Estudante da PUCRS recebe Troféu dos Quadrinhos Brasileiros

Carolina Luz Paulo, alumna da Famecos, teve seu trabalho de conclusão de curso premiado no 34º Troféu HQMIX

09/12/2022 - 17h35

Carolina Luz Paulo foi premiada no 34º Troféu HQMIX / Foto: Giordano Toldo

Uma forma de literatura expressiva que cada vez mais conquista fãs mundo afora e, mais que isso, inspira novos talentos e publicações aqui no Brasil. O mercado das histórias em quadrinhos vive um momento plural e rico no País, com autores/as, editores/as, tradutores/as, que se destacam por produções criativas e inovadoras e, por que não, pesquisar sobre o tema durante a graduação? Foi o que fez Carolina Luz Paulo, que se formou em Relações Públicas pela Escola de Comunicação, Artes e Design da PUCRS, a Famecos. Com a pesquisa Conversações em Rede: Uma análise da interação da Editora Pipoca & Nanquim com seus fãs-clientes nas plataformas digitais, seu trabalho de conclusão de curso (TCC), ela foi premiada no 34º Troféu HQMIX.  

Neste cenário de tantas novas produções o conteúdo encontra-se espalhado em blogs, nas redes sociais, sites e publicações independentes, fazendo com que seja praticamente impossível acompanhar tudo. E ainda bem, uma evidência de que as histórias em quadrinhos se tornam cada vez mais acessíveis às pessoas. A pesquisa de Carolina analisou a interação da empresa Pipoca & Nanquim com seus respectivos fãs-clientes nas plataformas digitais YouTube e Facebook, considerando também a interação realizada por e sobre a editora, nos grupos privados do Facebook e canais 2 Quadrinhos e Comix Zone.  

O tema da pesquisa está diretamente conectado com o gosto pessoal de Carolina, que é fã de quadrinhos e acompanha o Pipoca & Nanquim há mais de dez anos.  

A condição de fã também foi um ponto de conexão importante que, somado à minha paixão pelas artes gráficas, potencializou ainda mais a pesquisa sobre o tema. Costumo pensar: não tem como falar de quadrinhos sem considerar os fãs, uma vez que são o público final dessa maravilhosa arte e fomentam o mercado”, comenta ela.  

Para ela, a editora foi a escolha perfeita para ser o foco do trabalho, pois além de ser uma empresa resultante da publicização de links por meio do programa “Associados da Amazon BR” nos vídeos do seu canal YouTube, ela tem em seu DNA o slogan “de fã para fã”. Esse ideal é expresso em seus vídeos e na apresentação no site:  “O amor pelos quadrinhos e o respeito pelos fãs colecionadores são o eixo da Pipoca & Nanquim, cujo mote é prezar pela melhor qualidade gráfica e editorial, oferecer uma curadoria cuidadosa de títulos e promover o crescimento do mercado”. 

“Por meio da análise de postagens de vídeos e conteúdos publicados pelos canais mencionados, de 2017 a 2021, foi possível compreender que a interação da editora nestas plataformas é propagativa, com alto poder de repercussão e de impacto em sua reputação. No discurso de seus conteúdos, elementos da comunicação humanizada e da conversação em rede ampliam o alcance da editora e engajam fãs-clientes, aumentando ainda mais a venda de seus produtos. É uma empresa que se apropria da cultura de fãs e das diversas narrativas comunicacionais para transformá-los em fãs-clientes”, conta Carolina.  

A professora Silvana Sandini, que foi sua orientadora na Famecos, destaca que o processo de orientação do trabalho foi muito prazeroso e gratificante. 

