Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Saiba se organizar e ter uma rotina produtiva no ensino remoto

Especialistas em educação da PUCRS apontam recomendações aos alunos de como aproveitar da melhor forma os estudos no modo virtual

07/08/2020 - 11h18
ensino remoto, rotina, organização, estudos

Foto: Piqsels

Há uma ideia de que existe uma sobrecarga de atividades neste período de distanciamento social. Algo que vem sendo relatado por muitas pessoas, inclusive pelos estudantes que vivenciam experiências de ensino remoto. Para Maristela Vieira, coordenadora Pedagógica de Educação Contínua da PUCRS, o planejamento e a estruturação das atividades de ensino e de aprendizagem, que visam o equilíbro da carga cognitiva, tem aspectos centrais que devem ser observados pelos próprios alunos.

“É preciso exercitar a autonomia e a autodisciplina, que são competências fundamentais e que requerem um bom investimento de energia, uma vez que são exigidas também nas mais diversas esferas do mundo social e do mercado de trabalho”, comenta Maristela.

Algumas recomendações podem ser utilizadas para auxiliar àqueles que necessitam de apoio neste processo de autogerenciamento e organização. Confira o que a coordenadora pedagógica indica:

  • Atenção é um recurso cognitivo humano limitado! Considerando isso, a técnica Pomodoro sugere que a organização dos períodos de concentração mais longos em pequenas etapas de 25 minutos, intercalada com pequenos intervalos, todos cronometrados. Nos momentos dedicados ao foco, é importante que você esteja totalmente imerso na atividade, mas com consciência de que logo terá a oportunidade de fazer uma pequena pausa para consultar seus e-mails, redes sociais e até mesmo ir até a geladeira;
  • Procrastinação é uma armadilha do seu “eu do agora” para o “seu eu do futuro”. Quando precisamos iniciar uma tarefa longa, difícil ou tediosa, é comum que façamos muitos “acordos internos” negociando consigo mesmo a protelação do início da atividade. Uma boa forma de iniciar um trabalho deste tipo é a técnica dos “5 minutos”. Organize-se para dedicar apenas 5 minutos para iniciar esta atividade. Ao fazer isso, você dará o pontapé inicial do trabalho e fará as primeiras reflexões do que é necessário consultar e estruturar para a execução;
  • Autodisciplina e organização não são dons, são recursos cognitivos que podem e devem ser desenvolvidos. Que exercícios você tem feito neste sentido?
ensino remoto, rotina, organização, estudos

Foto: Piqsels

Construa as suas rotinas

Algumas práticas podem ajudar os estudantes em sua rotina durante os estudos. A professora do curso de Pedagogia, Rosane Zimmer tem algumas dicas. Confere:

  • fixar um horário para acordar e dormir durante as semanas de aulas;
  • ter à mão materiais necessários para seus estudos, como: fones de ouvido, cabos, celular e/ou computador; bem como um caderno (interessante os cadernos digitais onde é possível inserir diferentes formatos de anotações e de pesquisa);
  • estabelecer horários para término de atividades;
  • elaborar um cronograma de atividades semestrais, mensais, semanais e diárias facilitarão o reconhecimento de horários de lazer e de descanso (interessante elaborar em um recurso digital como em um planner;
  • manter organizada sua área de trabalho (da mesa, do computador), inserindo pastas de arquivos com nomes das disciplinas, semestres, datas (um padrão de nomenclatura ajudará o acesso e consulta);
  • acessar os espaços virtuais acadêmicos disponíveis a fim de se manter informado da vida no campus;
  • verificar sua caixa de e-mails, bem como sua área moodle, atentando para o mural de avisos;
  • estabelecer relação sadia de ensino e de aprendizagem com seus professores (dialogando, comentando, indagando, contribuindo com reflexões, participando das aulas e estabelecendo vínculos);
  • fortalecer a sua vida em grupo virtual para estudos, trocas, trabalhos, projetos e inspirações.

E ainda complementa: “compartilhe o amor e a escuta, fortalecendo os laços de pertencimento para que se possa voltar mais paciente, mais seguro, mais fortalecido emocionalmente para poder continuar a aprender”.

Um apoio psicológico

Durante este período de isolamento social, o Núcleo de Apoio Psicossocial é uma ajuda aos estudantes que encontram dificuldades, pois orienta sobre os cuidados com a saúde mental e seus impactos nos processos de ensino e aprendizagem. O acolhimento é feito por profissionais da Psicologia, com apoio da equipe multidisciplinar a partir das áreas de Serviço Social, Pedagogia e Psiquiatria.

O serviço é gratuito para os estudantes da Universidade. Os contatos podem ser feitos pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (51) 98300-3778 e (51) 98334-6418.

Monitorando a aprendizagem

Uma opção de apoio aos estudantes, no caso os de graduação, é o Programa de Monitorias PUCRS, que facilita no aprendizado de conteúdos de disciplinas dos cursos. Nesse programa, também aberto aos alunos da PUCRS, o estudante monitor ajuda com os conteúdos das disciplinas, identificando as dificuldades específicas como, por exemplo, a aplicação e compreensão de conceitos, interpretação de texto e redação, levando os colegas a entenderem o raciocínio, ajudando-os na construção da autonomia acadêmica. Já o professor responsável participa do processo de seleção e fornece subsídios necessários ao monitor para o bom andamento da atividade de monitoria.

Para saber mais sobre o programa, o contato é pelo e-mail [email protected].