08/10/2021 - 16h49

Estudantes da área da saúde atuam em grupo de combate ao tabagismo 

Programa conduzido pela Unidade de Saúde Vila Fátima tem como objetivo conscientizar para os riscos do tabaco e incentivar hábitos mais saudáveis

Grupo de Combate ao Tabaigsmo é conduzido pela equipe da Unidade de Saúde Vila Fátima

Desenvolvido pela equipe da Unidade de Saúde Vila Fátima, o programa capacita profissionais pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) / Foto: Arquivo pessoal

Com o objetivo de aumentar a conscientização sobre o impacto negativo do uso do tabaco e a exposição que o fumo passivo exerce sobre a saúde pulmonar, a Unidade de Saúde do Centro de Extensão Universitária Vila Fátima (CEUVF) iniciou recentemente o Grupo de Combate ao Tabagismo. Preconizado pela Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre (SMS), o programa capacita profissionais pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), visando o aumento da conscientização sobre os riscos que o hábito de fumar pode trazer à saúde, além de incentivar mudanças no estilo de vida e hábitos mais saudáveis. 

Conforme a responsável pela Coordenadoria Ensino-Serviço na Saúde (DAA-Prograd) e professora da Escola de Ciências da Saúde e da Vida, Andrea Bandeira, o projeto é realizado em quatro etapas que acontecem trimestralmente. “Nessas sessões, a unidade de saúde oferece orientação e apoio para que os participantes abandonem o tabagismo. Entre elas, ocorre uma avaliação médica individual para avaliar o grau de dependência do tabaco e, após, conforme necessidade, seguem os grupos de manutenção e o acompanhamento pela equipe”, explica. 

Estudantes da área da saúde participam da iniciativa de combate ao tabagismo 

O Grupo de Combate ao Tabagismo, que é conduzido pela equipe da Unidade de Saúde Vila Fátima, conta com o envolvimento de estudantes dos cursos de Enfermagem, Nutrição e Odontologia da PUCRS. Os profissionais da Unidade ainda contribuem incentivando que pacientes participem do programa.  

Além do impacto na comunidade, conscientizando para a importância de um estilo de vida saudável e dos riscos do tabagismo, o projeto possibilita que alunos e alunas da Universidade se insiram na comunidade e vivenciem atividades práticas que complementam a abordagem teórica vista nas aulas, podendo aliar os dois conhecimentos. 

Estudantes de Enfermagem, Nutrição e Odontologia se envolvem na iniciativa

Estudantes da área da Saúde têm a possibilidade de vivenciar na prática suas futuras profissões / Foto: Arquivo pessoal

“Eles/as ainda realizam uma imersão nas distintas realidades que são apresentadas e são incentivados cada vez mais a estarem preparados para atender às necessidades da comunidade. Essa abordagem em grupo também proporciona um momento importante de construção da interprofissionalidade”, conclui a professora. 

Uma oportunidade de expandir e trocar conhecimentos 

A acadêmica do 10º semestre de Enfermagem Giovana Rossi Usevicius aponta que a experiência tem sido muito rica, pois possibilita que ela aprenda mais com cada participante do grupo. Atuando de maneira ativa na iniciativa, ela acolhe as vivências dos pacientes e apresenta caminhos para que possam parar de fumar. “Para isso, é preciso ser criativo e ter didática, tornando aquele momento mais atrativo e fazendo com que o conteúdo seja absorvido”, diz. A estudante ainda destaca as vantagens de trabalhar ao lado de colegas de outras áreas da saúde, o que favorece a troca de conhecimentos.

Compartilhe

Leia Mais Veja todas

Últimas Notícias

Veja todas notícias