Confira a programação que marca o Mês da Consciência Negra na PUCRS

Eventos vão debater assuntos como legislação, práticas antirracistas, juventude e a importância de estar presente em espaços como a Universidade

11/11/2020 - 11h52
3º Seminário Juventudes Negras e Políticas Públicas 2017

3º Seminário Juventudes Negras e Políticas Públicas, em 2017 / Foto: Camila Cunha

Difundido pelo Brasil como símbolo da luta antirracista, o Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro, foi idealizado em Porto Alegre. A data foi criada por Oliveira Silveira, professor, ativista e escritor que, em 1971, junto com o grupo Palmares, realizou um encontro para homenagear Zumbi dos Palmares. Na PUCRS, o mês de novembro contará com diferentes atividades conectadas ao tema. Confira a programação: 

  • 16 /11, às 19h | 7º Seminário Juventudes Negras e Políticas Públicas 

Promovido pela Escola de Humanidades, em parceria com o Observatório Juventudes PUCRS/Rede Marista, o encontro online se propõe a ser um espaço de debate sobre o racismo, a discriminação, a desigualdade social e inclusão de negros na sociedade. Tem o objetivo de reafirmar o orgulho da identidade negra, rompendo com visões distorcidas e negativas sobre a história e cultura dessa população. Inscreva-se neste link, a transmissão será pelo Zoom. 

Participarão do evento: Jeferson Tenório, patrono da 66ª Feira do Livro de Porto Alegre, primeiro negro e o mais novo a ocupar a posição; o grupo Afroativos da escola Saint Hilaire, idealizador do projeto Afrobetizar; e o coletivo Pretos da PUCRS, que abordará pautas do movimento estudantil de estudantes da Universidade. 

Leia também: Jeferson Tenório, doutorando em Letras da PUCRS, é o patrono da 66ª Feira do Livro de Porto Alegre 

  • 19/11, das 9h às 20h | 2º Seminário Interprofissional de Saúde Integral da População Negra 

O evento abordará os impactos do racismo na saúde da população negra e foi organizado pela Escola de Ciências da Saúde e da Vida, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. Confira a programação completa no site e inscreva-se neste link, a transmissão será pelo Zoom. 

O seminário também debaterá a inclusão dos temas racismo estrutural e saúde da população negra na formação acadêmica e nos processos de educação continuada dos trabalhadores da saúde. Serão cinco talks e uma roda de conversa sobre afroempreendedorismo. 

  • 20/11, às 17h | Painel: 10 anos do Estatuto da Igualdade Racial 

Visando analisar, sob uma perspectiva interdisciplinar, o impacto do Estatuto da Igualdade Racial na sociedade brasileira, o painel falará sobre legislação, questões jurídicas e históricas. O evento acontece pelo Zoom e as inscrições podem ser realizadas neste link. 

  • 20/11 | Foto coletiva dos pretos e pretas da PUCRS 
Confira a programação que marca o Mês da Consciência Negra na PUCRS

Foto coletiva dos pretos e pretas da PUCRS / Foto: João Vicente

O coletivo Pretos da PUCRS organizou uma foto coletiva para toda a comunidade negra da Universidade, assim como no ano anterior. Com adaptações, por causa do distanciamento social, nesta edição a atividade será online. Envie sua foto até o dia 19 de novembro, pelo e-mail [email protected] ou pelo direct do Instagram @pretosdapucrs e participe! 

Movimento surgiu no Sul 

Até então, O Dia da Abolição da Escravatura, 13 de maio, era a única data simbólica relacionada ao tema. Foi em 20 de novembro de 1971 que Silveira e o Grupo Palmares organizaram uma programação em homenagem a Zumbi dos Palmares. Tudo isso em meio à ditadura militar. 

O ato, que deu início à data como é conhecida hoje, foi registrado pelo jornal Folha da Tarde, da capital gaúcha, que publicou a foto tirada por Irene Santos da primeira comemoração. 

Por que ainda é necessário falar sobre o tema 

Apesar de 56% da população brasileira se autodeclarar como negra, segundo o IBGE, essa proporção não é a mesma em todos os espaços. Uma pesquisa do Instituto Ethos com as 500 empresas de maior faturamento no País mostra que 58% dos cargos de aprendizes e trainees são ocupados por pessoas negras, enquanto na gerência elas são apenas 6,3% e 4,7% no quadro executivo. 

Com maior nível de instrução, a ascensão no mercado de trabalho se torna mais fácil. Porém, dados recentes do IBGE mostram que só em 2019 negros e negras se tornaram maioria nas universidades públicas, mesmo que o número de ingressos tenha se mantido menor.  

Já entre os professores e professoras universitárias, em geral, apenas 16% são negras. 

Pesquisas mais antigas mostram que, mesmo sendo o dobro de anos anteriores, o percentual de negros entre 18 e 24 anos nas universidades era inferior a 13% no Brasil em 2015. 

Como ser antirracista 

Onde estão as mulheres negras à sua volta? - Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-americana e Caribenha marca o combate ao racismo e ao machismo e a reinvindicação por equidade

Foto: Unsplash

A Djamila Ribeiro, professora convidada do PUCRS online, dá dicas em seu livro Pequeno manual antirracista sobre como combater preconceitos e virar a chave em discursos enferrujados. Entre elas: questionar a cultura que você consome, atuar de forma prática na luta antirracista, apoiar políticas educacionais afirmativas e ler obras de autores e autoras negras são formas simples de começar. 

Confira atividades recentes promovidas pela PUCRS com grandes personalidades negras: 

Leia também: Onde estão as mulheres negras à sua volta?