Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Curso de Engenharia de Computação

1. Dados do Curso
Curso: Engenharia de Computação Currículo Vigente: 98AK
CARGA HORÁRIA 7750
CRÉDITOS 216
DURAÇÃO 10 semestres
TURNO manha / noite
VAGAS Vagas 1° semestre 60
Vagas 2° semestre 60
DISCIPLINAS ELETIVAS: total de carga horária no curso 180
ATIVIDADES COMPLEMENTARES: total de horas no curso 120
ESTÁGIO: Carga horária total do Estágio 190
ATOS LEGAIS DO CURSO
Ato de aprovação do currículo em vigor (PUCRS) Resolução nº 006/2020 Data 28/04/2020
Ato do último reconhecimento do curso (MEC) Portaria nº 919 D.O.U 28 de dezembro de 2018
Diretrizes Curriculares Nacionais vigentes Resolução CNE/CES nº 5/2016 D.O.U 17 de novembro de 2016
2. Perfil do Egresso

A concepção do perfil do egresso do curso de Engenharia de Computação da PUCRS norteou-se por documentos de referência sobre este curso e pela visão profissional e pedagógica de professores e membros do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do curso. Como documentos de referência, utilizaram-se as Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Graduação em Computação, as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia, o Plano de Desenvolvimento Institucional da PUCRS e o Curriculum Guidelines for Undergraduate Degree Programs in Computer Engineering da ACM. Por outro lado, as informações adquiridas pelos professores e membros do NDE durante este período de 17 anos de oferta do curso constituem uma fonte adicional relevante para definir a visão do mercado profissional a respeito do perfil do egresso. Esta visão de mercado pode ser alcançada devido ao fato de muitos professores do curso exercerem atividades no mercado ou realizarem projetos em conjunto com empresas da área. A análise das vagas de estágio oferecidas aos alunos do curso pelo mercado também constitui fonte relevante para determinar a visão de mercado do curso.

 

O perfil do egresso do curso de Engenharia de Computação da PUCRS contempla a formação de profissionais capacitados para especificar, projetar, construir, implementar e manter sistemas computacionais e suas aplicações, integrando de forma otimizada os recursos físicos (hardware) e lógicos (software) necessários. Um conjunto relevante de conhecimentos envolvendo conceitos básicos e técnicas avançadas nas áreas da Engenharia Eletrônica e da Ciência da Computação compõe o núcleo do curso. A capacidade para o desenvolvimento de sistemas computacionais e suas aplicações nas mais diversas áreas é reforçada com conhecimentos específicos em: eletrônica digital e analógica; arquitetura de computadores e sistemas embarcados; desenvolvimento de software, incluindo algoritmos e programação; redes e sistemas de comunicação; circuitos elétricos, microeletrônica, circuitos e sistemas integrados; processamento digital de sinais e processamento de imagens; sistemas de controle e telecomunicações. Desta forma, o egresso deste curso é apto ao desenvolvimento de soluções computacionais completas, aplicando métodos e técnicas de projeto de hardware e software para uma multiplicidade de aplicações, trabalhando de forma autônoma e/ou interagindo de forma adequada com profissionais de sua e de outras áreas do conhecimento.

 

Levando em consideração a flexibilidade necessária para atender de forma eficiente e segura aplicações de sistemas computacionais e para desenvolver novas tecnologias nesta área, o egresso do curso de Engenharia de Computação da PUCRS apresenta as seguintes habilidades e competências para:

 

    1. Dominar conceitos básicos de Engenharia, envolvendo as áreas da matemática e física;
    2. Empregar a formação em conteúdos básicos e tecnológicos vinculados à área da Ciência da Computação;
    3. Utilizar a formação em conteúdos básicos e tecnológicos vinculados à área de Eletrônica;
    4. Integrar adequadamente recursos e técnicas para lidar com hardware e software;
    5. Identificar problemas práticos em múltiplas áreas do conhecimento e conceber soluções para estes envolvendo recursos de hardware e software;
    6. Atualizar permanentemente sua formação profissional, pela absorção e domínio de novos conceitos e tecnologias;
    7. Interagir com profissionais de outras áreas, em especial com os da Computação e de outras modalidades de Engenharia, no desenvolvimento de projetos em equipe;
    8. Considerar os aspectos econômicos, financeiros e de gestão associados a novos projetos e a organizações;
    9. Avaliar a importância da inovação, do empreendedorismo e da qualidade, e vislumbrar oportunidades de novos negócios baseados em soluções eficazes e inovadoras;
    10. Entender o contexto social no qual a Engenharia e a Computação são praticadas, bem como seus efeitos na sociedade e no meio ambiente;
    11. Demonstrar responsabilidade pela correção técnica e pela segurança de seus projetos e serviços, em coerência com os princípios da ética profissional.
3. Forma de Acesso ao Curso

