Hospital São Lucas busca voluntários para testes da nova vacina tetravalente contra a gripe

Interessados devem ter 18 ou mais, ser saudáveis e realizar inscrição online

09/06/2021 - 16h24

Participe do estudo da vacina da gripe tetravalente do ButantanO Centro de Pesquisa Clínica do Hospital São Lucas da PUCRS está em busca de voluntários para os testes clínicos da Fase 3 da nova vacina tetravalente contra o vírus da Influenza (gripe), em parceria com o Instituto Butantan. Os testes buscam comprovar a eficácia do imunizante para que, no próximo ano, a vacina possa ser oferecida pelo Ministério da Saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) para toda a população brasileira. Para participar dos testes, os voluntários devem ter 18 anos ou mais, ser saudáveis e realizar a inscrição neste link. 

Não estão aptos a participar gestantes, lactantes ou mulheres que desejam engravidar nos próximos três meses; portadores de doenças crônicas sem devido controle, assim como doenças e/ou com uso de medicações que comprometam o sistema imunológico; pessoas que estejam participando de quaisquer outros estudos clínicos para vacinas; e indivíduos com hipersensibilidade as proteínas do ovo ou frango. 

A equipe de profissionais do corpo técnico, administrativo e operacional designada para conduzir o estudo fará a triagem e seleção dos candidatos para o início dos testes. Todas as pessoas confirmadas a participar irão receber contato do Hospital para agendamento, checagem dos critérios e orientações gerais.  

Sobre o estudo 

O chefe do setor de infectologia do HSL e líder do estudo, Fabiano Ramos explica que a nova vacina busca a imunização a quatro tipos de vírus Influenza: H1N1, H3N2, B Victoria e B Yamagata. “Queremos comparar esse imunizante com o atual e validar essa vacina através de um estudo duplo cego, quando não sabemos o que o participante vai receber. Neste caso, no entanto, ele não recebe placebo: ou é a nova vacina ou é a trivalente”, explica 

Ramos ressalta que a nova parceria com o Instituto Butantan significa o avanço da ciência em imunizantes a partir de duas instituições brasileiras qualificadas para estudos voltados à sociedade. “Estamos juntos parta trazer uma vacina para a população brasileira já no ano que vem”. 

Para o diretor-geral do Hospital São Lucas, Leandro Firme, o novo estudo complementa e reforça o foco na pesquisa e inovação do hospital. “O cenário em que vivemos e que nos impacta há mais de um ano demonstra o quanto a ciência tem seu papel relevante na vida das pessoas. Atualmente temos mais de 200 estudos e pesquisas clínicas sendo executados em nosso Centro de Pesquisa”.  

Firme ainda destaca que parceria com o Instituto Butatan vem de longa data e o estudo proposto levará o que há de mais moderno para a população atendida pelo SUS. “Os investimentos em pesquisa desta magnitude e relevância social reforçam o caminho a percorrer e nos motivam a continuar contribuindo com a evolução das tecnologias médicas e com a saúde da sociedade”, salienta 

O Centro de Pesquisa Clínica do HSL-PUCRS 

Há quase quinze anos, o CPC do HSL-PUCRS integra a Rede Nacional de Pesquisa Clínica, iniciativa conjunta dos ministérios da Ciência e Tecnologia e da Saúde para testar medicamentos utilizados no Sistema Único de Saúde. Cerca de 30 investigadores desenvolvem protocolos de pesquisa em 16 áreas distintas.

Para um medicamento ser aprovado para venda e aplicação, deve passar por diversas etapas, que começam com a criação de uma molécula, que é primeiro testada in vitro, em células de laboratório. Em seguida, são feitos testes em animais e, por último, em seres humanos. Avalia-se a eficácia e a segurança da substância, ou seja, se produz o efeito esperado e não causa malefícios.  

Em 2020, o CPC foi pioneiro no Rio Grande do Sul com a testagem da vacina Coronavac (Sinovac/Butantan), com outros 15 centros no Brasil.