PET Letras

O Programa de Educação Tutorial, em sua origem denominado Programa Especial de Treinamento (PET), destina-se a alunos com elevado nível intelectual e destacado desempenho acadêmico nos cursos de graduação e tem como objetivo fundamental garantir ao estudante uma formação mais qualificada, tanto para realizar estudos avançados quanto para o exercício profissional.

Diferentemente do bolsista de Iniciação Científica, que desenvolve atividades centradas eminentemente na pesquisa, o aluno-bolsista do PET realiza um leque mais amplo de atividades, atuando não apenas em projetos de pesquisa, mas envolvendo-se também em atividades de ensino e de extensão. O Programa sempre visou à formação de profissionais de alto nível para todos os segmentos do mercado de trabalho, com destaque especial para a carreira universitária.

Em sua origem, o PET foi concebido na forma de grupos tutoriais para exercer o efeito multiplicador nos cursos de Graduação nas Universidades brasileiras. Cada grupo é formado por 12 bolsistas e um professor-tutor. Segundo Dantas (1995), a missão do tutor é estimular a aprendizagem ativa, seguindo uma metodologia especial que procura valorizar vivências, reflexões e discussões, num clima de informalidade e cooperação. Em cada curso de Graduação, apenas um grupo pode existir.

O PET dispõe de um Manual de Orientações (a primeira versão, elaborada pela CAPES, foi atualizada e aprovada pela SESu em 2002*), onde constam todas as diretrizes que norteiam os procedimentos dos grupos.

* A versão atualizada do Manual encontra-se disponível no site do MEC: http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/PET/pet_manual_basico.pdf.

Histórico do PET na PUCRS

O Programa foi implantado pela CAPES (Capacitação de Pessoal para o Ensino Superior) em boa parte das Universidades públicas brasileiras nos fins da década de 70. Passados cerca de dez anos de sua criação, houve uma ampliação do número de grupos no País, começando a ser implantado também em algumas Universidades privadas.

Em novembro de 1991, quatro grupos da PUCRS – Biologia, Informática, Letras e Psicologia – foram incluídos no Programa, uma vez que tiveram suas propostas aprovadas pela CAPES.

Após serem constituídos, os quatro grupos passaram a funcionar regularmente. Em pouco tempo seu desempenho foi reconhecido pelos avaliadores da CAPES, no período em que a avaliação era realizada por especialistas indicadas por esse órgão.

Todavia, em 1999, a alta direção da CAPES considerou que o Programa já tinha cumprido as suas finalidades e resolveu extingui-lo, levando os grupos a vivenciarem uma longa crise de sobrevivência. Por isso, durante alguns anos tornou-se freqüente o deslocamento de bolsistas e professores de todos os pontos do País para Brasília, a fim de participarem de ações que visavam a sensibilizar as autoridades responsáveis pela manutenção do Programa. Movimentos de toda ordem foram desencadeados nas mais diversas regiões, no sentido de estimular alguns dos segmentos mais influentes da sociedade a se manifestarem sobre a relevância do PET, e, desse modo, demover o intento de desativá-lo. Um desses momentos foi intensamente vivido na PUCRS, durante o III ENESPET, realizado no período de 21 a 23 de agosto de 1997. Nessa época, em todos os Estados, os grupos reivindicaram o apoio explícito de diversos segmentos da sociedade em favor da causa do PET.

Contudo, não obstante forte movimento de luta desencadeado pelos grupos em âmbito nacional, o Programa, no ano de 2000, não pode impedir a sua transferência da CAPES para a SESu (Secretaria de Ensino Superior), mais especificamente para o DEPEM (Departamento de Projetos Especiais de Modernização e Qualificação do Ensino Superior). Esse ato implicou severas mudanças nas regras de condução do Programa, sendo a mais drástica a perda das taxas acadêmicas que, semestralmente, eram destinadas aos grupos para a sua manutenção. Também houve mudanças com relação aos órgãos responsáveis pelo PET nas Instituições, uma vez que este não foi mais gerenciado pelas Pró-Reitorias de Pesquisa e Pós-Graduação e sim pelas Pró-Reitorias de Graduação. Além disso, a partir de outubro de 2001, o número de bolsistas nos grupos foi alterado, passando de 12 para 9 bolsistas*.

* Em outubro de 2005, o número de bolsistas voltou a ser 12.

