250 anos do nascimento de Humboldt

Naturalista prussiano que inspirou o trabalho de Charles Darwin.


Relacionamento - MCT

Compartilhar:

Nascido na Prússia – atual Alemanha – em 14 de setembro de 1769, Alexandre von Humboldt foi o naturalista e explorador mais conhecido de sua época. Durante sua expedição pelas Américas (1799-1804), o naturalista coletou plantas e animais, mediu temperaturas e montanhas e registrou dados de latitude e longitude. Narrativa pessoal, o relato em sete volumes desta expedição – o qual Charles Darwin, segundo seu próprio depoimento, “conhecia de cor” –, foi inspirador para o autor de A Origem das Espécies decidir embarcar no Beagle.

Humboldt foi responsável por desenvolver as bases de ciências como a geografia, geologia, climatologia e oceanografia. Dentre seus principais estudos, destacam-se a origem das tempestades tropicais, a taxa de decaimento da temperatura média com o aumento da altitude acima do nível do mar, a descoberta da diminuição da intensidade do campo magnético terrestre dos polos ao Equador, e a comprovação da origem ígnea das rochas. O mais importante, contudo, é que Humboldt revolucionou a forma de se ver o mundo. Ele descobriu conexões e relações por toda parte. Nessa grande cadeia de causas e efeitos, nenhum fato pode ser considerado de forma isolada”, escreveu.

Durante a passagem pelo Equador, Humboldt conquistou renome mundial ao alcançar, junto de seus companheiros de viagem, ao chegar no o topo da montanha mais alta do mundo até então conhecida: o Monte Chimborazo, um vulcão andino inativo em forma de cúpula, com 6.400 metros de altitude.

Foi durante o retorno dessa expedição, pela costa do Oceano Pacífico, que Humboldt descobriu e estudou a corrente fria que se movia pela costa peruana, a qual recebeu seu nome em forma de homenagem.

Devido às inúmeras contribuições para a ciência, o nome de Humboldt foi utilizado para denominar cerca de quatrocentas espécies de animais e vegetais, pontos topográficos, institutos, monumentos, museus, parques e estradas.

Marcas da Evolução, Mamíferos Aquáticos e o Espaço Wallace são exposições do Museu que abordam temas influenciados pelo trabalho de Humbolt.

Para programar sua visita ao Museu, acesse pucrs.br/mct/visiteomuseu. O Museu funciona de terça a sexta, das 9h às 17h, sábados e domingos, das 10h às 18h.