5 dicas: saiba como cuidar da pele no verão

Especialista em cosmética, Temis Weber Furlanetto Corte faz recomendações quanto à exposição ao sol

20/02/2020 - 08h43
Foto: Pixabay / Dimitris Vetsikas

Foto: Pixabay / Dimitris Vetsikas

Tanto no Rio Grande do Sul como no Brasil, o índice de radiação ultravioleta (IUV) é alto durante o verão. Por isso, a fotoproteção é muito importante para evitar as queimaduras provocadas pelo sol e prevenir o câncer de pele e o seu envelhecimento precoce. A professora dos cursos de Farmácia e Biomedicina, Temis Weber Furlanetto Corte, também especialista em cosmética, dá dicas de como se cuidar nesta estação do ano.

1. Evitar a exposição prolongada ao sol entre 9h e 15h (neste horário, recebemos a radiação ultravioleta B, que causa a queimadura solar).

2. Usar proteção adequada, como: roupas, bonés ou chapéus de abas largas, óculos escuros com proteção UV, sombrinhas e barracas. Procurar lugares com sombra nos horários críticos.

3. Aplicar na pele, antes de se expor ao sol, filtro (protetor) solar com fator de proteção 30, no mínimo. Reaplicar o filtro solar a cada duas ou três horas ou após longos períodos de imersão na água. A aplicação deve ser na concentração correta, o que seria correspondente a uma colher de chá para o pescoço, rosto e cabeça; duas colheres de chá para frente e verso do tronco; uma colher de chá em cada braço e duas colheres de chá em cada perna. É recomendado realizar movimentos leves, a fim de formar uma camada uniforme.

4. É bom ter cuidados com medicamentos, chás e cascas de frutas cítricas, que podem causar fotossensibilidade (a sensibilidade extrema da pele quando exposta à luz do sol). Evite o contato com casca de limão, pois causa fototoxidade (exposição a uma substância e irradiação absorvida por essa) que pode levar a queimadura graves e escurecimento da pele nas áreas expostas.

5. Cuidar a fotoexposição, especialmente de crianças e adolescentes, pois os danos da exposição solar são cumulativos na pele ao longo dos anos.

Sobre a professora

Temis Weber Furlanetto Corte é professora dos cursos de Farmácia e Biomedicina da Escola de Ciências da Saúde e da Vida. Realizou o mestrado em Ciências Farmacêuticas e doutorado em Gerontologia Biomédica. Tem experiência na área de Farmacotécnica e Tecnologia Farmacêutica, com especial interesse no desenvolvimento de cosméticos e medicamentos.

Curso de Farmácia

O estudante aprofunda conhecimentos para o cuidado em saúde na área de fármacos e medicamentos, com análises clínicas e toxicológicas. Também são desenvolvidas habilidades para atuar em toda a cadeia de produção de medicamentos, dos manipulados aos industriais, sua distribuição comercial e em redes de saúde hospitalar, acompanhamento e atenção ao paciente.

Curso de Biomedicina

O aluno obtém uma sólida formação técnico-científica, preparando para as inovações tecnológicas e a interdisciplinaridade. O curso forma um profissional capacitado para o exercício das atividades de biomedicina estética, diagnóstico por imagem e terapia, análises clínico-laboratoriais e toxicológicas, reprodução humana, ciências forenses, genética, entre outros campos de atuação.

 

.

Em ambos os cursos, a interdisciplinaridade e a interprofissionalidade tem importante papel, visto que os ramos de atuação interagem com as mais diversas profissões da saúde e das ciências naturais.

Se interessou pelos cursos? Saiba mais sobre Farmácia ou Biomedicina.