Disciplinas

Algoritmos Adaptativos e Evolutivos
COD Carga Horária Descrição
9440S-03 45 Filtro de Wiener, predição linear, redes neurais artificiais, algoritmos steepest descent, LMS, bussgang, back-propagation, redes de funções de base radial, análise de componentes principais, mapeamento auto-organizado, redes de Hopfield, algoritmos genéticos, lógica fuzzy.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Antenas e Arranjos Adaptativos
COD Carga Horária Descrição
9441P-03 45 Phased arrays (=arranjos), acoplamento em near field, beamforming, estimação do DOA (Direction of Arrival), algoritmos adaptativos para controle do array, simulação e análise de arrays via algoritmo FDTD (Finite Difference Time Domain), arrays broadband.
Professor Tempo de Casa Lattes
FERNANDO CESAR COMPARSI DE CASTRO 35 anos e 3 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Arquitetura e Organização de Computadores
COD Carga Horária Descrição
9441M-03 45 Capacitar e formar pesquisadores na área de engenharia de computação, afim de que estes possam compreender o funcionamento avançado de sistemas de computação (hardware e software), sendo capazes de realizar o projeto destes sistemas complexos através da integração das várias partes que os compõem. Entende-se como sendo ¿sistemas de computação¿ aqueles formados por algum tipo de processador (microprocessadores single- ou multi-core, de uso geral, de DSP, ou mesmo microcontroladores), apresentando um ou mais níveis hierárquicos de memória (isto é, memória(s) cache, principal, e/ou disco rígido, por exemplo), podendo fazer uso de controladores dedicados para o acesso à memória (DMA), bem como utilizar técnicas de gerenciamento de memória virtual.
Professor Tempo de Casa Lattes
RAFAEL FRAGA GARIBOTTI 3 anos e 8 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Biomecânica
COD Carga Horária Descrição
9442B-03 45 Estudo das técnicas de pesquisa em biomecânica: cinética, cinemática e eletromiografia, por meio de uma abordagem teórico-prática em laboratório. Estudo da arquitetura muscular in vivo e das propriedades mecânicas musculares. Análise da eletromiografia de superfície.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Ciências Tecnológicas e Biofarmacêuticas
COD Carga Horária Descrição
9441D-03 45 Apresentar e discutir os princípios biológicos, físicos e químicos envolvidos nas técnicas e nos equipamentos biomédicos empregados no diagnóstico e no tratamento de diversas condições clínicas.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Clínica Médica Aplicada À Engenharia
COD Carga Horária Descrição
9441F-03 45 A disciplina de Fisiologia e Instrumentação Clínica contempla tópicos relativos aos conhecimentos da área de Engenharia Biomédica aplicada ao estudo integrado da anatomofisiologia, biofisicoquímica e instrumentação clínica dos sistemas cardiovascular, respiratório, renal, equilíbrio ácido básico, incluindo a exposição humana a ambientes extremos (hipóxia, microgravidade, aceleração, doença da montanha e hipotermia).
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Codificação e Compressão de Sinais
COD Carga Horária Descrição
9440U-03 45 Fontes de informação, digitalização e compressão, compressão DPCM (differential pulse code modulation), compressão por entropia, compressão Lempel-Ziv, compressão MPEG, capacidade de canal, códigos corretores de bloco, códigos corretores convolucionais, turbo códigos, códigos LDPC (low density parity check).
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Controle Multivariável
COD Carga Horária Descrição
9440T-03 45 Representação por variáveis de estado. Matriz de Função Transferência. Desacoplamento. Controlabilidade e Observalidade. Controle Ótimo (LQR, LQG). Controle Robusto. Desigualdades Lineares Matriciais (LMIs). Realimentação de estados e de saída. Normas H2 e H-infinito.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Conversores Ressonantes (Conres)
COD Carga Horária Descrição
9440V-03 45 Análise das células básicas de comutação, compostas por: interruptores, diodos, tiristores, indutores e capacitores. Estudo da comutação forçada. Análise, dimensionamento e projeto de conversores com comutação suave dos tipos ressonantes (série, paralelo, série-paralelo, classe E), quase-ressonantes e multi-ressonantes.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Eletrônica de Potência (Elopot)
COD Carga Horária Descrição
9441K-03 45 Estudo do processamento eletrônico da energia elétrica (PEEE), análise, projeto e dimensionamento de: conversores CA-CC (Estruturas Retificadoras, não controladas, semi-controladas e controladas). Conversores CA-CA (Gradadores monofásicos e trifásicos). Conversores CC-CC isolados e não isolados (redutor, elevador, redutor-elevador, Forward, flyback, zeta, sepic e Cuk). Conversores CA-CA (Inversores alimentados em tensão e em corrente). Componentes magnéticos (indutores e transformadores) para aplicações em conversores estáticos. Estudo dos principais semicondutores utilizados em eletrônica de potência (diodos, tiuristores, GTO, transistores ¿ BJT, MOSFET, IGBT).
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Engenharia de Sistemas Fotovoltáicos (Esfot)
COD Carga Horária Descrição
9440W-03 45 Fundamentos e aplicações da energia solar fotovoltaica: Análise do efeito fotovoltaico, Célula fotovoltaica (PV), Módulo PV, Estudo das características elétricas dos módulos PV, Projeto de um sistema PV, Instalações, Baterias, Características das cargas em sistemas isolados. Estudo, dimensionamento e projeto de conversores estáticos para a utilização da energia elétrica gerada a partir de módulos PV, tanto em sistemas isolados, como em sistemas de microgeração distribuída: Controladores de carga de bateria com sistemas de rastreamento do ponto de máxima potência (MPPT), Inversores de tensão para alimentação de cargas em sistemas isolados, Inversores de tensão e de corrente sincronizados com a rede elétrica, incorporando sistemas MPPT, anti-ilhamento e minimização de harmônicas.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Fisiologia Humana Aplicada À Engenharia
COD Carga Horária Descrição
9441G-03 45 A disciplina de Fisiologia e Instrumentação Biomédica contempla tópicos relativos aos conhecimentos da área de Engenharia Biomédica aplicada ao estudo integrado da anatomofisiologia, biofisicoquímica e instrumentação biomédica dos sistemas digestivo, endócrino, imunológico, nervoso, osteomuscular e reprodutivo.
