Poesias
Temas: NEGRO

Ainda somos escravos

Cada símbolo cada gesto
Cada momento em ação
Esse é o espaço da gente
Demolir a escravidão
Que ainda corrói agente

Falar de consciência negra
Não é coisa tão banal
É um jeito diferente
De se questionar
Não queremos troféu
Só que saia do papel
Leis que protegem a gente

20 de novembro
É uma data especial
Para juntos refletirmos
A indiferença social
Cada irmão em seu dever
Juntos combater
Essa questão racial

Dia da consciência negra
É símbolo de luta e liberdade
Que nossas mãos não se cansem
Nossa voz não se cale
Devemos ter na memória
Se guiemos as mesmas trilhas
Do nosso herói zumbi
Modelo da igualdade

Nosso povo nossa gente
Nossos heróis nossos irmãos
Deu a vida pelos seus
Não queria guerra não
Só queria ser mais gente
Viver a vida decente
Sem chicote, sem grilhões

A cada canto da terra
Há uma senzala, um porão
Há um engenho, um tronco
Um negro é chicoteado
Há um feitor de plantão

Cada hora cada minuto
Cada momento em vão
Um irmão é tombado acho
Cada momento é cruel
Uma mulher é estuprada
Morta violentada
Essa é a triste questão

Essa tal desigualdade
Parece não ter solução
Já não podemos aceitar
Tanta discriminação
Chega de hipocrisia
Queremos mais respeito
Nossa cidadania.


de Maria da Conceição Amparo Alves
Ipiaú - BA - por correio eletrônico


::: Voltar :::

Envie sua Contribuição
clique aqui
Poesias   
Artigos
Crônicas
Mensagens
Página do Leitor

Veja também:
Datas Comemorativas
     • Amizade
     • Consciência Negra
     • Dia de Ação de Graças
     • Dia Nacional da      Juventude
     • Direitos Humanos
     • Índio
     • Mãe
     • Meio Ambiente
     • Mulher
     • Namorados
     • Natal
     • Pai
     • Páscoa
     • Pátria
     • Paz
     • Professor
     • Semana do Trânsito
     • Volta às aulas

Dicas de Sites
Dinâmicas
Grêmio Estudantil
Grupo de Jovens
Projetos Pedagógicos

Um jornal de ideias:
Conheça o Mundo Jovem