Os candidatos aos cursos da PUCRS podem valer-se das seguintes modalidades de acesso: Concurso Vestibular, Vestibular Complementar, Transferência, Ingresso mediante diploma de curso superior ou PROUNI. Existe, também, a possibilidade de ingresso como estudante-convênio, dentro do limite de vagas estabelecido no respectivo convênio. A mudança de curso por reopção poderá ser solicitada pelo aluno mediante oferta prevista em edital, e poderá ser concedida, na existência de vaga, pelo Coordenador do curso a que está vinculado o curso pretendido.

 

VEJA AQUI MAIS INFORMAÇÕES SOBRE AS FORMAS DE ACESSO AO CURSO

4. Sistema de avaliação do processo de ensino e aprendizagem

O sistema de avaliação é estabelecido conforme o Regimento Geral da PUCRS.

 

ESTATUTO E REGIMENTO GERAL

5. Estágio Curricular

A Resolução Nº 5 do Conselho Nacional de Educação (CNE), de 16 de novembro de 2016, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação na área de Computação diz:

 

As Instituições de Educação Superior deverão estabelecer a obrigatoriedade ou não do Estágio Supervisionado para os cursos de bacharelado, bem como a sua regulamentação, especificando formas de operacionalização e de avaliação (DCNs de Computação, Art. 7º, parágrafo 1º).

 

Em consonância com isto, o curso de Engenharia de Computação implementa o Estágio Supervisionado como componente curricular obrigatório.

 

A formação do engenheiro inclui como etapa integrante da graduação, estágio curricular de no mínimo 160 horas. A supervisão e validação desta atividade se dá por parte de um docente habilitado, através da disciplina de Estágio Supervisionado-ECo que totaliza 190 horas: 30 horas-aula e um mínimo de 160 horas de estágio curricular. O Anexo B apresenta as normas para as disciplinas de Estágio Supervisionado.

 

As atividades da disciplina de Estágio Supervisionado-ECo desenvolvem-se com base em estágios realizados, dentro ou fora da Universidade ou em laboratórios de pesquisa, e tipicamente relacionados com a atividade profissional. Assim, o estágio permite o contato do estudante com o setor produtivo, empresas de grande, médio ou pequeno porte, conveniadas com a instituição, visando a aplicação dos conteúdos e formação adquirida ao longo do curso. Outra possibilidade é o contato com a pesquisa no âmbito de grupos bem estabelecidos, através por exemplo de trabalhos de iniciação científica orientados por pesquisador, tipicamente um professor vinculado ao curso de Engenharia de Computação.

 

Entende-se que é no estágio que o estudante acompanha e experimenta as atividades de projeto, supervisão, manutenção, planejamento e operação de sistemas ligados a sua área de atuação e consequentemente inerentes às competências do profissional, tendo oportunidade para identificar, formular e resolver problemas de Engenharia, bem como avaliar criticamente os trabalhos que estão sendo realizados e que benefícios trarão para a sociedade.

 

Um ponto importante a ser salientado é a lei dos estágios (Lei nº 11.788 de 25 de setembro de 2008), à qual a Universidade está adaptada através do PUCRS Carreiras. Sendo assim, os estágios, mesmo os não obrigatórios, deverão atender às orientações descritas pela legislação.

 

Para o desenvolvimento a contento deste processo, há que se considerar o caráter supervisionado da atividade prevista nas Diretrizes Curriculares pertinentes. Ao final do Estágio Supervisionado o aluno redige um relatório que é avaliado pelo orientador do mesmo.