Professor Tempo de Casa Lattes
RAFAEL REIMANN BAPTISTA 11 anos e 8 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Identificação de Sistemas
COD Carga Horária Descrição
9440X-03 45 Métodos de identificação de sistemas. Identificação determinística, identificação não paramétrica baseada em funções de correlação. Estimação usando mínimos quadrados (MQ) e estimadores por erro de predição. Projeto de testes e escolha de estruturas. Validação de modelos. Filtro de Kalman.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Imagens Médicas
COD Carga Horária Descrição
9441I-03 45 A disciplina de Imagens Médicas aborda os princípios físicos e a instrumentação envolvida nos sistemas de formação de imagens para o diagnóstico e terapia, com vistas à avaliação da anatomia e fisiologia humana. As aulas abordam: princípios físicos de formação das imagens; sistemas de diagnóstico por imagens utilizando a radiação eletromagnética, tais como a termografia, impedância elétrica, ressonância magnética, endoscopia, radiologia convencional e digital, mamografia, fluoroscopia, tomografia computadorizada, cintilografia e tomografias por emissão (SPECT e PET). Também serão tratados os sistemas de produção de imagens por ondas mecânicas.
Professor Tempo de Casa Lattes
ANA MARIA MARQUES DA SILVA 17 anos e 8 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Instrumentação Biomédica
COD Carga Horária Descrição
9441H-03 45 Sinais biomédicos, suas origens e características. Potenciais de repouso, de ação e sinápticos. Modelos de circuitos elétricos; Modelo de Hodgkin-Huxley. Propagação e captação de atividade elétrica. Sinais de ECG, EEG, EMG, pressão e fluxo. Sensores, transdutores, pontes, pré-amplificadores, amplificadores, filtros, conversores A/D e D/A. Dispositivos terapêuticos e protéticos: desfibriladores, marca passos, estimuladores elétricos para reabilitação neuromuscular. Segurança elétrica, ruído e blindagem.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Metodologia e Escrita de Projetos
COD Carga Horária Descrição
9442C-03 45 Esta disciplina tem como objetivo explorar aspectos relacionados à metodologia de desenvolvimento de projetos científicos, com ênfase no detalhamento das etapas de especificação, implementação, validação e avaliação. Além disso, esta disciplina visa abordar os aspectos necessários para a elaboração e escrita do manuscrito de qualificação e dissertação, bem com redação de artigos científicos.
Professor Tempo de Casa Lattes
ANA MARIA MARQUES DA SILVA 17 anos e 8 meses Link
RAFAEL REIMANN BAPTISTA 11 anos e 8 meses Link
RAFAEL DA SILVEIRA CASTRO 1 ano e 3 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Modelagem Computacional para Sistemas Embarcados
COD Carga Horária Descrição
54689-02 30 Definições de sistemas embarcados. Definição de sistemas embarcados de tempo real. Definição de modelos de computação. Definição das atividades de particionamento e mapeamento. Análise de requisitos de projeto para sistemas embarcados. Avaliação de desempenho e aplicação de qualidade de serviço (QoS) com modelos computacionais.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Ciência da Computação MESTRADO Não Obrigatória
Ciência da Computação DOUTORADO Não Obrigatória
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Bioinformática e Computação Bioinspirada Bioinformática; Bioinformática Estrutural; Biomatemática; Modelagem e Simulação de Processos Biológicos e Moleculares; Métodos e Algoritmos para Predição da Estrutura Tridimensional de Proteínas; Docagem Molecular; Dinâmica Molecular; Planejamento de Fármacos Assistido por Computador; Visualização em Modelagem e Simulação; Mineração de Dados em Bioinformática.
Processamento Paralelo e Distribuído Processamento Paralelo e Distribuído; Arquiteturas Paralelas; Sistemas Operacionais; Redes de Computadores; Especificação Formal e Verificação de Sistemas Distribuídos; Avaliação de Desempenho de Sistemas; Modelagem Estocástica; Tolerância a Falhas; Detecção de Falhas; Injeção de Falhas; Modelos Teóricos para Tolerância a Falhas; Segurança de Sistemas; Criptografia; Computação em Nuvem; Grades Computacionais; Virtualização; Gerência de Infraestrutura de TI; Computação de Alto Desempenho; Algoritmos Paralelos; Paradigmas de Programação Paralela; Ambientes de Programação Paralela; Escalonamento; Modelagem de Aplicações Paralelas; Computação Verde;
Engenharia de Software e Banco de Dados Processo de Desenvolvimento de Software; Gerência de Projetos de Software; Engenharia de Software para Sistemas Multiagentes; Desenvolvimento de Software Guiado por Ontologias; Qualidade de Software; Teste de Software; Modelagem de Software; Desenvolvimento Distribuído de Software; Metodologias Ágeis para Desenvolvimento de Software; Engenharia de Software Experimental; Linha de Produto de Software; Reuso; Integração de Técnicas de IHC e de Engenharia de Software; Técnicas de Avaliação e Design de Interfaces com Usuário; User eXperience; Descoberta de Conhecimento em Bases de Dados; Mineração de Dados; Data Warehousing; Bancos de Dados Ativos e Temporais; Modelagem e Controle de Processos de Negócio; Workflows Científicos.
Computação Gráfica, Processamento de Imagens, Realidade Virtual e Interação Humano Computador Interação Humano-Computador; Qualidade de Uso de Sistemas Interativos (Acessibilidade, Comunicabilidade, Usabilidade); Interações Sociais; Interação Multimodais; Interação em Ambientes Virtuais; Processamento de Imagens; Imagens Médicas; Aplicações de Computação Gráfica; Realidade Virtual; Visão Computacional; Simulação de Multidões; Simulação de Humanos Virtuais; Animação Facial; Algoritmos Aplicados a Jogos e Simulações em Tempo Real.
Inteligência Computacional Agentes Inteligentes; Linguagens de Programação Orientada a Agentes; Agentes Cognitivos; Planejamento Automático; Planejamento Probabilístico; Raciocínio Autônomo; Computação Semântica; Representação de Conhecimento; Ontologias; Computação Ciente de Contexto; Web Semântica; Aprendizado de Ontologias; Processamento de Linguagem Natural; Extração de Informação Textual; Mineração de Textos, Geração de Recursos Linguísticos Multi-língues; Sistemas Multi-agentes; Sistemas Normativos; Comunicação de Agentes; Verificação Formal de Sistemas Multi-agentes; Aplicações de Sistemas Inteligentes; Robótica; Computação Pervasiva; Mobilidade Urbana; Rede Elétrica Inteligente; Análise de Sentimentos; Análise de Perfil, Saúde.