 

Histórico de PET-Letras na PUCRS

O grupo PET-Letras deve sua existência, em boa parte, ao estímulo recebido do Professor Dr. Irmão Elvo Clemente, no período de 1989-1990, quando era Pró-Reitor de Extensão Universitária e Professor do Curso de Pós-Graduação em Letras. A colaboração desse educador foi muito importante para o grupo, não apenas no momento da elaboração da proposta para a CAPES, mas ainda quando se tratou de conseguir um espaço físico para alocar o grupo na Universidade. Na primeira década de sua existência, o grupo contou também com o apoio do então Diretor da Faculdade de Letras, Professor Dr. Irmão Mainar Longhi, o qual sempre deu ao grupo plena liberdade para tomar iniciativas, implementar novas atividades e exercer seu efeito multiplicador.

Desde sua criação, em 1991, o grupo PET-Letras tem procurado desenvolver ações capazes de trazer benefícios não apenas aos graduandos e pós-graduandos do Curso de Letras, mas também a outros segmentos da comunidade local. Nesse sentido, não se restringe a promover a cultura humanística através da realização de seminários, cursos, encontros e palestras – convidando a comunidade acadêmica e outros segmentos da sociedade a participarem dos eventos promovidos – mas também realiza atividades de natureza social, desenvolvendo tarefas em asilos, em escolas da periferia, em praças públicas e em outros locais.

Do ponto de vista de sua especificidade, isto é, como grupo da área de Letras, caracteriza-se, fundamentalmente, por atitudes e ações que buscam aprofundar o conhecimento da linguagem como fenômeno humano universal, priorizando a pesquisa, a fim de compreender os aspectos formais, sociais, bio-psíquicos, artísticos e funcionais da linguagem.

Todo o aluno que ingressa na Faculdade de Letras da PUCRS pode, a partir do II semestre do curso, concorrer a uma bolsa do PET, desde que, para tanto, apresente importantes características, tais como: comprometimento com sua produtividade acadêmica e com a dos colegas da graduação, conduta eticamente correta, disponibilidade e vontade para trabalhar, aprender e crescer*.

* Veja como participar no Link COMO FAZER PARTE DO PET.

 

Fonte:
TASCA, Maria (organizadora); GLOCK, Luiz; GIRAFFA, Lúcia Maria Martins; ARGIMON, Irani Iracema e BRAIGHI, Daisy. Trajetória do Programa de Educação Tutorial na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – de novembro de 1991 a junho de 2004. EDIPUCRS: Porto Alegre, 2004.

Bolsistas Atuais

  • Camila Correa
  • Diovana da Silveira Baldez
  • Giancarlo da Silva Piccoli Rocha
  • Hully Chedieck da Rocha
  • Iago Barcelos Rabelo
  • Jerusa Duarte Lima
  • Jessica Luz
  • Lara Luft
  • Letícia Cezar
  • Luis Gustavo de Oliveira Amado

 

