Banco de sangue do HSL necessita doações de todos os tipos sanguíneos

Pandemia ocasionou queda expressiva no número de voluntários dispostos a doar, mas instituição reforça que o procedimento é seguro e, segundo a OMS, imprescindível para salvar vidas

14/01/2021 - 17h02

Por conta da pandemia, o Banco de Sangue do Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) teve uma queda significativa nas doações de todos os tipos sanguíneos. Neste momento, especialmente, a instituição incentiva a participação de voluntários, lembrando que é um ato de cuidado, amor e solidariedade que pode, a cada doação, ajudar a salvar até quatro vidas.

Segundo Marco Antônio Winckler, médico e coordenador do Serviço de Hemoterapia do HSL, houve uma queda de 40% nas doações em relação ao período anterior à pandemia. Ele lamenta e ressalta que a doação é imprescindível para a recuperação de pacientes que estão em tratamento de câncer, cirurgias cardíacas, traumas gerais, queimaduras, entre outros. “As doações de plaquetas precisam ser frequentes, pois esses componentes têm validade de apenas cinco dias”, ressalta.

Ele explica ainda que o procedimento é totalmente seguro para os voluntários e que a Organização Mundial da Saúde (OMS) tem comunicado periodicamente que doar sangue durante a pandemia de Covid-19 é seguro, dado o distanciamento social e o respeito às medidas de higiene. “Nós definimos um número limitado de pessoas que podem estar na recepção e nos demais espaços. A higienização de acordo com todos os protocolos sanitários é feita periodicamente e após a passagem de cada voluntário. Há um cuidado grande com o uso obrigatório de máscara e a higienização com álcool gel”, destaca.

Gotas que salvam vidas

Banco de sangue do HSL necessita doações de todos os tipos sanguíneos

Foto: Bruno Todeschini

O reitor da PUCRS, Ir. Evilázio Teixeira, doou sangue nessa quarta-feira, 13 de janeiro, e ressalta que a doação deveria ser um hábito, uma cultura entre as pessoas. “A melhor expressão que ouvi sobre o assunto foi chegando no hospital para doar: uma enfermeira disse que são gotas que salvam vida”, conta, pedindo para que, quem estiver em condições, não deixe de praticar esse ato de solidariedade e cuidado com o próximo.

Winckler complementa ainda que, em relação à segurança geral, não há risco de alguém adquirir qualquer doença doando sangue, pois todo material que entra em contato com o doador é descartável, de uso único e estéril. As doações podem ser feitas às segundas, terças, quintas e sextas-feiras, das 8h às 18h30min e às quartas-feiras das 8h30min às 18h. Para doar, é necessário agendar previamente um horário. O hospital adotou o protocolo para evitar aglomerações. Mais informações estão disponíveis pelo telefone (51) 3320-3455 ou através do WhatsApp (51) 98503-9958.

Leia também: Solidariedade: das experiências que precisam permanecer pós-pandemia

Confira o que é preciso para poder doar sangue:

  • Estar em boas condições de saúde e ter idade entre 16 e 69 anos. Menores de 18 só podem ser voluntários com autorização do responsável e, maiores de 60, se já tiverem realizado doações previamente.
  • 50 quilos é o peso mínimo que doadores precisam ter.
  • No ato da doação, o voluntário não pode estar em jejum e nem ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas.
  • É obrigatória a apresentação da carteira de identidade (RG) ou documento com foto, como a carteira nacional de habilitação (CNH).
  • Voluntários que tenham feito tatuagens ou piercings devem aguardar pelo menos doze meses para fazer a próxima doação.
  • A frequência máxima de doações é de quatro vezes ao ano para homens e três vezes ao ano para mulheres.
  • Pessoas com quadros de inflamação crônica, inflamação por ferimentos ou procedimentos médicos (como tratamento dentário de canal recente) não devem doar.
  • Quem for diagnosticado com Covid-19 deve aguardar 30 dias após o fim dos sintomas.
  • Em todas as doações é feita uma testagem de hemoglobinas e doenças.

Confira a lista completa de exigências no site do Hospital.

Serviço

Doações para o Banco de Sangue do Hospital São Lucas da PUCRS

  • Onde: 2º andar do Hospital São Lucas (Av. Ipiranga, 6.690 – Porto Alegre)
  • Quando: segundas, terças, quintas e sextas-feiras – das 8h às 18h30 e nas quartas-feiras das 8h30 às 18h.
  • Mais informações: (51) 3320-3455 ou pelo WhatsApp: (51) 98503-9958

Leia também: Doação de medula: conscientização para salvar vidas