento públicos tais como CAPES, CNPq, FINEp e FAPERGS.

O egresso do PPGEE é um profissional qualificado, apto a exercer atividades de ensino, pesquisa e desenvolvimento, em sua área de formação.

 

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica – PPGEE da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS tem como principal objetivo a produção de conhecimento na área de Engenharia Elétrica e a formação de profissionais qualificados e comprometidos com o avanço do estado-da-arte da mesma, capacitados ao exercício de atividades de ensino e de P&D&I científica e tecnológica. O Programa busca atender demandas dos setores público e privado, gerando e fixando no país inovações tecnológicas competitivas e de elevado valor agregado em setores estratégicos para o desenvolvimento da sociedade. Assim, pode-se dizer que o objetivo geral é a formação de profissionais integrados com a sociedade e capazes de apresentar soluções científicas e tecnológicas na fronteira do conhecimento, com independência de pensamento de análise crítica e capacidade criativa.

Os objetivos específicos são referentes à formação de profissionais com capacidade técnica nas linhas do programa. Em particular,

(1) A linha de “Automação e Sistemas” tem por objetivo específico a formação de profissionais capacitados na aplicação de sistemas de controle nas mais diversas áreas, incluindo sistemas de potência, atuadores industriais e robótica em geral;

(2) A linha “Engenharia Biomédica” tem por objetivo específico a formação de profissionais capacitados a atuarem de forma multidisciplinar no desenvolvimento de soluções inovadoras para as diversas áreas da saúde, o que inclui, mas não está restrito à, a aplicação de sistemas de engenharia na análise de problemas biológicos, o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e de imagens, assim como a análise computacional de dados clínicos;

(3) A linha de “Sistemas de Computação” tem por objetivo específico a formação de profissionais capacitados ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos.

(4) A linha de “Telecomunicações” tem por objetivo específico a formação de profissionais capacitados ao desenvolvimento e aplicação de métodos avançados de comunicações, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, entre outros.

 

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica – PPGEE da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS prepara os egressos para atividades de ensino, pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica. Com foco em Automação e Sistemas, Engenharia Biomédica, Sistemas de Computação e Telecomunicações, o Programa busca atender demandas dos setores público e privado, gerando e fixando no país inovações tecnológicas de elevado valor agregado em setores emergentes de pesquisa e desenvolvimento. O público-alvo são os diplomados dos cursos de em Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia de Telecomunicações, Engenharia de Computadores, Engenharia de Controle de Automação, Engenharia Biomédica, Engenharia de Energia ou em áreas afins (outras Engenharias, Ciência da Computação, bacharelado em Física, Bacharelado em Química, Bacharelado em Matemática).

Conceito Capes: 4
Mestrado: 24 créditos
Mestrado: mínimo de 12 e máximo de 30 meses