5 passos para lançar um livro de forma descomplicada

Editor-chefe da ediPUCRS explica como funciona o processo de publicação de uma obra

25/02/2021 - 09h18
Livros, idiomas

Foto: Camila Cunha

Existem diferentes motivos para você querer lançar um livro: compartilhar conhecimento, contar histórias que podem se conectar com outras pessoas, obter reconhecimento na sua área e até mesmo transformar suas criações em renda, por exemplo. E uma ótima maneira de fazer isso é por meio da ediPUCRS, a editora da Universidade. 

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, nem toda publicação é relacionada ao gênero literário. É o caso de Jorge Terra, doutor recém-formado pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Escola de Direito. Sua tese sobre O desafio da superação das desigualdades raciais e da discriminação: uma análise da estrutura jurídica e das políticas públicas no Brasil, a qual foi aprovada com louvor, recebeu a indicação para publicação. 

“Entendo que é um compromisso meu, como é um assunto que interessa à sociedade de forma geral. De alguma maneira, é meu dever fazer com que isso chegue a todos os cantos”, afirma Terra sobre os planos de transformar a sua pesquisa em um livro. 

E se assim como Jorge Terra você também quer “colocar uma ideia no papel” ou nas plataformas digitais, confira 5 passos indicados por Luciano Aronne de Abreu, editor-chefe da ediPUCRS: 

1. Antes de enviar, capriche no texto

É importante revisar com atenção o texto final para publicação: todos os livros e periódicos editados pela ediPUCRS passam por cuidadosa revisão linguística e de referências. Mas o olhar atento do autor ou da autora é fundamental para que se possa garantir, além da sua correção formal, a coerência e o sentido correto do seu conteúdo.  

2. Confira os créditos das imagens

Além de observar as normas técnicas de referências indicadas pela ABNT, também é preciso obedecer às condições de reprodução estabelecidas pela Lei de Direitos Autorais. É possível escolher imagens de domínio público ou, se for o caso, solicitar a autorização de uso para quem detém os direitos autorais. 

3. Aposte em uma boa primeira impressão

Feira do Livro Infantil, HSL, criança, livro, Valesca de Assis

Feira do Livro de Porto Alegre (2017) / Foto: Bruno Todeschini

Os textos de orelha e contracapa merecem atenção especial, pois geralmente são o primeiro contato de quem lê com o conteúdo da obra. Eles podem ser de sua autoria ou você pode convidar alguém que seja referência na área. 

Esses textos costumam ter no máximo 900 caracteres e, em uma das orelhas, pode ser incluída uma breve biografia de quem escreveu a obra, junto com uma foto para conhecimento dos leitores e das leitoras de sua expertise na área da publicação.  

4. Nem muito longo, nem curto demais: o título perfeito

O título deve ser não muito longo, mas preciso quanto ao conteúdo da obra e, ao mesmo tempo, atrativo para quem lê. Ele se constitui em uma espécie de certidão de nascimento do livro, que irá acompanhá-lo durante toda a sua existência editorial e que não poderá mais ser alterado após o seu registro na Câmara Brasileira do Livro (CBL). É como a “cereja do bolo”, para quem gosta de cereja.

5. Envie sua obra para a avaliação

A primeira etapa após organizar as informações é entrar em contato com a editora para apresentar a sua obra. Todas as avaliações são realizadas às cegas por pares, para que o parecer seja feito com base apenas na qualidade e na relevância do conteúdo abordado. 

No caso da ediPUCRS, basta enviar sua obra completa para o Conselho Editorial pelo e-mail [email protected], juntamente com o formulário 12 preenchido, disponível aqui. Saiba mais no site, na aba Como publicar. 

Popularizando o conhecimento científico 

A ediPUCRS tem o objetivo de publicar obras de relevância científica, cultural, social, literária ou didática, de todas as áreas. Nos últimos anos, tem se dedicado a tornar o conhecimento científico mais acessível e popular. Saiba mais sobre a proposta da editora!