Graffiti de mais 18 metros de altura é atração na Rua da Cultura

Criada pelo artista Kelvin Koubik, a obra foi inspirada na missão da Universidade e no Museu da Ciência e Tecnologia

29/03/2019 - 14h51
kelvin koubik, mural, graffiti, street art, arte de rua, rua da cultura, pucrs 360, pucrs cultura, instituto de cultura

Reitor da PUCRS e artista no ato da entrega da obra / Foto: Camila Cunha

Com mais de 18 metros de altura e onze de largura, o artista gaúcho Kelvin Koubik é o responsável pelo graffiti desenhado na parte leste do prédio 6, em frente à Rua da Cultura da PUCRS. Com nove dias para a execução deste trabalho, Koubik desenvolveu essa arte em sintonia com a sua linguagem e se inspirou na missão da Universidade que refere: “promover a formação humana e profissional”.

Na manhã desta sexta-feira, dia 29 de março, ocorreu o ato de entrega, com a presença do reitor Ir. Evilázio Teixeira, que celebrou o encerramento do programa de volta às aulas, com intensa programa cultural.

Neste mês ocorreram eventos como o bate-papo com a atriz Nathalia Timberg, a palestra com a Monja Coen, o show do cantor Armandinho, entre outros.

 

CONFIRA: Programação cultural de volta às aulas tem oficinas, graffiti e Nathalia Timberg

O projeto foi iniciado no final de 2017 e chegou a ter três tipos de layouts até chegar no conceito executado. Koubik explica que o mural teve como grande inspiração o Museu da Ciência e Tecnologia da PUCRS, local que admira desde quando era uma criança. No seu graffiti, o artista optou por uma coruja, que está em primeiro plano, porque simboliza, no reino animal, o conhecimento e a sabedoria. Já as plantas são elementos que compõe a vida na obra, todas são nativas do Rio Grande do Sul, sendo que, entre elas, estão três violetas, símbolo marista que são virtudes relacionadas à humildade, à simplicidade e à modéstia.

As imagens da Lua e do Sol fazem referência ao universo, afinando ainda mais a relação que a Universidade tem com a ciência e tecnologia. “Nas texturas de fundo do desenho inseri os símbolos Alfa e Ômega, representando o princípio e o fim; as marcas de digitais se referem à individualidade, ao respeito ao próximo e às diferenças, e a cadeira molecular reforça a ciência, a conexão de todos os elementos”, explica.

kelvin koubik, mural, graffiti, street art, arte de rua, rua da cultura, pucrs 360, pucrs cultura, instituto de cultura

Artista realiza a assinatura da sua obra / Foto: Camila Cunha

Koubik aproveitou as próprias árvores do Campus da PUCRS para que a coruja, em perspectiva, estivesse em cima das mesmas. “Sobre as cores, boa parte do trabalho é traçado em azul escuro, com fundo em um tom mais claro, fazendo relação direta à identidade visual da Universidade. Já a cor laranja é alusiva ao prédio que é ocupado pelos alunos do curso de Odontologia”, enfatiza.

Com a finalização deste graffiti, o artista reforça a principal proposta desta arte estampada na Universidade. “O mais importante é que cada pessoa tenha a sua interpretação da obra”, destaca o artista.

Segundo o diretor do Instituto de Cultura da PUCRS, Ricardo Barberena, esta é mais uma ação de transformação da Universidade. “Talvez este graffiti na Rua da Cultura possa ser o primeiro passo para transformarmos o Campus da PUCRS em uma galeria a céu aberto, aproximando a arte da vida cotidiana”, reforça.

Oficina sobre a Arte urbana e seus desdobramentos

No dia 5 de abril, às 14h, Kelvin Koubik realizará juntamente com o artista e pesquisador da História da Arte, Santiago Pooter uma conversa sobre a arte urbana e seus desdobramentos. O evento é gratuito, aberto ao público e acontece no auditório da Escola de Comunicação, Artes e Design – Famecos, prédio 7. As inscrições podem ser feitas por meio deste link http://bit.ly/arteurbanakelvin.

Na conversa, os artistas buscam apresentar um panorama sobre o tema e falam do processo criativo do graffiti, que recentemente passou a integrar a paisagem do Campus da PUCRS. A mediação é feita por Stefan Von der Heyde Fernandes, professor da Famecos.

Estudantes fazem minidocumentário

A convite do Instituto de Cultura, estudantes e professores da Escola de Comunicação, Artes e Design – Famecos farão um minidocumentário sobre o trabalho de Koubik no Campus, além de um time lapse (filmagem que reúne imagens captadas passo a passo, que são exibidas de forma acelerada após a edição). “O painel é uma ação que interessa aos alunos de Comunicação e Design. A produção deste minidocumentário envolverá os estagiários do Laboratório de Conteúdo em função da tecnologia aplicada neste audiovisual, além das técnicas de montagem e edição do vídeo. Todas as etapas do projeto fazem parte de uma atividade pedagógica”, explica o professor de fotojornalismo Eduardo Seidl. A equipe conta com seis estagiários acompanhando diariamente o trabalho. Ao final, o vídeo será exibido em atividade do artista visual no auditório da Escola, prevista para a primeira semana de abril. Participam também os professores Stefan Fernandes e FêCris Vasconcellos. 

Sobre Kelvin Koubik 

Natural de Porto Alegre, onde vive e trabalha, Kelvin Koubik nasceu em 1989. Formado em Artes Visuais pela UFRGS, vem traçando seu percurso entre galerias e a arte urbana. É membro fundador do Atelier D43 – premiado coletivo de pesquisa em desenho, integra o duo artístico com seu irmão no projeto Koubiks e é diretor de arte no Studio Kino 23. Neste local é aplicado a sua criatividade em diversas áreas, tendo já ilustrado livros infantis, realizado projetos de ambientação, de decoração e de cenografia, ainda transitando entre as áreas do design gráfico, ilustração e graffiti comissionado.

Desde 2014, tem seu ateliê localizado no Vila Flores, um centro de cultura, educação e negócios criativos que faz parte do Distrito Criativo de Porto Alegre, na zona norte da Capital.

Confira a galeria de fotos: