PUCRS e Poatek oferecem bolsas para o ingresso de mulheres na Ciência da Computação

Iniciativa disponibilizará cinco bolsas integrais para o curso de Bacharelado em Ciência da Computação na PUCRS, além de bolsa-auxílio para as candidatas selecionadas

10/05/2022 - 15h00

Com a expansão de novas tecnologias e com a alta da demanda de adaptação digital, até 2024 serão criadas cerca de 420 mil novas vagas na área de Tecnologia da Informação (TI), segundo estimativas do Banco Mundial. Apesar do crescimento do mercado, a representatividade das mulheres na área ainda é baixa.    

Em 2019, elas correspondiam a apenas 13,3% dos/as estudantes matriculados/as nos cursos de graduação presenciais nas áreas de computação e TI, de acordo com o estudo Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E mesmo com o exemplo de nomes como Ada Lovelace, Mary Kenneth Keller, Margaret Hamilton e Frances Allen, que fizeram história no ramo, até 2017 apenas 20% das pessoas que atuavam na área de computação no Brasil eram mulheres, segundo a plataforma de dados Dataviva 

Para contribuir com a mudança dessa realidade e ampliar a inserção de mulheres nas áreas relacionadas a tecnologia, a PUCRS e a empresa Poatek estão lançando a quarta edição do Programa Mulheres na ComputaçãoA iniciativa oferece cinco bolsas integrais para o ingresso no curso de Bacharelado em Ciência da Computação da Escola Politécnica da PUCRS, além de bolsa-auxílio mensal de R$ 1.200, para cada aluna, durante os três primeiros semestres do curso.  

Como participar do Programa 

A primeira etapa de inscrição para o programa é o registro de interesse, que deve ser feito até o dia 18 de maio, por meio do site do PUCRS Carreiras Para concorrer às bolsas é necessário possuir renda familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa. 

As candidatas passarão por etapas de entrevistas e deverão realizar a prova do Vestibular de Inverno 2022 da PUCRS, no dia 11 de junho. O edital pode ser conferido neste link.

Jennifer Bittencourt, mulheres na computação

Estudante Jennifer Bittencourt foi uma das selecionadas na primeira edição do Programa Mulheres na Computação / Foto: Luciana Marques

Inspiração de quem já está fazendo a diferença 

Atualmente no quarto semestre da graduação, a estudante Morgana Weber foi uma das aprovadas na primeira edição do Programa. Para ela, a oportunidade possibilitou a realização de um sonho. “Foi por meio da iniciativa que pude realizar o sonho de entrar na faculdade em uma área na qual quero seguir”. A estudante também destaca a relevância da ação para a sociedade e para a participação de mais mulheres na TI:  

“Por mais que a gente trabalhe e lute para mudar isso, ainda há poucas mulheres na computação e tecnologia da informação. Ações como essa são fundamentais para debatermos essa questão e ampliar a igualdade de gênero”.  

Já a estudante Jennifer Bittencourt, que também foi selecionada na primeira edição do Programa, incentiva as estudantes que desejam ingressar na área. “Lembrem-se que o primeiro algoritmo foi escrito por uma mulher. Por isso, não tenham medo de seguir nessa área” 

Saiba mais sobre as etapas da seleção

  • 18 de maio: prazo final para registro de interesse no site do PUCRS Carreiras e envio da documentação (comprovação de renda familiar até 1,5 salário mínimo por pessoa e histórico escolar do Ensino Médio ou comprovante de nota do Enem)  
  • 19 a 27 de maio: período de seleção das candidatas pela Comissão Organizadora;
  • 23 a 27 de maio: período de entrevistas remotas por meio do Zoom;
  • 30 de maio: divulgação das pré-selecionadas;
  • 11 de maio a 6 de junho: período de inscrição no Vestibular PUCRS;
  • 11 de junho: prova do Vestibular
  • 15 de junho: definição das candidatas selecionadas mediante classificação no Vestibular;
  • 16 de junho: divulgação das candidatas aprovadas.

Sobre o curso 

Bacharelado em Ciência da Computação na PUCRS oferece uma base sólida dos fundamentos da computação e uma visão profunda de temas como linguagens de programação, sistemas operacionais, redes e sistemas distribuídos, engenharia de software, inteligência computacional, computação gráfica e desenvolvimento de jogos.  

A profissional diplomada estará habilitada para atuar na indústria de software e hardware. Também poderá se vincular a projetos de pesquisa, empreender e buscar oportunidades de carreira no exterior. 


Leia Mais Veja todas