Outubro Rosa: 5 formas de prevenção do câncer de mama

Hábitos saudáveis podem contribuir para a redução de 13% dos casos do segundo tumor que mais afeta as mulheres no Brasil

07/10/2021 - 15h31
preveção do câncer de mama

Hábitos saudáveis podem contribuir com a redução dos casos de câncer de mama / Foto: Pexels

O câncer de mama é o segundo tumor mais incidente entre as mulheres no Brasil, atrás apenas dos tumores de pele não melanoma. De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), somente em 2021 são estimados mais de 66 mil novos casos, representando uma taxa de 43,74 casos por 100 mil mulheres. 

Criada na década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, a campanha Outubro Rosa é um movimento internacional que visa promover a conscientização da população e o maior acesso a acesso aos serviços de diagnóstico, tratamento e prevenção do câncer de mama. 

Segundo uma pesquisa elaborada pelo Inca, cerca de 13% dos casos da doença em 2020 no Brasil (aproximadamente, 8 mil ocorrências) poderiam ser evitados pela redução de fatores de risco relacionados ao estilo de vida. O estudo ainda destaca que a prática de atividades físicas é um dos principais hábitos que podem contribuir com a diminuição dos casos, reduzindo a incidência em 5%. 

Professora de Saúde da Mulher na Escola de Medicina da PUCRS, a médica Nadiessa Almeida reuniu dicas sobre hábitos que auxiliam na prevenção do câncer de mama. Confira: 

1. Praticar atividade física

Ela equilibra os níveis hormonais, melhora a defesa do corpo e ajuda na manutenção do peso adequado, fatores que influenciam diretamente na prevenção do câncer de mama.

2. Alimentação saudável e manter o peso corporal adequado

O excesso de peso gera alterações hormonais que podem provocar mutações nas células ou crescimento de células já alteradas. Portanto, manter o peso adequado é fundamental para prevenir que isso aconteça.

3. Evitar o consumo de bebidas alcoólicas

O álcool pode ajudar no aparecimento do câncer por diferentes mecanismos (danifica o DNA, torna os tecidos humanos mais sensíveis a danos, entre outros). Evitar a ingestão de todos os tipos de bebidas alcoólicas favorece a prevenção não só do câncer de mama, mas de inúmeros outros.

4. Não fumar e evitar o tabagismo passivo

O cigarro e outros produtores de fumaça (narguilé, charuto, cigarrilha, entre outros) contêm no mínimo 69 substâncias químicas que provocam câncer. Evitar fumar ou ficar perto de pessoas que fumam são medidas importantes que podem contribuir para a prevenção.

5. Amamentar

Durante o período de aleitamento, as taxas de alguns hormônios que favorecem o desenvolvimento desse tipo de câncer caem na mulher. Além disso, na amamentação também ocorre renovação de células que poderiam ter lesões, diminuindo assim as chances da doença. Quanto mais prolongada for a amamentação, maior a proteção para a mãe.

Dica bônus para prevenção do câncer de mama: Realizar mamografia 

Além de prevenção, é fundamental falarmos de detecção precoce. É imprescindível que as mulheres a partir dos 40 anos realizem anualmente a mamografia, exame mais eficaz para o diagnóstico precoce. Nas pacientes com alto risco, os exames de rastreamento iniciam antes dos 40 anos (essa orientação deve vir da equipe médica).

Acompanhe a série Vitórias 

Conduzida pela jornalista e apresentadora do Globo Esporte do Rio Grande do Sul, Alice Bastos Neves, a segunda edição da série Vitórias reúne depoimentos de mulheres que encontraram no esporte a inspiração para vencer o câncer de mama. A produção conta com o apoio do Hospital São Lucas da PUCRS e do grupo Oncoclínicas.

A série conta com cinco episódios, que serão exibidos às sextas-feiras de outubro durante o programa comandado por Alice. Além disso, a campanha contará com lives com a participação de especialistas que abordarão diferentes aspectos relacionados ao Outubro Rosa.

As transmissões acontecem sempre às 19h30, no Instagram, pelos perfis @alicebastonesneves@hlspucrs e @oncoclinicaspoa. Confira a programação das próximas lives:

  • 07/10 | Cuidado integral e abordagem multidisciplinar no tratamento, com a oncologista Ana Gelatti  
  • 14/10 | Quebrando o tabu: não ter medo de falar sobre câncer, prevenção e detecção da doença em estágio inicial, com o Tomás Reinert  
  • 21/10 | Avanços no tratamento e na medicina, com o radio-oncologista Fernando Obst 

Leia Mais Veja todas