A professora Silvana Sandini foi a orientadora de Carolina durante sua pesquisa / Foto: Giordano Toldo

“A Carol foi uma ótima aluna, ela dava conta de todo esse processo que é muito sistemático, técnico. Ao longo da semana ela evoluía com a pesquisa, de uma maneira que nos possibilitou efetivamente discutir os resultados, as descobertas dela. Isso foi gerando um texto bastante consistente e muito prazeroso de ler, porque a Carol escreve muito bem. É muito bacana ela ter recebido esse prêmio, porque é um reconhecimento desse olhar que a gente tem da pesquisa e uma conexão também com elementos do mercado. Cada vez mais eu vejo a Universidade vindo ao encontro de interesses da sociedade, que promovem transformação. Então ver um prêmio como esse, que é tão identificado com uma comunidade, que é tão especial para aquele nicho específico, é muito gratificante também”, ressalta ela. 

Carolina conta que o apoio da professora foi essencial para a concretização da pesquisa: “Desde o início, por sua aprovação do tema proposto e adequação ao universo dos quadrinhos. Debatemos muito sobre as possibilidades imaginadas por mim e a transformação dessas nas realidades que permitiram a conclusão do trabalho”. Além disso, ela ressalta que, apesar de ter sido um processo desafiador – a pesquisa foi iniciada em meio à pandemia e ao ensino remoto, além da preocupação em concluir o curso – também foi repleto de aprendizados. 

“Foram os recursos da Universidade, humanos e físicos, quem amenizaram o desespero e cimentaram o chão da pesquisa. O fim dessa jornada me fez valorizar imensamente as etapas de todo processo, de seu início à premiação recente. Foram etapas que não só me atualizaram a nível acadêmico, sobre inúmeros aspectos da comunicação, mas também me permitiram crescimento individual e humano”, destaca a estudante. 

O Oscar dos Quadrinhos Brasileiros 

O Troféu HQMIX foi criado em 1988, pela dupla JAL e Gualberto Costa, no programa TV MIX, da TV Gazeta. O prêmio logo foi apadrinhado pelo então apresentador do programa, Serginho Groisman. A votação nacional é feita pela categoria dos desenhistas de HQs e Humor Gráfico, por meio da Associação dos Cartunistas do Brasil (ACB) e do Instituto do Memorial de Artes Gráficas do Brasil (IMAG).  

Após passar pela banca do júri oficial, que trabalhou por cinco meses para analisar os inscritos nas diversas categorias, e pelo júri nacional composto por mais de dois mil profissionais da área de quadrinhos, entre autores e editores, o 34º Troféu HQMIX divulga a lista dos vencedores, escolhidos como os melhores de 2021. 

Os ganhadores receberão o troféu “Kabelluda”, personagem da desenhista e poeta Pagu, que foi esculpido pelo artista Wilson Iguti. Pagu é considerada um ícone do movimento “Semana de Arte Moderna”, que completou 100 anos de sua realização em 2022. Assim como nos dois últimos eventos, 2020 e 2021, ainda por conta da pandemia de Covid-19, a cerimônia deste ano será novamente virtual e acontecerá no canal do YouTube da unidade do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc SP, no dia 10 de dezembro, às 19h, com apresentação de Serginho Groisman, padrinho do evento, e dos organizadores Jal e Dani Baptista. A a lista dos vencedores como “Melhores de 2021” está publicada no site HQMIX. 

Para Carolina, ter sido premiada no Troféu HQMIX foi como um sonho, pois ela acompanha a premiação há anos, a fim de coletar referências de autores para aumentar sua coleção de HQs. Além disso, a vitória a impulsionou a continuar o desenvolvimento de sua pesquisa. 

“As histórias em quadrinhos podem ser consideradas por muitos como um hobby, até mesmo infantil. Mas o HQMIX é o prêmio brasileiro que busca desmistificar esse posicionamento, divulgando a seriedade das publicações e impulsionando o mercado brasileiro. Esse reconhecimento é fundamental para que eu continue desenvolvendo a minha carreira acadêmica. Definitivamente todo esse processo, incluindo o encerramento, rendeu aquela famosa frase: ‘Fui mordida pelo bichinho da pesquisa!’” 


Leia Mais Veja todas