Sistemas Embarcados e Sistemas Digitais Sistemas Embarcados; Projeto de Software para Sistemas Embarcados; sistemas Operacionais Embarcados; Sistemas de Tempo Real; Virtualização em Sistemas Embarcados; Middleware para Sistemas Embarcados; RFID; Rede de Sensores sem Fio (RSSF); Arquitetura de Microprocessadores Embarcados; Microeletrônica; Projeto de Circuitos Integrados; Comunicação Intrachip; Multiprocessamento Intrachip (Multi-core, MPSoC); Redes Intrachip, Linguagens de Descrição de Hardware; Prototipação em FPGA; Projeto VLSI Visando ASICs; Verificação Funcional de Sistemas VLSI; Testabilidade de Sistemas VLSI; Confiabilidade em Hardware; Hardware para Aplicações Críticas; Hardware Aplicado à Robótica; Circuitos e Sistemas Assíncronos/GALS; Projeto de Sistemas Não-síncronos; Sincronizadores; Modelagem de Sistemas Embarcados; Modelos de Computação (MoCs); Linguagens de Programação para Implementação de MoCs, Aplicações em Telecomunicações.
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Modelagem e Controle de Conversores Estáticos (Moces)
COD Carga Horária Descrição
9440Z-03 45 Elaboração de modelos para análise CC e CA de conversores CC-CC submetidos a pequenas e grandes perturbações: Obtenção de modelos dinâmicos de conversores estáticos, Métodos diretos de modelagem dos conversores CC-CC, Modelagem empregando a técnica da média de espaço de estados, Análise de pequenos sinais, Modelagem dos conversores utilizando o modelo do interruptor PWM, Modelos canônicos de circuitos, Determinação de funções de transferência dos conversores, Projeto de controladores.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Modulação Digital
COD Carga Horária Descrição
9441A-03 45 Transmissão digital através de canais AWGN. Modulação e demodulação. Sincronização. Transmissão digital através de canais limitados em banda. Modelos analíticos de canais de comunicações. Equalização e compensação de canal. Sistemas multiportadoras. Sistemas spread spectrum. Sistemas MIMO.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Processamento Digital de Imagens
COD Carga Horária Descrição
9441J-03 45 Fomação de imagem e elementos de imagem. Noção de cores. Imagem numérica. Imagem em nível de cinza. Imagem multiespectral. Equipamentos de entrada e saída, imageadores e monitores. Teorema da convolução e transformada de Fourier em 2D. Função de transferência de uma imagem. Transformações radiométricas pontuais. Filtros nos domínio espaço e no domínio freqüência espacial. Convolução. Transformações morfológicas. Operações entre Imagens. Componentes principais. Transformações HSV. Transformações geométricas. Registro de imagens. Interpolação.
Professor Tempo de Casa Lattes
DARIO FRANCISCO GUIMARAES DE AZEVEDO 29 anos e 3 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Processamento Digital de Sinais
COD Carga Horária Descrição
9441Q-03 45 Sinais e sistemas discretos. Sistemas lineares invariantes no tempo, resposta em frequência e filtros. Método gráfico para obtenção da resposta. Transformada Z. Transformada de Fourier discreta. Transformada rápida de Fourier. Sequências de fase mínima. Transformada de Hilbert. Processamento homomórfico. Filtros digitais: FIR e IIR.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Processos Estocásticos
COD Carga Horária Descrição
94405-03 45 Processos aleatórios (PAs): Definição; Métodos de descrição; Classes especiais. Conceito de estacionariedade: Autocorrelação e densidade espectral de processos aleatórios estacionários no sentido amplo (WSS); Média temporal e ergodicidade. Classes especiais de processos aleatórios: Modelos lineares discretos; Autoregressivos (AR); Média móvel (MA); Autoregressivo/média móvel (ARMA). Sequencias e processos de Markov. Processos do tipo ponto. Processos Gaussianos. Filtros Wiener. Filtros Kalman. Considerações sobre não estacionariedade e soluções.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Projeto de Sistemas em Hardware Reconf.
COD Carga Horária Descrição
04405-03 45 Esta disciplina tem como principal objetivo estudar o fluxo de projeto de Systems-on-Chip (SoCs) prototipados em lógica reconfigurável do tipo Field Programmable Gate Array (FPGA) através do detalhamento das seguintes etapas: Especificação; Implementação através do uso de linguagens de descrição de hardware; Síntese comportamental e física; Validação a partir de simulação funcional e Avaliação. Estudo de metodologias de teste e técnicas de tolerância a falhas voltadas para aplicações críticas baseadas em FPGAs. Apresentação das principais técnicas de injeção de falhas utilizadas no intuito de avaliar a robustez de SoCs protótipados em FPGAs, bem como no intuito de extrair a cobertura de falhas de metodologias de teste e técnicas de tolerância a falhas eventualmente agregadas com o objetivo de garantir a robustez do sistema.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Projeto e Otimização de Circuitos Integrados
COD Carga Horária Descrição
9441B-03 45 Esta disciplina propõe a exploração de conhecimentos básicos e avançados relacionados ao projeto de circuitos integrados e sistemas digitais do tipo Application-Specific Integrated Circuit (ASIC). Introdução e contextualização da evolução tecnológica associada ao projeto de circuitos integrados. Análise dos principais desafios e vínculos tecnológicos e de mercado. Estudo do fluxo de projeto de ASICs através do detalhamento de todas as fases associadas ao font-end e ao back-end. Introdução às ferramentas de Electronic Design Automation (EDA) disponíveis no mercado para a realização das seguintes etapas: Implementação a partir do uso de linguagem de descrição de hardware; Validação através de simulação; síntese comportamental; síntese física.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Qualidade de Energia Elétrica (Qee)
COD Carga Horária Descrição
9441C-03 45 Conceituação da qualidade de energia. Termos e definições. Variações de tensão de curta duração. Flutuações de tensão. Desequilíbrios de tensão. Sobretensões transitórias. Variações de tensão de longa duração. Distorção da forma de onda da tensão. Fontes de Harmônicas. Efeitos das harmônicas nos equipamentos. Minimização dos problemas de qualidade de energia. Monitoramento da qualidade de energia.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Radiofrequência e Microondas
COD Carga Horária Descrição
04406-03 45 Scattering matrix. Dispositivos e circuitos de alta freqüência. Ruído e distorção. Microstrips. Análise e projeto de redes passivas e ativas.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Seminário de Engenharia Elétrica I
COD Carga Horária Descrição
