Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Fazendo séries brasileiras: a perspectiva das mulheres em frente e atrás das câmeras

Curso de pós-graduação da Famecos reúne convidadas para bate-papo no YouTube da PUCRS

03/09/2020 - 08h57

As mulheres brasileiras estão fazendo história no cenário audiovisual. Cada vez mais elas assumem não apenas o protagonismo das narrativas em frente às câmeras, mas também os bastidores de séries produzidas no Brasil

No dia 9 de setembro, das 18h às 19h30, no canal da PUCRS no YouTube, a Escola de Comunicação, Artes e Design (Famecos) promove uma conversa sobre protagonismo das mulheres na indústria criativa. As convidadas são Camila Groch e Janaína Fischer.

Janaína é diretora e roteirista, atuou em Todas as Mulheres do Mundo (Globoplay), Doce de Mãe (Rede Globo) e Vida de República (Canal Futura)

Camila é produtora executiva de séries, filmes e conteúdo, entre eles Coisa Mais Linda (Netflix), Modo Avião (Netflix) e Cheiro do Ralo. Janaína é diretora e roteirista, atuou em Todas as Mulheres do Mundo (Globoplay), Doce de Mãe (Rede Globo) e Vida de República (Canal Futura).  

A mediação do bate-papo será feita por Aletéia Selonk, professora do curso de Produção Audiovisual da PUCRS, gerente do Tecna e produtora executiva na área Audiovisual. Para participar é preciso se inscrever neste link e aguardar as orientações de acesso.  

Representatividade 

Em 2014primeira vez em que se obteve dados sobre gênero no cinema brasileiro, as mulheres dirigiram apenas 10% dos filmes lançados comercialmente em salas de exibição. Segundo o último levantamento da Agência Nacional do Cinema (Ancine)em 2018 as mulheres foram responsáveis pela direção de 22% dos títulos. Um aumento considerável, mas que ainda exige mais: as obras dirigidas por mulheres concentraram apenas 12% do públicoou seja, elas ainda não estão na direção dos filmes de maior bilheteria. 

Camila é produtora executiva de séries, filmes e conteúdo, entre eles Coisa Mais Linda (Netflix), Modo Avião (Netflix) e Cheiro do Ralo

O potencial da indústria criativa 

Em 2017, apenas no Rio Grande do Sul, a economia criativa empregou formalmente 130.079 profissionais. Os dados do Departamento de Economia e Estatística mostram que, no Estado, o setor cultural e a indústria da criatividade empregam mais do que as tradicionais fábricas calçadistas e automobilísticas.  

Este é um dos motivos pelos quais o curso de pós-graduação em Desenvolvimento de Projetos Audiovisuais da PUCRS pretende promover uma ampla visão do mercado audiovisual local e nacional. Pensado para potencializar a atuação de profissionais das diferentes áreas da indústria criativa como produtores, gestores, realizadores e roteiristas, está com inscrições abertas até o dia 1º de outubro, quando iniciam as aulas.  

Segundo o coordenador do curso, professor Eduardo Wannmacher, além de aprender com professores que são referência no mercado audiovisual nacional e internacional, os estudantes têm a possibilidade de interagir com espaços de trabalho, como o Centro Tecnológico Audiovisual do Rio Grande do Sul (Tecna/PUCRS).  

Ele explica que o debate sobre a produção em séries está presente no curso pois o formato assumiu protagonismo no mercado audiovisual, tanto por parte dos produtores quanto do público. “As plataformas de streaming apresentam conteúdos e formatos que demonstram a cultura de consumo na atualidade. Essa é a oportunidade dos roteiristas e realizadores formatarem projetos, de acordo com as tendências de produção, no Brasil e no mundo”, ressalta. 

Fazendo séries brasileiras: a perspectiva das mulheres em frente e atrás das câmeras 

Convidadas 
Camila Groch, Produtora Executiva de Coisa Mais Linda/Netflix 
Janaína Fischer, Roteirista de Todas as Mulheres do Mundo/Globoplay  

9 de setembro, das 18h às 19h30, no canal do Youtube da PUCRS.  

Inscrições: https://lp.rlkpro.com/l/mbom5aABF1187