27/03/2020 - 07h49

Medidores eletrônicos de múltipla tarifação de energia elétrica

Ensaios para Tarifa Branca – Portaria INMETRO n.° 520 de 2014

Este texto é complementar ao já publicado em nossos canais, sugerimos a leitura antes da continuação deste texto. Link: http://www.pucrs.br/labelo/tarifa-branca-novidade-na-modalidade-tarifaria-no-brasil-tem-novos-criterios-de-adesao-para-2019-e-2020/

Os ensaios de relógio prescritos pela portaria INMETRO n. ° 520 de 2014 são ensaios adicionais àqueles apresentados na portaria INMETRO n. ° 587 de 2012. Isso quer dizer, caso o medidor de energia possua a função de relógio, para atender a Tarifa Branca, deverá passar por todos os ensaios de ambas as portarias.

Alguns termos que a portaria INMETRO n. ° 520 apresenta em seu item 2, são importantes para o entendimento e apresentaremos a seguir:

  • Medidor eletrônico de múltipla tarifação: medidor destinado a medir e a indicar o consumo de energia elétrica em diferentes postos tarifários:
  • Posto tarifário: cada um dos períodos de tempo pré-programados nos quais são registrados e acumulados, separadamente, os dados de energia do ponto de medição.
  • Relógio do medidor: dispositivo que mede e registra a data e a hora do medidor.
  • Exatidão do relógio: variação do erro na indicação de tempo do medidor de múltipla tarifação dentro de um intervalo de tempo específico.

Assim, quando o consumidor aderir à Tarifa Branca, caso não tenha instalado em sua residência um medidor eletrônico de múltipla tarifação de energia elétrica, a concessionária fará a troca por um modelo compatível. Relembrando, que conforme a ANEEL temos os postos tarifários conforme indicado a seguir:

Nos dias úteis, temos 3 valores de tarifa, aplicados de acordo com os períodos (postos):

  • Ponta: tarifa mais elevada;
  • Intermediário: tarifa de valor intermediário; e
  • Fora Ponta: tarifa de valor menor.

Nos fins de semana e feriados nacionais, o valor é sempre da tarifa Fora de Ponta.

Então, uma das características que diferenciam um medidor de múltipla tarifação para um que não possua esta função, é a apresentação e registro dos postos tarifários para o consumidor. Este precisa saber quanto consumiu em cada posto tarifário, para assim, ser cobrado pela concessionária de forma correta. Pois, dependendo do posto tarifário o horário da energia é mais caro ou barato.

Estes códigos apresentados no mostrador do medidor de energia elétrica (1 por vez de forma cíclica), são padronizados para que todos os fabricantes sigam a mesma regra, e também para facilitar o usuário sua leitura e identificação. A seguir apresentamos os códigos ABNT. Muitos fabricantes apresentam no mostrador qual o posto tarifário atual, não é uma regra, porém facilita a visualização pelo cliente. Essa indicação, muitas vezes são apresentadas como: T1, T2 e T3 indicando energia Ativa Ponta, Energia Ativa Intermediária e Energia Ativa Fora Ponta.

Nome do Canal Código ABNT
Total Geral Energia Ativa (kWh) 03
Total Energia Ativa Ponta (kWh) 04
Total Energia Ativa Reservado (kWh) 06
Total Energia Ativa Fora Ponta (kWh) 08

A tabela acima apresenta apenas os códigos dos postos tarifários para a Energia Ativa Direta, quer dizer, aquela consumida pelas residências e pequenos comércios (Grupos B1, B2 e B3). É necessário deixar claro que, caso o consumidor tenha geração de energia através de módulos fotovoltaicos (painéis solares), e opte pela tarifa branca, quando este cliente está gerando mais energia do que consumindo, os códigos incrementados serão outros, pois se trata de Energia Ativa Reversa.

O código ABNT 03, que apresenta o total de energia Ativa, é o que praticamente todos os consumidores residenciais, que não tenham aderido à Tarifa Branca, pagam no final do mês. Porém, a grande diferença é que esses consumidores não possuem cobrança diferenciado durante o dia, pagam a chamada tarifa convencional, um valor único, independente do horário do dia. O código 03, que é a totalização de energia ativa é a soma dos postos tarifários, assim, independentemente do horário do dia, o código 03 sempre será incrementado.

O caminho a seguir leva ao site da ANEEL, onde eles apresentam os valores de cada posto tarifário para todas as concessionárias do Brasil. Link: https://www.aneel.gov.br/tarifa-branca

Agora acreditamos que ficou mais fácil entender o porquê da aplicação da portaria INMETRO n. ° 520 de 2014. Como quem aderir a Tarifa Branca, pagará um valor (R$/kWh) diferente dependendo do horário do dia, é necessário garantir com testes a eficiência dessa medição em todos os postos tarifários, assim como avaliar a precisão do relógio do medidor de múltipla tarifação de energia elétrica.

Falaremos mais especificamente dos ensaios em medidores eletrônicos de múltipla tarifação de energia elétrica, em um próximo texto.

Escrito por:
Eng. José Teodoro dos Santos Júnior
[email protected]
Analista de laboratório – LABELO/PUCRS

Compartilhe

Leia Mais Veja todas

Últimas Notícias

Veja todas notícias