17/02/2021 - 14h00

Birdie é a plataforma que mais produz tour 3D no Brasil

Com menos de dois anos, startup atende três capitais no País

Gustavo Mallmann e Flávio Costa, Co-founder e CEO da Birdie

A Birdie, startup que integra o ecossistema do Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), nasceu em novembro de 2019 e, atualmente, é a plataforma que mais produz tour 3D no Brasil. De acordo com o CEO e com o Co-founder da Startup, Flávio Costa e Gustavo Mallmann, respectivamente, a Birdie nasce com  a proposta de ser uma plataforma de imagem sob demanda. A Startup conecta fotógrafos a empresas, apresentando, de forma virtual, ambientes de diferentes setores. 

Segundo Flávio, a Birdie tem alta atuação no mercado imobiliário, no setor hoteleiro e em outras áreas que precisam apresentar seus ambientes como diferencial e de forma digital. “Estamos falando de empresas que têm uma infraestrutura, como lojas, academias, clubes. Empresas que precisam que o cliente não precise fazer uma visita presencial para entender aquela infraestrutura. Estamos com uma entrada muito grande em escolas, principalmente nesta época em que as pessoas buscam por escolinhas e que precisam fazer visitas para conseguir entender e comparar o que cada espaço entrega e oferece”, explica Flávio. 

Startup mantém equipe de fotógrafos em três capitais

Atualmente, a Birdie atende as cidades de Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo. Para isso, a startup mantém uma equipe de fotógrafos distribuída nestas três capitais. Flávio conta que a startup iniciou em Porto Alegre, mas não demorou muito para que o time percebesse uma grande demanda em São Paulo. “Nós ficamos praticamente o ano todo operando em São Paulo, expandindo dentro da cidade. Hoje temos fotógrafos e uma equipe local que consegue atender toda a capital paulista. No meio do ano passado fomos para o Rio de Janeiro e, assim que completarmos esta expansão no Rio, devemos ir para novas capitais”, conta o CEO.  Além da equipe de fotógrafos, a startup também conta com um grupo interno de 17 pessoas. Esta é a equipe responsável pelas demandas de edição, de tratamento de imagem e, de apoio aos fotógrafos.

A Birdie iniciou o ano de 2020 produzindo cerca de 60 tours virtuais e encerrou o mesmo ano produzindo dez vezes mais. “Hoje somos a plataforma que mais produz tour 3D no Brasil. A nossa ideia para 2021 é avançar para mais cinco capitais”, destaca Flávio. O CEO explica que, à medida em que são firmadas novas parcerias, a equipe recebe um treinamento e, após a capacitação, vai até o local para fotografar. Uma das parceiras é a Matterport, empresa que cria câmeras e é dona da tecnologia mais sofisticada para a apresentação de ambientes. “Em apenas três dias produzimos todo o material, as fotos, o vídeo, o tour, e a planta baixa. Para captar as imagens, são utilizados equipamentos específicos e importados dos Estados Unidos que criam modelos virtuais. Então, fazemos o treinamento e trabalhamos com um time qualificado para conseguir entregar um trabalho sofisticado”, explica Flávio.

A Matterport, uma das parceiras da Birdie, possui a tecnologia mais sofisticada para a apresentação de ambientes

Flávio, formado em administração, já havia lançado outras duas startups antes da Birdie, a Agenciou e a Laçador de Ofertas, as duas integram o ecossistema do Tecnopuc.  Gustavo, publicitário formado pela Escola de Artes e Design – Famecos, já tinha uma experiência no mercado imobiliário, trabalhando com fotos e desenvolvendo tours virtuais. A dupla conta que viu a necessidade das empresas em apresentarem seus espaços virtualmente. “Vimos que também tinha uma limitação de tecnologia disponível no Brasil. Essa tecnologia da Matterport já existe desde 2015 e nenhuma empresa conseguiu trazer para o mercado brasileiro de uma forma escalável”, conta Flávio.  

Flávio e Gustavo também falam da mudança em relação ao comportamento do usuário em diferentes setores do mercado. Para eles, o mercado imobiliário foi um dos mais retraídos em relação à inserção das novas tecnologias. “Nos últimos dois anos o mercado tem começado a se abrir mais.  Surgiram dois grandes unicórnios,  a Loft e o Quinto Andar. Isso já demonstra um pouco de como o mercado imobiliário tem criado novas oportunidades para tecnologia e para empresas inovadoras”, ressalta Flávio. 

Mais de 300 mil imagens entre fotos, vídeos, plantas e tours virtuais já foram produzidos pela Birdie

As organizações que desejam apresentar seus espaços virtualmente devem entrar no site da Birdie e fazer o cadastro. Em alguns cliques, é possível agendar o dia e horário que o cliente gostaria de receber o profissional para capturar as imagens. “Em três dias  entregamos para esse cliente um tour virtual, mostrando o ambiente não só com fotos 360, mas também com uma visão em 3D do espaço. São fotos profissionais, um vídeo, que é criado a partir desse tour 3D, e  também a planta baixa com medidas, que é uma planta técnica com todas as medidas que aquele espaço possui”, explicam. Atualmente, com um ano e três meses no mercado, mais de seis mil imóveis já foram digitalizados, rendendo cerca de 300 mil imagens entre fotos, vídeos, plantas e tours virtuais.

Compartilhe

Leia Mais Veja todas

Últimas Notícias

Veja todas notícias