6. Curriculo Completo
Nome da Disciplina
Carga Horária
Nível
Cálculo I
60
1

Disciplina em implantação

Física Geral e Experimental I
90
1

Disciplina em implantação

Introdução À Programação - ECo
60
1

Disciplina em implantação

Introdução à Engenharia de Computação
30
1

Disciplina em implantação

Matemática Discreta
60
1

Disciplina em implantação

Algoritmos e Estrutura de Dados I
60
2

Disciplina em implantação

Atividades Complementares (120h)
120
2

Disciplina em implantação

Banco de Dados I
60
2

Disciplina em implantação

Cálculo II
60
2

Disciplina em implantação

Formação do Empreendedor
30
2

Disciplina em implantação

Fundamentos de Sistemas Digitais
60
2

Disciplina em implantação

Linguagens, Autômatos e Computação
60
2

Disciplina em implantação

Lógica para Computação
60
2

Disciplina em implantação

Programação Orientada A Objetos - Eco
60
2

Disciplina em implantação

Álgebra Linear e Geometria Analítica
60
2

Disciplina em implantação

Algoritmos e Estrutura de Dados II
60
3

Disciplina em implantação

Automação Industrial Clássica
60
3

Disciplina em implantação

Cálculo III
60
3

Disciplina em implantação

Física Geral e Experimental III
90
3

Disciplina em implantação

Organização e Arquitetura de Processadores
60
3

Disciplina em implantação

Sistemas Digitais
60
3

Disciplina em implantação

Análise de Circuitos I
60
4

Disciplina em implantação

Arquitetura e Organização de Computadores
60
4

Disciplina em implantação

Construção de Compiladores
60
4

Disciplina em implantação

Construção de Sistemas Digitais
30
4

Disciplina em implantação

Engenharia de Software I
60
4

Disciplina em implantação

Fundamentos de Processamento Paralelo e Distribuído
60
4

Disciplina em implantação

Inteligência Artificial
60
4

Disciplina em implantação

Laboratorio de Circuitos I
30
4

Disciplina em implantação

Matemática Aplicada
60
4

Disciplina em implantação

Métodos Numéricos
60
4

Disciplina em implantação

Análise de Circuitos II
60
5

Disciplina em implantação

Construção de Sistemas Operacionais
30
5

Disciplina em implantação

Introducao A Dispositivos Eletronicos
60
5

Disciplina em implantação

Laboratorio de Dispositivos Eletronicos
30
5

Disciplina em implantação

Probabilidade e Estatística
60
5

Disciplina em implantação

Sinais e Sistemas
60
5

Disciplina em implantação

Sistemas Operacionais
60
5

Disciplina em implantação

Análise de Sistemas de Controle
60
6

Disciplina em implantação

Disciplinas Eletivas
180
6

Disciplina em implantação

Laboratório de Controle
30
6

Disciplina em implantação

Laboratório de Processadores I
30
6

Disciplina em implantação

Processadores I
60
6

Disciplina em implantação

Processamento Digital de Sinais
60
6

Disciplina em implantação

Sistemas de Tempo Real
60
6

Disciplina em implantação

Aplicações de Processamento Digital de Sinais
60
7

Disciplina em implantação

Fundamentos de Redes de Computadores
60
7

Disciplina em implantação

Instrumentação e Aquisição de Sinais
60
7

Disciplina em implantação

Laboratório de Redes de Computadores
30
7

Disciplina em implantação

Microeletrônica
60
7

Disciplina em implantação

Programação de Periféricos
30
7

Disciplina em implantação

Projeto de Sistemas de Controle
60
7

Disciplina em implantação

Confiabilidade e Segurança de Software
60
8

Disciplina em implantação

Projeto de Sistemas Integrados
60
8

Disciplina em implantação

Redes de Computadores Avançadas
60
8

Disciplina em implantação

Sistemas Embarcados
60
8

Disciplina em implantação

Sistemas de Comunicação
60
8

Disciplina em implantação

Sistemas de Controle Digital
60
8

Disciplina em implantação

Confiabilidade e Segurança de Hardware
60
9

Disciplina em implantação

Estágio Supervisionado - Ec (190 Hrs)
190
9

Disciplina em implantação

Humanismo e Cultura Religiosa
60
9

Disciplina em implantação

Sistemas de Comunicação sem Fio
60
9

Disciplina em implantação

Trabalho de Conclusão de Curso I - Eco
30
9

Disciplina em implantação

Engenharia Ambiental I
30
10

Disciplina em implantação

Engenharia e Segurança do Trabalho
30
10

Disciplina em implantação

Sistemas de Planejamento e Custos para Engenharia
30
10

Disciplina em implantação

Trabalho de Conclusão de Curso II - Eco
30
10

Disciplina em implantação

Ética e Cidadania
60
10

Disciplina em implantação

Dados atualizados até 26/11/2020