Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Cursos,Especialização,Extensão,MBA,Idiomas,Educação,Vestibular,Pós-Graduação,Educação

Cursos

Graduação

Pós-Graduação

MBA

Vestibular

Políticas de Pesquisa

As políticas de pesquisa da PUCRS têm por finalidade a consolidação de uma cultura de pesquisa na instituição, por meio do incentivo e apoio à criação ou fortalecimento de grupos, núcleos, laboratórios e centros de pesquisa; do estímulo à ampliação de atividades de iniciação científica junto aos alunos de graduação; da valorização dos projetos interdisciplinares; do incentivo à apresentação de trabalhos científicos em eventos nacionais e internacionais de relevância; da divulgação dos resultados das pesquisas desenvolvidas; do estímulo à publicação em revistas científicas indexadas de alto impacto; da constante busca de integração Ensino – Pesquisa – Extensão, da ampliação da internacionalização; e da definição e implementação de sistemática de acompanhamento e avaliação das pesquisas, incorporando critérios de qualidade e relevância científica e social.

Na sociedade do conhecimento a Universidade tem papel de destaque, visto que é o locus tradicional da produção do conhecimento. A PUCRS, como instituição universitária de investigação, propõe-se a:

  • entender a atividade de pesquisa como o principal mecanismo do desenvolvimento científico e tecnológico e de transferência de conhecimento para a sociedade, com forte potencial de contribuição para o desenvolvimento econômico, social e cultural;
  • reforçar o papel da pesquisa como o grande diferencial de qualidade da PUCRS;
  • promover a pesquisa consoante com as áreas e linhas de pesquisa dos seus programas de pós-graduação;
  • oferecer estruturas institucionais de nucleação de pesquisa na Universidade.

A PUCRS reconhece que uma universidade de qualidade é caracterizada pela integração entre ensino, pesquisa e extensão, orientada pelas demandas da sociedade na qual está inserida. Para agilizar tal integração, a PUCRS propõe:

  • ampliar o número de alunos de graduação atuando nos projetos de pesquisa via ampliação das bolsas de IC, provenientes das agências de fomento ou da própria Universidade;
  • consolidar grupos, núcleos, laboratórios, centros e institutos de pesquisa com a participação, na medida das possibilidades, de docentes e alunos da graduação;
  • estimular a ação dos docentes, em especial os docentes credenciados permanentes em programas de pós-graduação, na pesquisa, pelo avanço do conhecimento nas diferentes áreas, ou na qualificação da atividade docente na graduação e pós-graduação;
  • gerar oportunidades internas de fomento e viabilização de pesquisas nas áreas menos privilegiadas pelas agências, em projetos interdisciplinares. Persiste o debate acerca das maneiras pelas quais o desenvolvimento sustentável pode ocorrer e, dentre estas maneiras, ressalta-se a interdisciplinaridade do conhecimento. Em relação a este aspecto, a PUCRS propõe:
  • disseminar as boas práticas de estudos de casos de diálogo entre diferentes disciplinas, ressaltando princípios e estratégias da interdisciplinaridade;
  • reforçar a integração das diferentes ações na pesquisa com as áreas de ensino e extensão na Universidade;
  • estimular a pesquisa interdisciplinar, envolvendo esforços conjuntos entre diferentes áreas de conhecimento na Universidade;
  • reestruturar e melhorar o acompanhamento das estruturas de nucleação da pesquisa na instituição: grupos, laboratórios, núcleos e centros de pesquisa;
  • reforçar a ação dos institutos de pesquisa em áreas onde a Universidade detém reconhecida competência, com foco na sustentabilidade e na ação interdisciplinar;
  • buscar o equilíbrio entre a pesquisa básica e a aplicada, visando reforçar a posição da PUCRS como um importante pólo e referência da pesquisa no país;
  • desenvolver ambientes que propiciem a convivência e potencializem as ações de ensino e pesquisa interdisciplinares, tais como o Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (TECNOPUC) e a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica RAIAR;
  • consolidar a Rede INOVAPUC, visando integrar os atores relacionados com o processo de pesquisa na Universidade.

