Depósito de carbono

Todos sabemos da importância da floresta amazônica para a manutenção do clima e da biodiversidade, bem como para a subsistência de populações locais. No entanto, o que não se sabia até então é que tudo pode vir a ser afetado pela crise climática pela qual o planeta passa.

Grande depósito de carbono, a Amazônia pode estar revertendo o seu relevante papel na absorção e captação desse gás junto à atmosfera e se transformando em um emissor do mesmo. Estudos recentes confirmam que grandes secas ocasionadas principalmente por desmatamentos e queimadas incontroláveis estão dificultando a resiliência da floresta e ocasionando um distúrbio significativo no ecossistema.

Esses fatores geram um estresse em toda a floresta, o que influencia na morte de outras árvores que são indiretamente atingidas pelas secas e queimadas. Isso reduz as chuvas e libera mais carbono na atmosfera, contribuindo para o aumento das temperaturas e acelerando as mudanças climáticas.

Com o aumento das temperaturas, o ambiente se mantém seco fazendo com que a vegetação danificada se torne “inflamável”, ou seja, propícia para novos focos de queimadas, as quais geralmente são de difícil controle e se espalham rapidamente em grandes proporções.

Um artigo publicado na revista Nature reportou que as áreas com mais de 30% de desmatamento obtiveram emissão de carbono dez vezes maior que as regiões com taxa de desmatamento de20%. São esses efeitos cascata que levam ao desequilíbrio da Amazônia, levando-a a passar de um sumidouro para uma fonte de gás carbônico.

A principal atitude para se reverter esse cenário seria a interrupção de queimadas e desmatamentos, com acordos nacionais estabelecendo períodos muito específicos para tais atividades, o que daria à floresta tempo para se recuperar e poder novamente elevar os níveis de chuva e umidade, amenizando as temperaturas e consequentemente a emissão de carbono.

Para entender um pouco mais sobre os efeitos da emissão de carbono na atmosfera, fique atento à nossa próxima exposição, Mudanças Climáticas e Tecnologia.

Imagem: Floresta amazônica no Acre. Foto de Marcio Pimenta. National Geographic Brasil

Fontes:
https://jornal.usp.br

https://www.nationalgeographicbrasil.com/

https://g1.globo.com/

artigo: https://www.pnas.org/content/118/30/e2019377118

artigo: https://www.nature.com/articles/s41586-021-03629-6