19851-01 15 Esta disciplina os testes & confiabilidade de circuitos integrados em tecnologias avançadas (por exemplo, FinFET). Primeiramente, a detectabilidade (teste) dos defeitos de produção que podem ocorrer nas tecnologias FinFET serão estudadas. Será conduzida uma análise elétrica detalhada de circuitos com diferentes defeitos. Com base nos resultados das análises elétricas, modelos eficientes de falhas serão propostos. Logo, com o emprego de modelos de falhas, um método de produção de input de excitação para detectar defeitos de produção é proposto. Os aspectos tecnológicos e as técnicas de desenho de circuito nas tecnologias FinFET podem aumentar a complexidade para obter altas coberturas de falha. O uso de camadas de middle-of-line interconnecting (MOL) para construir FinFETs poem levar a locais com falhas que tenham um comportamento de falha sutil e que sejam mais difíciis de detectar. Além disso, o uso de transistores multi-fin e multi-finger se apresenta como um desafio já que agregam algum grau de redundância aos circuitos. Neste cenário, esta disciplina descreve o risco de confiabilidade dos circuitos com os defeitos analisados previamente. Em especial, a degradação da confiabilidade por conta do envelhecimento do transistor (NBTI, PBTI) será investigada. Como o principal conhecimento a ser transmitido aos alunos com este curso, podemos destacar o desenvolvimento de modelos de falha eficientes e condições de teste do vetor para defeitos de fabricação que ocorrem nas tecnologias FinFET, a fim de produzir eletrônicos de alta qualidade. Por fim, analisamos o teste de escapes de falhas para permitir a obtenção de circuitos com maior confiabilidade.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Seminário de Engenharia Elétrica II
COD Carga Horária Descrição
19852-01 15 Para abordar o cenário desafiador acima, este curso abordará os seguintes tópicos: (1) Hardware - os conceitos fundamentais da arquitetura de hardware para sistemas multi e multi-core são explicados através dos seguintes tópicos: processadores Multi e Many-core e seus objetivos, caches (políticas: totalmente associativas, mapemento direto, associativo por conjunto; lógico vs físico; endereçamento; compartilhado vs privado; exclusivo vs inclusivo; estratégias de alocação; organização), memória compartilhada, modelos de consistência de memória, protocolos de coerência de cache (MESI, MOESI, MESIF, Directory Based), CPUs principais e sua arquitetura interna: i, Xeon, SCC, Xeon Phi; Tilera Many-Cores); (2): Problemas do Sistema Operacional (SO) - os problemas enfrentados pelos sistemas operacionais em sistemas com vários ou vários núcleos, como: posicionamento e migração de processos, afinidade de processos, escalas pequenas e grandes, arquiteturas e estratégias de colocação UMA e NUMA, acesso à memória de vários núcleos, estratégias de replicação e replicação de página (3) Conceitos de sistemas operacionais para confiabilidade - Sistemas operacionais (SOs) guiados por confiabilidade e suas abordagens para se tornarem mais confiáveis (TMR de nível de tarefa, alocações de memória (não) dinâmica, códigos de correção, migrações de tarefas). Uma apresentação de um mecanismo controlado pelo SO para configuração de unidades funcionais e uma configuração baseada no nível de criticidade da tarefa. (4) Mecanismo de reconfiguração controlado pelo SO para unidades funcionais internas do processador: uma disciplina prática - examinando o projeto do processador e as modificações, simulando o projeto usando código bare-metal e um sistema operacional em tempo real, baixando e executando o projeto em uma placa FPGA.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Seminários Integrados
COD Carga Horária Descrição
5461B-02 30 Integrar professores, pesquisadores, estudantes de mestrado e doutorado com as recentes produções das áreas de concentração e linhas de pesquisa dos Programas de Pós-Graduação da Escola Politécnica, tanto as pertencentes ou relacionadas ao tema de pesquisa do estudante quanto as não relacionadas. Utilizar as apresentações dos seminários como instrumento formal para a compreensão do processo científico, seus aspectos construtivos, formais e conclusivos, visando qualificar a pesquisa realizada.
Professor Tempo de Casa Lattes
MILENE SELBACH SILVEIRA 25 anos e 3 meses Link
JULIANO DORNELAS BENFICA 12 anos e 8 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Ciência da Computação MESTRADO Não Obrigatória
Ciência da Computação DOUTORADO Não Obrigatória
Engenharia e Tecnologia de Materiais MESTRADO Não Obrigatória
Engenharia e Tecnologia de Materiais DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais e Processos Relacionados DOUTORADO Não Obrigatória
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Bioinformática e Computação Bioinspirada Bioinformática; Bioinformática Estrutural; Biomatemática; Modelagem e Simulação de Processos Biológicos e Moleculares; Métodos e Algoritmos para Predição da Estrutura Tridimensional de Proteínas; Docagem Molecular; Dinâmica Molecular; Planejamento de Fármacos Assistido por Computador; Visualização em Modelagem e Simulação; Mineração de Dados em Bioinformática.
Processamento Paralelo e Distribuído Processamento Paralelo e Distribuído; Arquiteturas Paralelas; Sistemas Operacionais; Redes de Computadores; Especificação Formal e Verificação de Sistemas Distribuídos; Avaliação de Desempenho de Sistemas; Modelagem Estocástica; Tolerância a Falhas; Detecção de Falhas; Injeção de Falhas; Modelos Teóricos para Tolerância a Falhas; Segurança de Sistemas; Criptografia; Computação em Nuvem; Grades Computacionais; Virtualização; Gerência de Infraestrutura de TI; Computação de Alto Desempenho; Algoritmos Paralelos; Paradigmas de Programação Paralela; Ambientes de Programação Paralela; Escalonamento; Modelagem de Aplicações Paralelas; Computação Verde;
Engenharia de Software e Banco de Dados Processo de Desenvolvimento de Software; Gerência de Projetos de Software; Engenharia de Software para Sistemas Multiagentes; Desenvolvimento de Software Guiado por Ontologias; Qualidade de Software; Teste de Software; Modelagem de Software; Desenvolvimento Distribuído de Software; Metodologias Ágeis para Desenvolvimento de Software; Engenharia de Software Experimental; Linha de Produto de Software; Reuso; Integração de Técnicas de IHC e de Engenharia de Software; Técnicas de Avaliação e Design de Interfaces com Usuário; User eXperience; Descoberta de Conhecimento em Bases de Dados; Mineração de Dados; Data Warehousing; Bancos de Dados Ativos e Temporais; Modelagem e Controle de Processos de Negócio; Workflows Científicos.
Computação Gráfica, Processamento de Imagens, Realidade Virtual e Interação Humano Computador Interação Humano-Computador; Qualidade de Uso de Sistemas Interativos (Acessibilidade, Comunicabilidade, Usabilidade); Interações Sociais; Interação Multimodais; Interação em Ambientes Virtuais; Processamento de Imagens; Imagens Médicas; Aplicações de Computação Gráfica; Realidade Virtual; Visão Computacional; Simulação de Multidões; Simulação de Humanos Virtuais; Animação Facial; Algoritmos Aplicados a Jogos e Simulações em Tempo Real.
Inteligência Computacional Agentes Inteligentes; Linguagens de Programação Orientada a Agentes; Agentes Cognitivos; Planejamento Automático; Planejamento Probabilístico; Raciocínio Autônomo; Computação Semântica; Representação de Conhecimento; Ontologias; Computação Ciente de Contexto; Web Semântica; Aprendizado de Ontologias; Processamento de Linguagem Natural; Extração de Informação Textual; Mineração de Textos, Geração de Recursos Linguísticos Multi-língues; Sistemas Multi-agentes; Sistemas Normativos; Comunicação de Agentes; Verificação Formal de Sistemas Multi-agentes; Aplicações de Sistemas Inteligentes; Robótica; Computação Pervasiva; Mobilidade Urbana; Rede Elétrica Inteligente; Análise de Sentimentos; Análise de Perfil, Saúde.
Sistemas Embarcados e Sistemas Digitais Sistemas Embarcados; Projeto de Software para Sistemas Embarcados; sistemas Operacionais Embarcados; Sistemas de Tempo Real; Virtualização em Sistemas Embarcados; Middleware para Sistemas Embarcados; RFID; Rede de Sensores sem Fio (RSSF); Arquitetura de Microprocessadores Embarcados; Microeletrônica; Projeto de Circuitos Integrados; Comunicação Intrachip; Multiprocessamento Intrachip (Multi-core, MPSoC); Redes Intrachip, Linguagens de Descrição de Hardware; Prototipação em FPGA; Projeto VLSI Visando ASICs; Verificação Funcional de Sistemas VLSI; Testabilidade de Sistemas VLSI; Confiabilidade em Hardware; Hardware para Aplicações Críticas; Hardware Aplicado à Robótica; Circuitos e Sistemas Assíncronos/GALS; Projeto de Sistemas Não-síncronos; Sincronizadores; Modelagem de Sistemas Embarcados; Modelos de Computação (MoCs); Linguagens de Programação para Implementação de MoCs, Aplicações em Telecomunicações.
Materiais metálicos Visa o estudo e o desenvolvimento de ligas metálicas para diversas aplicações em engenharia, envolvendo a purificação de matéria prima, o estudo do processo de fabricação, tratamentos térmicos e termoquímicos e desempenho em uso (corrosão, ...).
Biomateriais, Biomecânica e Bioprocessos Visa desenvolver materiais para aplicações em implantes, além de projeto, fabricação e avaliação de desempenho dos mesmos em uso. Envolve também processos de separação, purificação e fracionamento de produtos naturais para aplicações em engenharia.
Materiais poliméricos Envolve a síntese e a caracterização de polímeros e compósitos de matriz polimérica, visando a obtenção de polímeros condutores, polímeros biodegradáveis e polímeros para revestimentos, entre outros.
Modelagem e Simulação Aplicadas a Materiais e Processos Visa estudar, sob a ótica da modelagem matemática e da simulação numérica, os processos e as tecnologias envolvidas com a produção, transporte e o desenvolvimento de materiais. Para tanto estudos relacionados aos fenômenos físicos; fortemente apoiados nos fenômenos de transporte, nas ciências dos materiais e na termodinâmica; são investigados.
Materiais e processos para mitigação e controle de impactos ambientais Visa desenvolver materiais e processos usados em controle ambiental (água, ar, solo,...), envolvendo a reciclagem de materiais, materiais que permitam economizar energia e aplicação de tecnologias para a redução das emissões de gases de efeito estufa.
Materiais nanoestruturados Visa desenvolver e caracterizar materiais nanoestruturados para aplicações especiais, tais como: polímeros condutores, super-redes de alta dureza, materiais magnéticos, filtros, sensores, entre outros.
Semicondutores e células solares Visa o estudo e a produção de materiais semicondutores, bem como a fabricação e caracterização de células solares e o desenvolvimento de módulos fotovoltaicos convencionais e concentradores.
Materiais metálicos Visa o estudo e o desenvolvimento de ligas metálicas para diversas aplicações em engenharia, envolvendo a purificação de matéria prima, o estudo do processo de fabricação, tratamentos térmicos e termoquímicos e desempenho em uso (corrosão, ...).
Materiais poliméricos Envolve a síntese e a caracterização de polímeros e compósitos de matriz polimérica, visando a obtenção de polímeros condutores, polímeros biodegradáveis e polímeros para revestimentos, entre outros.
Materiais e processos para mitigação e controle de impactos ambientais Visa desenvolver materiais e processos usados em controle ambiental (água, ar, solo,...), envolvendo a reciclagem de materiais, materiais que permitam economizar energia e aplicação de tecnologias para a redução das emissões de gases de efeito estufa.
Modelagem e Simulação Aplicadas a Materiais e Processos Visa estudar, sob a ótica da modelagem matemática e da simulação numérica, os processos e as tecnologias envolvidas com a produção, transporte e o desenvolvimento de materiais. Para tanto estudos relacionados aos fenômenos físicos; fortemente apoiados nos fenômenos de transporte, nas ciências dos materiais e na termodinâmica; são investigados.
Biomateriais, Biomecânica e Bioprocessos Visa desenvolver materiais para aplicações em implantes, além de projeto, fabricação e avaliação de desempenho dos mesmos em uso. Envolve também processos de separação, purificação e fracionamento de produtos naturais para aplicações em engenharia.
Materiais nanoestruturados Visa desenvolver e caracterizar materiais nanoestruturados para aplicações especiais, tais como: polímeros condutores, super-redes de alta dureza, materiais magnéticos, filtros, sensores, entre outros.
Semicondutores e células solares Visa o estudo e a produção de materiais semicondutores, bem como a fabricação e caracterização de células solares e o desenvolvimento de módulos fotovoltaicos convencionais e concentradores.
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Sistemas Não - Lineares
COD Carga Horária Descrição
04410-03 45 Estudo das características de sistemas não lineares: múltiplos pontos de equilíbrio, existência e unicidade de solução, ciclos limites. Diagramas de fase. Teoria de Estabilidade por Lyapunov: método direto e indireto (linearização). Análise de sistemas não lineares, estabilidade absoluta, função descritiva e saturação. Técnicas de controle não linear, realimentação linearizante, controle por modos deslizantes e controle adaptativo.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Sistemas de Alimentação (Sali)
COD Carga Horária Descrição
9441L-03 45 Estudo de sistemas de alimentação baseados em conversores estáticos de energia elétrica, análise, projeto e dimensionamento de: Sistemas de Alimentação Ininterruptos de Energia Elétrica, Fontes chaveadas convencionais e especiais com correção ativa do fator de potência, Sistemas de Alimentação para LEDs de potência. Estudo de circuitos de acionamento de dispositivos semicondutores (Drivers) e de CIs dedicados ao controle de conversores estáticos.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Telessaúde
COD Carga Horária Descrição
9441E-03 45 Esta disciplina revisa conceitos de telemedicina, informática médica, telemática e eHealth; Apresenta protocolos de transmissão de dados clínicos; Discute os aspectos técnicos, as políticas internacionais e a bioética em telessaúde, bem como as iniciativas de telessaúde no Brasil e no mundo, contemplando experiências em diversas áreas de saúde.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Teoria de Sistemas Lineares
COD Carga Horária Descrição
94406-03 45 Análise de Sistemas lineares invariantes no tempo. Descrição de sistemas contínuos e sistemas discretos. Representação por variáveis de estado. Conceitos de estabilidade BIBO e estabilidade entrada-estado. Transformações de similaridade e formas canônicas. Estudo das técnicas de controle por realimentação de estados para a alocação de polos. Observador de Luenberger e princípio da separação.
Professor Tempo de Casa Lattes
RAFAEL DA SILVEIRA CASTRO 1 ano e 3 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Teste de Circuitos Vlsi
COD Carga Horária Descrição
9441O-03 45 Esta disciplina tem como principal objetivo a apresentação dos principais conceitos envolvendo teste e tolerância a falhas de sistemas integrados baseados em tecnologia CMOS. Para tanto, os seguintes pontos serão abordados: contextualização da necessidade e das tecnologias de teste; Estudo dos modelos de falhas e principais procedimentos de teste (teste on-line funcional e paramétrico, bem com teste de manufatura); Estudo das metodologias de Design For Testability (Ad Hoc, baseadas em Scan e Built-In Self-Test (BIST)); Apresentação dos principais mecanismos de injeção de falhas (hardware, software, simulação e emulação).
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Topicos Avancados em Engenharia Elétrica III
COD Carga Horária Descrição
04438-03 45 Esta disciplina tem como principal objetivo apresentar o fluxo de projeto de sistemas eletrônicos com ênfase nas etapas de validação e metodologias de teste. Em mais detalhes, o fluxo de projeto de sistemas eletrônicos será detalhado em todas as suas etapas: especificação, implementação, validação e avaliação.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Topicos Avançados em Engenharia Elétrica IV
COD Carga Horária Descrição
04439-03 45 Apresentar e discutir os equipamentos biomédicos empregados no diagnóstico e no tratamento de diversas condições clínicas.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Topicos Avançados em Engenharia Elétrica V
COD Carga Horária Descrição
04440-03 45 Redes Neurais Artificiais, Lógica Fuzzy e Algoritmos Genéticos ¿ Teoria e Aplicações.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Técnicas de Tolerância A Falhas para Sistemas Integrados
COD Carga Horária Descrição
9441N-03 45 Esta disciplina tem como principal objetivo a apresentação dos principais conceitos associados às principais técnicas de tolerância a falhas para sistemas integrados. Para tanto, os seguintes pontos serão abordados: Introdução e contextualização da necessidade das técnicas de tolerância a falhas para sistemas adotados em aplicações críticos; Estudo dos modelos de falhas; Estudo das principais técnicas de redundância (Hardware, Software, Informação e Tempo); Estudo de Software Implemented Hardware Fault Tolerance (SIHFT) técnicas; Apresentação dos principais mecanismos de injeção de falhas (hardware, software, simulação e emulação).
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Tópicos Avancados em Engenharia Elétrica II
COD Carga Horária Descrição
04402-03 45 1- As Equações de Maxwell na forma diferencial e Integral 2- Conceitos básicos de aterramento elétrico 3- Caracterização do Solo em Baixa e Alta frequência 4- Medição Resistência e Impedância de Aterramento Elétrico 5- Métodos de Cálculo referentes ao Aterramento Elétrico em Baixa e Alta Frequência 6- Aterramento Elétrico para Qualidade de Energia Elétrica 7- Aterramento em Corrente Contínua 8- Estudo de Casos
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Tópicos Avançados em Engenharia Elétrica I
COD Carga Horária Descrição
04401-03 45 Esta disciplina propõe a exploração de conhecimentos básicos e avançados relacionados a metodologias e software para o projeto automático de circuitos integrados e sistemas digitais do tipo Application-Specific Integrated Circuit (ASIC), bem como Systems-on-Chip (SoCs). Neste sentido, serão explorados os seguintes tópicos: 1. Introdução ao projeto de circuitos integrados e sistemas digitais: principais desafios e vínculos tecnológicos, vínculos de mercado e fluxo de projeto. 2. Modelagem de circuitos integrados e sistemas digitais: formalismo e representação de funções lógicas e linguagem de descrição de hardware (VHDL ou Verilog). 3. Princípios de projeto: síntese comportamental, síntese lógica e interação com o nível físico. 4. Projeto de baixo consumo de energia: Análise da potência (modelos e estimativas), otimização a nível comportamental, lógico e físico. 5. Introdução as ferramentas de projeto de circuitos integrados e sistemas digitais: síntese, floorplan, placement e routing.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Tópicos Especiais em Sistemas Eletrônicos
COD Carga Horária Descrição
9442A-03 45 Amplificadores operacionais; Configurações; Circuitos condicionadores para transdutores; Comparadores; Retificadores de precisão e detectores de pico; Integradores e derivadores; Geradores de função; Elementos parasitas; Filtros. Projeto e desenvolvimento de hardware e software para sistemas de aquisição de dados utilizando microcontroladores e\ou dispositivos reconfiguráveis. Linguagens de programação aplicadas aos sistemas embarcados. Interfaces e protocolos de comunicação. Metodologia e planejamento de experimentos em eletrônica.
Sem oferecimento no semestre corrente
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.
Verificação Funcional de Sistemas Digitais II
COD Carga Horária Descrição
19854-02 30 Revisão rápida de linguagens de verificação de hardware (HVL). Linguagens para descrever asserções. Simulação de falhas. Verificação de equivalência. Verificação de propriedades. Métodos de verificação formal de sistemas VLSI.
Professor Tempo de Casa Lattes
ALEXANDRE DE MORAIS AMORY 7 anos e 8 meses Link
Área de Concentração Tipo Obrigatoriedade
Ciência da Computação MESTRADO Não Obrigatória
Ciência da Computação DOUTORADO Não Obrigatória
Engenharia e Tecnologia de Materiais MESTRADO Não Obrigatória
Engenharia e Tecnologia de Materiais DOUTORADO Não Obrigatória
Materiais e Processos Relacionados DOUTORADO Não Obrigatória
Sinais , Sistemas e Tecnologia da Informação MESTRADO Não Obrigatória
Linha de Pesquisa Descrição
Bioinformática e Computação Bioinspirada Bioinformática; Bioinformática Estrutural; Biomatemática; Modelagem e Simulação de Processos Biológicos e Moleculares; Métodos e Algoritmos para Predição da Estrutura Tridimensional de Proteínas; Docagem Molecular; Dinâmica Molecular; Planejamento de Fármacos Assistido por Computador; Visualização em Modelagem e Simulação; Mineração de Dados em Bioinformática.
Processamento Paralelo e Distribuído Processamento Paralelo e Distribuído; Arquiteturas Paralelas; Sistemas Operacionais; Redes de Computadores; Especificação Formal e Verificação de Sistemas Distribuídos; Avaliação de Desempenho de Sistemas; Modelagem Estocástica; Tolerância a Falhas; Detecção de Falhas; Injeção de Falhas; Modelos Teóricos para Tolerância a Falhas; Segurança de Sistemas; Criptografia; Computação em Nuvem; Grades Computacionais; Virtualização; Gerência de Infraestrutura de TI; Computação de Alto Desempenho; Algoritmos Paralelos; Paradigmas de Programação Paralela; Ambientes de Programação Paralela; Escalonamento; Modelagem de Aplicações Paralelas; Computação Verde;
Engenharia de Software e Banco de Dados Processo de Desenvolvimento de Software; Gerência de Projetos de Software; Engenharia de Software para Sistemas Multiagentes; Desenvolvimento de Software Guiado por Ontologias; Qualidade de Software; Teste de Software; Modelagem de Software; Desenvolvimento Distribuído de Software; Metodologias Ágeis para Desenvolvimento de Software; Engenharia de Software Experimental; Linha de Produto de Software; Reuso; Integração de Técnicas de IHC e de Engenharia de Software; Técnicas de Avaliação e Design de Interfaces com Usuário; User eXperience; Descoberta de Conhecimento em Bases de Dados; Mineração de Dados; Data Warehousing; Bancos de Dados Ativos e Temporais; Modelagem e Controle de Processos de Negócio; Workflows Científicos.
Computação Gráfica, Processamento de Imagens, Realidade Virtual e Interação Humano Computador Interação Humano-Computador; Qualidade de Uso de Sistemas Interativos (Acessibilidade, Comunicabilidade, Usabilidade); Interações Sociais; Interação Multimodais; Interação em Ambientes Virtuais; Processamento de Imagens; Imagens Médicas; Aplicações de Computação Gráfica; Realidade Virtual; Visão Computacional; Simulação de Multidões; Simulação de Humanos Virtuais; Animação Facial; Algoritmos Aplicados a Jogos e Simulações em Tempo Real.
Inteligência Computacional Agentes Inteligentes; Linguagens de Programação Orientada a Agentes; Agentes Cognitivos; Planejamento Automático; Planejamento Probabilístico; Raciocínio Autônomo; Computação Semântica; Representação de Conhecimento; Ontologias; Computação Ciente de Contexto; Web Semântica; Aprendizado de Ontologias; Processamento de Linguagem Natural; Extração de Informação Textual; Mineração de Textos, Geração de Recursos Linguísticos Multi-língues; Sistemas Multi-agentes; Sistemas Normativos; Comunicação de Agentes; Verificação Formal de Sistemas Multi-agentes; Aplicações de Sistemas Inteligentes; Robótica; Computação Pervasiva; Mobilidade Urbana; Rede Elétrica Inteligente; Análise de Sentimentos; Análise de Perfil, Saúde.
Sistemas Embarcados e Sistemas Digitais Sistemas Embarcados; Projeto de Software para Sistemas Embarcados; sistemas Operacionais Embarcados; Sistemas de Tempo Real; Virtualização em Sistemas Embarcados; Middleware para Sistemas Embarcados; RFID; Rede de Sensores sem Fio (RSSF); Arquitetura de Microprocessadores Embarcados; Microeletrônica; Projeto de Circuitos Integrados; Comunicação Intrachip; Multiprocessamento Intrachip (Multi-core, MPSoC); Redes Intrachip, Linguagens de Descrição de Hardware; Prototipação em FPGA; Projeto VLSI Visando ASICs; Verificação Funcional de Sistemas VLSI; Testabilidade de Sistemas VLSI; Confiabilidade em Hardware; Hardware para Aplicações Críticas; Hardware Aplicado à Robótica; Circuitos e Sistemas Assíncronos/GALS; Projeto de Sistemas Não-síncronos; Sincronizadores; Modelagem de Sistemas Embarcados; Modelos de Computação (MoCs); Linguagens de Programação para Implementação de MoCs, Aplicações em Telecomunicações.
Materiais metálicos Visa o estudo e o desenvolvimento de ligas metálicas para diversas aplicações em engenharia, envolvendo a purificação de matéria prima, o estudo do processo de fabricação, tratamentos térmicos e termoquímicos e desempenho em uso (corrosão, ...).
Biomateriais, Biomecânica e Bioprocessos Visa desenvolver materiais para aplicações em implantes, além de projeto, fabricação e avaliação de desempenho dos mesmos em uso. Envolve também processos de separação, purificação e fracionamento de produtos naturais para aplicações em engenharia.
Materiais poliméricos Envolve a síntese e a caracterização de polímeros e compósitos de matriz polimérica, visando a obtenção de polímeros condutores, polímeros biodegradáveis e polímeros para revestimentos, entre outros.
Modelagem e Simulação Aplicadas a Materiais e Processos Visa estudar, sob a ótica da modelagem matemática e da simulação numérica, os processos e as tecnologias envolvidas com a produção, transporte e o desenvolvimento de materiais. Para tanto estudos relacionados aos fenômenos físicos; fortemente apoiados nos fenômenos de transporte, nas ciências dos materiais e na termodinâmica; são investigados.
Materiais e processos para mitigação e controle de impactos ambientais Visa desenvolver materiais e processos usados em controle ambiental (água, ar, solo,...), envolvendo a reciclagem de materiais, materiais que permitam economizar energia e aplicação de tecnologias para a redução das emissões de gases de efeito estufa.
Materiais nanoestruturados Visa desenvolver e caracterizar materiais nanoestruturados para aplicações especiais, tais como: polímeros condutores, super-redes de alta dureza, materiais magnéticos, filtros, sensores, entre outros.
Semicondutores e células solares Visa o estudo e a produção de materiais semicondutores, bem como a fabricação e caracterização de células solares e o desenvolvimento de módulos fotovoltaicos convencionais e concentradores.
Materiais metálicos Visa o estudo e o desenvolvimento de ligas metálicas para diversas aplicações em engenharia, envolvendo a purificação de matéria prima, o estudo do processo de fabricação, tratamentos térmicos e termoquímicos e desempenho em uso (corrosão, ...).
Materiais poliméricos Envolve a síntese e a caracterização de polímeros e compósitos de matriz polimérica, visando a obtenção de polímeros condutores, polímeros biodegradáveis e polímeros para revestimentos, entre outros.
Materiais e processos para mitigação e controle de impactos ambientais Visa desenvolver materiais e processos usados em controle ambiental (água, ar, solo,...), envolvendo a reciclagem de materiais, materiais que permitam economizar energia e aplicação de tecnologias para a redução das emissões de gases de efeito estufa.
Modelagem e Simulação Aplicadas a Materiais e Processos Visa estudar, sob a ótica da modelagem matemática e da simulação numérica, os processos e as tecnologias envolvidas com a produção, transporte e o desenvolvimento de materiais. Para tanto estudos relacionados aos fenômenos físicos; fortemente apoiados nos fenômenos de transporte, nas ciências dos materiais e na termodinâmica; são investigados.
Biomateriais, Biomecânica e Bioprocessos Visa desenvolver materiais para aplicações em implantes, além de projeto, fabricação e avaliação de desempenho dos mesmos em uso. Envolve também processos de separação, purificação e fracionamento de produtos naturais para aplicações em engenharia.
Materiais nanoestruturados Visa desenvolver e caracterizar materiais nanoestruturados para aplicações especiais, tais como: polímeros condutores, super-redes de alta dureza, materiais magnéticos, filtros, sensores, entre outros.
Semicondutores e células solares Visa o estudo e a produção de materiais semicondutores, bem como a fabricação e caracterização de células solares e o desenvolvimento de módulos fotovoltaicos convencionais e concentradores.
Sistemas de Computação Esta Linha de Pesquisa dedica-se ao projeto de sistemas integrados com ênfase no desenvolvimento de metodologias de teste e de tolerância a falhas capazes de garantir a robustez dos mesmos. Em especial, a Linha de Sistemas de Computação baseia-se no desenvolvimento de sistemas integrados através do uso de hardware reconfigurável (Field Programmable Gate Array – FPGA), bem como de Application Specific Integrated Circtuits (ASICs). Além disso, aborda pontos relacionados à otimização de Circuitos Integrados (CIs), tais como Low Power-, Aging- e Temperature-Aware Design e ao desenvolvimento de ferramentas de Electronic Design Automation (EDA). A Linha dedica-se também a estudar técnicas capazes de garantir o desenvolvimento de CIs visando Compatibilidade Eletromagnética (Electromagnetic Compatibility - EMC) e soluções em hardware e software para o projeto de Systems-on-Chip (SoC) robustos à Interferência Eletromagnética (Electromagnetic Interference - EMI) e radiação. Recentemente, a Linha tem enfocado o estudo de tecnologias emergentes, tais como o grafeno, para o projeto de CIs.
Engenharia Biomédica A Engenharia Biomédica combina princípios e conceitos das ciências exatas e das ciências da saúde, de forma multi e interdisciplinar, com vistas ao desenvolvimento de soluções inovadoras para a monitorização, a prevenção, o estudo da fisiologia, o apoio ao diagnóstico, o manejo e a terapia de condições clínicas e doenças crônicas e agudas. A linha de pesquisa em Engenharia Biomédica envolve estudos sobre a aplicação de sistemas de engenharia (modelamento fisiológico, simulação e controle) na análise de problemas biológicos; a detecção, a medição e o monitoramento de sinais fisiológicos (biosensores, instrumentação e imageamento biomédico); o apoio ao diagnóstico baseado em técnicas de processamento de sinais e imagens médicas; o desenvolvimento de procedimentos e dispositivos terapêuticos, farmacêuticos e de reabilitação; a concepção de dispositivos para substituição, manutenção ou aumento de determinadas funções orgânicas (órgãos artificiais); a análise computacional de dados clínicos (informática médica, banco de dados e técnicas de inteligência artificial); a criação de novos produtos biológicos e instrumentos de diagnóstico para análises de produtos sanguíneos; o desenvolvimento e a implementação de novos sistemas de telemetria para monitoração de pacientes.
Automação e Sistema Esta Linha de Pesquisa tem por objetivo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de sistemas de controle, automação, e eletrônica de potência. São estudadas as diversas etapas no projeto de sistemas de controle, desde a modelagem e identificação de sistemas, à análise e projeto de controladores visando o desempenho seguro e eficiente das mais variadas aplicações. No relativo a eletrônica de potência, são estudadas as principais estruturas de conversores estáticos. Assim como os critérios fundamentais de análise e projeto dessas estruturas. Os principais tópicos de pesquisa incluem: desenvolvimento de controladores avançados voltados ao desempenho e robustez, a modelagem e identificação de sistemas complexos, a análise de sistemas não lineares, o estudo e o desenvolvimento de conversores estáticos para o processamento de energia elétrica. Aplicações de interesse incluem o desenvolvimento de conversores estáticos dedicados a fontes alternativas de energia, tais como: painéis fotovoltaicos, controle de turbinas eólicas, sistemas sujeitos à saturação e atuadores de múltiplos estágios, entre outros.
Telecomunicações Esta Linha de Pesquisa dedica-se à P&D de novas tecnologias para telecomunicações, visando atender o contexto acadêmico e a demanda da indústria por inovação, desenvolvendo projetos complexos, no estado da arte das tecnologias envolvidas, consolidando pesquisa em produtos e processos de elevado valor agregado. Em especial, a Linha de Pesquisa contempla comunicações avançadas, sistemas wireless e wireless broadband, processamento de sinal adaptativo em tempo real, software defined radio, rádio cognitivo, sistemas MIMO, antenas e eletromagnetismo, phased arrays e smart antennas, beamforming, microondas e dispositivos, meta-materiais eletromagnéticos, eletromagnetismo computacional e design de circuitos integrados.