Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

5 dicas: como reduzir os riscos da pandemia para quem empreende

Líder do Tecnopuc Startups indica alguns caminhos e cuidados necessários no mundo dos negócios

30/04/2020 - 11h54
5 dicas: como reduzir os riscos da pandemia para quem empreende Líder do Tecnopuc Startups indica alguns caminhos e cuidados necessários no mundo dos negócios

Foto: Unsplash

Em um momento em que é preciso manter o distanciamento social para conter a proliferação dcoronavírus, rever e adaptar ideias que estavam no papel podem ser gerar ideias interessantes. Se você tem um negóciotire um tempo para repensar a operação e a estratégia. Caso esteja planejando começar a empreender, é hora de criar uma base mais sólida de conhecimentos e achar alternativas para validar hipóteses. Confira cinco dicas do Leandro Pompermaierprofessor da PUCRS e Líder do Tecnopuc Startupspara reestruturar seu negócio frente à Covid-19 cinco dicas para quem está dando os primeiros passos. 

Preparando seu negócio frente ao coronavírus 

Esteja atento às oportunidades, mas também ao feedback do seu público. O momento pede foco na construção e solidificação de um bom relacionamento. Os(as) consumidores(as) lembrarão dos posicionamentos das marcas após o término da pandemia, e isso influenciará nas decisões de compra. 

1 – Empatia com clientes e colaboradores: neste momento, é importante manter vivo o relacionamento com a equipe e com os clientes existentes. Com empatia, entenda que eles estão sendo atingidos da mesma forma que o seu negócio. Converse e alinhe a melhor forma de ajudá-los, atento ainda a maneiras de manter a saúde e a sustentabilidade do empreendimento. 

2 – Oferta: verifique se é o momento de rever a oferta de produtos e serviços. Projete o mundo pós-coronavírus e reflita se o seu negócio precisa ser revisado e adaptado a esta nova realidade. Pense em toda a cadeia, nos interessados (stakeholders), nos clientes, nos usuários, nos colaboradores, nos fornecedores e nos demais públicos internos e externos. 

3 – Processos: otimize seus processos de negócio. Reveja aqueles projetos de mudança que estavam engavetados por falta de tempo para a execução. Analise se é o momento de iniciar uma estratégia de mudanças, de otimizar os processos ou de tomar uma ação diferente. 

4 – Capacitação da equipe: com várias pessoas trabalhando de casa, pode ser desafiador conseguir ensinar novas tecnologias para as equipes. Há diversos recursos disponíveis de forma online (a própria PUCRS oferece cursos gratuitos) que podem ser úteis para este fim. 

5 – Exponha-se: é um momento de usar as redes sociais, as lives, o canal do YouTube, o blog, entre outros, para expor a empresa, os empreendedores, as ideias e os cases. Aproveite este momento para criar conteúdo para quem está buscando entender o que está acontecendo no mundo. Expanda seus horizontes e conecte-se através do conhecimento. 

Tirando ideias do papel 

5 dicas: como reduzir os riscos da pandemia para quem empreende Líder do Tecnopuc Startups indica alguns caminhos e cuidados necessários no mundo dos negócios

Foto: Unsplash

Para quem está começando a empreender, é importante estudar, entender como seu público consome e que tipo de valor você pode agregar. Seja presente e fique atento ao que há de novo no mercado. 

– Abasteça-se de conhecimento: durante a quarentena, há uma grande variedade de lives de diversos assuntos, webinars com os mais capacitados empreendedores, artigos com diferentes pontos de vistascursos, etcÉ o momento de empreendedores iniciantes buscarem mais informações sobre a área do seu futuro negócio.  

2 – Conecte-se (virtualmente, neste momento) a um ecossistema de inovação: a PUCRS possui um dos principais do país, o Tecnopuc. Esses locais possuem ferramentas, programas e pessoas que podem ajudar nos primeiros passos do empreendimento. Seja através de conexões entre empreendedores ou de participações em programas e eventos de forma online. Siga essainiciativas nas redes sociais, tente contato com quem está focado no desenvolvimento dos negócios, analise o ecossistema e veja como eles podem te ajudar. Ter proatividade é essencial. 

3 – Atualize suas redes: quando foi a última vez que atualizou seu perfil no LinkedIn? Será que está seguindo as pessoas corretasCompare como elas se relacionam com o futuro do seu negócio e analise quais são as redes que podem ter mais impacto para sua empresa. Seja Instagram, LinkedIn, Facebook ou qualquer uma das outras plataformas. O que conta é entender onde seu público está e como ele se comporta. 

4 – Explore o problema e o mercado: crie um blog ou utilize suas redes para expor o que você está querendo fazer. Isso ajuda a obter feedback qualitativo e pessoal.  Crie uma pesquisa (usando alguma ferramenta, como o SurveyMonkey) e propague-a nas suas redes para testar o interesse no seu produto/serviço e também para descobrir necessidades. Avalie o mercado com um incentivo financeiro. Ofereça 50% de desconto no produto para os primeiros 100 que responderem a pesquisa, por exemplo. Isto pode ser a validação de demanda de mercado. 

5 – Teste a solução: crie o MVP (produto mínimo viável) utilizando o seu conhecimento e ferramentas existentes no mercado, apresente-o ao público e analise o comportamento dos clientes/usuários. Um bom início é a leitura destGuia Práticoda Endeavor. 

Sobre o professor

Leandro Bento Pompermaier atualmente é sócio da e-Core Desenvolvimento de Software e professor da Escola Politécnica da PUCRS. Também é líder do Tecnopuc Startupsque faz parte do ecossistema de inovação da Universidade.