Histórico

A história da Escola Politécnica se iniciou no final dos anos 1950. Atualmente, 12 cursos de graduação, três programas de pós-graduação, diversos cursos de especialização e extensão fazem parte da Escola, que engloba as áreas de Engenharia, Informática, Ciências Aeronáuticas e Arquitetura e Urbanismo. A união dessas áreas de conhecimento possibilita uma formação interdisciplinar de profissionais qualificados para o mercado.

A disponibilização de espaços de aprendizagem especializados, como laboratórios de ensino, pesquisa e desenvolvimento, a interação com o Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (TECNOPUC), a conexão com a Raiar – Ambiente de Desenvolvimento de Startups), bem como os diversos convênios com empresas parceiras, ressaltam a interação da Politécnica com o mercado. Essa interação proporciona diversas oportunidades de qualificação e de trabalho aos seus estudantes durante e após a sua formação.

 

Cursos pioneiros

A Escola começou a nascer quando o Irmão José Otão assumiu a Reitoria, em 1954. Engenheiro, sempre alimentou o desejo de que a PUCRS criasse o curso e dotasse Porto Alegre de mais um centro de tecnologia. No dia 14 de dezembro de 1957, a União Sul-Brasileira de Educação e Ensino (USBEE) fundou a Escola de Engenharia. O seu funcionamento foi autorizado pelo decreto nº 47.005, de 21 de outubro de 1959, publicado no Diário Oficial da União do dia 3 de novembro do mesmo ano.

As atividades acadêmicas se iniciaram em março de 1960, com o curso de Engenharia Civil, tendo por local o Colégio Nossa Senhora do Rosário, na Praça Dom Sebastião. O reconhecimento definitivo desse curso foi concedido pelo Ministério da Educação por meio do decreto nº 52115, de 28 de junho de 1963, quando a Escola já funcionava no Campus da Avenida Ipiranga, com laboratórios especiais.

E novos cursos vieram: pelo decreto nº 61869, de 7 de dezembro de 1967, publicado no Diário Oficial da União no dia 12 de dezembro do mesmo ano, foram reconhecidas as graduações em Engenharia Mecânica e Elétrica.

Em 26 de setembro de 1968, a Escola de Engenharia passou a se chamar Escola Politécnica, e, em 25 de junho de 1970, ocorreu o reconhecimento do curso de Engenharia Eletrônica.

 

Os primeiros espaços físicos

Desde a fundação da Engenharia, os diversos cursos e as respectivas disciplinas começaram a montar os seus laboratórios especializados. Após a efetivação do convênio MEC/Leste Europeu/PUCRS, todos os equipamentos foram instalados em prédio próprio, em 1967, chamado de pavilhão da Mecânica, com uma área de 750 m². Nesse prédio, de nº 14, foram instalados o Laboratório de Tecnologia Mecânica para atender ao curso de Engenharia Mecânica e à Escola Profissional Champagnat.

Enquanto o laboratório se dedicava ao ensino de Máquinas Operatrizes, Conformação Mecânica, EnsaiosMetalográficos, Ensaios Mecânicos Destrutivos, Máquinas Térmicas, Termodinâmica, Soldagem e Metrologia, a Escola Profissional Champagnat tinha caráter industrial.

 

O nascimento da Informática

A área de Informática da PUCRS nasceu em 1971, quando houve a criação de departamento de Informática no Instituto de Matemática. Era responsável pelas diversas disciplinas de Computação e Informática que existiam em diversos cursos da PUCRS. Seis anos depois, tornou-se o Instituto de Informática.

O primeiro curso surgiu em 1983: bacharelado em Informática, que tinha como foco a modelagem computacional e o desenvolvimento de algoritmos para a solução de problemas complexos.

 

Novos laboratórios e novo prédio

Em 1973, o Laboratório de Tecnologia Mecânica agregou-se aos setores Gráfica e Marcenaria da Escola Profissional Champagnat. No mesmo pavilhão da Mecânica, foram instalados os Laboratórios de Materiais de Construção Civil e de Mecânica dos Solos para atender ao curso de Engenharia Civil. Os Laboratórios de Eletrônica e de Eletrotécnica foram instalados no prédio 10, que sediava também o Instituto de Física com os seus laboratórios.

Nesse período um novo curso foi criado, em sessão do Conselho Universitário, realizada no dia 13 de novembro de 1975: Engenharia Química.

Em 1983, as aulas foram transferidas para o prédio 30, o novo centro de tecnologia da PUCRS, para abrigar também o Instituto de Informática. O pavilhão da Mecânica foi anexado ao novo edifício. Ao longo da década, foram incrementados os laboratórios de diferentes áreas.

 

O começo do pós-graduação

No início dos anos 1990, devido ao conjunto de projetos de pesquisa em andamento e ao corpo docente qualificado, começaram os programas de pós-graduação em Ciência da Computação e em Engenharia Elétrica.