Ex-Petianos

  • 2016: Lisiane Seligmann, Leonardo Cortina
  • 2015: Afonso Daniel Lins Brandão, Ariel Gonçalves Borges, Ester Lopes, Rosa Regina de Souza Souza, Vitor Romário Monticelli Garcia
  • 2014: Bruna Bettamello Medeiros, Marcos Aurélio Gasperin Machado, Maria Eugênia Bonocore, Paula Giacobbo, Victor Marques Soprana, Luana Vidal, Luanda Nunes dos Santos, Rafaela Damião, Tamara Monteiro Duarte
  • 2013: Asafe Cortina, Marina de Brito Formiga, Rafael Ferreira
  • 2012: Camila Farias da Silva, Denise da Silva Silveira, Mariana Rennehack Pires e Tamara Monteiro Duarte.
  • 2011: Alice Canal, Alice Jacobsen, Alice Paim de Araújo, Chara Fernandes Nery, Hálida Rodrigues, Ivana V. Martini, Larissa Pontes Hübner da Silva, Nanashara Behle e Nathalia Hecz Couto
  • 2010: Fernanda Serpa Fritsch, Henrique Meneghini Dihl, Lidiana de Moraes dos Santos, Lívia Bisch Endres, Paula Sanhudo da Silveira, Viviane da Silva Moraes, Adriana Konzen, Gislaine Schramm Schmitt.
  • 2009: Ariane Borba Clos, Bruna Aiolfi Conte, Luiza Helena Müller dos Santos, Martha Brito Arsego, Natália Ramos Ferreira, Renata Nassif Romano e Stéphane Rodrigues Dias
  • 2008: Cláudia Lima Pimentel, Cláudia Strey, Daisy Batista Pail, Letícia Pandolfo Cardoso, Letícia Presotto, Maria Jucélia Ribas Geib
  • 2007: Natali Scolari
  • 2004: Mônica Deitos Stédile, Juliana Fraga Sortica, João Eduardo Roehe, Ana Amélia Brasil Mendes, Letícia de Studinski Ramos, Luzia Michelon e Silva, Amanda Mesquita Mambrum, Guilherme Lattuaba de Souza.
  • 2003: Milene da Silva Pereira, Raquel Gruner, Fernanda Corrêa, Ana Carolina Motta.
  • 2002: Ana Luíza Goulart Loder, Patrícia Scheeren, Regina Diesel Gomes, Marcio Limberger, Tatiane Esteves da Silva.
  • 2001: Jerusa Nunes de Oliveira, Márcia da Silva Viegas, Carla Duarte Macedo, Josie Moreira Raya, Karla Camila Oliveira Izaias, Fernanda Ramos Damião, Bianca Almeida Schuck, Ederléia Nagel Santos Cassol.
  • 2000: Andréa Formoso de Souza, Mariana Flor, Carla Sittoni, Eveline Monteiro, Raquel da Costa Correa, Tatiana Roldan Marques.
  • 1999: Alessandra Ripoll, Cristina de Cássia Ponsoni Dutra, Fernanda Rodrigues Garcia, Etiene Fernandes Vieira.
  • 1998: Sandra Matsumura, Taíse Maria Marchiori Soares, Giana Targanski Steffen, Janice da Silva Rodrigues, Jaqueline Segalla de Quadros, Josilaini Bassani de Matos.
  • 1997: Rafael Pauletti Corsetti, Patrícia Zanin, Márcia Velho Rodrigues, Helena Kruse Oliveira, Alessandra Gomes da Silva, Sheila Nunes dos Santos.
  • 1996: Carolina Cardoso Oliveira, Carla Baggio Sávio, Luciana Rico Zydek, Ana Lúcia de Almeida Machado, Andreza da Costa Leme.
  • 1995: Aline Alves Pinheiro, Thaís Cunha Cartier.
  • 1994: Beatriz Birkhan, Crsitiane Rossetti Toffanello, Juliana Diaz, Patrícia da Silva Machado, Vivian Elisandra Ramos Anastácio.
  • 1993: Gabriela Ribeiro Castro Menezes, Karina Giron, Márcia Zimmer, Roberta Sartori, Valquíria Borba.
  • 1992: Daniela Garcia Fontanari, Daniela Machado de Barros Figueiredo, Alessandra Stanieski, Claudia Tomazoni, Cristina Almeida Ceratti, Vânia de Souza Chocho, Joselaine de Castro.
  • 1991: Alexânia Ripoll, Cristina Marques Uflacker, Letícia Loureiro Correa, Vanessa Loureiro Correa.

Tutoria

Atualmente, a tutoria do PET-Letras é exercida pela Profa. Dra. Silvana Souza Silveira, que é parte do corpo docente da Faculdade de Letras, lecionando para a graduação.

Desde a implantação do grupo até março de 2007, a tutoria foi exercida pela Professora Dra. Maria Tasca, que, além dessa função, prestou serviços de consultoria para o PET em Brasília, a convite da CAPES, no período de 1993 a 1996. Até o início de 2010 o PET-Letras esteve sob tutoria da Professora Dr. Ana Maria Tramunt Ibaños.

Clique aqui.

Edital de Seleção 2017

Veja aqui.


Como fazer parte do PET

“Todo o aluno que ingressa na Faculdade de Letras da PUCRS pode, a partir do II semestre do curso, concorrer a uma bolsa do PET, desde que, para tanto, apresente importantes características, tais como: comprometimento com sua produtividade acadêmica e com a dos colegas da graduação, conduta eticamente correta, disponibilidade e vontade para trabalhar, aprender e crescer.”

TASCA, Maria (organizadora). Trajetória do Programa de Educação Tutorial na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – de novembro de 1991 a junho de 2004. EDIPUCRS: Porto Alegre, 2004.

As datas de seleção de bolsista serão divulgadas em editais expostos no prédio da Faculdade de Letras e na página no PET-Letras.

Os bolsistas são remunerados – recebem bolsa-auxílio da SESu (Secretaria de Educação Superior) – mas há possibilidade de os candidatos classificados na seleção serem Petianos voluntários ou colaboradores*, até que surjam novas vagas.

* Os Petianos voluntários não podem receber outra bolsa de pesquisa e nem possuir vínculo empregatício, devem ter a mesma responsabilidade e a mesma carga horária dos outros Petianos, e são certificados pela SESu. Os colaboradores também têm as mesmas responsabilidades dos outros Petianos, mas têm carga horária reduzida e não são certificados pela SESu.

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Escola de Humanidades – PET-Letras
Avenida Ipiranga, 6681  Prédio 8, sala 501
Porto Alegre/RS – Brasil   CEP 90.619-900

Telefone: (51) 3320-3500 – ramal 8289
E-mail: petletras@pucrs.br