A inovação, relacionada à noção de ruptura, é um processo estratégico do qual fazem parte as ações de busca, descoberta, experimentação, desenvolvimento e adoção de novos produtos, processos ou técnicas organizacionais capazes de agregar valor às organizações. O empreendedorismo, como ato de identificar oportunidades e alavancar mudanças, também é um ato de transformação da ordem dominante, e significa mudar as condições vigentes em um determinado ambiente, mediante a utilização de novos recursos, ou mediante a utilização, de novas maneiras, dos recursos disponíveis. Em direção à construção de uma Universidade empreendedora, a PUCRS, visando consolidar sua posição de vanguarda e criar condições para avançar neste processo, propõe:

  • estimular, via reconhecimento de mérito, o pesquisador avaliado em processo sistemático com base na transparência e honestidade, de modo a incentivar o aumento da produção acadêmica e da construção e participação em redes de cooperação nacionais e internacionais;
  • apoiar projetos de pesquisa e desenvolvimento em áreas críticas para o desenvolvimento do país, com ênfase na inovação;
  • reforçar os ambientes de inovação da Universidade (TECNOPUC e Incubadora RAIAR), com foco central na pesquisa; consolidar a Rede INOVAPUC, visando dar mais organicidade às ações das Unidades de Apoio à Pesquisa;
  • consolidar a atuação do Escritório de Transferência de Tecnologia (ETT), visando institucionalizar o setor de apoio a patentes e registros do conhecimento gerado no âmbito dos projetos de pesquisa da Universidade;
  • estender para as dimensões de ensino e extensão os resultados das pesquisas desenvolvidas na Universidade; posicionar cada vez mais a Universidade como um vetor do desenvolvimento econômico, social e cultural da sociedade onde estamos inseridos.

A sustentabilidade da pesquisa, incorporada aos critérios de qualidade e relevância científica na PUCRS, requer:

  • desenvolver um ambiente propício e mecanismos institucionais adequados, bem como um modelo de gestão que atenda às necessidades da pesquisa;
  • valorizar a sustentabilidade dos projetos de pesquisa, fornecendo suporte aos pesquisadores na elaboração, no encaminhamento, na implantação, no acompanhamento e na prestação de contas desses projetos;
  • buscar constantemente fontes alternativas de financiamento à pesquisa; ampliando as fontes de captação de recursos para o Fundo de Pesquisa da Universidade, visando apoiar áreas emergentes e estratégicas para a PUCRS;
  • alinhar as ações de captação de recursos às oportunidades das agências de fomento públicas e da sociedade em geral, sejam empresas, entidades ou organizações do Terceiro Setor, alinhando os investimentos em pesquisa da Universidade com as políticas, diretrizes e oportunidades das agências de fomento do governo (CNPq, CAPES etc.) e da sociedade.

O processo de estabelecer e aperfeiçoar políticas de pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico no âmbito de abrangência da PUCRS tem a ética como fundamento. Neste sentido, a Universidade manterá o Escritório de Ética em Pesquisa (EEP) atuante, visando garantir a integridade da pesquisa, por meio de seus Comitês de Ética: Comitê de Ética na Pesquisa (CEP), Comitê de Ética para o Uso de Animais (CEUA) e Comitê de Ética do Desenvolvimento Científico e Tecnológico da PUCRS (CEDECIT).

A internacionalização é marca da atualidade e dos mecanismos globais de relações entre as universidades. Neste contexto a PUCRS propõe:

  • estimular a internacionalização da pesquisa via parcerias com universidades e centros de pesquisa, visando à ampliação da inserção científica internacional;
  • incorporar a dimensão internacional nos programas e centros de pesquisa;
  • estabelecer centros de excelência com laços de cooperação internacional;
  • divulgar os resultados das pesquisas e intercâmbios de conhecimento através de redes e sistemas de comunicação internacionais;
  • participar em redes e programas de pesquisa e desenvolvimento internacionais;
  • criar condições para a mobilidade internacional dos pesquisadores, bem como a recepção de pesquisadores estrangeiros;
  • fomentar pesquisas sobre temas internacionais e globais;
  • desenvolver política visando à qualificação dos periódicos da PUCRS, com foco especial no processo de indexação internacional.