O Mestrado em Ciência da Computação foi criado em 1993. No mesmo ano, o Mestrado em Engenharia Elétrica começou a funcionar.

 

Pioneirismo em Ciências Aeronáuticas

Pioneiro na América do Sul, o curso de Ciências Aeronáuticas foi criado mediante convênio de intercâmbio e cooperação científica realizado entre a PUCRS e a empresa VARIG, em 1993. A empresa aérea percebia a necessidade de melhor preparar seus profissionais para desafios resultantes da globalização e do constante avanço da tecnologia aeronáutica. A Universidade aceitou o desafio e assumiu integralmente a condução do processo, estruturando um curso reconhecido internacionalmente e dirigido ao mercado de aviação como um todo.

No dia 7 de outubro de 1993, em reunião do Conselho Universitário da PUCRS, foi criado o Instituto de Ciências Aeronáuticas, que passou a se denominar Faculdade de Ciências Aeronáuticas em 1998. O curso foi homologado desde sua origem pelo Ministério da Aeronáutica/DAC, hoje ANAC, e reconhecido pelo MEC desde maio de 1997.

 

Inovação na Arquitetura

No dia 24 de agosto de 1996, a PUCRS criou a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. O curso de graduação surgiu a partir de uma proposta educacional inovadora, visando a preparar o egresso para a sua inserção no mundo do trabalho como profissional competente nas diversas atribuições legais da titulação.

O projeto do curso enfatizou, desde o primeiro currículo, o desenvolvimento da autonomia do estudante nas atividades curriculares, em especial na prática de projeto. Destacando-se o compromisso da produção do arquiteto e urbanista com a qualificação da vida urbana e a valorização, conservação ou requalificação do patrimônio ambiental, histórico e artístico.

 

Mudanças de nome e novidades

No final dos anos 1990, em razão de uma reforma na estrutura da PUCRS, o Instituto de Informática tornou-se Faculdade de Informática, e o Instituto de Ciências Aeronáuticas tornou-se Faculdade de Ciências Aeronáuticas. Em dezembro de 1999, a Escola Politécnica tornou-se Faculdade de Engenharia.

Na graduação, novos cursos foram criados, em consonância com o mercado de trabalho. Engenharia de Controle e Automação data de 17 de fevereiro de 1999. O curso de Sistemas de Informação foi criado em 1999 e lançado no Campus Zona Norte, que a PUCRS mantinha na Avenida Baltazar de Oliveira Garcia. Em 2002, passou a ser oferecido no Campus Central. O curso de Engenharia de Computação nasceu numa parceria entre as Faculdades de Engenharia e de Informática. A aprovação ocorreu na sessão de 8 de novembro de 2001 da Câmara de Ensino de Graduação sob parecer nº 07/01.

No mesmo ano, para alinhar-se às orientações da Sociedade Brasileira de Computação, o curso de Informática foi renomeado para Bacharelado em Ciência da Computação.

Ainda em 2001, foi lançado o Mestrado em Engenharia e Tecnologia de Materiais, criado em parceria com a Física e a Química, que se caracteriza por agregar profissionais de várias especialidades no estudo das propriedades, processamento e aplicações de materiais.

Em 22 de outubro de 2002, foi aprovada a criação do curso de Engenharia de Produção.

 

Cursos de doutorado e novas instalações

Com a crescente produção científica qualificada e projetos de pesquisa, houve avanço na pós-graduação. Em 2005, iniciou-se o Doutorado em Ciência da Computação e, em 2007, o Doutorado em Engenharia e Tecnologia de Materiais.

Devido ao crescimento do TECNOPUC, os diversos projetos de pesquisa e desenvolvimento realizados na Faculdade de Informática, em parceria com empresas de Tecnologia da Informação, demandavam mais espaço físico. Assim, em 2008, a Faculdade de Informática mudou-se para o prédio 32, que conta com espaços para laboratórios e centros de pesquisa e desenvolvimento para projetos de Computação e Informática.

Nesse novo espaço, em 2015, foi lançado o curso de Engenharia de Software, criado a partir do contexto e da demanda da indústria de software regional e nacional, no qual grandes empresas necessitam de profissionais qualificados em processos, métodos e ferramentas de TI para produzir, de maneira sistemática e eficaz, softwares robustos e de qualidade.

 

O futuro agora

Em 2017, no contexto de uma série de inovações e melhorias da Universidade, que envolvem o aprimoramento da gestão administrativa, inovação didático-pedagógica, criação e adaptação de ambientes de ensino-aprendizagem, a Escola Politécnica foi criada.

Surge no contexto em que a PUCRS possui a melhor pós-graduação do Brasil, é considerada uma das melhores Universidades do País e exterior, possui professores altamente qualificados e está pronta para qualificar profissionais aptos a enfrentar os desafios de um mundo em constante evolução.


Acesse aqui a linha do tempo da Escola Politécnica.